Política

Crise : Sindicato dos Magistrados Judiciais pede intervenção do PR

Num comunicado enviado a redacção do Jornal Téla Nón, a Associação Sindical dos Magistrados Judiciais de São Tomé e Príncipe, diz que está em curso a subversão da Ordem e do Estado de Direito Democrático em São Tomé e Príncipe.

Segundo a Associação Sindical dos Magistrados Judiciais o processo de subversão da ordem constitucional, atingiu o ponto culminante na sexta feira, com a aprovação pelo parlamento de uma resolução que decapita o Supremo Tribunal de Justiça.

A Associação Sindical dos Magistrados Judiciais, condena o auto considerado de inconstitucional e apela ao Presidente da República Evaristo Carvalho a intervir para defender a constituição política e a República Democrática de São Tomé e Príncipe.

O mesmo apelo é feito pela Associação Sindical dos Magistrados Judiciais a toda a comunidade internacional.

O leitor deve ler na íntegra o comunicado da Associação Sindical dos Magistrados Judiciais para compreender outros aspectos da questão :

nota de impressa (1)

Téla Nón

    12 comentários

12 comentários

  1. Paulo castro

    5 de Maio de 2018 as 15:02

    A qual presidente os magistrados estão a pedir apoio? A Evaristo Carvalho?
    Se for ele não vão levar nada, porque este assina só apenas está a espera do documento da assembleia para assinar só. Esse homem é uma vergonha até para os seus próprios filhos.
    Agora, se fosse no tempo de Fradique, aí sim os magistrados ainda poderiam ter alguma esperança. Aí Fradique, tu fazes falta agora a nação!

    • Toussaint L'Ouverture

      6 de Maio de 2018 as 8:08

      Fradique? Não foi aquele Presidente da República que dissolveu o parlamento num dia e reconduziu o mesmo parlamento no dia seguinte? Não foi aquele PR que cometeu tantos desmandos que forçou os deputados a fazerem uma revisão constitucional que reduziu os poderes presidenciais?

  2. Arlindo Machado

    5 de Maio de 2018 as 15:45

    Chega a ser angustiante, deprimente,vergonhoso e absurdo o wue está a passar em Sao Tomé.

  3. JOAO CARLOS

    5 de Maio de 2018 as 17:00

    Evaristo Carvalho não é Homem, mas sim homem….UM senhor com 76 anos que se comporta como um garoto de 7 anos….

  4. original

    5 de Maio de 2018 as 17:19

    Sindicato dos Magistrados estão a pedir intervenção do PR de que País? É preciso especificar qual País porque para estes casos,o de S.Tomé nunca existiu porque só está na cadeira de Presidência sentado para evitar bulor e receber ordens do Patrice.

    verdade ou mentira?

  5. Justo

    5 de Maio de 2018 as 17:33

    Toda gente quer ser juiz. Até analfabeto do primeiro ministro, já acha que tb pode ser juiz. Palhaçada

  6. Cruz Cruz

    5 de Maio de 2018 as 18:57

    Um conjunto de deputados e representantes do povo que não sabem interpretar as leis, agem por impulso visando interesse pessoal. Em momento algum deu entrada na Assembleia Nacional a proposta do Conselho Superior de Magistratura pedindo a exoneração dos Juízes Conselheiros do Supremo Tribunal da Justiça, portanto a resolução da Assembleia é nula, porque carece de uma prévia proposta do supracitado conselho.
    Por favor, aos ditos representantes do povo, deixem de malandragem e malabarismo político com vista ao interesse pessoal em detrimento da população.
    Deixo um apelo a todos os jovens estudantes universitários e não só, residentes no país e na Diáspora a se juntarem com vista a se promover um debate sobre o estado da Nação Santomense. Basta de se assistir senas sucessivas de violação de lei constitucional. Um Estado onde não se respeita as leis torna de facto um Estado perigoso como disse o presidente do STJ. O cenário actual é gravíssimo perante a comunidade internacional. Já basta o relatório do Departamento Norte Americano que denuncia STP de violar os Direitos Humanos. Portanto, apelo a todos os jovens, geração de 70, 80 e 90 e se unirem vivamente e se debater o futuro de São Tomé e Príncipe. Não podemos deixar morrer a nossa democracia que tanto nos custou, não se pode assistir uma constante a ameaça a liberdade de expressão e da imprensa. Vamos salvaguardar a nossa democracia.

  7. BETO ARGAO

    5 de Maio de 2018 as 20:55

    Realmente o que ta se a passar em stp é inadimissivel””Mas por outro é Mesmo assim são os Santomenses que votaram e deram Maioria a ADI para PT dismandar no pais por vamos Aguentando para ver ate onde vai cheigar

  8. BETO ARGAO

    5 de Maio de 2018 as 21:01

    Isso vai cheigar um ponto Que Ninguem vai Gostar

  9. Seja mártir

    5 de Maio de 2018 as 21:24

    Desde quando é que uma resolução está acima da lei (estatuto dos magistrados). Oh Silva, nem que seja com violência doméstica defende a tua honra. Não deixa um grupo de deputados corruptos, te intimidar.

  10. Mártir

    5 de Maio de 2018 as 21:26

    Desde quando é que uma resolução está acima da lei (estatuto dos magistrados). Oh Silva, nem que seja com violência doméstica defende a tua honra. Não deixa um grupo de deputados corruptos, te intimidar.

  11. BETO ARGAO

    6 de Maio de 2018 as 7:07

    Hj Ja entendo Melhor pq que alguns paises Africanos vivem Sempre em comflito””pq o que ta passar em STP ja é Mas que Suficiente para o tal””Esse Suposto PR nao vale nem para ser pau Mandado””uma coisa posso ai vus garrantir Angola vai tomar uma posição mto em breve””Olha qualquer um de Nós Santomense de são Tomé sabe que a fabrica(Rosema)é do Mello Xavier””Devemos defender empresario Nacional sim mas:Nao podemos compactuar com Assalto a uma propriedade privado somente por proprietario ser de uma outra Nacionalidade isso é inadimissivel”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo