Desporto

Centro Olympafrica organiza a segunda edição do torneio O! Yes-2024

Arrancou este fim de semana em S. Tomé e Príncipe a segunda edição do torneio O! Yes-2024. Organizado pelo Centro Olympafrica do arquipélago, a competição tem como finalidade o desenvolvimento da capacidade para a criação de um ambiente competitivo, amizade e trabalho em equipa.

Crianças dos 7 aos 15 anos de idade, distribuídas em 25 equipas, em representação do segundo distrito mais populoso do arquipélago, Mé-Zóchi, participam nesta segunda edição do torneio O! Yes – 2024.

“O objetivo não é vencer, mas sim trabalhar com as crianças nos valores olímpicos para que elas percebam as regras olímpicas e possam, futuramente, coloca-las em prática no dia-a-dia” – disse Ilca Cravid, diretora do Centro Olympafrica de Folha-Féde.

O futebol enquanto desporto rei é a modalidade eleita para esta segunda edição que vai durar dois meses.

«Nós temos alguns prémios para as equipas que participam no torneio, sobretudo para os atletas que mostram habilidades como golos de cabeça, pontapé de bicicleta, bom comportamento e muito mais»- avançou Ilca Cravid

O torneio enquadrado no programa da fundação Olympafrica internacional conta com uma presença feminina significativa.

Para a ministra da juventude e desporto o centro Olympafrica de Folha-Féde é uma mola que surgiu para ajudar a impulsionar o desporto em S. Tomé e Príncipe.

«Estão a fazer um trabalho incrível com essas crianças não apenas ensinando a prática desportiva, mas também um trabalho pedagógico, educativo com relação aos valores. Estamos bastante satisfeitos, vemos muitas crianças e acreditamos que estamos a preparar o futuro do país, estamos a preparar futuros campeões em diversas modalidades em particular, o futebol» – sublinhou Eurídice Medeiros, Ministra da Juventude e Desporto.

Um festival desportivo está a ser preparado para o fecho desta segunda edição do torneio O!Yes-2024.

José Bouças

1 Comment

1 Comment

  1. ANCA

    24 de Junho de 2024 at 8:37

    Apesar da iniciativa ser boa e de louvar

    Necessidade de investimento em equipamentos desportivos e infraestruturas, investir em formação, organização para o rigor, modernização no desporto nacional.

    O futuro e boas praticas também se fazem com exemplo, de liderança, de ícones do desporto, referências de jogadores e atletas do desporto, dos bons gestores., é lamentável a posição ranking que o símbolo do país, tem vindo a assumir nalguma modalidades, nomeadamente no futebol com a vergonha de derrota, atrás de derrotas, sem que o ministério, a ministra, a direção de futebol, a federação de futebol, resignar para alteração da péssima situação e desempenho do símbolo- as seleções nacionais- da nação nas diferente modalidades, com ênfase para a de futebol.

    Há que inverter esta realidade, o desporto também é referencia é saúde, economia, finanças quando bem aliado a outros sectores

    Se és daqui, ajuda o teu país a desenvolver, tem orgulho no que é teu.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top