Política

Presidente da República convocou primeira reunião do Conselho de Estado

Pela primeira vez desde que foi investido como Presidente da República, Manuel Pinto da Costa reuniu o Conselho de Estado para analisar diversos temas da actualidade são-tomense e do mundo.

Antes da reunião o Chefe de Estado deu posse a novos membros do Conselho de Estado. João Carlos Silva, pintor, escultor e cozinheiro foi escolhido como porta-voz do Conselho de Estado. O Conselho de Estado é órgão de consulta do Presidente da República.

Segundo João Carlos Silva, o Chefe de Estado manifestou-se satisfeito com a realização da primeira reunião, em que algumas questões nacionais foram debatidas. Questionado pela imprensa sobre o teor dos assuntos tratados no conselho, o porta voz, disse que as questões tratadas ficam sob reserva dos conselheiros.

No entanto o destaque nesta primeira reunião do Conselho de Estado, vai para as ausências do Primeiro-ministro Patrice Trovoada, que se encontra há mais de uma semana no estrangeiro, e dos antigos presidentes de São Tomé e Príncipe nomeadamente Miguel Trovoada e Fradique de Menezes.

Abel Veiga

    31 comentários

31 comentários

  1. nora

    23 de Março de 2012 as 17:17

    E o Presidente da Assembleia Nacional tb estava presente?

    • Calibre-12

      24 de Março de 2012 as 10:15

      Grande erro politico de Pinto da Costa.
      Se não estiveram os dois ex-presidentes, se não esteve o primeiro ministro e se também não participou o presidente da assembleia, então o que se reuniu não foi o conselho de Estado, mas sim conselho de meninos brincando com o Estado.
      Francamente meus senhores!
      Onde é que estão os ditos conselheiros de Pinto da Costa? Onde estão os assessores de Pinto da Costa?
      Por ersta via serei forçado a concordar com algumas vozes que dizem que os ex-presidentes Trovoada e Fradique tiveram melhores quadros em termos de capacidade como seus assessores do que a equipa que Pinto da Costa tem.
      É bom Pinto da Costa não se fiar muito nesses seus assessores e conselheiros. Eles precisam de muito, mas de muito amadurecimento.

  2. Pedro Cravid

    23 de Março de 2012 as 18:02

    Sinceramente,neste país não se entende nada,para qué reunir conselheiro de estado sem os conselheiros todos presentes?…brincadeiras…

    • Odair Anjos Trovoada

      24 de Março de 2012 as 17:16

      Caro Pedro Cravid
      Não podemos falar de um assunto que não dispomos de informações.
      A reunião de conselho do Estado foi agendado a tempo e todos os membros sabiam a data da referida reunião, incluindo o Sr. Primeiro-ministro, por Sinal e desgraça é o Meu Primo.
      Membros do conselho do Estado (Peço perdão se introduzi nomes a mais ou esqueci de algum nome):
      • Presidente da Republica: Manuel Pinto da Costa
      • Presidente da Assembleia: Evaristo Carvalho
      • Primeiro-ministro: Patrice Trovoada
      • Presidente do Tribunal: Silvestre Leite
      • Presidente do Governo da Região Autónoma do Príncipe: José Cassandra ( Tozé)
      • Ex Presidente: Miguel Trovoada
      • Ex Presidente: Fradique de Menezes
      • Cidadão: Carlos Graça
      • Cidadão: Francisco Pires
      • Cidadã: Elsa Pinto
      • Cidadão : João carlos Silva
      Como podes ver nesta Lista, são 11 Pessoas. Se faltar 3 isto implica que estiveram presentes 8 pessoas que constituem a maioria, portanto, a reunião foi realizada legalmente.
      Deverias questionar a ausência dos 3 conselheiros, sabendo que os mesmos receberam convocatória da reunião atempadamente.
      Por favor, informar-se antes de fazer comentários.
      Muito cuidado o meu primo primeiro-ministro Patrice Trovoada. Nem que brilha é ouro, assim como todos os sorrisos não são sinceros. Não sabemos o que anda a fazer com tantas viagens.
      Cuidado com o futuro do povo de S.Tomé e Príncipe, principalmente para os santomenses que não têm alternativas. São Santomense e só santomense.

      Olá cuá cá da Mali iné cá subi avinhón bé diné tela diné. Nón só cá ficá naí Mali.

      • DOS SANTOS

        26 de Março de 2012 as 3:17

        Se verificarmos bem a lista esta e mas uma reuniao de MLSTP que outra coisa.Nan ce bila bi.

      • Argenezio Antonio Vaz

        26 de Março de 2012 as 4:21

        E o Rafael Branco e o quê nesse dito CE?

  3. The Politics

    23 de Março de 2012 as 20:53

    Primeiro erro politico so Sr. Presidente Dr. Manuel Pinto da Costa.
    Reunir o Conselho de Estado sem que os dois antigos Presidentes e o Primeiro Ministro estivesse presente não faz sentido nenhum.

    • Afinal

      24 de Março de 2012 as 6:28

      Tal pai, tal filho…! Quantas e quantas cerimonias que nao foram adiadas a causa destes “voadores”??!! Com humildade

  4. Argenezio Antonio Vaz

    23 de Março de 2012 as 23:43

    Quem espera outra coisa do Pinto? Esse é o dito “nosso” presidente. Quem não pode nunca vai dar, ainda vamos ver o que vai dar tudo isso.

  5. h silva

    24 de Março de 2012 as 1:02

    Lol e so palhacadas…se P da costa tiver de esperar primeiro ministro estar no pais mais 2 ex-presidentes,nunca mais reune o conselho do estado.Parece que Patrice Trovoada passa 2 semanas fora e 1 em S.Tome,e seria uma sorte ajunta-lo ao pai que tambem vive no estrangeiro.Agora Fradique ate pode cruzar com caixeiro viajante do Governo.De certeza que foi enderecado carta ou convites a todos eles,se Pinto e que sabe quando reunir conselho do estado,ele nao pode depender de um ou do outro.seria sorte te-los todos em S.tome e principe de uma so vez.Cada esta a tratar do seus business e nem quero saber desse povo infelizes.o cao ladra e a caravana passa.coitadinhos dos que acham que homem deveria esperar outra altura pra reunir.muita sorte se isso um dia vier acontecer.(so nas campanhas)fui

  6. Manuel Penhor

    24 de Março de 2012 as 1:54

    Atenção,Meus senhores e senhoras,será que os políticos estão a brincar com a cadeira do poder,ou estão a gozar com esta nação?Este conselho do estado nao foi agendado?Porque ausência do Senhor Fradique de Minezes,Miguel Trovoada e Patrice?Afinal de conta,há um desrespeito total e falta de maturidade no seio político Santomense!Grande coincidência de tanta ausência de figura publica no dito conselho de estado.

  7. Analista Politico

    24 de Março de 2012 as 3:48

    Eu penso que o presidente da Republica esteve mal por 2 razões:

    – Em primeiro lugar ter feito a reunião sem a presença do PM
    – Em segundo lugar e mais importante de tudo, não ter discutido o problema da dificuldade de aquisição do livro do Carlos Graça em vários pontos do mundo

    • Fijaltao

      24 de Março de 2012 as 13:24

      Analista político, quantos anos tem o senhor?

    • Fijaltao

      24 de Março de 2012 as 13:30

      Não querendo usurpar o espaço; de todos os comentários lidos , notei que todos eles foram influenciados pelo primeiro comentador! Pelos vistos, as pessoas deveriam ler primeiro o artigo, não passar a vista pelo comentário dos outros, escrever a sua opinião e então passar a ler comentários dos outros para não serem arrastados por opiniões dos outro que as vezes nos podem conduzir a erros e arrependimento!

  8. Barão de Água Izé

    24 de Março de 2012 as 12:53

    O paradoxo do Presidencialismo (democrático): O Presidente Pinto da Costa que no passado protagonizou uma ação autocrática, não poderá contribuir para o Presidencialismo em STP, até pela sua experiência, do que não se deve agora fazer? STP precisa de outro modelo politico.

  9. Fijaltao

    24 de Março de 2012 as 13:20

    EM CASO DE INCÊNDIO, NÃO ESPERE PELOS BOMBEIROS, USE ALGUNS BALDES E A TORNEIRA DO JARDIM.

    Meus amigos, quando a nossa casa está em chama, nenhum de nós tem a coragem de vê-la arder só porque alguns bombeiros não se encontram no quartel ou só porque o camião cisterna não tem água! A maior crítica e se possível sugestão de afastamento político da vida nacional seria a acrítica plausível que deviamos fazer ao primeiro ministro do país que se dá ao luxo de estar ausente do país durante uma semana. Será que está a trabalhar para povo? Não será que durante esta e outras semanas que há de lá estar, não estará a negociar o nosso país com a máfia? Será que um primeiro ministro e um governo responsável admite que um primeiro ministro chefe do estado do país se ausente uma semana? Sinceramente, estas seriam as maiores preocupações nossas em vez de estar a atirar pedras de uma forma leviana ao presidente da república. Quanto aos outros protagonistas, não são basilar em assuntos do país, diria eu até que são dispensáveis nestes assuntos; parafraseando RAMOS HORTA de Timor Leste: Para quê fazer eu a campanha se durante 40 anos ando a lutar por este povo, enfrentei a indonésia, corri riscos de morte por este povo; se este povo não me reconhece sem a campanha então a cadeira da presidência não é e nem pode me pertencer! Tirem as ilações que quiserem. Quanto ao conselho do estado, não é sem tempo esta tomada de decisão do presidente uma vez que a situação política em S.Tomé está muito minada em todas as áreas, nomeadamente a sociedade, o primeiro ministro e o seu secretário Varela o tribunal constitucional e o não funcionamento em pleno da assembleia da República.

  10. deixa governo trabalhar

    24 de Março de 2012 as 15:41

    Elsa Pinto é deputada na Assembleia Nacional. Será que ela pode ser membro do Conselho de Estado? Aonde está o assessor jurídico do Pinto da Costa?

  11. COMENTARIO

    25 de Março de 2012 as 7:42

    O Sr. Presidente da República deve explicar ao Povo são-tomense as razões da realização de um Conselho de Estado sem o Primeiro Ministro…..

    • Dr.

      27 de Março de 2012 as 8:52

      E o senhor deveria ler e depois comentar, será que o conselho de estado não foi comunicado atempadamente? E poque razão compareceu outros e somente os três não? Cá pra mim o trilho (Patricio Trovoada, Miguel Trovoada e Fradique dos Minezes) fizeram de proposito para criar instabilidade ou então estão a preparar alguma cilada para o Presidente Manuel Pinto da Costa.
      Por essa razão que o país não avança, não sabemos sentar e dialogar. Os que acham que o Precidente deveria esperar, só podem ser mesmo cego ou burro que não vêem de que foi mesmo prepositados pelo trilho trovoadense.

  12. Isidoro Porto

    25 de Março de 2012 as 10:15

    No meu entender, os politiqueiros excluiram antecipadamente os Trovoadas (pai e filho) e o Fradique desta magna reunião pelos seguintes motivos:
    1. Os politiqueiros fizeram tudo para esvaziarem os poderes do Trovoada-pai enquanto Presidente da República;
    2. Os politiqueiros, fizeram tudo para impedirem um referendo popular para a instalação do Presidencialismo proposto pelo Fradique e trataram de reduzir os seus poderes a um presidente corta-fitas, concentrando todos poderes no Governo do MLSTP e os politiqueiros da Assembleia Nacional onde eram a maioria;
    3. Os politiqueiros fizeram tudo para impedir que o Trovoada-filho concorresse as últimas Presidenciais e sentiram-se aliviados logo que este anunciou Evaristo de Carvalho como candidato presidencial do ADI (vejam a inteligencia da Bissau-Guineenses nas presidenciais – o Primeiro Ministro concorreu com toda naturalidade conferida pela Constituição);
    4. Logo de seguida, os politiqueiros viraram todas as baterias contra uma hipotética Vitória de Evaristo de Carvalho, por temerem um presidencialismo Trovoadalista com a referida Vitória;
    5. Fizeram tudo, uniram as forças para que o Pinto vencesse enquanto Presedente corta-fitas (o Pinto ao concorrer nas ultimas eleicoes estava consciente, que de acordo com a actual Constituicao, em caso de Vitoria ele seria um Presidente corta-fitas);
    6. Agora os politiqueiros ja aparecem a defender com unhas e dentes o Presidencialismo Pintista?

    Posto isto, não tendo os Trovoadas (pai e filho) bem como o Fraquique, faculdades mentais capazes de serem presidencialistas (segundo os nossos politiqueiros), porque razão, terão capacidades mentais capazes de fazer parte de um Concelho da República de um Presidencialista (neste caso o PINTO)?

    Os nossos politiqueiros estão a empurrar o Trovoada-filho para o tartar apenas do seu negócio, pois não vale a pena passar a vida inteira a brincar às cabras-cegas políticas (quer nos Tribunais, quer no Parlamento, quer na ilha do Principe, quer em Santa-Catarina, quer no Caué, etc). Se não pode ser presidencialista por que razão, será Concelheiro de um super homem presidencialista, cujas faculdades são de longe reconhecidas pelos nossos politiqueiros? Os nossos politiqueiros que ocupem os seus lugares no Concelho, INVEJOSOS.
    Se são filhos da Terra e não podem ser presidencialistas, entao, que tratem dos seus negócios. Acho justo.

    Estou a espera que, alguns anitos após institucionalicação do Presidencialismo PINTISTA, que o nosso OBANA, ou o nosso ZORRO venceçam as eleições “presidencialistas” com a maioria parlamentar absoluta. VAI DAR ZRBRA.

    Lamentàvelmente, neste caso o Tela Non não foi capaz de nos brindar com a sua competente publicação da Acta desta magna reunião, como tem sido nos casos Trovoadistas (Contratação de quadros em Portugal para a Doca de Peixe, Partilha de produção do Petróleo com o único vencedor dos blocos na ZEE, Plano de Desenvolvimento do Príncipe, etc). LAMENTÀVELMENTE.

    Isidoro Porto
    25/MAR/2012

  13. Critico

    25 de Março de 2012 as 23:04

    Amigos, investimento? Para tirar o povo da miséria.

  14. Leopaldo

    26 de Março de 2012 as 9:07

    Gostaria de saber qual erá a finalidade ou objectivo desse conselho de Estado ?
    Esse conselho deveria ter pessoas mais idónea…. Rafael Branco nem deveria entrar no palácio do povo….

  15. José João

    26 de Março de 2012 as 11:06

    As questões devem ser vista com maior seriedade e responsabilidade. Os dirigentes antes de tomar qualquer decisão devem por em primeiro lugar o povo de São Tomé e Príncipe. Fazer algo que não venha prejudicar este país.
    Sinceramente gostaria entender quando é que Conselho de Estado deve reunir e em que condições. Como é que se analisa questões nacionais sem a presença do primeiro Ministro, aquele que tutela a parte executiva do pais,que deve traçar políticas económicas e administrativas para o desenvolvimento do País. Como Presidente da República foi eleito pelo Povo também o Primeiro Ministro foi eleito pelo povo. Nenhum deve estar a margem ou ausente daquilo que a lei lhe confere.
    Acho que o Primeiro Ministro deve estar em todas as reuniões deste órgão. O que sei o PM estava ausente a tratar as questões que prendem-se o desenvolvimento económico e política do país.

    • Fijaltao

      27 de Março de 2012 as 12:05

      José, não queiras que o nosso governo torne populista!? Há ou existem questões de fundo que o governo deve perguntar ao povo! Por exemplo, a questão do Presidencialismo! Prioridades para o país neste momento!Nem tudo se deve perguntar ao povo!

  16. nora

    26 de Março de 2012 as 11:59

    Acho que as coisas devem ser postas com alguma capacidade de conhecimento sobre o assunto.

    Existe uma agenda política nacional que confere ao Presidente da República convocar o conselho de Estado. Feito a convocação aos conselheiros devem os mesmos estarem presentes salvo os ausentes no exterior.
    E ao falar de ausência, estamos a referir a algo não presente, que não é o caso, porque o algo estava presente aquando da convocação. O Primeiro Ministro (Trovadinha) estava no País quando se convocou o conselho de Estado, mas fez questão de se ausentar, pelo que sabemos estava no Mali (fazendo o quê?). Foi ao Mali comemorar o aniverssário com Varela, Ali Bongo e Ramí o Libanês. No entanto orientou ao Presidente da Assembleia Nacional (Evaristo de Carvalho) em não estar tb ele presente ao acto. Os homens do Poder estão a brincar com o Estado Santomense. Convenhamos isso é grave.

    Interpretação:
    Boicote ao Presidente Pinto da Costa. Mas eles não conseguem, eles morrem.

    Os órgão de comunicação do Mali tem fotos do patrice Trovoada quando o País sofreu golpe de Estado. Ele esteve lá a fazer o quê? Será ele o cabecilha da tentação subversa ao poder no Mali. Porque ele é Maliano. GRANDE MERCENÁRIO ESTE TROVADINHA.

  17. Ex da Turma FE

    26 de Março de 2012 as 13:12

    Este conselho vai ter que decidir:
    Quem negoceia a venda de petróleo;
    Referendo para mudar a constituição;
    Adesão da Guine Equatorial à CPLP;
    Visita à Angola sem resultados inovadores(Pelomenos o visto de entrada devia ser abolido, siga o exemplo de CV)
    E, como se não bastasse as luvas

  18. Ex da Turma FE

    26 de Março de 2012 as 14:14

    Macky Sall, ganhou as eleições em Senegal, derrotou o velho de 85 anos, isso não é noticia no telanom?
    Muita pena.

    • Argenezio Antonio Vaz

      26 de Março de 2012 as 20:56

      Meu caro o que é bom, eles têm medo. Bom alias , nos os santomenses so bebemos o que é podre. Se fosse o velho a ganhar tenho a certeza que seria a noticia de primeira linha.

  19. Sum Megingo

    26 de Março de 2012 as 14:29

    Gostaria que a minha mensagem chega-se a Senhor DR Manuel Pinto a Costa, que tipo de conselho de estado é esse?! Poupa-me Sr Presidente,na minha maneira de ver as coisas digo isso porque cada um é livre e independente de dar as suas opiniões e manifestar o seu descontentamento então neste caso vou fazer,( Senhor não esta a tomar as medidas que disse que ia tomar se for eleito e foi mesmo e não esta tomar patavina de nada isso é grave Sr. Presidente, será que o senhor nunca ouviu que nem viu na televisão que a Justiça em São Tomé e Príncipe esta funcionar mal? ou viu mesmo mais esta a fazer de conta então Procurador geral da republica esta envolvido em actos suborno ele mais com o dito cujo Advogado da nossa praça Senhor Adelino Isidro assumiu que andou a “peitar” o Sr Procurador nem Senhor nem o Primeiro Ministro Pronunciou nada sobre esse escândalo e tem mais ainda Amândio Pinheiro fez acusações “GRAVES” contra o Senhor DELFIM NEVES que esta receber 300 mil dólar de uma empresa em portugal um monte de acusações e Sr Presidente e Primeiro ministro não diz nada?!?!?!?! Povo acreditou no Sr para tomar medidas meter bandidos na prisão se não estão a fazer país crescer amenos tome medidas serias com esses fatos investiga as veracidade das coisas porque assim senhor esta a matar o titulo do livro que senhor editou “TERRA FIRME” para mim não esta digo já nem para outros que têm acompanhado a sua Governação.
    Abraço a meu POVO SUM Megingo. Emigrante em USA..!!!!

  20. Mendes Rosario Cabral

    27 de Março de 2012 as 11:34

    Sum Mengingo!
    Caiu na ratoeira, embrenhou-se na manta de retalhos, “Agora nguenta”.
    Quem não investe no conhecimento, investe em quê?

  21. Mendes Rosario Cabral

    27 de Março de 2012 as 11:41

    Ja la foi o tempo de fazer o ingles ver.
    O Pinto ja tinha colocado gente na cadeia, uma autentica farsa. lembram da Transcolmar, Ministro do Comercio, Lojas do Povo, Cantinas das ex empresas Agro pecuarias, etc, etc. Feitores e directores. Tudo uma farsa. Se as penas fossem exemplares, os mesmos não teriam repetido os mesmos erros. O crime compensa, afinal.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo