Economia

Téla Nón – N´Djamena – Reuniões Ad Hoc marcam o terceiro dia da 34ª sessão do CIP

Cumpriu-se esta quinta-feira,20, o terceiro dia da 34ª Reunião do Comité Intergovernamentais de Peritos, CIP, de África-Central, na sala de reunião do hotel Radisson Blu, na capital chadiana, Ndjamena, com apresentação das recomendações saídas dos respectivos grupos de trabalhos temáticos, no primeiro período, e reuniões Ad Hoc, no período complementar, com audição bem apurada dos nossos técnicos.

Depois dos intensos debates, no dia de ontem, nos três grupos de trabalhos temáticos, o dia de hoje, manhã, foi reservado para a apresentação das recomendações saídas dos respectivos grupos, onde estiveram em cima da messa, temas ligados ao financiamento da industrialização na África Central, com os nossos técnicos a tirarem os devidos apontamentos, que poderão ser úteis ao país, numa altura em que se tem falado muito na construção do porto pesqueiro no arquipélago.

Temas dos grupos dos trabalhos temáticos:

Grupo 1: “Libertar o potencial de financiamento para um desenvolvimento industrial inclusivo e sustentável”, e “O papel do sector financeiro: limites e oportunidades”;

Grupo 2: “Maximização do sector público e privado: da retórica à acção”;

Grupo 3: “Reforço do ambiente financeiro da região para a promoção do comércio transfronteiriço e concentração/aglomeração industrial”.

No segundo período, no seguimento da programação do terceiro dia dos trabalhos, os intervenientes agruparam-se em dois (2) grupos para a reunião Ad Hoc de Peritos, onde debaterem dois temas pertinentes.

O país, representado por Charles Género e Agostinho Bernardo, teve mais um dia activo, integrando os colectivos da reunião Ad Hoc.

No grupo dois (2), onde esteve sobre a messa o tema: “Para uma industrialização baseada nos recursos. Qual é a margem orçamental para a promoção da industrialização na África Central”, representou-nos o Agostinho Bernardo.

Por sua vez, o Charles Género, que veio do Ministério das Infra-estruturas, Recursos Naturais e Meio Ambiente, contribuiu no grupo um (1), dando o ser parecer sobre o desenvolvimento das infra-estruturas na África Central: além da ligação em falta.

Com estas reuniões, que preencheram a agenda da tarde, cumpriu-se o terceiro e o penúltimo dia dos trabalhos, reservando para o derradeiro dia, sexta-feira, 21, a apresentação das recomendações das reuniões Ad Hoc, selecção do país sede da próxima sessão e o respectivo tema, e por fim, a colectiva de imprensa.

Enviado do Tela Non em Ndjamena, Martins dos Santos

    1 comentário

1 comentário

  1. Adeliana Nascimento

    21 de Setembro de 2018 as 7:55

    Brincadeira, Director de Gabinete do Ministro de Finanças +Director da DAF do Ministerio das Obras Públicas é que vão representar STP na Conferência sobre a Industrialização da Africa Central? O que é que eles percebem disto?

    Só em STP. Só mesmo com o ADI é que vamos ser DUBAI. INDUSTRIALIZADO

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo