Economia

Administração do FMI disponibiliza 3,9 milhões de dólares para São Tomé e Príncipe

O Fundo Monetário Internacional, decidiu financiar as acções do Governo com vista a preparar o país para a era do petróleo que se avizinha. Até 2015 o FMI vai investir 3,9 milhões de dólares em projectos que ao que tudo indica vão passar pela formação e capacitação de quadros nacionais ligados ao sector do petróleo, assim como apoio institucional. Segundo a decisão da administração executiva do FMI dos 3,9 milhões de dólares pelo menos 560 mil dólares serão disponibilizados ainda este ano.

Segundo o FMI, o governo de Patrice Trovoada tem feito gestão prudente do Orçamento Geral do Estado, e tem conseguido reduzir a inflação apesar do ambiente internacional desfavorável.

    13 comentários

13 comentários

  1. Joao Sangssuga

    25 de Julho de 2012 as 20:32

    Oh cacau! Djelo munto! Quem vai gerir este guito todo?

    • Zumbi

      26 de Julho de 2012 as 18:01

      …….

  2. BANANA PA0

    25 de Julho de 2012 as 21:03

    Credo dinheiro toda hora que pais recebe que nada de feito se ve……………

  3. ouê

    25 de Julho de 2012 as 22:37

    tamos mal…dinheiro dinheiro, e eu nao vejo na a ser feito!!!

  4. Anca

    25 de Julho de 2012 as 23:16

    Antes de mais, agradecimentos ao FMI, e votos que continuemos-o País(Território/População), a trabalhar juntos mediante a cultura de honestidade, rigor, organização/planeamento, investimento, compromisso, apoio, unidade, disciplina, transparência, sentido de responsabilidade, justiça, sentido de Estado, com empenho no trabalho árduo, para parcerias estratégicas, para o crescimento e desenvolvimento sustentável de São Tomé e Príncipe, a nível social, cultural, desportivo, político, ambiental, economico e financeiro.

    Quando o apoio e reconhecimento do País(Território/População), provém de uma instituição internacional, como é o caso de FMI, na gestão que tem sido feita pelo executivo e as intituições nacionais, tendo em conta as adversidades de crise económica e financeira internacional, é caso para nós cidadãos e povo SãoTomense regozijar e sentirmos orgulhosos.

    Todos saímos á ganhar, é um esforço e contributo de todos para todos os Sãotomenses, Presidente da República, Governo Central, Governo Regional, Autarquias locais, as instuições partidárias, com e sem assento na assenbleia da república, senhores deputados, as intituições de cooperação e desenvolvimento, os cidadãos e a sociedade civil organizada.

    Caso para dizer;

    Muito bem

    Bem haja

    É preciso referi-lo, às instituições do País, bem como ao trabalho levado á cabo pelo executivo, como refere, a notícia em epígrafe;

    “Segundo o FMI, o governo de Patrice Trovoada tem feito gestão prudente do Orçamento Geral do Estado, e tem conseguido reduzir a inflação apesar do ambiente internacional desfavorável.”

    Mas é também momento de reforçar o compromisso, na luta contra a fome, a miséria, a pobreza e pobreza extrema, o analfabetismo/obscurantismo, reforçar a organização/planeamento/investimento no ensino-Educação/Formação de Qualidade, reforçar organização/planeamento/investimento, no rigor, a transparência, a celeridade, a cultura de trabalho, nas instituições de Justiça-os tribunais, o reforço de organização/planeamento/investimento, nas instituições da saude, da economia, no Ordenamento e Gestão do Território-Pessoas suas actividades, os recursos estratégicos, reforçar organização/planeamento/investimento, modernização e desenvolvimento, do desporto, nas infraestrutura e nas suas diferentes modalidades, etc, etc,… é altura de continuar a arregaçar as mangas.

    Muito bem

    Acreditem Conseguiremos

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

    Muito bem

    Bem haja

  5. Banana prata

    26 de Julho de 2012 as 1:37

    Quero o meu quinhão

  6. conterrâneo

    26 de Julho de 2012 as 8:09

    Esse é o sinal de reconhecimento do esforço que o nosso país vem fazendo sobretudo num contexto de FORTE CRISE ECONOMICA E FINANCEIRA MUNDIAL,não obstante, a nossa capacidade de criação de riqueza e consequentemente arrecadar Impostos ser muito fraca.

    O FMI abre sempre o nosso caminho para os outros potenciais financiadores.
    FMI age para STP como se fosse uma agencia de RATING.

    Quando confia nos esforços e trabalho de um determinado país, a sua cotação aumenta no mercado internacional, e os investidores veem-no com optimismo e mais confiança.

    STP está de parabéns, apesar de 560 mil dolares (para este ano) PARCER UMA ESMOLA do que financiamento para um PAÍS.

  7. Zugú Zugú

    26 de Julho de 2012 as 15:02

    Este dinheiro é capaz acabar nas viagens constantes e excessívas.

    Por outro lado, os impostos altamente aumentados nas Alfândegas e não só, estão criando situações de confiança do FMI neste Governo. Enquanto o povinho está na rua com fome e mercadorias altamente caras, o FMI não vê para isso. O maior castigo em S. Tomé e Príncipe é a fome e pouco dinheiro no vencimento. Nom scá bi molê loló, fica gêlu sé da nguê gôdo.

  8. Kebla

    28 de Julho de 2012 as 9:54

    Oi, STP!

    Este dinheiro , apesar de insuficiente, é sem duvida bem vindo.

    Lamentavelmente, vai mais uma vez ser utilizado, sabe-se lá como… È sempre a mesma coisa.

    Alguém com juizo, já fez um balanço serio relativamente aos milhões doados por Taiwan ao longo destes anos?

    Mas que raio de Santomenses somos nós? A malta nem sequer consegue gerir um País con 187 mil habitantes? Enfim….
    è caso para dizer” País está cheio de doutolôs”….

  9. Feio de Grota

    31 de Julho de 2012 as 14:00

    Quem vai ficar com o resto? (0,1 milhão)
    3,9 Milhões não chega para pagar renda de csa em Londres e Lisboa. dos senhores do politicos falidos.

  10. safú preto diz

    5 de Agosto de 2012 as 19:16

    tudo isto?não se vê até então nada.

  11. Engenheiro( LISBOA)

    13 de Agosto de 2012 as 9:03

    Embora o tal montante não seja indicativamente para pagar BOLSAS DOS ESTUDANTES NO ESTRANGEIRO que dia a dia encarram situações de extrema miséria e humilhação espero que o governo do Senhor Patrice Trovoada utilize parte desse dinheiro para pagar 12 meses de Bolsa em atraso já que os 30.000 barris de petróleo postos a diposição do Governo de S.T.P. que inicialmente se destinava para pagar bolsas anuais de estudantes no estrangeiro, se reverteram, julgo eu para pagar a astronómica despesas de administração do senhores que estão a “coordenar” esses serviços na Nigéria e ou mesmo em S.Tomé.
    É uma falta de respeito, repito falta respeito e responsabilidade e de humanismo um país por mais pobre que ele se declara em ser, ficar 12 (9
    +3)ou seja um ano lectivo mais três meses sem pagar um único mês de subsídio aos alunos bolseiros.
    Será que O GOVERNO NÃO SABE DESTA SITUAÇÃO? PIOR DE TUDO É OS SANTOMENSES DE UMA FORMA GERAL É UMA RAÇA TÍMIDA E HIPÓCRITA E DESORGANIZADA. Refiro-me de geral aos estudantes santomenses de forma
    e de forma particular aos estão em portugal onde dizem existir uma associação de estudantes ( uma grande farsa)da qual não se conhecem os lambebotas cabecilhas, que quando chega uma delegação da educação, fazem encontros particulares e no fim vêm tornar público de a associação se reuniu com estudantes. Uma grande brincadeira!!!
    12 meses à espera de bolsa??? e Existe uma Representação de estudantes e Portugal?
    Pior de tudo,sabendo que o país não paga já há muito tempo o senhor OLINTO sabe disso e é ministro de Educação e foi “sacerdote” nem com humildade viciosa, porque de virtude não tem nada de certeza,use pelo menos os meios de comunicação ao seu despôr para dar alguma satisfação a algum estudantes ou a estudantes no estrangeiro. Está é a pior parte da coisa. Porque quando um pai com sinceridade e resposabilidade nada tem a dar ao filho e este tem fome, talvez fazendo uma festinha na cabeça, mesmo que ela tinha intenção de “passar ao pai uma facada” já não fara, pois o pai demonstrou o seu amor para com filho se bem que Amor não enche a barrica a ninguém.
    Eu não tenho afinidade com o MLSTP, mas e com muito prazer que falo bem do Dr Jorge Bom Jesus, que neste aspecto era espectacular. Muito desenrascado na procura de soluções, nunca ficamos um ano lectivo sem receber bolsa, o seu telefone estava sempre desponível para tender estudantes no estrangeiro eu sou um deles enão só eu. Com relação a greve dos professores, o Dr Jorge bom Jesus era muito solidário não arrogante e convecido como é a actual SERVO do Ministério da educação. Falo dessas coisa porque eu fui professor da Escola Trindade, do Liceu e Guadalupe e vive ligado a este Ministério desde Setembro de1987 até Agosto de 2005.

    Espero que tudo seja feito junto ao PARLAMENTO NACIONAL e o PINTO DA COSTA QUE NÃO SE ESQUEÇA DO QUE FALOU AQUI EM PORTUGAL NO INSTITUTO PORTUGUÊS DA JUVENTUDE(eu gravei), de tudo seja feito para que a Diáspora santomense possa eleger todos os seus representantes e não só o PRESIDENTE DA REPÙBLICA.
    Bem haja!

  12. jilberto

    15 de Agosto de 2012 as 23:48

    Só tenho poucas coisas a referir no que diz respeito a esse assunto em primeiro lugar a FMI tem feito um otimo papel finaciando a economia de STP ja a anos e este pais não avança pelo contrario dai digo é hora de a FMI “ A TROIKA“ ir STP como tem feito em portugal inplementando medida que acabe com a má utilização dor recursos disponibilidade
    é a unica maneira de este pais avançar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo