Desporto

Presidente da República desafia o Governo a investir no desporto como terapia e factor de desenvolvimento

Segundo Pinto da Costa, o desenvolvimento do desporto, sobretudo nas escolas, pode conter os fenómenos espirituais que têm invadido as escolas. Referência ao fenómeno transe, e a importância do desporto, feitas a quando da recepção da selecção nacional.

O Chefe de Estado são-tomense, que destacou o grande desempenho da selecção nacional de futebol nos jogos de qualificação para o CAN – 2013, apesar da eliminação da equipa nacional, disse que o país ganhou. «Só perde aquele que não sabe tirar lições da perda. Só perde aquele que não souber tirar lições do ganho. Vocês não perderam, ganharam experiência», declarou no salão nobre do Palácio do Povo.

A prestação da selecção nacional, apesar da falta de recursos financeiros e outros, serviu segundo o Presidente da República, para demonstrar que se deve apostar no desporto, até mesmo como terapia. «O que vocês demonstraram neste pouco tempo é para chamar a atenção dos dirigentes da República de que, com os meios que têm devem dar uma atenção particular ao desporto nacional, designadamente nas escolas. Porque se tivéssemos mais desporto, mais basquetebol, talvez os fenómenos espirituais não nos invadissem assim tanto», sublinhou.

O Presidente da República, definiu a prática do desporto, como factor importante para o desenvolvimento. «Havia um filósofo alemão que disse o seguinte: um verdadeiro cidadão deve fazer desporto pelo menos 3 vezes por semana. O desporto pode ajudar-nos a ter melhor saúde, a pensar em coisas melhores, a ter alegria», concluiu.

Desafio para aposta no desporto, lançado pelo Chefe de Estado, numa altura em que as federações das diversas modalidades desportivas, queixam de falta de meios e de poio do Governo, para realização das suas actividades.

Abel Veiga

    11 comentários

11 comentários

  1. Leopaldo

    26 de Junho de 2012 as 9:20

    O único campo desportivo, para a pratica de basket e Volebol (SNECIA) foi destruído pelo actual governo (Senhor Secretario de Estado, Desporto e Juventude) …. Inventaram uma obra de execusão de 3 meses pela empresa Minel e até hoje aquilo esta a derivas, só andaram a partir tudo que existia.
    Melhor que deixava como estava, onde os jovens pudessem praticar o desporto.
    Como que o Presidente da República fala em incentivar o desporto, se não existe infra-estruturas adequadas para a pratica do deporto ?

  2. STP@

    26 de Junho de 2012 as 10:12

    Caros são-tomenses, penso eu que alguma vez já terão questionados,tal como eu:-Porque que ainda estamos assim,na cauda do mundo e nunca mais de lá saímos? São 37 anos da Independência mas,quase tudo ainda está por fazer e muitas que foram destruidas.
    Mas alguém sabe dizer-me em que País estamos?!!!

    Como se admite num país com tantos recursos minerais,terra fértil,clima tropical,e com uma população calorosa e trabalhadora,com tantos apoios financeiros e técnicos recebidos dos parceiros internacionais, OGN’s etc.
    Assunto:-
    Um paciente dirigiu-se ao hospital central de S.Tomé e príncipe,para fazer uma Radiografia de carácter urgente,alegadamente terão lhe tido que não era possível fazer exames destes, porque o médico técnico em radiologia não se encontrava no País.-Sinceramente se isso for um facto,só pode ser mesmo em S.tomé.

    Mas uma coisa é certa,o pior que s.tomé,só mesmo o hospital central,onde a qualidade para uma intervenção médica é = a 0(Zero).O hospital central está doente no estado de coma.Também não só hospital central como quase todas as instituições .Como é o caso das alfandegas,onde o contentor de ajuda doado pelos emigrantes stp, para o hospital central, teve que ficar retido nos portos por falta de pagamento de um valor incalculável para sua expedição.os emigrantes STP não têm como enviar os seu pertences,devido a elevada taxa praticada naquele sector.

    Solução: Mudança de Leis, atitudes,ideias,pensamentos.,saneamento hospitalar de raiz,demonstrar profissionalismo e bom senso desde P.R até o cargo mais humilde deste País,para o bem estar de todos os são-tomenses.
    Um Bem haja !!

  3. HLN

    26 de Junho de 2012 as 17:58

    Acho que Presidente da república também pode usar a sua influencia, para dar uma força ao desporto e não só. São 20 anos parado na vida vê se aparece mais.

  4. Kalu Mendes

    26 de Junho de 2012 as 21:14

    grande petterson

  5. Felisberto Bandeira

    27 de Junho de 2012 as 8:35

    Concordo pelnamente com o Prisidente da republica o Governo devia investir no desporto,porque o desporto e saude,e so teriamos a ganhar e poupar dinheiro com muitas doencas.

    • Bruna

      27 de Junho de 2012 as 11:19

      Actualmente o Presidente da República é o único politico que este país tem. O governo só tem garotos que não sabem fazer nada e passam a vida a andar de carro para cima e para baixo. O país está parado e, no entanto, o primeiro-ministro passa a vida a viajar de um lado para o outro gastando rios de dinheiro. Enquanto ele faz isto o presidente dá-lhe um tremendo banho de lucidez política, aceitando, neste momento de falta de recursos financeiros no país, só fazer viagens estritamente necessárias e de que o país tire altos proveitos diplomáticos, económicos ou financeiros. Reparem nos resultados das viagens do presidente para Angola, Guiné Equatorial e África do Sul. Reparem também nos resultados das centenas de viagens do primeiro-ministro para centenas de destino no mundo. Só ai se vê a diferenças entre estes dois políticos. Um é anão e gastador; o outro é gigante e poupado. A melhor coisa que poderia acontecer ao nosso país nesta altura foi a eleição do Pinto da Costa. Imaginem só a balburdia, confusão, brincadeira, falta de respeito, falta de sentido de estado que estaria a funcionar se por exemplo Evaristo de Carvalho fosse eleito presidente da República. Basta ver a confusão que se passa na Assembleia Nacional. Alguém tinha que por ordem na casa. Foi uma benção a eleição de Pinto da Costa. Eu mesmo não tendo votado nele tenho que dar braço a torcer. Estaríamos metidos numa grande confusão sem sabermos como haveríamos de sair dela. S.Tomé Poderoso não dorme…

    • Osmar Gaspar

      28 de Fevereiro de 2013 as 15:18

      Também concordo com o Presidente da República, no que toca ao desporto, temos que desenvolver o nosso desporto nacional, porque o desenvolvimento de um país é preciso também desenvolver o desporto.

      Temos que ganhar consciência.

  6. Zeme SOOO

    27 de Junho de 2012 as 10:28

    O Governo Deve sim investir no desporto. Com dinheiro.

    Mas quem está em casa de Estado não paga, o dinheiro vem de onde???

    PR pergunte ao Dialô seu assessor onde ele põe dinheiro para deixar de honrar os compromissos com o Estado.

    Falaar é fácil. Acusar o outro facilimo.

    Fazer, ahahah.

    Fui…

  7. JF

    28 de Junho de 2012 as 11:26

    Sr. Zeme, na realidade todos os que têm compromisso com o estado, devem honrar e isso, todos nós temos. Cada um de nós no seu sector, no seu cantinho deve contribuir para o desenvolvimento do país. O dinheiro das casas do estado devem ser devolvido sim e o mais rápido possível, mas esse dinheiro nunca deve ser utilizado para o desporto, mas sim para a construção de outras casas. Concordo com o Sr. PR, o Governo tem q investir no desporto sim, mas esse dinheiro deve ser retirado de alguns lados como as viagens e os seus respectivos subsídios. Penso que na altura de dificuldade os nossos governantes deveriam fazer apenas viagens necessárias e que trará benefícios para o país, é como se fosse investimento, gasta-se um valor para ganhar muito mais. Só gostaria de saber em que classe viaja o Sr. Primeiro-ministro? Executiva ou Económica?

  8. indignado

    28 de Junho de 2012 as 17:42

    so para responder ao sr STP@
    Primeiro gostaria saber qual o seu contributo real para o desenvolvimento de STP.
    segundo, seja mais claro no k expoe, porque o serviço de radiologia nao funciona com tecnico que nao se encontra no paîs.
    terceiro, nao se faz omulete sem ovos, sabes em k condicoes trabalham os medicos na europa? e diga-me se sabes bem quais os meios k os medicos nacionais dispoem? depois da resposta me daras a razao

  9. filho de terra

    2 de Julho de 2012 as 15:34

    meu jovens adolescentes e velhos de São Tomé poderoso, eu tenho apenas 24 anos para uns é pouco e outro é muito, para mim é suficiente para saber o que é certo e errado,eu nasce de uma família muito humilde e trabalhador sou 04-04-88, com muito esforço consegui terminar os 12ª ano de escolaridade,porquê o nosso lema em São Tomé é primeiro eu segundo eu , e depois o outro eu fiquei no ultimo, o que eu pergunto o São Tomé no geral é serra que eu estou cego e todos estão a ver? ou todos estão cego só eu vejo?, não dá para acreditar que todos estão a ver e a continuar nessa situação? São Tomé tem tudo para dar certo não é dinheiro, não profissionalismo, é mudança de mentalidade, e amor ao pais e ao próximo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo