Testes do CIAT colocam arroz importado pela firma de Delfim Neves numa qualidade equivalente a podre

Cerca de 900 toneladas de arroz importado pela firma D.S. Neves Limitada, de Delfim Neves, está infestado com fungos, restos mortais de larvas e outros insectos. Quem o diz é o Centro de Investigação Agronómica e Tecnológica de São Tomé e Príncipe que analisou a qualidade do arroz importado.

As análises feitas pelo CIAT, no passado dia 6 de Junho, sobre amostras das 900 toneladas de arroz importadas pela firma DS Neves propriedade do Secretário Geral do PCD, Delfim Neves, produziu o seguinte resultado : «Foram observados fungos nomeadamente Rhyzopus, Aspergillus nigri ,Aspergillus sp. E Penicillium sp. De salientar que alguns destes são produtores de micotoxinas», refere o resultado das análises feitas pela instituição competente, o CIAT.

O CIAT acrescenta ainda que foram observados «restos mortais de larvas e adultos de coleópteros, e tambem a presença de insectos vivos (Temnochila sp e Tenebroides sp)».

O resultado da análise de qualidade do arroz importado pela firma de Delfim Neves, foi divulgado pelo partido ADI.

O leitor pode consultar uma cópia dos testes feitos pelo CIAT, para comprovar a qualidade alegadamente podre, do arroz importado e que está a ser comercializado no mercado nacional. Clique -Análise Laboratorial

Abel Veiga

  1. img
    trindadense Responder

    este Homem que merece ser preso,vai la vender cabra no gabão seria melhor coisa.

    • img
      Carlos Espirito Santo Responder

      AH Ah ah
      Pronto, Omali tugú, ngué sebé landá ca landá. Os marinheiros começaram a saltar do barco deixando sozinho a capitão. Ate o Abel parece que saltou do barco quando viu o mar revolto e que afinal o capitão não tem escrúpulo para dirigir o barco. Palmas ao Abel por defender verdade e só verdade deixando afónico muita gente como eu que te apontou o dedo. Deste chapada sem mãos a muita gente com essa publicação, eu sou um deles. Parabéns. Delfim Neves, ficaste sozinho no barco a deriva e a deixar entrar água por todos os lados, portanto,Bye bye. Deus é grande.

      • img
        Plano Responder

        Quem quer intender o nível de maldade de certos políticos na nossa praça é só se fixar neste, mais um, caso. E também quanto o ministério públicos e os tribunais defensores dos corruptos …. vamos ver que contorno darão a mais este caso. Mas estou seguro, da justiça Divina. Hein, um país que não produz nada e que é dependente da bondade dos parceiros que esses mesmos políticos passam tempo a rogar para “ajudarem o país” … onde está Pinto da Costa que no Discurso de tomada de posse falou sobre a TOLERANCIA ZERO Á CORRUPÇÃO? E onde está o Gabriel Costa (4 dias seguidos a passar na tvs reportagem da sua visita a Angola)? onde está esse deputado de MDFM/PL que passa o tempo fazendo rir os deputados nas seções parlamentares que disse que o arroz é de boa qualidade?
        Um dia vocês vão pagar o mal que têm feito ao meu país e ao meu povo.

    • img
      Dias Responder

      O Delfim não é culpado do caso. O culpado é quem autorizou a saída do arroz ao mercado e as pessoas que deram depoimento a respeito do arroz ser de boa qualidade :Estou a falar do senhor Vabu.
      Será que atentando contra saúde ou coisa semelhante não é crime meus defensores da justiça? Não entendo nada disso, mas importar produtos com esta qualidade francamente …

    • img
      Espírito S Responder

      É importante reconhecer ao homem alguma sorte e um certo jeito para coisa pq segundo alguns comentários o Político acima exposto foi um dos mais votados das recentes eleições presidências, por isso seguia se um conselho deixe a política e dedica-se as suas empresas talvez como empresário teria maior sucesso e lembre se que como empresário de sucesso poderá ajudar a sua comunidade a desenvolver e talvez o seu país de forma mais discreta e saudável.

    • img
      Espírito S Responder

      Lamentável toda está situação da envolvência sem prescindentes que se está a observar na sociedade política santomense. Há quem diga que o verdadeiro mal ainda está para vir, sim porque estamos nós preocupados com a mal da primeira geração e meia de santomenses, que muito mal têm feito para retrocesso do desenvolvimento do país que lhe sérvio de “berço”, geração essa que apenas tem como ponto de partida a independência de 12 de julho de 1974, então meus caríssimos esperem então para verem o que farão os da segunda e terceira geração, todos corrompidos pela ganancia do poder frágil, sim pq ser ministro em STP é como colocar álcool numa superfície (waiting, waiting), todos vão e ninguém fica. Se fomos a ver os quadros Santomenses estão todos na sua grande maioria enquadrados em lugares que lhes favorecem, ninguém trabalha com imparcialidade, ninguém dedica-se as áreas que são realmente competentes, todos ambicionam a politica, sim todos pq o santomense mais elementar até ao mais… têm essa ambição, questionados com o pq desta ambição na maioria das vezes refugiam se numa frase de circunstância dizendo se aquele pode eu não posso? a politica Santomense esta de tal forma tão manchada que qualquer um acha que consegue fazer “menos pior” .

    • img
      Vai ou racha. Responder

      Não terá para mim, nenhum tipo de documento para justicificar e esta pouca vergonha.
      Porque da forma que conheço os malandros de sempre, vão inventar coisas para justificar e querer enganar as pessoas.

      Credo STP….

  2. img
    Patrao do Josue Responder

    Por causa de toda esta história do arroz importado, eu também fiz o meu próprio teste em casa, hoje em minha casa.

    Eu disse ao meu empregado Josué para dar o arroz ao cão para ele comer e ver se estava bom. A ideia que eu tive era que se não acontecesse nada com o cão, eu também poderia comer a seguir o arroz.

    Josué fez isso, coseu o arroz e deu para o cão. O cão comeu o arroz todo e Josué disse-me que o cão estava bem, já tinha até feito as suas necessidades.

    Vendo isso, eu comi também o arroz e quando estava a acabar de comer, entrou o Josué a chorar a dizer que o cão tinha morrido. Josué chorava desalmadamente e só dizia, patrão o cão morreu.

    Eu fui a correr para o hospital e pedi lá para me fazerem uma lavagem ao estômago, tal era a minha preocupação e resolvi voltar outra vez para casa.

    Apesar de ter feito a lavagem ao estômago, continuava preocupado e assim que cheguei a casa perguntei ao meu empregado:

    - Josué, o cão demorou muito a morrer depois de comer o arroz?

    ao que ele me respondeu ainda chorando

    - Não patrão, o cão ia na estrada, veio o carro e matou……………..

    • img
      E. Santos Responder

      Isto é que é sofrer com sorriso nos lábios. È assim que olham para nós africanos. Mas valeu o seu bom humor. Como fazer? Non naí za!! Aguenta só.
      Se fosse na Europa, estavam todos deprimidos a se atirarem da ponte.
      Preto é duro por isso abusam.

    • img
      E. Santos Responder

      E os chineses a venderem arroz Xau Xau…
      Meua amigos, ainda que o arroz não fosse impróprio ao consumo, o Ministerio solicitou compra de arroz branco e comprido. Como é que compram e o ministério aceita arroz amarelo e partido?
      Esse governo só tem 6 meses e o PCD já está a mostrar os dentes.
      Esses camaradas não têm emenda.
      Se Pinto da Costa e o MLSTP fossem espertos aproveitavam a deixa para perderem a dependência do PCD e particularmente das ameaças do Delfim Neves.
      Vamos esperar para ver a estratégia do MLSTP.
      Por mim PCD deixava já de ser partido. Não querem alterar a lei eleitoral? Aproveitavam e punham uma cláusula de que os partidos que enganavam o POVO deixavam logo de poder concorrer a eleições.

    • img
      Wanderley Responder

      Esta está muito boa

  3. img
    João Carlos Responder

    Oh, kidalêoooooooooooooooooo…salvem este povo, por amor de deus…pessoal vai morrer todos.

  4. img
    Negro de STP Responder

    Palavra para quê?
    Não compriendo como que arroz desta qualidade passa pela Alfandiga e seja autorizado a vender para o publico
    O povo de S.Tomé esta a ser tratados como animais isto não pode continuar.
    O
    povo de S.Tomé não pode continuar a escolher estes politicos para governar ;Qual é o moral que o PCD tem para andar ai a fazêr queixa crime
    De certesa que estes politicos não comem este arroz em suas casa gostaria vêlos a comer este arroz .
    Onde é que anda a justiça ?

    • img
      Neima Cassandra Responder

      Antes de mais deixa-me cumprimentar o Abel – Telanon pela isenção dos seus artigos, contrariamente ao que diz as pessoas do ADI quando são lançados alguns artigos contra os seus dirigentes.
      Concordo perfeitamente contigo, porque sinceramente as autoridades deste país tem brincado com o povo, senão vejamos:
      1. Qualquer produto alimentar ao chegar ao país deve e parece-me ter sido feita inspeção do próprio CIAT antes de ser desalfandegado.
      2. Após a inspeção do CIAT, as alfandegas e as autoridades portuárias cobram os respectivos impostos e taxas e autorizam a saída da mercadoria do Porto e consequente comercialização ou seja venda ao público.
      Desta feita ao que se sabe o produto chegou ao país foi endossado ao estado ( estado comprou) foi o próprio estado quem tratou de todos os documentos para a sua legalização e é esse mesmo estado que comercializou ou está comercializando o produto para as populações.
      Passados que foram cerca de 30 dias em que a população já comsumiu grande parte do arroz é uma instituição do próprio estado que vem dizer que o arroz tem as qualidades que tem mas este mesmo técnico analista não recomenda a suspensão da venda nem assume como tal a qualidade de produto nem sequer apresenta nas suas análises um quadro comparativo dos parâmetros normal para o consumo humano. Então pergunta-se:
      Esta análise foi devidamente encomendada por quem?
      Sabendo que o ADI foi o primeiro a dizer que o arroz não tem qualidade, no entanto o CIAT num primeiro momento autorizou a saída do porto.
      O analista o “Químico” Severino do E.Santo, é dirigente membro da comissão política do ADI, que ilações se poderá tirar disso. Não será que o próprio esta fazendo política para beneficiar o seu partido?
      Sendo certo que o Governo após a recepção dos resultados de análise do senhor Severino, desconfiado com os resultados solicitou analises em Portugal através de ASAE. Não será prudente que a Directora geral do CIAT aguardasse a chegada dos resultados da ASAE para concluir o verdadeiro estado de arroz já que a estação de pótó não tem os equipamentos adequados para analise do produto sobretudo no que tange a aditivos que possam por em causa a saúde humana? Caso os resultados de ASAE venha a contrariar o senhor Severino, como é que ficará este processo.
      Se vier a confirmar quais serão as responsabilização a ser feita pelos autores? Não direi apenas ao importador. Desde próprio CIAT, que autorizou desalfandegar o produto, e todas outras autoridades envolvidas no processo de venda e fiscalização. Espero que não seja mais uma manobra do senhor Severino aquando da STP trading, em que as suas analises eram de todo contraditório com o da ASAE. A ver vamos. Tchaoêê!

      • img
        E. Santos Responder

        Você não gosta do seu POVO. Já está a meter política nisso para confundir os mais destraídos.
        Só o facto de um Estado recomprar algo que é seu já é uma grande fraude. Então o Estado dá dinheiro para irem comprar arroz por ele e quando o arroz chega o próprio estado compra algo que é seu??? Isso cabe na cabeça de alguém? Que raio de negócio é esse. Quem é o burro ou o esperto que pensou nisso?
        Depois de comprar o seu próprio arroz o Estado vende para o Delfim a um preço mais baixo (para o conseguir vender no mercado interno) o que significa que o Estado ainda perde dinheiro com a sua compra.
        Este negócio é tão difícil que Delfim Neves deveria deixar e passa-lo para mim. Vê lá se ele faz isso.
        Só lhe vou pedir uma coisa. Quando vocês encomendarem a contra-análise a ASAE, peçam a ASAE que se desloquem a São Tomé e Príncipe para serem os próprios a vir cá fazer a recolha da amostra a ser analisada de forma isenta.
        Não nos metam dedo nos olhos, e sejam vocês a enviar a amostra para Portugal, porque nós já sabemos que vocês vão pegar no arroz Cigala e fazer de conta que é este arroz amarelo e partido. Para depois dizerem que ASAE disse….
        Quem não conhece a vossa malandragem que vos compre. Acham? Nancê ça ploco manjoca. Vão enganar outro. Este POVO está forto da vossa inocência. Uns bebés que vocês são, tão cheios de pureza que transborda.

        • img
          Rui Castro Responder

          Senhor E.Santos dá para entender quias sãos os seus prepósitos.
          O endosso de qualquer documento significa venda / ou pertence a quem de direito. Isto nada tem a ver com a modalidade de transação que pouco interessa as autoridades aduaneiras, certo! O senhor devia ler o único comentário que achei coerencte. Não tenho nada haver com senhor Delfim nem tão pouco sou o seu admirador, nem estou a lhe ilibar de responsabilidades se na verdade a contra analise confirmar os resultados da CIAT. mas, note: Caso o produto tenha a qualidade que CIAT depois de quase um mês vem anunciar, não será também a responsabilidade do próprio CIAT que num primeiro momento autorizou a saída na mercadoria do porto? Que responsabilidade a impor também aos agentes de autoridade nomeadamente, o verificado e reverificador das alfandegas, a polícia económica e outros? O senhor Severino Santos sabendo que é membro da comissão política do ADI, embora ser técnico, não devia declarar-se impedido, deixar que outros colegas fizessem as analises já que foi o ADI a fazer denuncias? Qual é a credibilidade destas analises feitas pelo Severino Santos? Que amostra efectivamente foi para as analises do senhor Severino? Já que tão somente os dirigentes do ADI apresentaram ao público o arroz podre. Afinal o arroz apodrece em estado seco? Já que a população comprou e consumiu o arroz seco, sem ter visto qualquer vestígios de apodrecimento. Aliás arroz podre já não coze mas sim desfaz esta é a norma de deterioração. Porque não o senhor Severino não apresentou o quadro comparativo dos parâmetros considerados aceitáveis para o consumo humano em relação aos níveis da sua análise. Isto tecnicamente é um erro de palmatória. Por isso fica ai um cheirinho de má fé ou de incompetência. Acho prudente esperar as contra analises e depois apurar-se as responsabilidades quer seja ela igual e contraditória a culpa dos alarmes falsos ou verdadeiros não poderá morrer solteira. Obrigado.

          • img
            E. Santos

            Meu amigo. Não sou contra a contra-análise. Antes pelo contrário. Acho importante que ela seja feita para nos tirar a dúvida, já que tudo neste país se atribui a partidarismo.
            O que eu não quero é que seja o GOVERNO ou o Delfim Neves a enviar o arroz CIGALA para lisboa para fazer o teste na vez do arroz amarelo e partido. Porque aí iriam estar a ser maus para com o povo só para limpar a barra deles. Mas que se dane o POVO.
            Quero que seja a ASAE a se deslocar aqui ao país para vir eles próprios recolher as amostras no armazém para as análises. Só assim elas serão credíveis.
            Abram uma conta que a gente contribui e paga a viagem deles. Tenho a certeza que muitos de nós que não está filiado a partidos estaria disponível para ajudar.
            Só não nos enganem.
            Se há dúvida, esclareçam, mas façam-no de forma clara e indubitável.

        • img
          GR Responder

          Desculpa a interferência neste espaço de comentários…… Só quero informar de que o arroz tendo uma cor escura não siguinifica que não tem qualidade, pelo contrario, são estes arroz possuidores de melhores qualidades, na medida que o arroz branco foi forçado a um processo industrial para ter este mesmo aspecto por uma questão de marketing e apreciação do consumidor…. este processo industrial em que o arroz é submetido retira dele uma grande parte de nutrientes.
          O analista cujo o nome td sabemos cometeu erros graves no seu relatório, contradizendo muitas coisas….. devia ele concluir o relatório como um profissional e não como alguém q não tem conhecimento da causa….. Confirmando que o arroz tem essas substancias e fungos, qual a quantidade máxima que pode ser ingerido pelo ser humano, de que normas ele( o analista baseou). Permita dizer-vos que nos meus estudos sobre o caso existe ai um fungo mencionado pelo analista que se na realidade existe neste produtos o hospital estaria super lotado. Nesta optica o analista que ao meu ver é doutorado devia imediatamente recomendar a retirado do produto do mercado…. O estranho é que no relatório não diz em parte nenhuma que o arroz é improprio para consumo humano….. muito obrigado pelo este espaço que nos permite debater e trocar ideias….. Devemos fazer o bom uso deste espaço……

          • img
            E. Santos

            Carissimo,

            A responsabilidade pelo relatório é de quem o produziu e acredito que deve estar ciente das consequências profissionais e penais de emitir um relatório falso. Também não sei até onde vai a sua responsabilidade, se apenas avaliar o produto ou ir mais longe e solicitar a sua retirada do mercado. Do que li, acho que o analista fez o seu trabalho, cabendo a quem de direito solicitar se assim entender, com base no relatório, esta retirada.
            Não não vou pegar nisso sequer. Este arroz amarelo e partido pode até ser o melhor do mundo, mas não foi o que o Ministro autorizou para ser comprado.
            No pedido de compra vem claramente “arroz branco e comprido”. Porque razão não compraram o que foi pedido? Porque como se diz em dialeto “manda cá fiá opé na cá fia closson fá”.
            Se o Ministerio tivesse feito a sua compra sem intermediários, teria comprado o que queria. Tendo colocado intermediário, para além de perder dinheiro, obriga-se a levar com algo que não encomendou.
            E intermediário para quê? Para dar dinheiro a pseudo-empresário que todos conhecemos.
            Só isso…nem precisamos ir mais longe.

      • img
        Negro de STP Responder

        Neima Cassantra concordo com a mairia da sua analise aqui feita.
        Mais neste caso em concreto devo dizer-lhe que não é preciso asae nem tecnico arroz esta com bicho esta a cheirar mal portando não é para consumo humano.
        Não vamos agora aqui procurar bodi espiatorio.

      • img
        E agora.?!...Falo eu Responder

        Podes ter razão em alguns parágrafos do teu comentário mas não seria prudente que o estado suspendesse, preventivamente, a venda deste produto até ter os resultados das análises solicitadas a ASAE? E se o resultado desta entidade vier a confirmar que o produto é improprio para consumo?

        A verdade é que vivemos num país em que os políticos não são responsabilizadas pelos seus atos por isso, andam a brincar com o povo.

      • img
        boca fala Responder

        Meu amigo não enrola coisa. Toda gente que faz mal deve pagar o seu mal não seja advogado dos malfeitores e corruptos deste país. Não e a primeira vez que Delfim cria problemas.

    • img
      Luis fFernandes Responder

      É muito bem feito. O que fazem com esses senhores do ADI lá nos lugares chaves. Quando o Pires Neto disse para os substituir-los todos, andaram a contrariar. Agora tomam. Fui

  5. img
    Maria Responder

    Justiça ????? Lamento informar mas o aparelho da justiça em stp nao funciona !!!!!!
    O mais curioso é que o Senhor Delfim Neves foi um dos candidatos mais votado nas presidencias de 2011.
    É muito triste dizer isto , mas cada naçaõ ( povo ) tem dirigente , politico, governante que merece!!
    E nós fazemos jus a isto, triste realidade.

  6. img
    Bendê Panú Responder

    Justiça tem que funcionar, observa-se que o pais tem muitos cargos na área jurídica, mas poucas leis são proposta, Um condigo de consumidor tem que ser elaborado, pois é a segunda vez que algo de gênero acontece envolvendo o mesmo individuo.
    Lastimável, como um cidadão, tem coragem, de comprar alimento estragado, ‘podre’ para consumo humano, só em STP que isso acontece.

  7. img
    António Silva Responder

    Até quando saímos disto!
    Consumir alimentos, medicamentos e bebidas sem inapropriados!
    Já se comeu tanto “arroz de família”! Já se comeu tanto pão fabricado com farinha de trigo cheio de larvas ou insectos: quem quisesse ia comendo e ia capturando “peças” intrusas. Tenho ainda sérias dúvidas que actualmente as pessoas comam e bebam tudo que não tenha sido alvo de manipulações.
    Porquê ainda somos alvos destes malfeitores?
    Porque não somos um país sério. Porque temos um estado vulnerável e corrupto. E quando assim é, não há nada a fazer, infelizmente.
    Até quando?

    • img
      E. Santos Responder

      Porque nós temos o único ESTADO que não se preocupa com o seu POVO, com a sua força de trabalho, com a sua maior riqueza: as pessoas.

  8. img
    António Silva Responder

    Correcção:
    “Consumir alimentos, medicamentos e bebidas sem inapropriados!” seria “Consumir alimentos, medicamentos e bebidas inapropriados!”

  9. img
    Ogimaykel Responder

    Os estrangeiros sempre dizem: “um país onde tudo cresce, mesmo assim eles vivem de arroz importado.”
    Temos mesmo de ser tão dependentes de arroz importado?! Não se sabe como isso é cultivado, que productos químicos andamos a ingerir.
    Tem-se notado pessoas a morrer de cancro em STP. Não poderá haver relação com esses productos que andamos a engolir, sem saber como é produzido?

    Sempre o que é importado é bom, sempre assim.

    • img
      GR Responder

      Sabes o conceito do produto químico?

  10. img
    zeme Almeida Responder

    O Homem está protegido pela imunidade parlamentar, que o povo se cuide.Se o arroz fosse importado por alguem do partido de oposicao o {ADI} ja lhes caiam em cima em peso.

  11. img
    Augerio Amado vaz Responder

    Enfim…

    • img
      MARIA NÃO DA? SERA Responder

      Sem fim…

      A onde está o governo que nada diz? E a TVS? Diziam no governo de ADI que a TVS estava capturada. E agora? Até fizeram publicidade para este arroz! E agora não dizem nada. Esse arroz vê-se aos olhos nus que não tem qualidade. Se uma instituição nacional, diz que o arroz não é bom, não seria prudente mandar suspender a sua venda e consumo, até se confirmar o resultado com outra instituição internacional mais equipada?
      E se CIAT teria dito que o arroz é bom para o consumo, será que a TVS não teria difundido este relatório? E o governo não teria se pronunciado?
      S. Tomé diz: “mikimque cá fê xinte, elê sô ca potó ni son plimeloêê !

  12. img
    desta terra Responder

    Obrigado Tela Non por mais esta informação.

    Desta vez não dá para escapar à justiça.

    Ou essa justiça não existe mesmo no nosso país.
    Se existe é apenas por conveniência, o que não pode ser.

    Mas enfim, pergunta-se:
    A onde está a procuradoria geral da república, que nós pagamos (por sinal muito bem) com os nossos impostos?

    A procuradoria deve defender o interesse do estado ou dos políticos?

    A onde pára a justiça deste país?

    • img
      E. Santos Responder

      Achas? Se o Tela Non publicou esta notícia é porque a réplica vem a seguir. Espera para veres a defeza do camarada Delfim amanhã aqui no Tela Non.
      Estes camaradas não dormem, não para malandrice e enganar o Povo. Ou não era o PCD.

  13. img
    Nô Molê Responder

    delfim Neves minha família não more não éh, eu grito você kida-léeeee.ahamm esse teu arroz sujo apanhado no lixo de Gabão.
    cuidado só.

  14. img
    zeme Almeida Responder

    Adorei esta jornal-Non,informar a populacao com dados concretos.Nao misturar a politica com o jornal e nao defender seja de cor politica que for.O PCD nao tem moral de fazer queixa crime a ninguem,porque la dentro tem muitos corruptos.Espero que justica SAOTOMENSE funcione e o Delfim Neves tem que pagar por todas as falcatruas que tem vindo a fazer contra este povo.Mais uma tela-non adorei este capitulo

  15. img
    Revoltado e indignado Responder

    As autoridades devem começar a investigar e responsabilizar quem autorizou a saída e venda deste arroz sem antes ter-se feito os testes de qualidade. Deveria ser obrigatório tal como se procede em Angola que todos os bens alimentares e bebidas que cheguem ao país passem antes por um rastreio antes de ser desalfandegado e vendido ao publico. Por outro lado, a firma DSNEVES deve devolver ao fornecedor o seu produto – solicitando entre uma ou outra coisa: a devolução do valor incluindo o transporte e seguro(caso este haja) ou a mercadoria de melhor qualidade. Sendo dinheiro do estado ou recurso próprio há que se responsabilizar. Lamento que o Delfim mas uma vez esteja envolvido em importações “estragada”. Agora ADI tem matéria e assunto para mais uma vez introduzir queixa crime…uma palhaçada.

  16. img
    Badiu di STP Responder

    Consedju di amigu: governantis y pulitiku di Santomé ku Principe, nhos bay moku fasi un estagiu na Kabu Verdi, pamodi si nau nu ta djunta nu ta pidi Nações Unida, pa Santome ku Príncipe pasa ta ser 11º ilha di Kabu Verdi

    Kumpra arroz ki bidju pa povo kumi!? povu di Santome Ku Principe debia pega kel homi ki kumpra kel arroz, kusia kel arroz pol xinta dal pe kumi, sobremesa ta daba el nhami margós, bebida ta daba el vinho palma ku cacharamba..

  17. img
    tchuna baby Responder

    A Justiça em STP só funciona para a oposição, Haver vamos

  18. img
    malebobo Responder

    enfim, isto ainda não crime, obrigado tela non de nos brindar, com esta noticia, por favor não censura o meu comentário

  19. img
    O mais certo Responder

    Palavras para quê?!! É o resultado da impunidade!!!! O homem até disse na última plenária, que tem costas largas! A justiça tem que deixar de funcionar por conveniência e por encomenda! Ninguém deve estar acima da lei! Este senhor, já está ele próprio cansado de enganar este povo e farto de ser protegido pela justiça. Ou por outro,o próprio diabo está cansado deste homem! Fôgoooooo! Salve este povo, minha gente!!O estado tem a obrigação de proteger a saúde da população! Minha gente, este é um caso de saúde pública! Vamos deixar de politiquices,de atacar este ou aquele, e agir! Há mais dúvidas? Então o relatório do CIAT foi inventado??! Se for o caso mande a justiça, quem produziu o relatório!! Mas que o CIAT é uma instituição, senão a única que temos, que nos pode e deve garantir informações acerca da qualidade do produto que consumimos é! Espero que desta vez haja justiça!

  20. img
    malebobo Responder

    se justiça funcionar, deste vez então o homem, merece o tratamento que se deve

  21. img
    Pinto Ironico Responder

    Sempre questionei o seguinte:
    Nos ultimos anos em STP nota se um grande aument de cancro no nosso pais, e a minha duvida era se sempre existiu e não havia meios tecnicos para detectar ou se ha de facto aumento.
    Com essa noticia esta tudo expllicado….

  22. img
    jovem de 90 anos Responder

    todos que pecarão devem pagar pelos seus pecados , se delfim errou deve pagar pelo seu erro , ninguém deve ficar impune.
    se quisermos um pais serio devemos começar a construi-lo já , antes tarde do que nunca .
    em primeiro lugar acabar com a impunidade.
    dotar os tribunais de meio para por mãos naqueles que lapidarão o estado santomense .

  23. img
    fabu Responder

    Sinceramente,o mal de tudo isto é este governo ser constituído por elementos de PCD,que são os mais corruptos desse país,tudo que envolve Delfim Neves tem indícios de grande corrupção,de crime contra a humanidade e contra o povo S.Tomé,que raio de justiça é esta,que deixa este bandido e criminoso público a solta,que raio de Ministério Público e Tribunal que não faz nada e deixa passar o vento,por vários escândalos que envolve este senhor,que raio de País,que raio de dirigentes,que raios de políticos temos! O povo deve por fim a isto,dizer basta e sair a rua para exigir que a justiça seja feita.O movimento civil deve agir porque estamos perante uma situação alarmante,que atenta contra todo o povo Sãotomense,São De Deus Lima também deve realizar um debate onde deve estar presente o Ministério Público,Delfim Neves,CIAT e o movimento Civil onde deve estar a Doutoura Celisa,que esteve muito bem nas Cartas da Mesa,onde lhe dou a nota 20 e todos os outros que lá estiveram a nota zero.O povo espera por isso e agradece,queremos ver os argumentos mais uma vez de Delfim contra uma Instituição vocacionada para análises e certa na altura própria.Queremos conhecer já a decisão do dito Ministério Público??

  24. img
    MÉ SOLO Responder

    Nem quero acreditar em mais uma NOVELA cujo actor principal é o Delfim Neves quem até tenho uma certa adimiração.

    Não é possível que o DN que sempre disse ser defensor do povo cometa mais uma das suas vigarisses contra este povo que não merece. A culpa não é dele, a justiça Santomense é o maior culpado desta mais uma NOVELA, porque se no CASO BRASIL a justiça fosse célere o meu amigo DN a esta altura estaria atrás das grades, minha gente, 5.000.000,00 USD não são 5 tostões.

    O srº VABU que volte para suas palmeiras pq outra coisa não sabe fazer. No parlamento, só diverte os seus colegas com as suas comédias.Se fosse deputado do povo como diz não teria deixado q o arroz fosse posto no mercado.

  25. img
    jovem de 90 anos Responder

    só não gostei de uma coisa de ser o ADI a tornar publico os resultados das analise feito por um organismo que vive de contribuição dos nossos impostos o mínimo aceitável devia ser o laboratório a tornar publico os seus resultado porque o ADI não tem credibilidade perante a nossa sociedade ate que os tribunais os provem o contraria de tornar publico esse facto .

  26. img
    moderado Responder

    senhores /as.

    Isso já esta no sangue desse povo…
    Ditos os camaradas, passam para os filhos e amigos e hoje STP é um pais com uma das melhores redes de sistema.
    Chama-se sistema, função publica é liderado pelos sr. responsável pelo sistema e a formação vem de Angola.
    As coisas boas não se apreende, se os filhos desses sr. questionassem sobre a situação eles saiam dessas redes uma vez que não existe justiça em STP.
    Abrem os olhos povo…….

  27. img
    Pen Drive Responder

    Caros compatriotas qual dos casos entrou em primeira mão na Procuradoria?

  28. img
    Dias Responder

    Até o presente momento os partidos que compõe a troica não pronunciaram nada. O que quer dizer com esse silencio.
    Sou simpatizante dum dos partidos da troica, mas o que eu e a opinião pública tem assistido, é a cobertura dada a estes casos o que desacredita bastante o partido com essa conivência. haver vamos. È altura de separarmos o bom do mal não importa como. se ela mancha-nos temos que afasta-los enquanto é tempo Jorge Amado.

  29. img
    ôssobó1 Responder

    Carros amigos bom dia.

    Olha se existe justiça nesse país o Delfim será chamado a justiça, e havera uma consequencia politica.
    O ministro de comercio é de PCD, ele é quem deu mais uma oportunidade para delfim roubar povo de sao tomé.sabem quem pos ele la? é Delfim , para ajuar a disgraçar est país.

  30. img
    concozuco Responder

    Tela-Non e o seu diretor Abel Veigas estão de parabéns. Parabéns porquê? Porque é preciso muita coragem, muita serenidade para passar essa informação tal e qual ela está. Será que as comadres se zangaram? Na conjuntura política actual só pode ter sido isso.
    Mas enfim… (como exclamou Augério Amado Vaz) palavras para quê?
    CIAT é uma instituição com credibilidade e profissionais acima de qualquer suspeita e sem conotação política-partidária. Só espero que não venham a ser alvo de “atentados”… retaliação como é hábito dos nossos governantes quando se denuncia uma fraude.
    Infelizmente esta não é primeira vez e de certeza que não será a última. Agora cabe a quem direito sem rodeios tomar medidas. A verdade sempre virá ao de cima. Viva São Tomé Poderoso.

  31. img
    malebobo Responder

    sr. vabu, falou com tanta poumpa e circuntância, e agora o arroz, é improprio para consumo humano

  32. img
    Dondô Responder

    A culpa não é do sr. Delfim Neves. A culpa é da pessoa, instituição ou outro que ainda não se entendeu quão é importante a Tecnologia de Informação. Quem entende deste meio, até nos está a rir.
    Temos um fornecedor do referido produto que, há longa data, nos tem apoiado com a regularidade, no fornecimento do referido produto.
    É no meu entender, que através de uma solicitação por E-mail manifestando o interesse pela compra de certa toneladas do mesmo produto para evitar que haja escassez no mercado, o tratamento seria melhor.
    É de repara que, o TURISMO, faz-se com pessoas, e essas pessoas, também têm a necessidade de irem às compras; elas procuram consumir produtos que garantem a sua saúde, e não o que lhes põem a saúde em risco.
    Vamos ser sérios, responsáveis, e não brincarmos com coisas que não se deve brincar.
    Tanto que já se falou deste senhor pela forma caprichosa em que este tem tratado o seus semelhantes, é tempo do mesmo ser responsabilizado pelo falta de carater e, até mesmo, afastá-lo da vida política ativa.

  33. img
    cota cata Responder

    por favor tirem esse arroz do mercado e prenda o importador e feixe a firma tabem. essa n é a primeira vez, ele n é inocente da gualidade do produto é reecidente neste comportamento…..

  34. img
    malabobo Responder

    enfim, mais uma novela para m.p

  35. img
    malebobo Responder

    muito obrigado tela non, por brindar nos com está noticia quente

  36. img
    malebobo Responder

    é assim, tela non, muito obrigado por este de comentário dos leitores, de forma a cada um exprimir o seu sentimentalismo deste povo, que tanto sofre, por causa deste politicos de ma fé

  37. img
    jovem de 90 anos Responder

    fico a espera de um pronunciamento do ciat , já estou cansado de politiquices , agora e hora da verdade , quem deve tem que pagar .
    seja a ,b ou c ,quem roubou tem que repor, e ir para a cadeia .
    eu não compreendo como a tanto ma fé neste pais e os malfeitores e que pousam de salvadores da pátria.
    e hora povo de tomarmos medida , adotar um sistema de manifestarmos contra a Curu picão e a impunidade que reina neste pais .

  38. img
    Mé Subá Responder

    Caros irmãos, amigos e colegas. Hoje mais do que nunca e perante a situação do país, obriga que a sociedade civil se organize para exigir do governo maior responsabilidade na gestão da coisa pública. Como é que se pode comprar um arroz com o fundo público e mesmo é impróprio para o consumo… Se as análise são verdadeiras porquê que não se retira este arroz do mercado. A CIAT não tem essa competência? Onde está a polícia económica? Porquê que o governo não fez publicar o resultado das análises? Tendo em conta os resultados das analises, porquê que a procuradoria da República não actuou tendo em conta que já há uma queixa crime contra a compra desse arroz? Caros Santomenses, abram os vossos olhos…

  39. img
    Nino Macuacua Responder

    Credooo os Santomenses Os políticos só fazem besteira. A historia do arroz e uma historia antiga desde tempo de Manuel Sozinha. Determino o seguinte para ser candidato a presidência Republica tem que ser um jurista que já passou pela presidência do supremo Tribunal ou Tribunal de Conta ou STP será Governado pelo Governo Português teríamos um fiscal não Primeiro Ministro.

  40. img
    Pânico do Banho Responder

    O SRº Imunidade Parlamentar tem as costas largas.
    Desafio as autoridades a retirarem esse arroz do mercado,para provarem ao País que estão ao serviço do Povo e não de charlatães.

  41. img
    zeme Almeida Responder

    Os Pecedistas{PCD} tambem deveriaM levar este caso a Assembleia Nacional para um debate politico, como é o caso das revisoes das constituicoes com os quais eles pretendem que sejam feitas.

  42. img
    Mé Gueba Responder

    O tela non assim mostra que nao esta partidarizado.
    Continuem assim.

    Esta historia do arroz ao provar ser verdade existe instituicao nacional que deve comecar a travar estes tipos de empresarios.

    Para alem de cadeia, deveria-se tirar o alvara a estes individuos.

    Acho que assim resolveria-se o problema.

    E iriamos ver de onde sai dinheiro para comrpar maquinas novas para mulher et all e grandes vivendas.

    • img
      Carlitos Responder

      Isto parece uma claque de futebol. Em vez de se discutir ideias e políticas passa-se o tempo a se defender Delfim Neves e Patrice Trovoada. Isto é revelador da ignorância que existe neste nosso país e que transforma as pessoas em seguidores acríticos de tudo e de todos.
      Se o arroz é impróprio para consumo que se faça uma inspeção rigorosa, despida de considerações políticas, e se chegue a uma conclusão rigorosa sobre o assunto. Doa a quem doer.
      Se o Patrice foi o autor material de um processo de lavagem de dinheiro, bem montado no país, com implicações estrangeiras, deixem a Justiça trabalhar sobre o assunto para se chegar a uma conclusão. Posteriormente, para ambos os casos, o povo saberá o tratamento a dar, de acordo com a culpa ou não dos referidos responsáveis, depoois de um proncuncimanto judicial ou técnico.
      O que me faz uma tremenda confusão é que existam pessoas, trasnformadas em claques, de um lado e do outro, que desculpabilizam o Patrice Trovoada ainda antes da Justiça fazer o seu juízo e, ao mesmo tempo, criticam e quase condenam, de forma definitiva, o Delfim Neves ainda antes de decisões técnicas rigorosas e definitivas relacionadas com a qualidade do referido arroz. Da mesma forma, existem pessoas que criticam e condenam, definitivamente o Patrice Trovoada sobre a questão de lavagem de dinheiro e, ao mesmo tempo, desculpabilizam o Delfim Neves, de forma radical, sobre a questão da qualidade do arroz comprado e vendido ao povo.
      Um e outro não podem ser condenados de forma definitiva sem provas técnicas rigorosas ao arroz em causa, até pelo facto de cá em S.Tomé não existirem meios técnicos que permitem concluir de forma fundada sobre o assunto em causa nem tão pouco pode o Patrice Trovoada ser condenado publicamente sem trânsito em julgado.
      Não transformem a política no que mais odioso ela tem. Depois ficam muito comovidos que o povo é ignorante e não percebe a democracia. Pudera! Com políticos assim…

  43. img
    mudança em STP Responder

    kidaléooo, santomense, abrem os olhos antes que sejam tarde demais, não se entende o tão fracos e medonhos são esse povo santomense, que só fala, resmunga, critica e francamente nada faz, ..até quando vamos está de camarote assistindo esses absurdos sem agir? será quando tocarem fogo no país? se for isso está perto…nancé pÔ guadá

  44. img
    Ancrajoty Responder

    Sr. Delfim, ate quando o sr continua a brincar com a saude do povo santomense?
    Srs Deputados, ate quando V.Excias deixam de protejer os criminosos da nossa praca cubrindo-os com imunidade parlamentar para nao serem presentes a justica?
    Ate quando a’ verdadeira justica em São Tomé e Principe?
    Ate quando vemos os verdadeiros criminosos do Tesouro Publico, fora da decisao sobre o destino da nossa Nacao?
    Ate quando este marterizado povo tera’ direito de ser feliz na sua propria terra?
    Ate quando os nossos filhos virao o fruto da luta de seus pais?
    Ate quando minha gente? Ate quando? Ate quando ?

  45. img
    pedro Responder

    Mais no primeiro lugar como que CIAT austerizo entrada deste arroz o pais ??!!

    • img
      Nô Molê Responder

      Pedro sabe como dinheiro passa por baixo da mesa? é o mesmo que deixar uma carta de baixo da porta quando não a ninguém em casa.
      e quando o dono da casa aparece ver os vestígio da carta, é o mesmo que está a passar com essa situação.

  46. img
    luisó Responder

    Ok, agora que se sabe os resultados o que é que as entidades oficiais vão fazer?
    De que é que estão à espera para fazer uma queixa crime contra este senhor por atentado à saúde pública?
    Fico à espera do resultado…

  47. img
    varela Responder

    Como é possível as autoridades competente autorizar a venda deste produto sem ter a certeza que estaria em condições de ser consumido pela população?
    Sr.Delfim mais cedo ou tarde vai pagar por todas as tuas falcatruas, justiça de Deus tarda mais não falha…

  48. img
    Pânico do Banho Responder

    Jogo duplo: quem mais ganhará com estas regras???

    1- De um lado afugenta-se Patrice Trovoada com umas queixinhas-crimes para que fique longe … muito longe e nem sequer pense em regressar.

    2- Por outro lado diminui-se a imagem politica do homem que já saiu em 2º lugar numas Eleições:

    3- Pura coincidência, ou é mera ficção, cujos personagens são fictícios???

  49. img
    Miguel Responder

    Será que esse arroz entrou de forma clandestina ?
    Porque eu fico sem perceber como foi dado a autorização para a comercialização do arroz . Antes do arroz entrar no mercado , o CIAT tem a obrigação de testar a qualidade do mesmo , e na base desse teste será dado autorização ou não para saida das alfandegas e comercialização.
    Depois de todo esse tempo porquê só agora essa perícia técnica ? Porquê deixar as pessoas consumir um produto contendo toxinas todo esse tempo , enquanto a CIAT tem a obrigação de avaliar a qualidade de um produto antes deste entrar no mercado ?
    Eu ainda estou perplexo como esse produto entrou no mercado, isto porque existe apenas uma porta legal de entrada que é as alfandegas , e antes de o produto sair , existe uma série de procedimentos que devem ser cumpridos , entre os quais as análises do CIAT.
    Será que posso concluir que o CIAT fechou os olhos e deixou passar esse produto? Mas com que interesse ?
    O senhor Delfim ao importar o arroz sabia da qualidade do mesmo. Dificilmente ele poderá me convencer que foi enganado pelos camaroneses. Mas não duvido que ele utilize isso como defesa .
    Eu também acho que se o Delfim tentar se defender ele vai usar o CIAT, e acusar os mesmo de ter não ter feito o trabalho que lhes compete no momento certo. E o Delfim irá alegar que ele não tinha como atestar a qualidade do produto.
    Penso que é isso que vai se passar , e tudo vai continuar sempre na mesma …. como sempre ninguém é responsabilizado e a culpa vai mais uma vez morrer solteira…

  50. img
    Volto Já Responder

    S.Tomé e Principe é um canto do mundo onde qulquer ser humano gostaria de viver.Mais tendo em conta a qualidade de Criaturas que nos tem vindo a governar desde 1975 até 2013 torna-se uma verdadeira aventura .não sei se a palavra criatura é a mais corecta, uma vez que a criatura significa criado por Deus.

  51. img
    Heulautério Leal Responder

    Me apresento pelo próprio nome, porque estou cansado do anonimato.

    Esses corruptos têm que começar a pagar por isso. Não é normal que diz ser defensor do povo, eleito para defender os interesses do povo, aproveita da boa consideração nossa, para querer nos matar. Este é um crime bárbaro, igualzinho a do jovem que agredido no pénis. Esses desgraçados têm que pagar, não se admite coisas como essas. Caso STP TRADING passou em branco, que pagou?? Nós nem, pois é, povo vos coloca ali ainda enriquece a custa do povo, por cima ainda deixa dívida para pagarmos. Temos que acordar. Não sei que vai discutir e defender o povo na assembleia nacional, senhores deputados são defensores dos direitos do povo, ou assassinos do povo??
    Que este caso não passe em pune como os outros, que esse corrupto possa pagar por este crime bárbaro. Que essa nossa AN que nunca nada faz, possa dessa vez tirar esse ……. imunidade para que ele possa responder por esse crime pelo menos. Choramos por justiça nesse país. Será que vocês deputados estão tão riscos até ultima geração, que nenhum familiar vsso comeu esse arroz ?? Por nós, comemos arroz com restos mortais de lei lá o que e de incestos.
    Em nome da justiça que todos nós ansiosamente esperamos.

    Que Deus nos proteja desses nossos dirigentes .
    Heulautério Leal

  52. img
    Filho das Ilhas Maravilhosas Responder

    Mas que País é este? Será que não temos governo e nem autoridades para realmente tratar desta situação? Onde anda a Inspecção económica do País, a Procuradoria Geral da Republica para mandar tirar este produto do mercado. Não basta os males que têm causado a este povo ao longo destes anos? Agora também brincam com a saúde das pessoas? A TVS só tenho uma palavra a dizer: devia ser encerrada porque uma televisão que se diz isenta e democrática não devia prestar a tais serviços. É dever da TVS informar os cidadãos e não escolher noticias que passam. Esta situação é um atentado contra a saúde publica, ninguém do governo fala e nem opina mais uma vez que país é este minha gente. Até quando teremos de conviver com este tipo de situação no País…até quando a justiça imparcial. … Ao Tela Non um obrigado pela coragem e publicar a noticia.. um bem haja a todos

  53. img
    matuitui Responder

    CIAT legá cobló valá só sca da son bodon!
    Tarde demaism,bricadeira tem hora!
    Quém foi que emitiu o certificado fitossanitario que permitiu o arroz sair das Alfândegas? Eu não apreciu tudo isto que tem estado a acontecer a volta desse arroz! Mas uma coisa é certa, a culpa não é de quem importou o arroz! Quem importou o arroz só tem que fazer como fez o Póncio Pilatos, lavar as suas mãos!
    O 1º culpado – quém emprestou ou deu dinheiro.
    2ºculpado- quem emitiu o certificado de bom para o consumo
    3º lugar- Quem consome
    4º lugar- quem inspecciona a actividade economica
    5º lugar- Quem administra o sistema de saúde.
    Conclusão da história: Se o teste da Ciat tivesse sido feito em tempo oportuno, isto é antes da mercadoria sair, o arroz tivesse sido bloqueiado e rejeitado no porto e o importador teria que rehaver o dinheiro emprestado do estado! Aqui sim haveria apenas um culpado e seria um processo simples a resolver! Seria um litigio entre o estado e o Delfim talvé, entre Delfim e o fornecedor.
    Mas enfim, serfim sem fim!
    A culpa é do Al Caponi!

  54. img
    zeme Almeida Responder

    Neste STP, ainda existem pessoas que nao sabem que a politica fala mais alto,como é o caso do senhor Pedro.A CIAT é um organismo que faz as analises tecnicas e controlos destes produtos nao podem fazer nada.Em Africa com os politicos inflitrados nestes negocios nada se passa.

  55. img
    Alexandre Responder

    Isto sim é noticia… Mas existem mas cúmplices neste negocio de Arroz e espero que as autoridades competentes tomem medidas perante este atentado a saúde publica e que não fique mas uma vez como o caso de STP-Trading.

  56. img
    lay costa Responder

    Issso é uma babaridade total cada uma faz o que quiser nesse país!!!!! Como é que esse pais andar pra frente com uma coisa dessa ééé depois vão querer voto. Estão a nos tratar como se fosse aqueles animais que ficam três dias sem comer.Como é que um estado desse admite uma coisa dessa entrar nesse país???

  57. img
    Bernardino Monteiro Responder

    Esse senhor esta acima da lei,ninguem o condena, esse senhor e um dos sistema com poderes por isso nao témos que nos unir em prol de uma democracia clara e objectiva,

  58. img
    BILI UÉ Responder

    Povo, abram os olhos, please. Tudo isso é esquema politico do ADI, e as pessoas sao tao ignorantes que n percebem das coisas, isso tudo é estrategia de vingaça do partido ADI contra o PCD. Santomense acredita na primeira mentira que houve, sem questionar as coisas. Olha se voces realmente querem ver o Patrice Trovada no poder, irão ver o que é bom pra tosse, depois o povo vai chorar eternamente por ser tao INOCENTE, que não veem as coisas. Quanta burrice gente, fiquem espertos enquanto é tempo e não caiam nas mentiras desse PT e da sua cambarda.

  59. img
    Elisangela Responder

    Ai gente, vao trabalhar, ao invés de ficarem a criticar quem tenta fazer algo por voces. Bando de bunda sentanda que não fazem nada, so sabem crtiticar. Sao tomé n avança por causa do povo santomense, que so sabe falar mal dos outros e nao faz melhor do que ninguem, não tem iniciativa, que não tenta produzir, que critica quem tenta ajudar, povo chato, insatisfeito o tempo inteiro e não faz nada. SANTOMENSE MUDA DE VIDA, PLEASE!

  60. img
    CAÇÔ SÁN ZUWANA Responder

    Enfim…
    zemé cabóca flá cuwa lumado

  61. img
    Hélcio Viegas Responder

    O Delfin Neves é um homem purreiro. O seu erro é atirar pedra e deixar as mãos no ar. Temos um punhado de ladrões que dilapidaram esse país e estão aí a solta por terem apelidos da elite serem prostitutos politicos. Mudam sazonalmente de partidos a cada eleição para nao serem tocados. O povo sabe disso, Prova disso foi o 3º lugar que conseguiu nas presidenciais. Se o produto alternativo que se trouxe para o mercado nao tem realmente qualidade, retira-se do mercado simplesmente. Não é preciso turturar o homem! que ódio! Que prazer vcs tiram da disgraça do outro! Que masoquismo!?

    • img
      joven de 90 anos Responder

      concordo contigo ,sempre que um produto chega a nosso porto a CIAT e a primeira a ser chamada para analisar os produtos , e se o produto chegou ao nosso mercado e porque tinha aprovação do governo e da CIAT,E SE DE FACTO O PRODUTO ESTA DETEORADO ENTAO O ESTADO E QUE FALHOU ,
      EU GOSTARIA DE FASER UMA PERGUNTA AOS SENHORES DA JERAÇAO ESPERANÇA CHAMADOS DE adi, QUE TORNARAO PUBLICO O RESULTADO em que parte do resultado diz que o arroz não e próprio para o consumo ?
      eu aconselho a procuradoria geral da republica a arregaçar as mangas porque a muito trabalho para fazer.
      -investigar como o arroz de delfim entrou para o mercado.
      – caso dos navios que vieram esconder em s tome .
      - alegada lavagem de dinheiro.
      - reconhecimento de Kosovo.
      - terreno para campo de bola de trindade.
      - gestão danosa da coisa bíblica.

    • img
      Maria Responder

      E o dinheiro gasto, que eu também ando a contribuir não conta, esse dinehrio me faz muita falta, a saude publica. Não sei se esses comentarios no tela non valem tanto para inverter a situação que está, porque está tudo de pernas para o ar, mas por favor, concordar com esses desmandos em que vive o país não. E digo, isso é só o começo, temos ja tantos problemas sociais, o roubo que ainda está no cortar braço, mas que vai começar matança mesmo, droga com consequencias visiveis, enfim …

  62. img
    el mata Responder

    so quero dizer
    pena dos santomenses que mas uma vez vai ter que pagar por algo que nao comeu
    … mas sejamos justo e responsavel…..

  63. img
    kwatela Responder

    ao tela non um bem haja
    jornalismo,jornalismo e nada mais. com insencao sem olhar a quem.
    agora quero ver a cara daqueles que vos tratavam de parciais. viva o tela non

  64. img
    desta terra Responder

    Pelo menos, se o arroz podre servisse para dar os porcos e outros animais……

    Mas nem para isso serve!

    E agora Ministro de comércio…?

  65. img
    cua lumado Responder

    Mas eu me pergunto porquê que um político tem que ser importador de arroz? Só mesmo em África.

  66. img
    Barão de Água Izé Responder

    Pelos vistos há um monopólio da importação e venda de arroz em STP.
    Num País democrático os monopólios privados são legais?
    Não há mais firmas com capacidade financeira e operacional para comercializar o arroz? Houve ou há concursos públicos abertos para importação apoiada pelo Estado de géneros alimentares de necessidade vital?
    Arroz com larvas? Será que a seriedade comercial e a ação do Governo já há muito tempo emigraram de STP?

  67. img
    Male Responder

    Face a este escanda-lo,simplesmente gostaria de saber onde esta o Conselho de Estado,O Tribunal,O Ministerio Publico,a Pic -entre outros orgaos competentes para a resolucao deste flagelo;isto nao pode ficar em branco,passar despercebido seria estar em consentimento com este crime ,e penso que nao existe mais margem para se refugiar debaixo imunidade parlamentar porque isto num olhar atento e caso para se chamar de “tentativa de Holocausto”

  68. img
    mina di célivi Responder

    Mas quem garante que não foi uma sabotagem de terceiros mais o fornecedor?
    Porque pra se comprar algo, é preciso conhecer primeiro o produto, ninguém compra nada sem ver! Dito isto, penso que o Delfim deveria conhecer primeiro o arroz antes de o encomendar. Também pode-se se considerar um ato de má fé da empresa DSNeves para com o povo saotomense. Assim sendo deve-se agir de forma politica e judicialmente contra o mesmo e a firma.

  69. img
    Pânico do Banho Responder

    Aonde anda o Bidão Barbeado da Enco, para explicar em em lingua forro esta mistura antiobica (arroz + funaos + bacteria mortas) ??

  70. img
    fiá luxinga Responder

    Muito boa noite, Primeiramente agradeço ao funcionários do jornal”tela nón”.

    1- Não me estranha pelo sucedido, porque se analisarmos passado recente, no que diz respeito a STP Tranding foi mesma coisa e este senhor foi a personagem fundamental, na qual foi um desvio de uma parte de verba, justiça nada fez ainda lhe passaram a mão na cabeça, aí ele esta a vos dar troco
    2 – Por outro lado, também no passado recente ouve varias individualidades que foram acusados de vários desvios, na qual tribunal de conta tentou fazer justiça, na qual muitos recorreram da Decisão, até então nada nem se falam do referido caso tudo isso para vos dizer que os nossos políticos são como carvão quando não queimam, sujam.

    3- Quanto punir ou não as pessoas que cometem estes erros, dependem de nós, porque podem sair para rua em manifestações pacificas e pedir cabeças destes desgraçados, hoje em dia informações, correm rapidamente através da net e dos telemóveis, estão a ver no brasil que possui melhor condições sociais em relação nós saíram e governo brasileiro recuo, basta força e coragem e não acomodar-se com o pouco

  71. img
    João carlos Responder

    Este caso de arroz deve ser automaticamente resolvido pela nossa justiça. Mas os nossos Tribunais estão como estão!!! Julgando apenas os roubadores de bananas, fruta pão, cabras, bodes,,,,,,,
    Mas um dia o povo sairá a rua e tudo irá dar certo e cada um começará a saber ganhar do seu suor.
    Força Abel

Deixe um comentario

*