Política

Director Geral da Agricultura desmente que tenha demitido do cargo ou que tenha sido demitido pelo Governo

Argentino Pires dos Santos(na foto), garantiu ao Téla Nón, que continua firme nas suas funções. Disse que ainda esta manhã, falou com o Ministro do Plano e Desenvolvimento que desmentiu as informações postas a circular, segundo as quais ele teria sido demitido do cargo.

As informações que apontam para a demissão do Director Geral da Agricultura, ganharam mais força após, as declarações do Primeiro-ministro em Ôbô Morro, que pôs em causa a competência da equipa técnica da Direcção Geral da Agricultura, no processo de confiscação injusta das terras dos agricultores.

Por outro lado na última reunião do Conselho de Ministros, o executivo, apontou a Direcção da Agricultura, como um dos sectores onde se vai operar importantes mudanças na chefia dos diferentes departamentos.

A queda de Argentino Pires dos Santos, da Direcção Geral da Agricultura, passou a ser notícia de boca – boca. No entanto, esta tarde em contacto com o Téla Nón, garantiu que continua firme nas suas funções. «Ouvi essa notícia da demissão, e esta manhã liguei para o Ministro do Plano e Desenvolvimento, que disse ser falsa», afirmou Argentino Pires dos Santos.

O Director Geral da Agricultura, disse ao Téla Nón que todo o seu trabalho tem sido feito em estreita coordenação com o Ministro Tutelar do sector da agricultura, o jurista Agostinho Fernandes.

Note-se que após reunião com os agricultores de Ôbô Môrro, o Primeiro-ministro admitiu a possibilidade de ter havido má fé dos serviços da Direcção Geral da Agricultura, na tentativa de confiscação das terras dos agricultores daquela região do distrito de Lobata. Possibilidade que segundo o Chefe do Governo, deve ser apurada ao que tudo indica através de um inquérito.

Abel Veiga

    29 comentários

29 comentários

  1. TVSA-Televisão Santomense Aberta

    19 de Junho de 2012 as 13:58

    Você é frontado…Guadá..Não sai,vai ser chutado.

    • Zambaula

      19 de Junho de 2012 as 18:45

      Senhor Argentino, em vez de desmentir que tenha sido demitido pelo governo, o senhor proprio, por auto-criação, mostrando maturtidade e competência técnica e não um bajulador, é que deveria pedir o seu afastamento dessa brincadeira.
      O Senhor já trabalhou na agricultura muitos anos e de certeza que nunca viu tanta pouca vergonha nesse sector como agora. Embora o senhor nunca tenha dado provas da sua competência, mas por favor abandone essa brincadeira porque ainda vão lhe acusar de ser a causa do afundar do barco.
      Se o senhor viu e percebeu bem as palavras do primeiro ministro, ele lhe chamou de incompetente, chamou-lhe de um fraco. Portanto faça valer o seu orgulhpo, quando mais não seja para depois nºao virem a gozar com seus filhos, como sendo filhos de bajulador.

    • Miguel Costa

      19 de Junho de 2012 as 18:47

      Também acho que Argentino deveria pedir sua demissão.

      • Bobuwabo

        20 de Junho de 2012 as 10:25

        sera que o primero Ministro não sabe dessas hitorias de retirada da terra ? mais, o Ministro de plano e desenvolvimento sabe de td junto com Sr Agentino,em Ribeira peixe o ministerio de agricultura tirou as parcelas da roça dessas gente e agora esta a tomar o pequeno campo na zona protegeda para o sutento pra dar Agrimalma. o que sera dessas gente que antes de ter Agrepalma não avia emprego e vivia so do campo e criação dos animais
        R.Peixe, praia pesqueira,Monte Mario, Emolve. sem pequeno lavras, vão depende só do salario e ser obrigatorio a trabalhar pra Agripalma e as pessoas reformados como vão viver esse povo?

    • Lucas

      21 de Junho de 2012 as 15:11

      Corda sempre arbenta pelo lado mais fraco

  2. Anjo do Céu

    19 de Junho de 2012 as 14:03

    Chegou a hora de começarmos arrumar a casa e afastar os incompetentes em determinados cargos que ocupam.Porque muitos lá estão só para defender o seu tacho que acham perpetua e sobretudo na direção de agricultura,pesca e outros.Porquê que um Engenheiro Agricula e Veterinário só estão nos gabinetes de socas e chinelos e que nao vao pra campo orientar os agricultores ou ver a forma como os nossos animais são criados e trarados da forma como deve ser? Só vao quando há projectos com grandes jeeps e subsidios.Se eles já têm vencimento mensal pago pelo estado e contribuintes.Isto já é um vicio que adquiriram desde epoca do Partido unico.Só querem tachos,projectos e viagens.Isto tem de acabar.Governo abre os olhos e vê para os ZÉ POVINHO

    • Conóbia cumé izê

      19 de Junho de 2012 as 14:23

      O Argentino sabe que ele é do PCD e já andou vários anos a chupar chupeta do Banco Mundial muitos anos na distribuição de terras no governo do PCD e Outros.As terras de ÒBÒ MÒRRO,não pode ir para as mãos de SOTACAO.Bem feito!!!..Malandro ! Fui

  3. de coração

    19 de Junho de 2012 as 14:42

    Francamente Argentino, tenha vergonha na cara! Depois do Patrice ter lavado as mãos como Poncio Pilatos, e te chamado de incompetente e malvado, você não sabe que o correto é saír? E eu que algum dia pensei que tivesses “aquelas coisas” no lugar?!

  4. Joao Pedro

    19 de Junho de 2012 as 15:37

    Após declarações do Primeiro Ministro, se o Director Geral da Agricultura fosse alguém de principios, teria colocado o seu lugar à disposição…, Das duas uma, ou está a mamar bem, e está a cagar para tudo resto, ou é muito burro e não percebe nada….Ora por amor a Nação é que não pode ser

  5. A chave

    19 de Junho de 2012 as 16:23

    O Director Geral de Plano e Desenvolvimento é um gran trabalhador e está a fazer muito pela agricultura e a pesca no país.

  6. Dondô

    19 de Junho de 2012 as 18:21

    Assente nas declarações proferidas pelo Primeiro Ministro, não resta dúvidas, que o diretor de agricultura está demitido das suas funções. Se não abandona a direção em quanto é tempo, poderá vir à ser convidado a fazê-lo. Este procedimento é pouco Ético e Imoral, pelo facto da sua pessoa ser diminuída, e o que acha ter sido feito com qualidade e profissionalismo será considerada como nada feito. O de por o lugar a disposição, dá-lhe credibilidade, e a sua boa prestação poderá ser reconhecida, indicando-o como pessoa útil e que fará falta ao sector.

  7. Francisca Cara Linda

    19 de Junho de 2012 as 20:54

    Este sr parece muito com o ministro de Plano e Desenvolvimentos.

    • JHUNIOR.G.C

      19 de Junho de 2012 as 22:05

      o que tem isso a ver com a notícia????????????????????……Temos que ser sérios nas opiniões que emitimos, porque se assim não for estamos condenados a retrocesso, pois se temos este espaço tão bom para debate para quê ser fútil???’ obrigado…J.SILVA.JHUNIOR.G.CEITA

  8. Estamos tramados

    19 de Junho de 2012 as 22:11

    Este Argentido parece que nao sabe fazer outra coisa por isso é que está a sujeitar tudo. Como é que sendo você Director Geral e faz tudo em sintonia com o Ministro e nao esta em sintonia com o Director demitido? Ai nesta direcçao tua cada um faz o que quer? Não tens vergonha seu oportunista. Fui

  9. Põe boca não tira

    20 de Junho de 2012 as 8:09

    Ouvindo as palavras do Ministro do Plano e Desenvolvimento, o mínimo que se espera de um intelectual é pedir a sua demissão, e não esse comportamento de quem está apegado na cadeira a espera de chupeta para chupar……..

  10. bbb

    20 de Junho de 2012 as 8:21

    Argentino tu foste o meu colega de escola. Eu tive sempre uma boa referência tua. Peça a tua demissão. Este governo está na sua fase final. O povo vai resolver o problema deste governo.Por isso não vale a pena estares a sujar o teu bom nome. Porta-te bem. Penso que já não és do PCD. Os pcdistas são normalmente homens muito firmes. E tu estás a dar outra imagem dos homens do PCD.

  11. de coração

    20 de Junho de 2012 as 8:26

    Está tudo explicado! Decidiram “sacrificar” um dos subordinados do Argentino que é o Horácio.
    Ele é o “elo mais fraco”, da cadeia de malandros ( chefiada pelo Patrice).
    Como diria o jornalista daquele programa:
    Você é o elo mais fraco.ADEUS!!
    E o jogo continua, vamos ver quem será o vencedor.

  12. Aflição a mais

    20 de Junho de 2012 as 9:10

    A todos aqueles que envolveram com o P.T.atenção e muita atenção.
    Por acaso acompanhei através do telanom a visita do P.T. as terras de obo morro e li as declarações feita pelo mesmo,e deixou bem claro que esta a volta de gentes incompetentes e maldosos,alias o que pra mim é o contrario,mais como o jogo de cintura do mesmo é forte …..
    Perante este facto quero apenas deixar algumas perguntas ao Srº do plano desenvolvimento e da agricultura.
    Qual a vossa posição perante a desastrosa declaração do P.T.ao povo trabalhador e honesto de obo morro?
    Sera que vão ficar a espera do chuto nu cu que advir das pernas do P.T?
    Sejam dignos para com vcs mesmos,com as suas famílias e com o povo de S.Tomé,e demonstram que de facto vcs são técnicos competentes e não mendigos a procura do tacho.
    Faltou-vos a inteligência,pork se não,vejamos quem tinha que estar nesta situação constrangedora perante o povo de S.tomé agora neste momento era ele ,e não vcs,mais enfim sem fim.
    O homem como é de veras inteligente esta saindo feito um heroi.
    Viva S.T.P.
    Viva P.Costa

  13. nora

    20 de Junho de 2012 as 9:10

    Mais uma vez o Patrice Trovoada faz-se de vitima, lavando as suas mãos como fez o Poncio Pilatos no sinedrio, só que dessa vez o fez diante dos pobres agricultores trabalhadores em Ôbo Morro dizendo que não sabia de nada até culpando a TVS. O Patrice que não pense que os agricultores acreditaram nele.
    O coitado e infeliz do Argentino é que pagou as despesas dessa tramoia arquitectada pelo Patrice Trovoada mais uma vez o Patrice caça um de PCD, gente cuidado o Parice é maquiavelico e ainda vai fazer muito mais.
    Se caiu o Argentino aonde pará o Ministro. Agostinho Fernandes é que é o incompetente também deveria ser demitido, o Director fez e faz tudo sobre as hostias do Ministro. O Governo não tem rumo. Ainda nos faltam muitos episódios.

  14. Bom Samaritano

    20 de Junho de 2012 as 10:44

    Não tenho muito que falar, porq cada vez as coisa vão piorar.O que falta nesse governo é a comunicação entre alguns directores, poque sem a comunicação nenhum país vai a frente.faz isso não prejudica um ao outro todos somos filho da terra e filho de um só DEUS.Que DEUS estej com todo nós………….

  15. Quem Pode, Pode.

    20 de Junho de 2012 as 12:36

    Milióm sum fô, doquê sum legá-mu.

    Agolaêê… !

    Kuá tê méléam?

  16. méchion

    20 de Junho de 2012 as 13:31

    É necessário sermos prudente, responsável e inteligente.Estas cenas/episidios entre o 1º Ministro com a TVS, e o bodeespiatório, Diector Geral da Agricultura, é uma cena feia, sem ética e populista. Porque nunca uma Direcção por regra faz um estudo, propõe, estratégias e métodos sem parecer fundamental do Ministro de Tutela. Contudo, para este Governo, todos os incompetentes são os opositores e todos os competentes são do ADI/MDFM/PL para alguns… E nesta senda, se parármos de analisar, agir e consciencializar-se sobre os grandes problemas deste Pais,cujos problemas exigem a contribuição de todos santomenses para que o pais saia de facto nesta brincadeira populista, de demissões injustas e presiguições politicas partidárias, cujo termo deixa-nos trabalhar que o trabalho traga um produto real que de facto a gente o desenvolvimento multifacetado para o povo de STP.É ainda importante, que o Governo não brinque mais com coisas serias e ganhar esta consciência que este pais precisa de todos os santomenses sem descriminação racial, partidários ou de grupos.O Senhor Argentino, pela declaração do Senhor Ministro do Plano,na TVS, espelha-se que o senhor está demitido das suas funções e quando o Senhor vem dizer que não está que foi uma informação falsa dito pelo não dito pelo Senhor Ministro, quer dizer este Pais, o Governo está sem norte ou por falta de uma liderança com competência e coragem de fazer as coisas. é necessário respeitar e fazer respeitar principios de deontologia politica e governamental, que significa a postura de um dirigente sério e responsável. Se assim continuar mais 1 ano e poucos nesta legislatura, o Pais vai assistindo mais epsódios estranhos e gritantes e que poderá manchar muito mais a imagem saudável deste Pais ao nível internacional nesta fase de crescimento… haver vamos.

  17. Verónica

    20 de Junho de 2012 as 14:28

    Minha gente é Argentino ou Cravid?

    Clarifiquem isso.
    O Patrice fezmais uma sua capamha. Cuidado com o miúdo.
    Existem terras que deveriam ser retiradas e que não retiram.Será por medo.Só apertam os coitados.
    Vamos pagar pra ver.

  18. TC

    20 de Junho de 2012 as 18:19

    O Director Geral de Agricultura e Pescas desmente que tenha demitido do cargo ou que tenha sido demitido pelo governo. Deveria ser o governo a fazer o voto de confiança no engº Argentino Pires dos Santos, porque o mesmo, par além desta gravissima situação, tem muitas inimizades no sector e com todos esses comentarios, fica muito fragilizado.

  19. Ôssôbô

    20 de Junho de 2012 as 20:14

    É !!!! CoisaS DA TERRA E DA VIDA!!
    fUI!!!!

  20. jamaicano

    22 de Junho de 2012 as 11:35

    Não tenho a absoluta certeza, mas este senhor apresenta-se um ar triste e doente.
    Coitado! Só por causa do tacho e como se bastasse tem uma denominação de Espirito Santo…Mas o homem vislumbra pouca alegria.

  21. jamaicano

    22 de Junho de 2012 as 11:37

    Quiz dizer como se não bastasse….

  22. TC

    25 de Junho de 2012 as 11:33

    Director Geral de Agricultura e Pescas? Antena da FAO em S Tomé e Príncipe? Coordenador do Recenseamento Agricola? Que mais? Modelo de descentrlização?

  23. rodrigo cassandra

    25 de Junho de 2012 as 18:37

    lamento mas enfim é o país que temos cada um tem o direito de pensar como quer agir como quer e tomar as decisoes que entender tomar; independentemente das repercussoes futuras, acho que o assunto em debate deve merecer da parte do governo maior responsanbilidade e assumir as suas decisoes sem sacrificar os quadros que a luz de uma decisao do governo agem em conformidade para depois ter de sofrer represalias dos dois lados por um lado do poder, que manda executar e por outro lado dos afectados com a decisao do governo, mas isto é no fundo falta de trabalho e dedicacao pois se a direcao geral de agricultura tivesse apresentado um parecer sustentavel e convicente antes da tomada de decisao do governo talvez nao estariamos neste cenário nada confortavél para nenhuma das partes,nem o governo, nem o empresario, nem os agricultores ,e muito menos a direcao da agricultura, e na minha opiniao o director tem naturalmente de fazer duas coisas, ou ser mas claro e explicito e contar tudo, ou entao assumir o seu erro e as consequencias dai decorrentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo