Política

Presidente da República envia mensagem de condolências ao seu homólogo Cabo Verdiano

Manuel Pinto da Costa diz na mensagem endereçada ao seu homólogo cabo-verdiano Jorge Carlos Fonseca que foi com consternação e profunda dor que tomou conhecimento da morte de Cesária Évora.

Segundo a mensagem do Presidente da República a «Diva dos Pés Descalços como era conhecida literalmente nos quatro cantos do mundo, encantava multidões com a sua música, sobretudo pela sua autenticidade que fazia com que plateias de pessoas que não percebiam uma palavra do que estava a ser cantado, sentissem o sabor, o ritmo, o cheiro de Cabo Verde e assim melhor percepcionassem as suas gentes e a sua cultura. O que fez dela mais do que uma figura da caboverdianidade, uma figura do mundo, como atestam os prestigiados prémios que recebeu ao longo da sua carreira», diz a mensagem.

O Presidente da República de São Tomé e Príncipe, acrescenta que «resta-nos a consolação de saber que vai deixar de ser vista, mas jamais deixará de ser ouvida. E felizmente para Cabo Verde e todo o mundo da Word Music, deixou escola», sublinha o Chefe de Estado são-tomense.

Para o seu homólogo cabo-verdianoa família enlutada e, Pinto da Costa expressou «em nome do povo são-tomense e no meu próprio, os sentimentos do nosso profundo pesar e solidariedade».

Abel Veiga

    7 comentários

7 comentários

  1. adi

    20 de Dezembro de 2011 as 9:56

    Quero chamar atenção também ao Publico e as pessoas de direito que a diva tem familiares proximo( irmão e sobrinhos) que vivem no nosso país em condições péssimas de vida.

    Nome—LENDRA
    Morada– São Marçal

  2. Justino Manuel Abreu dos Ramos.

    20 de Dezembro de 2011 as 10:00

    Sua Excelência O Presidente da Republica Ví no jornal de Correio da Manhã publicado uma portuguesa que está colaborar o tráfico das nossas criânças para estrangueiros. Espero que o senhor como orgão máximo que tome medidas adquadas para por cobro essa situação. Temos que deixar pessoas de bom senço entrar nesse País de evitar coisas dessas.Espero que Rádio do País e Televisão que paasa essa situação, afim de sencibilizar as populaçõs de evitar que qualquer pessoas estrangueira venha com espírito de ajuda falsa. Senhor Presidente dresejo Boa saúde feliz Natal e a entrada do ano novo feliz e que tenha sucesso durante o seu Mandato. Também quero pedir a sua excelência que não esquecesse dos emigrante além fronteira, principalmente de Portugal que neste momento não há trabalho e que alguns tem pasado muitas dificuldes em sobriviver.Também quero pedir que mandasse rever a lei que possibilitasse aos emigrante levar os seus bens adquiridos a levar ao seu País sem que tenha um custo muito elevado. Isso tem imperado muita gente de por os seus bens no país do destino.

  3. Horácio dos Santos

    20 de Dezembro de 2011 as 11:37

    Sr. Justino ao acreditar no que relatou é grave esta nefasta prática. Por outro a sua sugestão em fazer com que a nossa alfândega diminuisse os valores de pagamento das cargas dos Nacionais regressam a seu País é mais uma contribuição.

  4. luisó

    20 de Dezembro de 2011 as 11:39

    Essa coisa da estrangeira não é coisa de PR mas sim de Ministério público.
    Mania de que o PR é que tem de resolver tudo.
    Ele não tem poderes para isso, esses tempos já acabaram…

  5. Filipe Samba

    20 de Dezembro de 2011 as 12:12

    A natureza rege os destinos do povo

  6. Engenheiro( Lisboa)

    20 de Dezembro de 2011 as 12:14

    Eu gostaria de chamar a atenção Sr Presidente, Pinto da Costa, para não se esquecer tão rapidamente de que a sua eleição de novo ao cargo do Presidente da república deveu fundamentalmente a contribuição voluntária que o OS JOVENS E NA SUA MAIORIA ESTUDANTESEM PORTUGAL deram para que isso se tornasse uma realidade. É inaceitável que um governo, por mais pobre que o país SE CONSIDERE,fique um ano lectivo sem pagar subsídio aos estudantes.
    E eu e3stou certo de que o Senhor se reune
    pelo menos uma vez por mês com o governo e senhor já ouviu muitas vezes as lamentações dos alunos de Portugal e não só, Brazil e etc,será esta situação naõ lhe comove e voc~es não falam disso nas vossas reuniões,mesmo que ignorantemente a formação não seja prioridade para actual governo?
    O Governo deve aos alunos bolseiro desde ano passado e este ano lectivo já terminou o seu primeiro semestre e há alunos que nem se quer conseguiram se inscrever porque têm propinas em atraso.

    LONGE DOS SEUS FAMILIARES E A PASSAR A FESTA DA FAMÍLIA SEM PODER COMPRAR UM PÃO PARA CEIA DE NATAL É UM PACADO QUE BARDA ATÉ AO CÉU.
    O Povo de S:Tomé e Príncipe tem sofrido por causa do PECADO dos seus governantes e o suspiro do povo já chegou ao céu dos céus.
    Não tardará que em breve cada um segurará nas suas mãos e no meio da sua cabeça uma brasa de fogo com o tamanho do seus pecados,feitiços e prostituições.
    Quem têm ouvido ouça!

  7. Engenheiro( Lisboa)

    20 de Dezembro de 2011 as 12:15

    Onde se lê BARDA, deve-se ler BRADA:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo