Desporto

Jogos da CPLP: esperança são-tomense recai no andebol

Continuam a decorrer na vila portuguesa de Mafra os VIII Jogos Desportivos da CPLP.

A equipa de andebol (sub-16 masculino) são-tomense apesar da derrota sofrida perante Portugal por 50-18, na Terça-Feira, continua a depender apenas de si para chegar ao terceiro lugar.

No voleibol de praia confirmou-se aquilo que o técnico Aurélio Leite havia afirmado após a segunda ronda. Verificou-se uma melhoria no rendimento das equipas são-tomenses (sub-17), no entanto, ainda não suficiente para alcançar a vitória na terceira ronda. A equipa feminina perdeu com Moçambique por 2-0, sucedendo o mesmo à dupla masculina. Na quarta ronda tanto a dupla feminina como a masculina perderam com Angola por 2-0.

Nas provas de atletismo (sub-16) Katia Rollis falhou o acesso à final feminina dos 200 metros, sucedendo o mesmo a Edmilson Lima e Mário Pimentel nos 200 metros masculinos. Na final dos 800 metros femininos Albenizia Tavares ficou no oitavo e último posto, enquanto que, na final masculina dos 800 metros Romário Leitão ficou no sétimo (penúltimo) lugar. Na final feminina do salto em comprimento Darcy Teixeira não escapou ao sexto (último) lugar. Na final feminina dos 4x100m a equipa são-tomense constituída por Gorete Semedo, Luísa Mendes, Albenizia Tavares e Darcy Teixeira acabou desqualificada.

No ténis (sub-16 masculino) São Tomé e Príncipe perdeu com Portugal por 3-0 e ficou afastado das meias-finais.

A equipa de basquetebol (sub-16 feminino) continua a ganhar experiência competitiva perdendo, desta feita, por 101-6 com Angola.

Os Jogos da CPLP decorrem até ao próximo Domingo reunindo atletas de Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Diogo Calado / Téla Nón

    8 comentários

8 comentários

  1. Takora Mohamed

    14 de Julho de 2012 as 12:04

    Bem haja aos nossos jovens pelo sacrificio e espirito desportivo que venhem mostrando.
    Aos governantes é um alerta para que percebam que e necessario investir no desporto juvenil a tempo inteirio e nã somente para competições pontuais.

    Viva STP
    37 anos depois ainda procuramos o caminho.

  2. Carlos Amado Vaz

    14 de Julho de 2012 as 13:14

    Isso não é ganhar experiencia, é idiotice. Se a equipa não tem condições minimas, n deve representar nessa modalidade, ate parece que eles nunca treinaram, msm as pessoas que nunca fizeram essa modalidade, e escolhidas na rua fariam melhor figura. Temos que deixar dessas babaquices. Jmais vi numa competição internacional tamanha diferença. todas as equipas ganharam de STP por cerca de 110-menos q 10 , pensem nisso. Deve-se ganhar experiencia, e particularmente n estava a espera q STP fosse ganhar msm, ate pela falta de rodagem, mas falta cerebro as pessoas q chefiam essa modalidade. Denotam claramente que eles se quer reuniam pra se treinar

    • Carlos Amado Vaz

      14 de Julho de 2012 as 13:16

      E simplesmente vêem nisso uma forma de ficar por ai andando a passeio. Tenham dó do pais.

      Somos pobres mas somos dignos. Não devemos ficar passando mão na cabeça das pessoas quando não se importam com a nossa bandeira

      • josé castelo branco

        15 de Julho de 2012 as 7:40

        corroboro a 100% as suas palavras. e acrescento que a maioria desses dirigentes, treinadores e presidentes de federacoes desportivas, com enfoque para o basketbol onde o Guigui faz muito pouco, tem uma representacao formal muito apática e nao cria nenhum tipo de condicoes para os jovens.

        em caso, de lesoes, nem se fale, nem cooperacao com os hospitais, com o exterior em caso de junta médica, nem nada. ele simplesmente nao se move.

        e depois vao lá fora passear, ganhar as suas gorjetas e depois dao desculpas esfarrapadas de ganhar experiencia.

        basta de hipocresia e baixo carácter.

        • Aborrecido

          17 de Julho de 2012 as 17:23

          Concordo plenamente. E dizem que na partida de STP o Secretario de Estado ja veio dizer que o importante é competir. Claro, que ele assim como todos os que acompanham o desporto de STP ja previa o descalabro. Se nao ha competiçoes internas organizadas em campionatos, como é que queremos competir internacionalmente. Se eu fosse Governo proibiria por decreto a participação de STP em competiçoes internacionais em modalidades onde nao tenha havido nos ultimos 3 anos campionatos nacionais. Pois mais vale estarmos ausentes do que estarmos nessas palhaçadas!!!!

  3. Chefe de Riboque

    14 de Julho de 2012 as 13:14

    Credo!

    101-6? Isto nao tem haver nada com a falta de experiencia nenhuma, mas sim selecao mal feita. Sei k nesses jogos tb escolhem caras bonitas… Por isso esse capote. Só dois shoots?

  4. Estamos tramados

    15 de Julho de 2012 as 14:20

    Meus caros
    Sem ovos nao se faz omoletes. Tenho é que felicitar o esforço da equipa santomense que mesmo sem ovos tentam fazer omoletes. Tambem quero aproveitar a oportunidade para felicitar o meu amigo Abel Veigas pelo esclarecimento feito ao publico quanto a carta da embaixada de Brasil- A democracia é mesmo assim . O tela Nom tem praticado a maior abertura democratica. Abel tu és totalmente diferente do bandido e aldrabao Director do Parvo. Este senhor está claramente ao serviço do Patrice Trovoada é quer vir enganar-nos de que é jornalista isento. Ele é um sanguezuza autentico- Está sob a capa do jornal Parvo para sugar o Patrice Trovoada como ele tem vindo a fazer. Já comprou um carro, pintou a casa com o dinheiro que sugou ao PT. Eu nem leio o jornal Parvo pq é um jornal totalmente encomendado. È só ver os seus colaboradores. Náo têm credibilidade nenhuma- Força Abel continue sendo diferente ao Ambrosio quaresma malandro aldabráo. continue mostrando a tua isenção e vai fazendo o teu grande papel. Eu não vivo em São Tom+e mas atraves do Tela nom tenho acompanhado a situação politica de ST.
    UUm abraço a todos

  5. MÉ SOLO

    16 de Julho de 2012 as 16:23

    Pelos resultados não considero que STP ganhou experiência foi sim uma humilhação aos nossos atletas e ao país. Os nossos dirigentes desportivos devem ser responsabilizados por isto porque estavam conscientes que os nossos atletas não estavam preparados,quiezeram sim é ir passear e gastar dinheiro que seria útil p outras coisas,QUEM NÃO TEM FATO NÃO VAI P FUNÇÃO.

    O srº Secretário de Estado sonhou e vai transformar o seu sonho uma realidade assim vamos realizar os próximos jogos da CPLP em 2014,será que em dois anos teremos atletas a altura para competir?, teremos infraestruturas em condições para realização de jogos?
    Nem sempre a vontade é tudo, neste caso temos todos q aregassar as mangas a todo nível para que a realização destes jogos seja uma realidade e com êxitos. No nosso país, já não vamos poder dizer ganhar experiências.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo