Economia

Governo negoceia com o BAD mais fundos para o sector privado nacional

No âmbito das medidas para retoma das actividades económicas, pós pandemia da Covid-19, o governo anuncia que está a negociar com o Banco Africano de Desenvolvimento(BAD), o reforço da linha de crédito para o sector privado nacional.

Em entrevista ao Téla Nón, o ministro das finanças Osvaldo Vaz, garantiu que as negociações estão avançadas e que o BAD vai aumentar o fundo disponível para financiar o sector privado, dos actuais 3 milhões de dólares para mais de 6 milhões de dólares.

«Na nossa negociação com o BAD estamos a tentar aumentar o fundo acima de 6 milhões de dólares, para ajudar a financiar o sector privado nacional», referiu o ministro.

Segundo o governante o processo de apoio financeiro ao sector privado para conter os impactos da Covid-19, começou a ser executado em Janeiro de 2021.

O fundo de 3 milhões de dólares concedido pelos parceiros internacionais, alimenta a linha de crédito que está a ser gerida pela Agência de Promoção de Comércio e Investimentos, APCI.

«Neste preciso momento o APCI já avaliou cerca de 42 projectos num total de 1 milhão 460 mil dólares. 18 projectos foram aprovados e já beneficiaram do crédito  num total de 760 mil dólares», explicou o ministro das finanças.

Osvaldo Vaz lançou apelo ao sector privado nacional no sentido de apresentar projectos de desenvolvimento de actividade económica, para serem financiados com a linha de crédito.

Segundo o ministro é uma das formas de alavancar a economia nacional. «Acreditamos que só o sector privado poderá ajudar o país a sair da situação em que se encontra…», frisou.

O investimento no sector produtivo, é considerado pelo governo, como fundamental para estancar o aumento da pobreza, que neste ano e em consequência dos impactos da Covid-19 deve atingir 65% da população santomense.

Osvaldo Vaz, deu o exemplo de projectos que foram aprovados pela APCI no âmbito da linha de crédito concedida ao sector privado, que já começaram a dar frutos.

No sector agrícola, o ministro diz que os fundos disponibilizados aos agricultores e criadores de animais, já provocaram um grande aumento da produção de ovos e das hortaliças.

«Tem havido aumento da produção de ovos, hortaliças e não só. Isso vai combater o desemprego, e aumentar a produção», concluiu.

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. Matabala

    21 de Maio de 2021 as 9:15

    Parem com isso. Só divida que estão a criar…desse credito dos 6 milhões que é gerido por essa APCI – casa de Rafael Branco que fez lá o que quis- não se viu nada …Não se viu nenhuma melhoria na economia e continuam a pedir mais dinheiro e aumentar divida?

  2. Bom só

    21 de Maio de 2021 as 13:52

    Se a linha de crédito inicial foi de 3 milhões e só aprovaram cerca de 760mil dolar em projecto apresentado e mesmo com todos os projecto que deram entrada não chega aos 2 milhões ainda falta 1 milhão de dolar pelo menos para dar financiamento. ..e já querem pedir mais 3 milhões? Muito bobo nesses financiamento. ..

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo