Política

Maioria aniquilou 6 de Setembro mas a data das FASTP ressuscitou

Hoje 6 de Setembro de 2018, continua a ser feriado nacional. É o dia das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe. Feriado nacional assinalado desde a independência nacional a 12 de Julho de 1975.

Dia das Forças armadas que foi inspirado dentre outros aspectos, pelos acontecimentos de 6 de Setembro de 1974, em que os nacionalistas são-tomenses que integravam o exército colonial, ofereceram resistência às ordens coloniais que visavam oprimir o povo sedento pela independência.

No entanto em Agosto de 2018, a maioria parlamentar da ADI, que governa São Tomé e Príncipe desde Outubro de 2014, aprovou na Assembleia Nacional um diploma que redefiniu os feriados nacionais. O diploma aprovado pala ADI em concordância com o Governo, retirou o dia das forças armadas, 6 de Setembro, da lista dos feriados obrigatórios em São Tomé e Príncipe. Nem mesmo na lista dos feriados facultativos, a maioria parlamentar citou o dia das forças armadas de São Tomé e Príncipe.

O abate do dia das FASTP pela ADI, gerou alguma polémica no país, com destaque para a contestação feita pelas forças políticas da oposição na imprensa livre de São Tomé e Príncipe e também nas redes sociais.

Mais tarde, José Paquete, juiz jubilado na qualidade de emissário do Governo, apareceu no Telejornal da Televisão do Governo (TVS), para anunciar que se trata de uma gralha cometida pela maioria parlamentar.

Assim o país ficou, a saber, que o dia das forças armadas foi alvo de uma bala perdida disparada a partir da casa parlamentar. Felizmente a bala não acertou em cheio no alvo. Provocou estragos momentâneos. A gralha, que estranhamente só excluiu o dia das forças armadas da lista de feriados nacionais, já terá sido reparada.

Pelo que o Téla Nón apurou Evaristo Carvalho, Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, ainda não promulgou o diploma da maioria que redefiniu os feriados nacionais.

Por isso, sem impacto das gralhas, os militares dos dois ramos das forças armadas, nomeadamente o Exército e a Guarda Costeira, celebram hoje o seu dia, na companhia de centenas de sãotomenses que todos os anos no feriado nacional, enchem o campo do quartel general para assistirem o juramento de bandeira dos novos soldados- recrutas.

Em Agosto, 6 de Setembro passou por perigo, ou como se diz na nossa terra(Téla Nón ) – Anda Pligu.

O articulado da  lei aprovada pela maioria parlamentar que exclui o dia das forças armadas da lista de feriados nacionais pode ser consultado, em baixo :

Abel Veiga

 

 

    8 comentários

8 comentários

  1. Madredeus.igreja

    6 de Setembro de 2018 as 15:23

    O ADI- e seu dono, andam a esticar a corda.
    A casa parlamenta, aparece quintal do Patrice Trovoada e o dos seus capangas.

    Volta ano de 1975, tais perdoado

    Volta: UNIDADE
    DISCIPLINA
    TRABALHO
    Sentimos a tua falta

  2. Admirado

    6 de Setembro de 2018 as 18:09

    Um pais que não produzus mas com feriados de dar inveja. Força STP. Ate ao dia que todos os subsídios estrangeiros acabem e os são-tomense comecem a comer unicamente o que plantarem.

  3. ONDE MESMO?

    7 de Setembro de 2018 as 9:43

    E uma vez mais o “povo pequeno” não teve o primeiro ministro de STP presente na cerimónia do dia das Forças Armadas. Para mim ele deveria ficar por lá de uma vez por todas e esquecer que STP existe.

  4. madredeus.depósito velho

    8 de Setembro de 2018 as 9:39

    Oh, sr ou sra ONDE MESMO?, só comento esta notícia pelo comentário que fez. Se tudo é motivo de fazer política era melhor levar estas politiquisses à casa da sua mãe. Pelo seu comentário vê-se que tu tens um ódio visceral contra a pessoa do Drº PT, e não és um cidadão atento que acompanha as informações. Só comentas por emoção sem nenhuma razão. Quando assim é, melhor estar calado. Se estivesses informado, saberias que o 1º Ministro Drº PT, esteve ausente nestas cerimônias porque esteve a participar na Cimeira (Mesa Redonda)Sino-África que se realizou na capital chinesa em Pequim. Se não sabe onde andava o PT à altura das cerimônia de mais um 6 de setembro devia perguntar ao Abel Veiga que ele lhe dizia com certeza e não estar cá a escrever porcarias. Devias era ser humilde em reconhecer, que enquanto estávamos na festa de mais um 6/09 no Quartel de Mouro, o PT estava a trabalhar a diplomacia ao mais alto nível, tentado convencer o governo chinês a desbloquear mais uma verba de mais de 26 milhões de USD para o desenvolvimento de STP. A verdade é que todos estes contatos que o PT faz para o bem de STP vos incomoda e nós sabemos disto. Para terminar sr/sra ONDE MESMO?, para sua informação, neste momento em STP, não vejo qualquer paspalho que aspire ser 1º ministro com cacife para aguentar drº Patrice Trovoada, hás de concordar comigo com humildade. O homem nasceu para isto. Uma coisa é certa, tudo isto dói, dói muito, mas passa.

    • Chorar muito ééé

      9 de Setembro de 2018 as 9:27

      O Sr.madredeus.depósito velho é mais um lambebota do PT, por isso o dedo tocou lhe na ferida crónica, devias é ter vergonha e zuízo. Se a Sra.onde mesmo, que antecedeu te não estava informada sobre ausência do primeiro ministro no acto Central de 6 de Setembro, devias informa-la sem insultos não como o fizeste com a tua ignorância. Por causa de gente como você é que esse país está em maus lençóis como está agora, por causa de ódio, rancores e ganâncias de poderes nunca visto em S.T.P. Por isso, no dia 7 de Outubro vai doer, mas vai passar.Obrigado

    • ONDE MESMO?

      11 de Setembro de 2018 as 9:21

      Sr. madredeus.depósito velho, agradeço e retribuo o insulto que me endereçou. Só gostaria de pedir ao TELA NON que filtrasse melhor os comentários com insultos as pessoas antes de as publicar. Meu caro, onde o homem esteve ou não deixou de estar pouco me preocupa e o importante é que uma vez mais ficamos satisfeitos pelo facto do mesmo ter-nos brindado com a sua estimável ausência. E ao contrário do senhor eu vejo muitos paspalhos seguidores do paspalho-mor como é o seu caso particular. Sem dúvidas que nasceu para isso, e tem muito jeito já que gostam de ser aldrabados.

  5. WXYZ

    8 de Setembro de 2018 as 11:10

    País pobre tem que pensar em tudo isso. O mais afectado é o sector privado. Vota 7 d Outubro.

  6. Madredeus.igreja

    8 de Setembro de 2018 as 23:16

    Quase tudo países Africanos, foram representados pelo chefe de estado.
    Eu disse, quase todos, porque estava lá um tal 1 ministro. É que ele gosta de estar lá.
    Tem hábitos de usurpar funções.
    Será que não temos Presidente da República?

    O que ONDE MESMO disse é: mais uma vez. Sinal que o homem já havia faltado doutra vez, entendeu

    Não sei se tu entras nisto: ainda estamos a espera que os 30 milhões, aparece, que os acordos sobre ouro negro, aja explicações.
    Que raio que tudo deste país, têm que ser o homem. Se ele está a trabalhar, estão faltou mais empenho.
    Dás uma volta a cidade capital para veres com os teus próprios olhos, se precisar de óculos, tenho um aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo