Economia

Oitavo banco comercial inaugurado em São Tomé em menos de 4 anos

cidade-banco-central.jpgOceanik Bank Internacional, é o oitavo banco comercial que abre portas no mercado financeiro são-tomense nos últimos 4 anos. Uma avalanche que reforça a concorrência num minísculo mercado de cerca de 150 mil pessoas. Com capital social de 5 milhões de dólares norte americanos o novo banco é dominado por interesses nigerianos. Desde que foi anunciado a existência do petróleo no arquipélago no início do novo milénio, que o número de unidades bancárias não para de aumentar no país.

Dos 8 bancos que animam o mercado financeiro são-tomense, 2 são dominados por capital nigeriano, nomeadamente o Island Bank e o recém inaugurado Oceanik Bank. Capital angolano está presente no Banco do Equador, enquanto que interesses camaroneses fizeram nascer outros dois bancos comerciais com destaque para o Afriland Bank.

Capital português sustenta o BISTP, primeiro banco comercial do país, que tem também participação do estado-são-tomense. O National Investment Bank, encerrado há cerca de 1 ano, é outra instituição bancária dominada por capital português. O Eco Bank, é sustentado por capital africano.

O Téla Nón sabe que há mais iniciativas privadas para abertura de bancos comerciais no país. Até que aconteça o boom financeiro resultante da exploração do petróleo previsto para início de 2020, será a concorrência a determinar o tempo de vida e a morte dos bancos que não param de nascer num país onde cerca de 90% da população não tem condições para fazer poupança. Uma vez que o rendimento familiar não chega para garantir a alimentação durante uma semana.

Abel Veiga

Recentemente

Topo