Destaques

Governo pediu arroz à China e já chegou ao país

A República Popular da China já colocou no porto de São Tomé a ajuda alimentar que foi solicitada pelo XVI Governo Constitucional Liderado pelo Dr, Patrice Trovoada.

No quadro do reatamento das relações entre os dois países em Dezembro de 2016, o Governo pediu a China ajuda em arroz. 1000 toneladas de arroz, em sacos de 50 quilos, já foram desembarcados e armazenados nas instalações do gabinete de gestão das ajudas.

Arroz e a preço de 13 mil dobras o quilo, foi uma das mais importantes promessas eleitorais de Patrice Trovoada e da ADI nas eleições legislativas de 2014. Muito consumido no país, a rotura de stock do arroz é cíclica. Tem sido muito difícil ao Governo, cumprir com a promessa eleitoral. Arroz de 13 contos.


aroz dachina
Japão é outra potência asiática que há vários anos tem ofertado ao país dezenas de toneladas de arroz. China regressou e reforça o donativo em arroz.

Arroz é determinante em São Tomé e Príncipe, o governo chinês através do embaixador acreditado junto ao Estado são-tomense, diz mesmo, que o donativo em arroz resulta da cooperação bilateral e «é uma nova prova de amizade histórica e tradicional existente entre a República da China e São Tomé e Príncipe».

O Ministro das Finanças e da Economia Azul, foi o receptor de 1000 toneladas de arroz, que ao que tudo indica, e como tem sido feito com o arroz do Japão,  vão ser comercializados pelas Câmaras Distritais, de forma a que chegue a cada agregado do povo pequeno, a preço de 13 mil dobras o quilo.

Abel Veiga

 

    13 comentários

13 comentários

  1. ADEUS A ULTIMO SUBREVIVENTE

    29 de Agosto de 2017 as 9:43

    É So fachada esse arroz vai ser como o da Japão, só vai sai nas calada da noite e vendido a caneca na feira, e povo pequeno vai estas na mesma, vai ser comercializado nas camara distritais com intuito de promover promiscuidade, retaliação para as pessoal que eles consideram que não são do ADI e também Aproveitar bem desse povo martirizado com arroz de graça para votar. infelizmente o povo dessas ilhas ainda não ganharam consciência que o Politico é mero gestor da coisa Publica

  2. EX

    29 de Agosto de 2017 as 10:23

    Comercializados pelas câmara Distritais ?

    As Câmaras agora fazem comercio ?
    E os Comérciantes?
    deveriam fazer parceria com os Comerciantes e fosse exigido a venda ao publico a preço de 13 Mil dobras, em todo o território Nacional se em que distrito for, e em que zona for.
    Agora as Câmaras! Isso é eticamente errado, porque vão favorecer os seus eleitorados e vão criar margem para marginalização a população.

  3. Reflexão

    29 de Agosto de 2017 as 10:41

    Esperamos que desta vez seja comercializado ao povo no valor de 13.000,00. Pela experiência que tivemos da oferta do arroz do Japão, o valor de comercialização foi dobro da proposta do governo. Com o aumento exorbitante da bebida sugiro ao governo que seja reduzido em compensação o valor dos géneros alimentícios da primeira necessidade, nomeadamente o esparguete, feijão, óleo, farinha entre outros. Pois o poder d compra da população está a cada momento mais difícil e aqui não se morre de fome pq São Tomé é poderoso.

  4. maria de nazare

    29 de Agosto de 2017 as 11:48

    Cuidado com arroz de plástico e mais não digo…

  5. Paulo Pedro de Assunção

    29 de Agosto de 2017 as 13:37

    Este arroz só dá para 3 meses, isto é .

  6. abc

    29 de Agosto de 2017 as 14:57

    O Governo deve cumprir o prometido: Arroz 13.000Dbs/Kg!

  7. Juvem

    29 de Agosto de 2017 as 15:11

    Continuamos nesta coisa de pedir arroz, andar para trás, andar para frente, e nunca mais o país arranca. Com tanta coisa para país fazer e pedir colaboração da China, na agricultura, na pecuária, na educação, na saúde, etc., andam a pedir arroz para alimentar o povo. Vão andar a pedir o arroz para alimentar o povo até quando? Que mentalidade deste dirigentes, meu Deus.

  8. Original

    29 de Agosto de 2017 as 16:30

    Se não derem Ivo 2000 sacos para negociar,dá maka. Os negociantes de ADI já estão a esfregar as mãos.

  9. pascoal de carvalho

    29 de Agosto de 2017 as 22:35

    Já que não chega aos portos o prometido arroz do Japão, que venha então o da China. Falta apenas o preço dos 13 contos.

  10. Zeme ca boca

    30 de Agosto de 2017 as 7:08

    Ha um video a circular na internet onde transformam sacos de plastico em ARROZ! talvez nao saibam, nao estou dizendo que trata-se do mesmo arroz! Mas como saberiamos?!

  11. Nikita Fortes

    30 de Agosto de 2017 as 8:16

    Por agora arroz de plástico+ milho e finalmente carne humana enlatada. VIVA PT e ADI. Pouco a pouco a população está a viver o novo CHINDUBAN SANTAU.

  12. ROSTOV

    31 de Agosto de 2017 as 1:32

    Já começou a Pré campanha do ….
    Arroz, Perfuração Petrolifera em 2019 e muito mais…

  13. Vexado

    4 de Setembro de 2017 as 23:46

    Patrice tempestade homem que disse ser o mais inteligente, que ia transformar stp em Dubai…quer dizer pedinte! Mas não foi o mesmo que acusou os anteriores de em 40 anos de andar de mãos estendidas?

    Mas parece que o mesmo pensou é muito e empreendeu em ir pedir apoio no arroz.

    Forma de lavar dinheiro e de financiar campanha através de comércio informal. Na senda de troca da nova moeda…

    Banco central copiou logotipo do segundo banco Equador. Cor dourada, um pássaro embora de família diferente é um círculo. Que ideia!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo