00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

ONDE ESTÁ O PATRIOTISMO SANTOMENSE?

É por isso que gostaria de perguntar, onde estiveram os partidos de oposição aquando da nomeação do actual Governo do ADI, pelo então Presidente da República, Fradique de Menezes?

Minhas senhoras, Meus senhores

ONDE ESTÁ O PATRIOTISMO SANTOMENSE?

São Tomé e Príncipe encontra-se mergulhado numa crise político-institucional de difícil reparação. Mas já era de esperar esta situação, logo após às eleições legislativas de 2010.

É por isso que gostaria de perguntar, onde estiveram os partidos de oposição aquando da nomeação do actual Governo do ADI, pelo então Presidente da República, Fradique de Menezes? Não sabiam que estava a ser nomeado/institucionalizado um governo minoritário, em flagrante violação das normas constitucionais santomenses porquanto não foi exigido ao ADI a apresentação de uma sustentação parlamentar que suportasse a sobrevivência do seu governo? Na democracia os políticos devem dizer a verdade e só verdade ao povo. Após às eleições legislativas de 2010, todos andaram a pregar que” quem ganha deve governar”. Isto não corresponde a verdade. Porque em democracia é a maioria que governa. Portanto, se não fosse essa propalada distorção da democracia, o vencedor das eleições com maioria relativa, o ADI, teria negociado a sustentação parlamentar do seu governo, com um dos partidos da actual oposição, caso se quisesse governar ou, o Presidente da República teria que convocar o segundo partido mais votado para, formar o governo desde que apresentasse a sua sustentação parlamentar, cumprindo desta forma os requisitos constitucionais da república.

Foi assim que todos aceitaram o arranjo político em 2010, não se sabe em troca de quê, permitindo a formação de um governo minoritário, coisa jamais vista em qualquer outra parte do nosso planeta. Deixemos de inventar porque, era suposto que todos os partidos da actual oposição santomense que aceitaram em conviver no nosso sistema político com um governo minoritário, tinham como objectivo não criar dificuldades para o país e possibilitar o descobrir de um caminho para o desenvolvimento. E agora pergunta-se, onde foi parar esse patriotismo, quando o actual governo minoritário já fez mais de dois anos de governação, faltando apenas alguns meses para terminar o seu mandato?

Para concluir essa reflexão que proponho a todos os santomenses, a situação complicou-se tanto que, acho não haver outra alternativa que não passe por uma dissolução da Assembleia Nacional e a convocação de eleições legislativas antecipadas, a serem realizadas no prazo máximo de noventa dias, como preceitua o artigo 21.º, n.º 2, da Lei n.º 11/90, de 26 de Novembro – Lei Eleitoral. É que já não há clima de confiança, coabitação política e até mesmo respeito pelas instituições, ou seja, pelos órgãos de soberania, como acabamos de ser brindados com o pugilismo na Assembleia Nacional. Assim, teremos a possibilidade de clarificar a situação política nacional e, quem ganhar as eleições terá o beneplácito do povo para governar o país nos próximos e futuros quatro anos de legislatura. Por ventura, se nenhum dos partidos políticos concorrentes às eleições antecipadas de 2013, ganhar com maioria absoluta para não ter problemas em formar o seu governo, o que ganhar com maioria relativa será obrigado a negociar uma sustentação parlamentar para não voltarmos a ter a mesma situação de hoje.

Agora, ao lerem essa minha reflexão e contribuição para o desenlace da situação actual, questionarão, com certeza, os meios para a realização das eleições legislativas antecipadas de 2013. Ao responder, gostaria também de perguntar se, de todas as eleições regulares, que já se efctuou no país, para o normal funcionamento da nossa democracia, foram alguma vez realizadas com o dinheiro do país. Claro que é do conhecimento público que sempre foram realizadas com o apoio financeiro dos nossos parceiros internacionais. Por outro lado, nós teremos que realizar as eleições autárquicas em 2013 e, se não fosse o caso, as legislativas em 2014.

Assim sendo, para a clarificação da situação política actual de São Tomé e Príncipe e para o bem do país, que o poder seja devolvido ao povo para que, soberanamente ele decida quem o poderá governar nos próximos quatro anos, sem qualquer atropelo, rumo ao desenvolvimento.

Estado só existe com povo, território e poder politico.

Viva a democracia

Viva o povo de S.Tome e príncipe

Viva a Juventude santomense em particular.

Luanda aos 03 de Dezembro de 2012

Emílio Pinto Pontes

  1. img
    Mimi Responder

    Falar de longe é muito bom e confortável.

    • img
      alcino Pinto Responder

      Senhor MIMI voce nao dentista? nem de perto tu nunca deste, so fofoca e que sabes

  2. img
    paparazzi Responder

    Concordo ctgo emilio pontes vamos acabar com essa trapaça de baralhar as cartas para enganar o povo .presidente Pinto da costa tenha coragem e demita este governo .acabou excessos de viagens ao exterior a custa dos contribuintes.vamos todos prestar contas sem medo nem sofismo

    • img
      preta de s.t.p Responder

      sem moção palhaço, antes ficasse calado

  3. img
    Vane Responder

    Não precisa de patriotismo, precisa de compormisso e amor no que faz, isso é uma regra básica para as coisas fluirem na vida!

    Desculpe mais só a postura desse senhor na foto do maior Jornal santomense já desmontra desleixo.

    Devemos rever os conceitos e nossa postura!

  4. img
    Vane Responder

    PRecisa-se e procura-se homens honestos e integros!

    • img
      silvia Responder

      povo lixo

  5. img
    ct Responder

    Entrega o carro de estado e dps comenta…. se fosse outro pais deverias estar calado

    • img
      Armindo Responder

      ct, vocè leu o texto náo viu que o homem assinou nome proprio sem medo. Você vive escondido. Essa senhor vive em Luanda sera que ele levou caro de estado para la! Palhaçada e falta de postura é deputados a lutarem em pleno parlamento. Preto, aconselho te a ser humilde tens inveja, produz algo util.Ja deu para ver que és unm mal preparado gajo é termo que gente baixa sem escrupulos usa, ja deu para ver teu nivel.

    • img
      Almeida Paquito Responder

      Quando pinto falar hoje a naçao vamos vèr quantos acertaram nos seu comentarios e insultos aos que reflectiram. Quem sera mais feliz! O que rreflectiu ou quem so sabe insultar a sombra da bananeira.

  6. img
    Féde ká Dóxi Responder

    Emílio!
    Certamente, se estivesses em S.Tomé e sem rtomar partido, terias outra linguagem.
    O ex-Presidente cometeu uma falha e algumas vozes foram levantadas. Porém achou-se por bem dar oportunidade ao Patrice. Porque na altura ele mesmo disse que não negociaria com nenhum dirigente dos partidos de oposição e foi tentar comprar alguns deputados na Assembleia (Manuel Martins/Mel Sãozinha) e Amândio. Porque já tinha o MDFM.
    Infelizmente com arrogancia dele, foi perdendo esses elementos. Perdeu o MDFM e o Manuel. O Amândio devido a própria má fé do Amandio, cuja história o p^ªovo não sabe.
    Todo mundo esperava que o Patrice governasse com transparência e o Senhor Emílio fica sabendo que em todos governos o Patrice na corrupção é o pior. Não quer prestar contas e todo o barulho é a prestação de contas. Foge ao Parlamento. Porquê? Pergunta-lhe e aos seus. Quem não deve não teme.

  7. img
    O Analista e Censurador Responder

    Muito bem quem não deve nunca deve temer.Então Patrice Trovoada, presta as contas publicamente uma vez que não queres prestar no Parlamento!…

  8. img
    Eusebio Neto Responder

    Emilio Pontes, governar sem maioria no parlamento e possivel. E existem exemplos. O segredo e ter agilidade e talento suficientes. Um governo nessas condicoes, deve, em primeiro lugar colocar os seus interesses bem depois dos do pais. Isto significa ouvir e envolver mais a oposicao. Terceiro nao ignorar/diminuir a oposicao. Veja-se como comporta o sr. Abilio Neto, comentador da RDP Africa e porta-voz(?) da ADI quando fala da oposicao e do PR de S. Tome e Principe! Esse sr usa uma linguagem de tal forma agressiva que ate parece estar a residir na floresta. O importante e que todos respeitem a Constituicao da Republica e, sendo o governo suportado por minoria parlamentar, jamais devera impor pura e simplesmente a sua vontade. Aguardemos que Pinto da Costa encontre uma solucao mais sabia para nos tirar desta situacao e lancar-nos definitivamente na senda da estabilidade, paz e progresso. Viva o povo santomense.

  9. img
    Preto Responder

    Olhem só para o estilo desse gajo a “tentar” mostrar que é bom!

  10. img
    sulila miranda Responder

    Mas quem não sabe que para se governar com minoria, tem-se que ter anca mole e fazer-se grande jogo de cintura?
    Só um malandro e não político.
    Agora, isso´não se compadece com arrogância, petolância e intolerância.
    Mas só espero que se tenha aprendido a lição, de que aqui é MUNDO!!!

  11. img
    Paulo.Portas Responder

    Vem pra S.Tomé trabalhar Sr. vende patria

    • img
      alcino Pinto Responder

      EU TAMBEM NAO TENHO TRABALHO POR ISSO ORGANIZEI COM MEUS COMPADRES E AMIGOS DO MLSTP E PCD PARA TIRAR O PATRICE E EU SER O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA PARA ORGANIZAR UNS BAGORITOS EXTRA.
      SE O BOCADINHO QUE EU TINHA ROUBADO E QUARDADO A ELSA USOU TODO.
      HAHAHA FESADA!! AGORA!!!!! VAIS VER COMO QUE VOU ROUBAR. ELSA TENS QUE IR A LISBOA EM DEZEMBRO TA! AMOR.. E PAGA TODA AS CONTAS DOS MIUDOS EM ATRASO TA AMOR..
      OLHA SE conseguires ai um ultimo modelo dos jeep ai manda vir em nome da fundacao que eu tomo o dinheiro da assembleia e pago porque o PA tem direito, ponto final. olha se passares pelo Africa Do Sul diz ao teu ex aluno peter para nao escrever as minhas intencoes de organizar a mafia da mocao ok?

  12. img
    CIDADÃO CIVIL Responder

    Plenamente…Para acabar com esses disses k não disse, temos k ser nós,o povo de s.t.p, a dar antecipadamente as palavras de decisão, como prediz a democracia, para k n podemos cair numa situação pior do k akilo k já estamos a viver…

  13. img
    dhaniel Pires Responder

    Hum!! Bem visto!

  14. img
    Zé Maria Cardoso Responder

    Amigo Emílio Pontes,
    A resposta encontrada por si a qtão levantada, n é a mais acertada pela reflexão.
    Em todo o mundo, os governos minoritários cumprem a legislatura, sim senhor. Fazem-se casamentos pós-eleitorais, nem que fôr com o diabo e da iniciativa do mais votado e n da carroça a puxar o boi. O q se passou com a ADI desde as eleições, só pode ser do desconhecimento de conceitos democráticos de Patrice Trovoada ou da sua má-fé q lhe veste de patriota para pedir eleições antecipadas.
    Ficou claro com a crise instalada q ADI tem como alvo tb a figura do PR. Porquê? Onde está o patriotismo? A Constituição da República?
    Sem banho.

  15. img
    SUN DOLO Responder

    EMILIO PONTES, MEU CARO COLEGA. OS MEUS PARABENS PELA REFLEXÁO. tOTAL DE TODA ACERTADA OU NÁO MAS É O QUE TE VEIO A ALMA.cLARO QUE NÁO PODEMOS AGRADAR A GREGOS E TROIANOS. aTE PORQUE SABES QUE NÓS OS SANTOMENSES NÁO ESTAMOS PREPARADOS PARA OUVIR VERDADES. tEMOS A MANINHA QUE SABEMOS MAIS QUE OS OUTROS MESMO A FAZER MAL, SOMOS ESPECIALISTAS A CRITICAR O QUE É DO PROXIMO.EU FIQUEI COM A IMPRESSAO QUE TU QUERIA APENAS DAR A TUA MODESTA CONTRIBUIÇÃO, MAS SE PODESSES VIRAR FORMIGA PARA OUVIRES O QUE OS NOSSOS CAMARADAS VÁO FALANDO DE TI COISA DE RIR. o PIOR É QUE SÁO MUITOS DELES OS DITOS TEUS AMIGOS FALSOS. aQUELES QUE TE BATEM AS COSTAS OU AINDA CRESCERAM CONNOSCO. PIOR AINDA ESCONDEM SEM NOME PROPRIO. ESSES RAPAZES AQUI MATAM E AINDA PERGUNTAM NOTICIA MEU IRMÁO. EMILIO CADA COISA QUE DESSE AQUI SO VISTO.ELES QUEREM COISA DELES ASSIM COMO TEM ANDADO, CRISE MAIS CRISE, VIAJAR DELES, ROUBAR DELES, CHEIRAR TODO PROJECTO, SALTAR DE PARTIDI EM PARTIDO CONFORME OCASIÁO, ETC, ETC.
    EU JA CHEQUEI A SIMPES CONCLUSÁO, POBREZA REMETE AS PESSOAS AO MEDO. ENQUANTO NAO SE QUEBRAR O ESTADO FAMILASTOME E PRINCIPE NÁO VAI FUNCIONAR. ISTO AQUI É UMA MALDADE. O CONCEITO DO MEDO FAZ COM QUE O QUE O EMILIO FEZ OU DISSE É UMA OPINIÁO SOLTA PARA ELES.
    VEJA OS SUCESSIVOS GOVERNOS QUE ESTE PAIZ TEVE, QUEM JA LA ESTEVE E QUANTAS VEZES REPITIU E O QUE FIZERAM. VEJA NESTES ANOS DE DEMOCRACIA QUEM SÁO OS QUE FORAM DEPUTADOS E SE JA SAIRAM DE LA PARA DAR ESPAÇO A MAIS ALGUEM. AQUI MEU CARO É NOM KU NON.
    MEU CARO NAÓ PREOCUPA, AQUI É CONFITO NA OPOTUNIDADE DE GANHAR DINHEIRO. QUANDO EXISTE PROBLEMA É PORQUE QUEM ESTA NO PODER TEM OPORTUNIDADE E QUEM ESTA FORA ÑÁO TEM COMO GANHAR.

    DEVIAMOS MUDAR ESSA CONSTITUIÇAO E PROPOR LEGISLATUA DE DOIS EM DOIS ANOS. ASSIM TODOS IAM RODAMDO COMO MINISTROS E DEPUTADOS.
    QUE GENTE MEDIUCRE.

    POLITICA NÁO É ADOQUE É UMA CIENCIA É COISA PARA INTELECTUAIS E RICOS.

  16. img
    Tiberio Responder

    Meus parabéns Emílio Pontes!
    Concordo plenamente.
    Esta é a única saída para evitar que o país caia numa crise ainda mais profunda!!
    Não sei porque não devolver a decisão ao povo de que se fala tanto e o que mais padece e sofre com essas trafulhas políticas. Se não houver consenso entre políticos que em princípio são representantes do povo, devolva a palavra ao povo.

  17. img
    Deus Afonso Responder

    Eu ja acho que , a elite politicos de sao tomé precisao conhecer ao senhor JESUS, se a maioria tivessem JEsus no coração! acreditam, STP, pequeno como é, abençuado como é, seriamos um pais Modelo em tudo. até em tecnologia de ponta. nem oposição nem governo. LADRAO tudim

  18. img
    Sum mé chinhô Responder

    Abel, acho que deviam pelo menos propor uma certa habilitação para tecer comentários. Ñ se devia permitir intervenções tão frouxas como se lê no telanon.

  19. img
    Sum mé chinhô Responder

    Abel, acho que deviam pelo menos propor uma certa habilitação para tecer comentários. Ñ se devia permitir intervenções tão froxas como se lê no telanon.

  20. img
    Fala pouco Responder

    Senhor Emílio Pontes o senhor vivi em Luanda a muitos anos i já ganhou muitos vícios nao há dinheiro que lhe chega já conheço o senhor e sei até quanto custa os seus vícios ,quanto que o senhor ia buscar nas mãos do Patrício Trovoada além da reparação da casa de Embaichador em Luanda que o senhor gostaria que as obras de reparação fosse entregue ao senhor melhor o senhor manter calado e por no seu lugar , porque nao quero falar mais chau chau pense bem

  21. img
    Odete Sá Responder

    Sou Santomense,e tenho acompanhado as notícias da minha terra…fico triste conhecendo este povo maravilhoso…vamos trabalhar e fazer pelo país que é nosso…deixemos as picardias e só juntos com honestidade e força de trabalho e de gestão conseguiremos vencer…estou disposta a dar o meu contributo com a vossa colaboração…haja fé e vontade.

Deixe um comentario

*