Economia

Complexo turístico de Praia Inhame no sul da ilha é exemplo de sucesso no turismo ecológico

No ano dedicado ao desenvolvimento sustentável e a protecção do meio ambiente, S. Tomé e Príncipe entra na rota do turismo ecológico. O Complexo Turístico de Paria Inhame no sul da ilha de São Tomé, comprova que o país caminha na direcção do turismo ecológico.

Desenvolvimento sustentável está na moda. A expressão lançada nos anos 90 faz parte hoje do vocabulário internacional, na medida em que evoca a necessidade de promover o desenvolvimento da humanidade sem comprometer as gerações futuras.

É consensual que o crescimento económico e a ganância do lucro não devem ser almejados a qualquer preço, colocando em perigo a sobrevivência de povos e nações.

A aplicação desta consciência colectiva de preservação da natureza à actividade turística engendrou o conceito de turismo ecológico. Ecoturismo.

Ecodesenvolvimento significa procurar, sempre que possível a harmonia entre o crescimento económico e a natureza.

Cada vez mais os turistas fogem do stress e das azáfamas das grandes cidades e partem a procura de locais exóticos, onde a principal motivação da viagem é o desejo de ver ecossistemas no seu estado natural, vida selvagem.

No entanto, encontrar o equilíbrio entre os interesses económicos que o turismo estimula e promover actividades que preservem o ambiente não é tarefa fácil. Mas nesse aspecto S. Tomé e Príncipe soma pontos e é um destino a ser explorado. O complexo turístico de Praia Inhame no sul da ilha é um exemplo de turismo verdadeiramente ecológico e amigo do ambiente.

Partindo da capital e depois de duas horas de estrada, descobre-se uma unidade turística, onde o casamento do lazer com a natureza é perfeito. Ali tudo é natural. Os bungalows são todos construídos a base de madeira local e a poluição sonora foi substituída pelo chilrear dos pássaros.

Atento a necessidade de preservar o ecossistema, o complexo turístico de Praia Inhame esta num ponto isolado, numa das praias mais bonitas da zona sul. O esplendor da sua beleza contribui para o sossego dos visitantes. A tranquilidade é total.

O local não tem rede eléctrica, nem gerador e toda energia que alimenta o complexo é produzida pela força do vento e painéis solares, em perfeita harmonia com o verde natural da ilha. Um exemplo de como se pode aplicar a tecnologia das energias renováveis sem ofender o meio ambiente.

É uma ideia única e inovadora que faz de S. Tomé e Príncipe um destino turístico aprazível, digno de ser visitado.

Téla Nón


    9 comentários

9 comentários

  1. Gilberto

    12 de Junho de 2012 as 16:45

    Um lugar encantador e digno de ser visitado.
    Parabéns Nazaré!

  2. Rosa Preta

    12 de Junho de 2012 as 18:11

    Até que enfim uma pulitica seria sobre energias renovaveis no nosso pais!! Faz bem lêr nuticias dessas, esperando que esse tipo de projeto seja generalisado no nosso stp e que se transforme numa prioridade nacional. So assim podemos sair pouco a pouco da dependencia. Parabens a toda equipa de trabalho desse projeto!!Bravo.

  3. Argenezio Antonio Vaz

    12 de Junho de 2012 as 19:39

    Ja estive la, vão la, um bom lugar.
    Boa ideia, ainda dizem que os santomenses não são bons. Se houvesse mais apoio e gostar da terra por partedos politicos, os santomenses estariam melhor

  4. paparazzi

    12 de Junho de 2012 as 23:05

    boa noticia
    por favor alguem pode ajudar me a chegar a praia ynhame o contacto telefonico e sua real localizacao e bonito ver sao tome e principe a desenvolver no turismo
    bem haja

  5. Lu

    13 de Junho de 2012 as 9:22

    Iniciativas como estas devem ser encorajadas. Sucessos para o mentor da iniciativa!

  6. Zeme SOOO

    13 de Junho de 2012 as 9:31

    Viva democracia
    Viva Pinto da Costa
    Viva Osvaldo Vaz futuro Primeiro-Ministro
    Viva STP

    • Kanimabo

      13 de Junho de 2012 as 15:19

      O que é que Pinto da Costa o Osvaldo Vaz têm a ver com esse empreendimento? Zeme Sooooo, diz-me de uma iniciativa privada preconizada por esses dois camaradas?

  7. malebobo

    13 de Junho de 2012 as 12:26

    O mentor desta iniciativa bem haja, é bom que outros apredam a fazer o mesmo em vez de estarem a competir em viaturas, ok, fui

  8. Põe boca não tira

    13 de Junho de 2012 as 18:02

    Parabens pela iniciativa, continuem assim….. que Deus vos abençoará…..

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo