Política

“Arroz com Tomate”, assim o MDFM-PL define as declarações de P.Trovoada na TVS

Porque o Primeiro-ministro falou muito do arroz e do tomate na sua entrevista à TVS, o MDFM-PL, deu tal definição a entrevista, que segundo o partido não convenceu ninguém. MDFM-PL diz que bastam de brincadeiras e falta de seriedade por parte do Chefe do Governo.

«O Primeiro-ministro e Chefe do Governo Senhor Patrice Trovoada numa tentativa de justificar vários injustificáveis, não conseguiu convencer ninguém». Diz o MDFM-PL num comunicado distribuído a imprensa.

A força política liderada pelo ex-Presidente Fradique de Menezes, diz que ao invés de esclarecer a opinião pública, o chefe do governo lançou dúvidas. «A primeira dúvida que persiste no “grande show-off” do Senhor Primeiro Ministro, é se se tratou de uma Comunicação à Nação por ocasião dos dois anos do seu Governo, ou ainda se se tratou de uma conferência de imprensa do tipo “vamos lá convencer a malta”».

O MDFM-PL acrescenta que o futuro do país continua incerto após a comunicação de Patrice Trovoada. «Patrice Trovoada não conseguiu anunciar e muito menos apresentar soluções para os gritantes problemas do País, nem a curto nem a médio prazos, senão cingir à anúncios de ações cuja autoria são de governos anteriores, pequenas “intervenções cirúrgicas” do seu governo e claro está, os lunáticos projetos para um país, que como ele próprio disse, não produz nada e cuja economia mundial está em recessão», sublinha o comunicado.

A quarta força política do país, diz que por falta de argumentos, o Primeiro Ministro, «decidiu direcionar sua intervenção para “arroz com tomate. Aliás, essa conferencia de imprensa ou coisa parecida, pareceu mesmo ser “arroz com tomate” que brevemente vão se abrigar numa loja do Povo ou loja de conveniência, sabe-se lá !?».

O comunicado, reforça que «a reação do MDFM/PL face às declarações ontem proferidas pelo Chefe do Governo visa tão somente reafirmar que já bastam brincadeiras e pouca seriedade».

O MDFM-PL, conclui apelando o Governo para deixar de demagogias e leituras precipitadas. Exige acções concretas e possíveis de executar face a realidade económica e financeira e a realidade do mundo actual, uma vez que «a pobreza está a aumentar em S.Tomé e Príncipe», pontuou o MDFM-PL.

Abel Veiga

    17 comentários

17 comentários

  1. MASSA CRITICA

    4 de Julho de 2012 as 7:19

    É MESMO ISSO, FAZER O PAPEL DE OPOSIÇÃO E COM RESPONSABILIDADE, APESAR DE SEREM TAMBEM PARTE DO PROBLEMA

  2. DEUS PROVERÁ

    4 de Julho de 2012 as 7:30

    Muito bem MDFM PL,é necessário que a oposição exerça o seu verdadeiro papel,e começar a impugnar o Patrice Trovada,pela sua incapacidade em lidar com certas situações que só tem vindo a degradar a vida sócio-Económica deste povo.
    Quero aqui firmemente pedir a vossa bancada pra que não se venda a favor do PM,e que é momento de se unir ao PCD GR,e o MLSTP/PSD,para que de facto em uma só voz digam basta a politiquices barrata do Patrice Trovada,alias foi por isso que o povo vos deu voto de confiança.
    VIVA MLSTP/PSD!
    VIVA MDFM/PL!
    VIVA PCD/GR!
    VIVA A DEMOCRACIA!
    VIVA O POVO DE S.TOMÉ E PRINCIPE!

    • preta de s.t.p

      4 de Julho de 2012 as 8:43

      é importante relembrar que a oposição apenas nostra problemas e complicações que actualmente existe pelas suas mas andanças e má gestão nas suas governações…
      é sabido que os tempos são deficies, querem poder a todo custo, porque não mostram soluções, directrivas caminhas e consilhãçoes, só querem ” DELAPIDAR E NADA MAIS ” MEUS SENHORES PROCURAM OUTRA COISA PRA FAZER….

  3. Paracetamol 500mg

    4 de Julho de 2012 as 8:20

    Patrice que viva mais tempo em stp e não nos ares!

  4. P. Trovoada

    4 de Julho de 2012 as 8:34

    Eu fui ao Poder Porque MDFM e Fradique me quiz lá pôr.

    Eu já vivi suficiente estes 2 anos.

    Já não quero Governar S. Tomé Príncipe,voces não se apercebem?

    Quero sair do poder, já não aguento mais.

    Fui

  5. herminia lopes quaresma

    4 de Julho de 2012 as 10:48

    Arroz com tomates só deve preocupar que não tem tomates no lugar

    • Ôssôbô

      6 de Julho de 2012 as 22:13

      Dona hermínia tem a consciencia do que está falando?

  6. herminia lopes quaresma

    4 de Julho de 2012 as 10:48

    Quem

  7. Flá sóóóóóóó.

    4 de Julho de 2012 as 11:09

    Ninguém está contra o Patrice Trovoada, penso eu. Só que está contra o que ele vem fazendo, que parece ser mal feito.

    Ora vejamos. Um Pai quero contruir uma casa. Os seus (filhos) estão dando apoio na construção da mesma casa. Eles carregam barrotes, ripas, pregos, etc., ainda apoiam o carpinteiro, exploradamente nem ganham por isso, porque o pai pensa que o bem da casa é para eles também. Acontece que os filhos se tomarem matabicho, não almoçam e nem jantam, porque o pai está a exigir para trabalharem, sabendo ele que com fome não se brinca. Porque o homem com fome dá até Deus com faca, segundo o ditado tradicional. Quem é o Pat? No entanto, ele é livre de viajar constante é livre de zangar constante porque ninguém quero fazer nada. Constróe-se a casa com (fome)? Ele sente-se como as outras pessoas se sentem? é por isso que digo que as suas acções e o seu coração estão a agir mal contra a população Santomense. Pode ser que o MDFM/PL, tenha parte de culpa disso, fez com que os seus maiores eleitores votasse no ADI, para tirarem o seu proveito. Deu o que está a dar. A peça que foi colocada é já gasta, só que foi pintada, o MDFM/PL não tinha dado por conta. Venha outra vez o problema do arroz “Lôçôôôô”. Cuidado com o avião, voa mais não abusa dele. Demais é moléstia.

  8. rochinha

    4 de Julho de 2012 as 11:18

    É bom estar a ver que estes incompetentes de MDFM/PL e PCD/GR a falarem de incompetência quando eles tinham o poder na mão e entregaram de bandeja ao Patrice Trovoada e depois MLSTP/PSD e agora vêm chamar de incompetente o homem, até da pra entender k eles só sabem ficar na oposição e depois a falar atoa porquê que não vêm cá falar da praia das conchas que o Fradique tomou como se fosse terra do seu pai, falam do passeio que o Delfim mandou partir e mais coisas cambadas de incompetentes…

  9. macabeufm

    4 de Julho de 2012 as 11:19

    a que reconhecer diferença de primeiro ministro, reconheceu as dificuldades e problemas que o pais está vivendo, algo que ninguém fez em pleno exercício. a posição sem solução que fique com boca fechada. nós, povo estamos atento as ações governamental e com certeza no momento certo faremos o juizo. o que não queremos e luta baixa contrar o governo. para um país onde a balança comercial é deficit e, que depende 99% de ajuda, falam serio…o governo está na luta…não esquecem que os doadores estão em crise, mas, o governo está a pagar os sálarios. o que é da sua autoria esta fazendo, agora em relação ao comercio há má fé dos comerciantes. é necessario exigirmos do governo, mas deve ser uma coisa responsável. o povo que fique esperto ninguém da oposição está em condições para fazer melhor.

  10. Frank

    4 de Julho de 2012 as 19:33

    Penso eu, que nós merecemos muito mais. Não façamos como na Guiné-Bissau, em que o salario mensal é justificado com a entrega da certa quantidade de arroz.( Que referíssemos a falta de bens alimentar, e ou, a falta de produto alimentar básico não especificando o produto; porque é muito feio, baixo

  11. Verónica

    5 de Julho de 2012 as 7:55

    Não entendo como é possível,S.Tomé e Príncipe, falar tanto de arroz e esquecer da banana, fruta pão, matabala, base alimentar do pôvo Sãotomense. Acho que só deveria haver crise qdo faltasse estes produtos!
    Ora o Fradique=loçôôôô,deixou cair o Governo de T. Vera Cruz e hoje o Patrice tem o maior problema evido ao arroz. A primeira medida que Patrice deveria tomar, nao é loja de pôvo, é interditar a entrada do arroz em S.Tomé e Príncipe e aí ele teria toda a tranquilidade. Un convetá lôçô. Lôçômandado ô.êlê mandá ê cá dá ganhá tochi.
    Ele deveria sim incentivar o produção da banana, fruta e matabala, para ultrapassar o arroz. Ele não encontra forma de travar os ladrões que destroem os bens dos agricultores e está se preocupando com arroz e tomate e pimentão esquecendo da banana e fruta a 20.000,00 Dbs, por issoé que opôvo vai para o arroz que émais rentável.
    Faça concurso de quemproduz mai banana e dê prémios pela produção e ponha termo aos ladrões. Deixem os Agricultores sovarem o ladrões e preguiçosos

  12. Calibre12

    5 de Julho de 2012 as 11:14

    Meusparabensao MDFM/PL.
    Reagiu como um partido politico responsável,ao contrario do PCD e do MLSTP que limitaram a fazer acusações barratas.
    A ser assim,acredito que está a emergir em S.Tomé um Partido Politico digno de fazer uma oposição responsável.
    Olha que o MDFM sugeriu inclusive ao Governo a apresentar projectos de saida urgente da crise à curto e a médio prazo.
    Força MDFM- Assim estaremos com vocês.

  13. Blitz Sacramento

    5 de Julho de 2012 as 11:22

    Como alguem já havia dito, o MDFM pode vir a ser a surpresa nacional para os proximos tempos.
    Com uma direcção jovem e com uma visão diferente das coisas, a ADI que se põe a pau.
    O Secretário geral actual do MDFM é um jornalista experimentado e que sempre foi muito admirado, e consegue congregar muita gente de todos os estratos sociais. Assim ele consegue ter a micro-radiografia do país em cada circunstância e acredito que esse Comunicado do MDFM muito bem feito, com constatações e sem insultos de baixo nivel deve ser da autoria desse jovem secretario doMDFM.
    Também felicito este partido pela sua reação e conteudo da reação.

  14. jamaicano

    5 de Julho de 2012 as 12:30

    Blitz Sacramento –O menino entende pouco das coisas ou é um surdo mudo…

  15. E.jeronimo

    5 de Julho de 2012 as 15:40

    Sao Tome e Pincipe ate quando?nem da para chorar,so rir,37anos e demais,a independencia total glorioso canta o povo,assim cantem o nosso hino nacional,mas na realidade e a gloriosa tristeza que convivemos,so com Cristo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo