Economia

Projecto ERGUES – Ensino e reforma da governação educativa em STP

 1.ª MISSÃO CONJUNTA DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR PORTUGUESAS EM SÃO TOMÉ

Durante a semana de 13 a 17 de maio, decorre em São Tomé a 1.ª missão conjunta do PROJETO ERGUES – ENSINO E REFORMA DA GOVERNAÇÃO EDUCATIVA EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE, coordenado pelo Instituto Marquês de Valle Flôr (IMVF) e pela Associação Marques de Valle Flôr (AMVF), financiado pela Cooperação Portuguesa. Esta é a primeira semana de trabalho presencial conjunto entre os parceiros do projeto: vários quadros do Ministério da Educação, Ciência e Cultura (MECC) e da Universidades de São Tomé (USTP), estão a trabalhar com os docentes de instituições de ensino superior portuguesas, nomeadamente a Universidade de Aveiro, a Universidade de Évora e o Instituto Politécnico de Santarém.

Ao longo da semana estão a decorrer reuniões e encontros de trabalho, sessões formativas, debates, entre outros, de destacar:

– Jornada “Ensino Superior na atualidade: Desafios à (re)conceptualização da Universidade”, com apresentações e debates, dirigida a docentes da USTP e outros agentes educativos, com o intuito de refletir sobre a natureza, missão e desafios com que se deparam atualmente as universidades. A esperada partilha de experiências de construção e consolidação das 4 instituições de ensino superior públicas (USTP, UA, UÉ e IP Santarém) visa contribuir para o reforço da cooperação internacional e interinstitucional ao serviço do desenvolvimento da USTP. | 5.ª feira, 16 de maio, 9h, Auditório da Faculdade de Ciências e Tecnologias da USTP.

– Debate “Acordo Ortográfico no sistema educativo são-tomense: sim ou não?”. O Ministério da Educação e o Projeto ERGUES decidiram promover a realização deste debate, dirigido a diversos agentes educativos, a figuras do panorama científico da língua portuguesa em STP e a docentes e estudantes do ensino superior. Contará também com a colaboração de docentes /investigadores das Instituições de Ensino Superior portuguesas parceiras do projeto. Esta iniciativa pretende promover a partilha de experiências relativamente aos desafios da introdução do AO no sistema educativo e ouvir a opinião de diferentes atores na sua aplicação à revisão dos livros e materiais didáticos que o projeto está a dinamizar. 5.ª feira, 16 de maio, 14h30, no Centro Cultural Português.

 Cerimónia de Entrega de Certificados no âmbito da conclusão da Ação de formação “Didática(s) do/no 1º Ciclo do Ensino Básico: dos fundamentos da monodocência às especificidades das áreas disciplinares”. Dirigida aos supervisores e orientadores pedagógicos do 1.º Ciclo do Ensino Básico, esta formação de curta duração envolve 8 formadores das 3 instituições de ensino superior referidas, concretizando, assim, a metodologia de trabalho interinstitucional que caracteriza o ERGUES. Esta formação, acreditada pelo Gabinete de Formação Contínua e em Exercício do Ministério da Educação, interliga-se com a atividade de atualização dos livros didáticos deste ciclo de ensino, que por sua vez, implica a atualização das competências pedagógico-didáticas dos docentes no terreno. | 6.ª feira, 17 de maio, 12h30, Biblioteca Nacional.

O Projeto ERGUES, com a duração de 36 meses (de 1 janeiro de 2024 a 31 de dezembro de 2026), tem como objetivo geral contribuir para a melhoria da qualidade, da equidade e da inclusão no sistema educativo de São Tomé e Príncipe, atuando em 4 eixos de intervenção: ensino técnico-profissional de dupla certificação, materiais didáticos digitais para o ensino básico e secundário, formação de professores e investigação em educação e reforço da capacidade institucional do Ministério da Educação.

O projeto ERGUES é financiado pela Cooperação Portuguesa, através do Camões, I.P., e cofinanciado por fundos próprios dos parceiros envolvidos na sua implementação – AMVF (entidade coordenadora da ação), Universidade de Aveiro, Universidade de Évora, Universidade Católica Portuguesa Instituto Politécnico de Santarém -, e implementado em estreita parceria com o Ministério da Educação, Cultura e Ciências de São Tomé e Príncipe e com a Universidade de São Tomé e Príncipe (USTP).

Fonte : Projecto ERGUES

FAÇA O SEU COMENTARIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top