Política

“Primeiro-ministro está preocupado com a possibilidade do povo sair a rua”

No balanço do Estado da Nação, após 2 anos de governação, o Primeiro-ministro não escondeu nervosismo e preocupação, em relação aos preparativos em curso com vista a uma manifestação popular contra o seu governo. Avisou que poderá haver também outras manifestações a favor do seu executivo.

Na entrevista à TVS, Patrice Trovoada, disse estar tenso face a hipótese de manifestação de rua contra o Governo, porque esta situação pode deitar por terra os esforços do executivo no sentido de atrair investimentos para o país.

Os investidores contactados no quadro das tournées internacionais, poderão se retrair, caso o povo comece a sair a rua em manifestações pró e contra o executivo. «Quais são os objetivos reais da manifestação? É preciso que as pessoas assumam as suas responsabilidades. Esta manifestação é normal. É capaz de haver também outra manifestação a favor do Governo, é normal. É preciso medir as consequências», referiu o Chefe do Governo.

A carestia de vida, pode estar na base da manifestação que está a ser preparada. Patrice Trovoada, disse que percebeu bem o sinal que o povo lhe deu desta vez. A crise do arroz no mercado nacional, e a subida do preço das hortaliças, estão a tornar insustentáveis a vida das famílias. «Se a questão do arroz vai provocar instabilidade no nosso país, o governo tem que tomar este especto como sendo fundamental. A chegada do arroz do Japão está previsto para o mês de Agosto. Vamos ver quais as medidas que podemos tomar para mitigar a situação até o mês de Agosto, quando o barco chegar com cerca de 3 mil toneladas», afirmou.

O Chefe do Governo prometeu subvencionar os insumos agrícolas, para provocar a baixa do preço das hortaliças nomeadamente do tomate. São Tomé e Príncipe adoptou a economia de mercado livre, mas o Governo está decidido em fazer marcha atrás, impondo regras do regime comunista no mercado nacional. Patrice Trovoada, anunciou a introdução das Lojas do Povo, como nos primeiros anos da independência. «Não quero dar datas, mas sim dizer que é uma decisão política que vamos implementar, porque ela me parece ser fundamental para garantir a paz e a estabilidade no nosso país», assegurou o Chefe do Governo.

Lojas do Povo, que deverão aniquilar o sector privado nacional. O Chefe do Governo reconheceu que a implementação desta política de cariz comunista, vai provocar ranger de dentes. No cômputo geral sobre o Estado da Nação, passados dois anos de Governação o Chefe do Governo, reconheceu que «o país está mal».

O que segundo Patrice Trovoada está boa, é a sua relação com o Presidente da República Manuel Pinto da Costa. Uma dupla que tem que dar provas, em termos de busca de soluções para a afronta social e económica que se regista no país. «São Tomé e Príncipe sairá a ganhar com essa dupla. Pinto da Costa Presidente e Patrice Trovoada Primeiro-ministro. Eu acredito nisso. O que é preciso é por as intrigas à distância. Se algumas pessoas não estão satisfeitas com o modelo constitucional, então aproveitamos e alteramos a constituição», enfatizou Patrice Trovada.

A dupla que partilha boas relações, na condução dos destinos de São Tomé e Príncipe, tem missão espinhosa pela frente. O balanço do Estado da Nação, indica que a pobreza e o desemprego estão a subir, doenças como paludismo agravaram, há falta de medicamentos e a fome tende a apertar as famílias, por causa do alto preço dos produtos nacionais e a rotura do stock dos produtos importados.

Abel Veiga

    69 comentários

69 comentários

  1. Paracetamol 500mg

    4 de Julho de 2012 as 8:12

    Patrice esta preocupado com a manifestação? Se estivesse trabalhando serio, vivendo em concreto em stp, saberia resolver todos os problemas atempadamente e não vir procurar soluções pontuais para problemas contínuos.
    Manifestações a favor do governo? Quer dizer que o PT já esta a preparar uma manifestação em sua defesa, que vergonha.
    Mas qual é o verdadeiro ideal/orientação politica do PT? É liberal ou Socialista? Comunismo não abona muito ao islamismo.

    Fazer chantagem politica dizendo que os investidores podem reagir mal a essas manifestações, é de lamentar e só demonstra que o sr. não esta certo das sua politica.
    Quando sair do conforto para o terreno, ver o que se passa com o povo, viver mais em stp e não nos aviões, saberá resolver os males que afectam a sociedade.

    • samangwana

      6 de Julho de 2012 as 15:36

      Não Sou do ADI nem lhes dei o meu voto. Mas, prefiro deixar que os homems trabalhem. Vamos dar o beneficio de duvida. Alguém que lhes antecedeu tera feito melhor? Essa é a questão. Que alternativa podemos recorrer? MLSTP? PCD? Por favor meus senhores. A minha frustração é pelo facto de nao encontrar alternativas.

  2. Cidadão

    4 de Julho de 2012 as 8:37

    Ó Patrice qual será o próximo destino? Canada ou Autralia?

    • Bô bê........

      5 de Julho de 2012 as 8:22

      a proxima viagem será Irão……

      • Ôssôbô

        6 de Julho de 2012 as 19:01

        Ou mesmo quinto dos Infernos!!!
        Fui!!!

  3. felismino Bolivar Trovoada

    4 de Julho de 2012 as 8:48

    China Popular. É lá onde está o dinheiro que ele tanto precisa para resolver os problemas do país. Patrice perdeu uma oportunidade de ouro.

  4. Fidelio Castro

    4 de Julho de 2012 as 9:06

    Lamento que só agora o senhor PM tenha percebido do sinal que o povo deu, pois a mim parece que este sinal era para ser percebido desde a vitória do ADI nas eleições legislativas. O povo na altura tinha cortado com o passado e depositado esperanças em si e na ADI. Infelizmente 2 anos depois, quando existem rumores de manifestação popular, senhor descobre o sinal, ainda bem que está atento …. antes tarde que nunca.

  5. Andre Tiny

    4 de Julho de 2012 as 9:21

    Sr. Primeiro Ministro

    Quando a justiça chora
    a injustiça treme

    Sabemos que o derrube de Governo e a dissolução da Assembleia da Republica sem motivos palpáveis e inconstitucional em qualquer pais democrático, todavia tal e possível quando os mesmos não são funcionais.
    A propósito lembro-me da polemica S.T.P.-Trading, relativamente as mercadorias deterioradas e impróprias para consumo humano provenientes do Brasil. A maioria parlamentar recusou-se levantar a imunidade do presumível infractor de forma que foi impossível ao órgão judicial ouvir as declarações do mesmo em relação a este negocio que lesou o pais em milhões de dólares.
    Existe um dito popular que diz: quem não deve não teme. O deputado em causa poderia ter suspendido a sua imunidade parlamentar e colaborar no processo de inquérito instaurado e prestar a sua colaboração com a justiça.
    Agora pergunto: o que levou ao veto de levantamento da imunidade parlamentar do referido deputado? Será que existem pessoas acima da LEI?
    Tendo em conta a gravidade da situação isto leva-me a crer que a maioria estava ou esta de acordo com esta ideia, o que vai contra o principio que rege uma verdadeira constituição de um Pais Democrático. Por sua vez isto deixa a maioria
    co-arguida moral do crime em questão.
    Será que vale o sacrifício dos saotomenses ter um Governo e uma Assembleia Nacional com legisladores deste calibre? Fica a pergunta.

  6. maria chora muito

    4 de Julho de 2012 as 9:28

    Patrice esqueceu desse sologam ” O POVO PÕE, O POVO TIRA”. Abaixo Patrice Trovoada.

    • realista

      4 de Julho de 2012 as 12:06

      so k esqueceste povo poe LADR….. E volta a colocar outro GATUN……pra isto melhor nao ir votar antes melhor todos governarem, trabalho agua com cesto. fuiiiiiiii

      • ddd

        4 de Julho de 2012 as 17:33

        decerto é que em são Tomé e Princípe todos que governaram foram corruptos, ladrões, amaldiçoados, sem rumo na vida são malvados consigo mesmo, têm coragem de destruir as suas própria vida pá. tenho muita pena do meu são Tomé.

  7. João Bosco Menezes de Pinho

    4 de Julho de 2012 as 9:30

    Será que o PM ainda está no País??

    Quanto menos o PM ficar em São Tomé melhor O País fica menos desgraçado.
    O Próximo avião privado alugado será com destino à Guadalupe para encontro com Jacob Devarieux para financiamento da Ponte que liga as ilhas do Príncipe a São Tomé.

  8. nora

    4 de Julho de 2012 as 10:10

    Só agora voce reconhece que o PINTO DA COSTA VALE NÉ. Nas campanhas disseste que o Pinto era caduco que tinha que apreender com seu Pai e Maria das Neves. AGORA, GOSTEI COMO ENGOLISTE O SAPO.
    O Pinto da Costa sempre valeu, tu é que es mal da fita e não serve aos destinos desse País. Tás com medo da manifestação bô buyá. Isso é só um sinal a tempestade está a caminho. Vais sair de S.T.P para nunca mais voltar, as tuas malandrisses virão a superfice logo logo. A máquina PCD, MLSTP e MDFM estão a funcionar.

    PATRICE, BÓ BUYÁ. NÃO ESQUEÇA QUE JÁ CHUMBASTE DEMONSTRANDO SER UM PESSIMO ALUNO. E AINDA NÃO APRENDESTE A LICÇÃO.

    • david santos

      4 de Julho de 2012 as 15:40

      Patrice T vc é tao mentiroso que eu vou sair doteu partido.
      Vc informou o senhor presindenta da viagem que fizeste ao Brasil?
      É vc é muito fraco eu que é que t estou a mandar os panfletos porque me traiste.
      Homem nao trai homem si voces lá no Gabao se traiem aqui homem só trai mulher seu babones.
      Sai do meu pais

  9. Santos e Santos

    4 de Julho de 2012 as 10:42

    Mais 8 anos para Patricio trovoada para que muitos irem apreender a trabalhar e o caminho faz-se caminhando e não sentado na cadeira a espera da ajuda do Povo para tratarem da vida.O Povo unido jamais será vencido.

  10. herminia lopes quaresma

    4 de Julho de 2012 as 10:46

    O Primeiro Ministro não devia estar preocupado com a manifestaçóes na Rua Porque ele passa o tempo mo ar.

  11. Leopaldo

    4 de Julho de 2012 as 10:52

    Estou altamente descontente com a sua governação…. a sua entrevista não foi nada convincente….o Sr foi muito vago.E estamos na democracia e é normal que o povo faça manifestação quando esta descontente.

  12. Jackiline tomaz Sancara (Reservista)

    4 de Julho de 2012 as 10:57

    chegou a hora da verdade

  13. Jackiline tomaz Sancara (Reservista)

    4 de Julho de 2012 as 11:00

    Serrá que ainda tens pessoas para manifestar ao seu favor?

    • Mimi

      6 de Julho de 2012 as 8:54

      Talvez pagando muito bem…

  14. Isauro dos Santos

    4 de Julho de 2012 as 11:04

    Só espero que seja só “uma manifestação popular” e não uma “REVOLTA”

    • Kalu Mendes

      5 de Julho de 2012 as 22:28

      estas a brincar so pode isso tem de ser levado mesmo a serio se for possível matar pessoas

  15. Estudei mais estou frustrado em STP

    4 de Julho de 2012 as 11:17

    Patrice, uns dos maiores problema de teu governo é ter jovens Licenciados na rua de amargura, sem emprego, sem nada… Já imaginou um jovem depois de tantos anos de estudo, chegar ao país e ficar a pedir esmola aos amigos e familiares!? Os ministro do seu governo andam parados, não fazem nada para ajudar a contrariar o desemprego entre jovens Licenciados, só o ministro de Plano de Desenvolvimento criou dinâmica no seu ministério, nota-se pelos números de concursos que já lançou para empregar jovens em diferentes projectos é assim que se trabalha para bem do povo. Ou senhor começar a mandar ministros para casa por incompetência e colocar caras novas ou serei obrigado, eu e um grupo de amigos, vamos engrossar no dia 12 Julho a manifestação. Todo mundo sabe que o ministério das finanças tem falta de quadros… Agora pergunto o que fez ministro das Finanças para contrariar esse défice? Passam vida a viajar, esqueceram da gestão do nosso país! O senhor já contou quantos fórum já fizeram? Qual é resultado? Zero…. Patrice não brinca com fogo!

    Até dizem que não estão a contratar jovens porque não têm espaço físico. A minha pergunta é a seguinte o que fizeram em quantos gestores públicos para resolverem essa situação? Senhor 1º Ministro ao invés nos enganar com fabrica de computador Magalhães, maior centro comercial da África central e auto estradas e coisas parecidas, tente resolver pequenos problemas que mais nos aflige (O Desemprego na camada jovem qualificada)….

    • Povo STP

      4 de Julho de 2012 as 15:30

      “Todo mundo sabe que o ministério das finanças tem falta de quadros… Agora pergunto o que fez ministro das Finanças para contrariar esse défice”, Tem toda razão naquilo que disse de facto varias são as direcções da finanças que precisa de quadro para dar avanços a muitos processos que andam atrasados.
      Eu trabalho no ministério das finanças sei bem disso. Faz tempo que solicitou se ao ministro abertura dos concursos! Nem ministro das finanças e nem directora da DAF estão a marimbarem para tudo e todos. Não sei se eles têm alguém que ainda não acabou o curso e estão áspera que essas pessoas terminam só depois para fazerem o tal concurso… È uma pouca vergonha sabendo que existe pessoas a necessitar de trabalhar!

      Governo de Patrice para rua

      Abaixo ADI

      Esse é pior governo de todos os tempos

    • Filho da Terra

      4 de Julho de 2012 as 15:37

      Estarei na manifestação com meu diploma de Licenciatura na mão, para exigir o senhor 1º ministro a demissão do senhor Nino Monteiro(só tem 4ª classe) e colocar me no lugar de Nino Monteiro. Porque eu estudei mais que esse senhor,STP gastou muito dinheiro com a minha formação… Vamos todos lutar por um STP melhor!

      • samangwana

        6 de Julho de 2012 as 16:22

        Voces recem-formados agem pior que os cotas mais velhos. Só estao a procura de oportunidades para se comportarem pior. Temos algumas amostras na nossa praça. O viru já vos infectou. Deixe o homem com 4ª classe desde que se comporta bem e dê conta do recado. Fui

        • Ôssôbô

          6 de Julho de 2012 as 19:07

          E tu? Faças um exame de consciência e procura entender que o teu comportamento é de gente que nunca passou pela escola!Um analfabeto! Achas que no senário político e social santomense com todos esses corruptos a frente, é possivel um recém formado ter lugar? Enxerga!!!
          Fui!!!!

    • Juventude Revoltada

      4 de Julho de 2012 as 15:44

      Se Patrice quiser apoio, tem que criar postos de trabalho para jovens… Ha muita vaga na função publica, muita gente reformaram neste mês de Julho, Dê lugar a jovens…

    • Falar Verdade

      5 de Julho de 2012 as 9:14

      Não é o 1º ministro que dá orientação para abertura de concursos públicos, esse papel cabe aos directores dos serviços comunicar ao ministro da tutela a necessidade de contratar técnicos e este por sua vez dará instruções a director da DAF para cumprir os procedimentos para abertura dos concurso. Se o ministro da tutela e a director da DAF não fizer o seu trabalho cabe ao 1º Ministro tirar as suas conclusões. No meu entender em quando técnico do ministério das finanças a directora da DAF do ministério das Finanças já devia ser demitida desse lugar. Essa senhora trabalha ao seu belo prazer e não resta duvida que ela anda a boicote o bom funcionamento dos trabalhos, e bem a pouco tempo colocou uma menina filha de senhora e senhor cá da praça, sem qualquer concurso publico! Sabes ainda que essa menina até já trabalhava na DAF do ministério da saúde! Verdade seja dita o 1º ministro não tem nada a ver com esses assuntos. Convido a investigar de que partido é a Directora da DAF do ministério da finanças, se não sabem, dê uma passeata pelo riboque capital logo saberão…

  16. Augerio dos Santos Amado Vaz

    4 de Julho de 2012 as 11:35

    O Senhor Primeiro- Ministro, diz que a justia não funciona, mas, é incapaz de apresentar um Procurador Geral da Republica competente, sério e honesto para fiscalizar e fazer funcionar a Justiça o que denota claramente que o Senhor não lhe interessa que a justiça funcione, aliais, muitos que estáo aqui a cantar de Galo, se a justiça tivesse a funcionar, ja estariam atrás das grades.
    O senhor Oscar Medeiros, fez um requerimento ao seu amigo Varela, para receber o que não tem direito, porque a sua nomeação não passou no Tribunal de Contas, e obviamente o seu amigo, concordou.
    O arroz de DFL, as comissões forma discutidas, o coitado ficou ainda a perder muita massa.
    Só com Cristo!

  17. Resposta

    4 de Julho de 2012 as 11:36

    Loja do povo é uma certeza sem data ou uma estratégia para silenciar o povo e manietar a manifestação? Porque não estudar os assuntos e só depois os anunciar?

    A loja do povo será uma política a curto prazo, até que se assessega os rumores da manifestação, ou permanecerá por um tempo indefinido?

    Estará o nosso país com vigor económico para uma loja do povo onde se espera subvencionar os produtos?
    Quantos pagam impostos em S. Tomé? Quantos realmente podem pagar impostos em S. Tomé?

    Sendo os privados os únicos que supostamente estarão em condições de pagarem impostos e a loja do povo passar a ser concorrentes dos mesmos ao ponto de os aniquilar ou causar graves danos, isso não afetará em grande medida a nossa frágil economia?

    Estaremos a resolver o problema ou a adia-lo e agrava-lo ainda mais para o futuro das nossas ilhotas?

    Ao mesmo tempo que se tira (subvenção), se reduz a entrada (baixa o imposto dos privados). O nosso país estará em condições de suportar essa política? Se estiver, eu aplaudo porque também quero comprar mais barato.

    Não seria mais proveitoso criar uma política de preço com critérios baseado no custo/proveitos sem prejuízo para os privados, sem despesas incomportáveis para o cofre do estado e sem asfixiar o já reduzido poder de compra da população?

    Por STP e para STP

  18. Augerio dos Santos Amado Vaz

    4 de Julho de 2012 as 11:49

    Justiça, e forma em vez de forma,discutidas e pagas. Outrossim, deve ser investigado a morte do Inspector Alexandre, da PIC.

  19. Joven Santomense

    4 de Julho de 2012 as 12:00

    Podem estar de certo que Patrice Trovoada tem muita gente.E essas palhaçadas vem nos encorajar muito mais.Deixem governo trabalhar em paz,esperem a vossa vez .Seus orgulhosos.

  20. Resposta

    4 de Julho de 2012 as 12:04

    É pena que o governo só tem que tomar a falta de arroz como sendo fundamental se este aspecto for provocar instabilidade no nosso país.

    Com ou sem instabilidade, com ou sem manifestação, o problema de arroz, fuba, azeite… medicamentos, energia, água potável, são nos nossos dias, aspetos básicos e tão necessários que devem ser considerados fundamental a todo o tempo.

    Se considerar que a instabilidade económica influência a instabilidade social e vice-versa, será correto travar a instabilidade social sem ter em conta a debilidade da economia ou agravando-a ainda mais?

    O problema é de quem vier depois de mim, diz alguns.

    Não será mais conveniente repensar em ambas de modo exaustiva para que cresçam juntas em proporções prospectivamente plausíveis?

    Andar somente a tapar buracos, é missão de governo de transiçao.

  21. Grenger Causality

    4 de Julho de 2012 as 12:14

    Indepemdentemente de uma manifestação popular contra o mau desempenho do governo, deveria haver tambem uma manifestação popular anti corrupção .
    Ate então, ninguem saiu a rua para manifestar contra varios casos de corrupão que assolou o Pai nos ultimos tempo.
    Caso GGA- Ninguem saiu a rua para manifestar.
    Caso de doca de pesca- Ninguem saiu a rua para protestar.
    Caso do barco “Principe”- Ninguem saiu a rua para manifestar.
    Caso STP trading- Tambem nao houve nenhuma manifestação popular contra.
    Enfim!
    Isto quer dizer que os mentores desta manifestção popular contra mau desempenho do governo, esqueceram que a corrupção tambem esta a por em causa os seus bem-estar.

  22. maria chorona

    4 de Julho de 2012 as 12:17

    O Senhor Patrice tem muita gente que ele compra,úm individuo que até se quer comparar com o proprio pai, vale o que vale. Ele devia saber que o Miguel é alto, ele é baixo, Miguel é politico, ele é comerciante e menino de recado de alguns estrangeiros, o Miguel é nacionalista e ele vende o país.

  23. Conóbia cumé izê

    4 de Julho de 2012 as 12:34

    QUE DEMOCRATA É PATRICE TROVOADA . ELE NÃO SABE QUE A DEMOCRACIA RESIDE NO POVO ? QUALQUER GRUPO DE PESSOAS PODEM ORGANIZAR UMA MANIFESTAÇÃO ? ENTÃO GRUPOS DE CIDADÃOS EDÓNEOS PODEM OU NÃO CONCORER ELEIÇÕES COM APENAS 100 ASSINATURAS;E SE GANHAREM ELEIÇÕES,NÃO GOVERNAM ? O PAÍS E A DEMOCRACIA NÃO DEPEDENDE SOMENTE DOS PARTIDOS POLÍTICOS ! AS PREMESSAS ELEITORIAS DO ADI E DO SR. PATRICE TROVOADA ESTÃO JUSTAMENTE A SEREM EXIGIDAS.UM FILHO NASCE EM 9 MENESES. 2 ANOS É MUITO TEMPO. SR. PATRICE PEDIU PARA GOVEERNAR EM 4 ANOS. OS 20 ADI JÁ FORAM COMEMORADAS, AINDA NÃO TEVE TEMPO PARA SALVAR STP ? UMA LEGISLATURA SÃO 4 ANOS!!! QUEM NÃO PODE NÃO SE COMPROMETE ! CADÊ DEIXO-NOS TRABALHAR ? AS PROMESSAS FORAM FEITAS PARA SEREM CUMPRIDAS !… VIAGENS E BLÁ-BLÁ-BLÁ DOS TROVOADAS, JÁ CONHECEMOS.PATRICE NÃO VAI FAZER NADA NESTA LEGISLATURA.VAMOS ESPERAR PARA VER. AS BANANEIRAS DÃO FRUTOS EM 6 MESES, SE NÃO DEREM, ESTÃO MORTAS. ADI COMEMOROU 20 ANSO; ADI TEM TROVOADA PAI PRESIDENTE DA REPÚBLICA 10 ANOS; FRADIQUE COLOCADO POR ADI MAIS (10)AINDA NÃO DESCOBRIRAM MELHORES CAMINHOS PARA STP E SEU POVO ? CONVENHAMOS !… ÔBÔ MÔRRO CONTRA SATOCAO,É PARTIDO ? O PATRICE NA LUA TEM MEDO DE RECEBER RAIOS DE SOL. NÃO VITIMIZE-SE.NÃO CULPA OS OUTROS.CUMPRA A PROMESSA ELEITORAL DE 4 ANOS E VIVA TRANQUILO. CULPAR OS OUTROS COMPROVAR A SUA INCOMPETENCIA .ISTO É MAU. QUE SAIBA BUSCAR CONCENSSOS EM QUESTÕES SENCÍVEIS E GOVERNE TRANQUILO.NÃO DESCRIME; NÃO EXCLUA, FAÇA INCLUSÃO. NASCEU NO GABÃO POR CAUSA DA LUTA DESTE POVO ! SEJA HUMILDE E TENHA CUIDADO. ARROGANCIA E FANTASIA FAZ COM QUE A GITA MATE CÓBRA !…FUI

  24. preta de s.t.p

    4 de Julho de 2012 as 14:55

    Gente sejam reias com vcs proprios, vcs achas que a pais no buraco em que os MLSTP E OS PCD/ MDFM os fradiques e os brancos e posser, deixaram essa terra. será que um Governo cheio de barreiras por todas os lados onde os directores técnicos e cupla da oposição fazem bloquei,com situações econimica mundial em crise, vcs acham que o governo e o PM é magico, reflitam gente!!!!!!

  25. samira ferreirra

    4 de Julho de 2012 as 15:14

    sr primeiro ministro antes de falar nos outros veje 1 o seu rabo comprido.
    Diga ao povo dos seus barcos que trazem cargas e outras coisas mais e que sao passados pela alfandega.
    diga ao povo que o referido supermercado que vai abrir na doca e seu.
    diga ao povo que a empresa que tem tirado terras aos agricultores e seu .
    diga ao povo que tem investido em bens no exterior e seu, oh senhor primeiro ministro o povo esta mal e n e por causa deste ou aquele Partido ou este ou aquele cidadão que constroe as suas coisas com seu suor de muitos anos de trabalho.

  26. Verónica

    4 de Julho de 2012 as 16:07

    Senhor 1º. Minitro PT. Quem não deve não teme.
    Como o Sr. não conhece o pôvo Santomense, nem S.Tome e Príncipe, até compara salário miserável com salário do pôvo Português. Quem dera ao pôvo de S.Tomé e Príncipe se estivesse a receber o salário mínimo de Portugal. O Sr. tb quer cotar aquiloque já está cortado?
    O Sr. só trouxe fome, miséria e desgraça para S.Tomé e Príncipe. O Sr. fechou a torneira porque o seu tanque está cheio e sempre que ele baixar o Sr. vai buscar.
    São Tomé Poderoso e St. António não dormem.
    Porquê temer se o Sr tem poder. Saiba usar o poder.
    A loja do povo (comunista de uma figa) só vai trazer fome e miséria para uns e riqueza para os seus comparças. Coitado daqueles que vão gerir essa loja. Porque os coitados, face a miséria vão desviar prodtos e tempos depois vão parar ao Tribunal e Cadeia como os coitados do GGA, Aurélio Aguiar e Deógenes. Povô ê biliuê ô.
    Já começamos a ter bicha novamente. Veja o que se passa nos Jardins de Infância. Logo as 4 da manhã é bicha para todos os lados é só bicha para matricular as crianças. Ainda bem que os Jardins de Infância só têm Senhoras. Graças à Deus.

  27. maria chora muito

    4 de Julho de 2012 as 16:43

    Todos os visados nas declarações do Patrice já responderam. Então, Augerio Amado Vaz, quando é que o LEITE ou senhor vÊm responder ao Patrice sobre o não funcionamento da JUSTIÇA, do desvio nos cofres do tribunal de mais de vinte e cinco bilhões de dobras. QUANDO MEUS SENHORES DOUTORES? O unico processo que anda no tribunal é da ROSEMA. O processo de um coitado trabalhador leva mais dez anos. Credo Leite. Só com CRISTO!!!!

  28. Saudações

    4 de Julho de 2012 as 16:48

    O Patrice Trovoada não está nada preocupado com a vida deste povo. Ele quer é aproveitar a governação para tratar da sua vida. Um primeiro Ministro que se preze não pode passar a vida a viajar como se fosse um Ministro do Negócios Estrangeiros. O pior é que quando regressa não traz nada. Quem vai pagar essas viagens todas que ele faz no avião privado? É o povo. Tarde ou cedo vocês vão ver. O que me custa compreender é ouvir esse Presidente da Camara de Mezochi, Nelson Carvalho a dizer tanta barbaride em apoio ao PAtrice. Nelson Carvalho nem tem moral de falar na corrupção. Ele para além ser grande corrupto, é um grande ladrão. Quando ele trabalhava na loja do Nelson Silva, falsificou o numro de totoloto e apareceu como premiado. Só não foi pra cadeia por consideração do seu patrão. Isto não é corrupção? Nelson venha ao publico desmentir isto se tens coragem. Sô ladrão. Só mesmo em STP é que podes ser alguem pelo aldrabão que és. Na próxima capanha vamos trazer as tuas aldrabices feitas em Portugal na gravação.
    Fui

    • João Santana ( Riboque Capital)

      5 de Julho de 2012 as 13:18

      Não percebo porquê que o comentador com o nome feticio SAUDAÇÕES não seja mais honesto com ele próprio, se fala de Patrice porquê buscar o Nelson Carvalho? Será para dar o caldo a coisa,não me interessa o passado de um homem nas suas vidas privadas, ou questões pessoais.Em S.tomé e Principe apenas defendem sempre acusando os outros,é a falta de capacidade de se defenderem. Meu caro SAUDAÇÕES, eu tenho acompanhado alguns trabalhos deste nossa Presidente de Câmara e não vejo a razão de lhe ofender, talvez seja uma inveja sobre o homem. O que disse na entrevista o Semhor Presidente da Câmara de Mézo-Chi,não tem nada para deixar desapontado qualquer santomense,talvez pessoas envolvidas nalgumas questões apontada pelo Presidente da Câmara.Senhor SAUDAÇÕES, seja coerente consigo mesmo, conheci o Nelson Carvalho muito bem em Portugal, e para lhe informar que trabalhei com este homem e nunca ouvi coisas dessas,mas o mundo é mesmo assim.
      Nelson Carvalho força e vai em Frente, deixa os maldosos falarem. Viva Mé-zóchi e o povo esta contigo.

  29. tenhampaciencia

    4 de Julho de 2012 as 16:51

    Deixem o governo trabalhar. Depois de quatro anos tiraremos as conclusões.

    • cacharamba

      6 de Julho de 2012 as 10:49

      Xê!mais dois anos!!!!população santomense acaba.Com toda essa fome e miséria que está no país?!!! Você de certeza vive no estrangeiro!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  30. Nando Vaz (Roça Agostinho Neto)

    4 de Julho de 2012 as 18:11

    Não vou comentar, acho que os políticos estão a consciencializarem que é preciso alterar muito, principalmente a nosso jovem constituição!..

  31. luisó

    4 de Julho de 2012 as 18:12

    Manifestação contra o governo e o PM?
    E qual é o problema?
    Em democracia isso é normal desde que a manifestação esteja autorizada e decorra dentro da normalidade…
    Em todo o mundo democrático isso acontece e os governos encaram isso com normalidade.
    Agora, marcar outra manifestação para o mesmo dia e a favor do governo isso já é premeditação e leva-nos para outras considerações.
    Só em STP…

  32. Nascimento Dias

    4 de Julho de 2012 as 19:07

    Meus carros esta e uma situaçao lamentavel e nao vale a pena nos estamos ai a preocupados a escrever por escrever porque sei que a maioria de vos que estao ai a criticar estao ai na Europa outros em Asia, Outros na America,mas esquecendo vos que STP e o berço que viram nascer e muito de vos estao ai a montuar tantas riquezas nos paises dos Outros.
    Sera Que ja fizeram uma analise sobre a vossa situaçao caso se um dia os paises se revoltarem contra os emigrantes como sera a vossa Vida?
    Por isso e bom pensar e repensar sobre o pais e nao esta a criticar o governo porque o governo so por si nao faz nada o desenvolvimento de um pais depende mais do Cerebro dos homens e das mulheres, como tambem dos jovens que sao daquele pais.

    Sabemos que o pais vem emfrentado os seus problemas e o problema do pais nao e so do Pinto da Costa ou de Patrice Trovoada mas sim de todo povo sao Saotomensse.

    Seria Bom deixamos desses Misquininsses e pensar no nosso Pais porque um barco de passageiro quando esta no alto mar nao e so a vida do tripulantes que esta em risco como tambem de todos os passeiros que estao no Navio.

    Por isso Apelo aos Tribunais,aos Deputados ,ao Presidente da Republica ,ao Governo a toda Sociadade civil vamos pensar em nossa Terra.

    Se andarmos a pontar dedos uns ao outros para acharmos o culpado vai levar tempo.

    Viva o Povo
    Viva Democracia
    Viva Presidentes
    Viva Assembleia
    Viva Governo
    Viva Sao Tome e Principe o berço que vimos Nascer.

  33. Frank

    4 de Julho de 2012 as 19:13

    Teria alguém dito: Se o srº Primeiro-ministro quiser trabalhar sem ser incomodado, que não fizesse a cama para o Pinto da Costa. Ainda precipitado, este foi-lhe dando algum aval, como se alguma qualidade daquele ser teria sido mudado. Como consequência, aí está a manifestação popular forjada, pelos que acreditam no dito malfeitor como senhor todo-poderoso, que apenas afigura como presidente e nada mais. Porque não a manifestação popular, exigindo que a justiça seja imediata, e os culpados da gestão danosa da linha de crédito concedido pelo Brasil? Porque não se exige que seja confiscado bens pertencentes a estes, e os que estão em nome de familiar e amigos, avaliando as suas receitas, e despesas num período de tempo de cinco anos, a condição de aquisição do referido bem. A solução para casos imergentes que enfermam o País, depende de nós mesmos, se de forma determinada, resolvêssemos processos pendentes na justiça.
    Como é de esperar, o anúncio da criação da Loja do Povo é para uns, o motivo de satisfação, e para outro, cuja realidade foi vivida, não deseja ouvir o referido nome

  34. MALABOIA

    4 de Julho de 2012 as 20:21

    POR AMOR DEUS,SENHOR PRIMEIRO MINISTRO,TRABALHA DEIXA DE VIAJAR,FAZ ALGUMA COISA DE BOM NO PAIS

  35. Anca

    4 de Julho de 2012 as 20:32

    Refletir e agir; na Organização/ Gestão do Mar, Território, População.

    Porquê?

    O quê?

    Quando?

    Onde?

    Como?

    Quanto?

    As questões pretinentes que esperamos, responder, com 37 anos de independência, pois que com 37 anos, já somos adultos, já devemos saber o que significa bem e mal, a menos que os nossos pais, fossem desmazelados, desleixados, irresponsaveis, pouco empenhados connosco.

    O país( Mar, Território, População), chama-se São Tomé e Príncipe.

    O país insular,(Mar, Território, População) duas ilhas e vários ilheús, tem somente 1001 Km2, tem somente cerca de 188 mil Habitantes, localizado no Golfo da Guiné, não tem fronteiras terrestres, mas situa-se relativamente próximo das costas do Gabão, Guiné Equatorial, Camarões e Nigéria.

    Se se prestamos atenção aos dados do clima, São Tomé e Príncipe, tem um clima do tipo equatorial, quente e húmido, com temperaturas médias anuais que variam entre os 22 °C e os 30 °C. É um país insular,(Mar, Território, População), duas ilhas e vários ilhéus, com uma multiplicidade de microclimas, definidos, principalmente, em função da pluviosidade, da temperatura e da localização.

    Relativo ainda ao clima, tomo aqui como ponto de partida, os dados do Instituto Nacional de Estatística relativos ao ano de 2006, embora desfazados um pouco no tempo, para a precipitação em (mm), que tem vindo a diminuir, se tivermos em conta os anos anteriores(ver STP em números INE), em números de dias;

    Ano 2006

    Precipitação(mm)-61mm(a)

    a)- Há indicação de que os meses de Maio á Setembro, faltam dados.

    Insolação números de horas – 1283,5

    Trovoada – números de dias – 86 (b)

    b)- Faltam dados de Maio, Setembro e Novembro.

    Esta introdução para, pegar na questão de fundo, que me parece estar, na base de todas as polémicas e manifestação;

    a fome, a míseria, a pobreza,

    e aqui me parece, que por mais que evoquemos, os partidos políticos da oposição do governo, as manisfestações populares pró e contra o governo, a questão de fundo(míseria, pobreza, fome), fica sempre fora da analise séria e responsável, tanto do Presidente da República, do governo regional, do governo, quanto da oposição com e sem assento na assembleia, das autarquias locais a sociedade cívil organizada, dos cidadãos, a um desvirtuar, da realidade, crua e nua, que é a condição, em que o país(Mar, Território, População), se encontra, pois há um assobiar para lado, há um enterrar a cabeça na areia com rabo de fora, há um empurrar com a barriga, há uma irresponsabilidade, um deixar andar, um desmazelo, falta de organização e de consciêncilização, para o sentido de Estado, de cidadania.

    E aqui, jamais vale a pena pedir a demissão de Presidentes da República, dos governos, etc, etc,…, todos devmos nos resposabilizar enquanto cidadãos deste País(Mar, Teritório, População), mediante a consciêncialização das nossas acções, modos de ser e de estar, mais grave, ainda de pensar.

    Temos que ser mais sinceros connosco e com a nosso País,(mar, território, população), para termos o vice versa, temos que ser mais responsaveis, mais organizados e ter gosto de trabalhar a nossa terra e para nossa terra.

    Temos que ser mais unidos, mais disciplinados, mais trabalhadores.

    Pois a casa onde não há pão, todos ralham e nínguém tem razão, é a fome, a míseria e pobreza a assolar.

    A questão de fome, de miséria e de pobreza, tem haver com falta de alimento, coma falta de condições de vida e acesso a serviços básicos, à população.

    E isso remetemos para o sector primário da nossa económia – Agrícultura – Pesca gestão do território e dos recursos – a produção agrícola e animal, bem como a produção e transformação nas pescas.

    Para uma analize mais permenoridaza, tomamos ainda como base, os dados do Instituto Nacional de Estatística, relativos ao ano de 2006, claro embora desfazados no tempo, e sabendo de que os números valem o que valem;

    Tomemos, como referênica a produção de alguns productos agrícola para o ano de 2006, que entram na dieta, alimentar SãoTomense;valores expressos em toneladas.

    Ano de 2006

    Banana – somente 31,648,0,

    valor em precentagem – somente 0.2% de 100% valor considerado ideal para sermos auto suficiente

    – para uma população de 152 mil Hab, (se tomarmos em conta os ultímos dados de recenciamento da população, – 188 mil habitantes).

    Fruta Pão – 140.0

    valor em percentagem – somente 0.1% de 100% valor considerado ideal para sermos auto suficiente

    – para uma população de 152 mil Hab, (se tomarmos em conta os ultímos dados de recenciamento da população, – 188 mil habitantes).

    Matabala – 30.300.0

    valor em percentagem – somente 24.8% de 100% valor considerado ideal para sermos auto suficiente

    – para uma população de 152 mil Hab, (se tomarmos em conta os ultímos dados de recenciamento da população, – 188 mil habitantes).

    Se tomarmos em conta a produção animal ou ligado à pecuária, para o ano de 2005, pois o ano de 2006, não dispõe de dados temos;

    Ano de 2005

    Valores em número produzidos,

    Gado Bovino (Bóis e Vacas) – 2998

    correspondente a somente 6.2 tonelanas de produção carne bovina

    – para uma população de 152 mil Hab, (se tomarmos em conta os ultímos dados de recenciamento da população, – 188 mil habitantes).

    Pois para sermos auto suficientes precizariamos mais ou menos de 100 toneladas de Produção de carnes de Gados Bovinos.

    Gado Suíno(Porcos) – 105.552

    correspondendo a somente 339.0 toneladas de produção de carne suína,

    – para uma população de 152 mil Hab, (se tomarmos em conta os ultímos dados de recenciamento da população, – 188 mil habitantes).

    Pois para sermos auto suficientes precizariamos mais ou menos de 100 toneladas de produção de carnes Gados Suínos.

    Sem falar em produção de carnes Caprinos, Avinos, e de produção ovos.

    Sem falar em sector das pescas, do mar, etc, etc,…

    Pois temos que produzir mais e melhor

    Voltando agora a atenção, a notícia ou informação se assim quisermos;

    Penso que os jornalistas, dirigentes políticos nacionais devem ser mais contidos, mais humildes, mais responsáveis, ter postura de Estado, tanto os responsaveis do governo como da oposição, com e sem assento na assembleia, quando dão entrevistas, e quando comunicam e falam do país (Mar, Território, População), sem analíses, sem dados, sem consciência da realidade nacional envolvente, senão estaremos a dar tiros nos próprios pés, para o aumento da fome, da miséria, e pobreza, a nível social( educação, formação, saúde, justiça, lazer, turismo), cultural, desportivos, políticos, ambiental, economicos e finaceiros, para aprofundar do subdesnvolvimento.

    Nós concidadãos temos que ter em mente, uma nova postura, novo modo de ser estar e pensar, quando postamos aqui os nossos comentários, sem refletir, sem analisar, sem dar o nosso contributo para melhoria das condição do país (Mar, Território, População).

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  36. Anca

    4 de Julho de 2012 as 20:59

    Tendo atenção ao que se menciona nos trechos da notícia em epígrafe, conforme à baixo;

    “A carestia de vida, pode estar na base da manifestação que está a ser preparada.” Patrice Trovoada, disse que percebeu bem o sinal que o povo lhe deu desta vez.” “A crise do arroz no mercado nacional, e a subida do preço das hortaliças, estão a tornar insustentáveis a vida das famílias.” “«Se a questão do arroz vai provocar instabilidade no nosso país, o governo tem que tomar este especto como sendo fundamental.” “A chegada do arroz do Japão está previsto para o mês de Agosto.” “Vamos ver quais as medidas que podemos tomar para mitigar a situação até o mês de Agosto, quando o barco chegar com cerca de 3 mil toneladas», afirmou.”

    “O Chefe do Governo prometeu subvencionar os insumos agrícolas, para provocar a baixa do preço das hortaliças nomeadamente do tomate.” “São Tomé e Príncipe adoptou a economia de mercado livre, mas o Governo está decidido em fazer marcha atrás, impondo regras do regime comunista no mercado nacional.” “Patrice Trovoada, anunciou a introdução das Lojas do Povo, como nos primeiros anos da independência.” “«Não quero dar datas, mas sim dizer que é uma decisão política que vamos implementar, porque ela me parece ser fundamental para garantir a paz e a estabilidade no nosso país», assegurou o Chefe do Governo.”

    “Lojas do Povo, que deverão aniquilar o sector privado nacional.” “O Chefe do Governo reconheceu que a implementação desta política de cariz comunista, vai provocar ranger de dentes.” “No cômputo geral sobre o Estado da Nação, passados dois anos de Governação o Chefe do Governo, reconheceu que «o país está mal».”

    Subentende-se a fome, a miséria e pobreza, de que o páis(território/população), padece.

    Invocar modelos, sem devida adaptação á realidade nacional, seria o desfazar da realidade dos problemas e das soluções para todo o território e população nacional.

    Quando encaramos os problemas do país(Território; Mar; População), como somente de solução de modelos externos ou de productos externos, estamos a desvirtualizar a realidade nacional.

    Pois, as soluções dos probelmas, proveêm de analises credíveis em letras e números, do diagnóstico real, da organização da situação dos vários sectores da economia país.

    Para isso, que o desnvolvimento seja primeiro endogéno, com modelos e productos internos.

    Esperar somente pela ajuda em arrozes e artigos de primeira necessidades produzidos no exterior, só ajuda a agudizar ainda mais, os problemas e soluções internas, sem tomar as devidas analises da realidades do sectores da economuia nacional.

    Pios as soluções devem ser, primeiro endogéna, com adaptabilidae de modelos externos à realidade nacional.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  37. bornebooster

    4 de Julho de 2012 as 21:08

    E melhor stp começar a fazer arroz EU ESTOU FUDIDO

  38. Estamos tramados

    4 de Julho de 2012 as 22:09

    Primeiro Ministro esta a fingir. Ele não está nada preocupado com a vida do povo de santomense. Ele está a utilizar o governo para resolver o seu problema. Ainda nao vi em parte nenhuma um Primeiro Ministro que esta sempre fora do Pais. O Patrice Trovoada fica mais fora de S. tome. Dois anos do seu governo ele ja fez cerca de 100 viagens. Ele viaja mais do que o seu Ministro dos Negócios Estrangeiros. Estranha-me muito a intervensão do Presidente da Camara de Agua Grande Nelson Carvalho. Um homem super corrupto vem pra rua defender o governo chamando outras pessoas de corrupto? Nelson Carvalho se não fosse teu antigo patrao Nelson Silva irias de certeza pra cadeia quando falsificaste o numero no totoloto para sair premiado. Eu tenho muita coisa sua pra dizer e apresentar ao público. Tenho documento de todas as alfacatruas que andastes a fazer em Portugal. Na proxima campanha irei exibir esses documentos ou entregarei aos partidos politicos para exibir. És um grande ladrao e aldabrao. Só quem nao te conhece é que te compra.
    Fui

    • Manuel de Batista Sacramento

      5 de Julho de 2012 as 14:00

      O Pais tem atravessado grandes dificuldades, mas é de compreender que S.Tomé e Principe já teve grandes oportunidades para desenvoilver, mas infelismente foram desviadas para outros fins. Agora vejamos, hoje existe uma grande crise mundial e S.Tomé e Principe não descarta essa linha.Falamos dos problemas e das dificuldades, mas é preciso todos darem as mãos para lutarmos na defesa do País e do seu Povo, não basta só a critica, acusações, manifestações, e que até é democratico fazer mas de forma construtivas de ajudar a resolver os problemas.É verdade que a prespectiva do Governo era grande antes da queda do KADAF e dos conflitos nas zonas ocidentais, mas para quem tem a visão de organizaçõe sabe perfeitamente que S.Tomé e Principe ganhou muito com este Governo,hoje o Banco Mundial e o FMI já se falam bem de S.Tomé e também tem atraido os investidores, não se constroi uma casa num dia, é preciso a paciencia e ver até que ponto este governo pode levar S.Tomé e Principe, e depois o povo faça a sua justiça, a democracia permite isto.
      Também não entendo porquê vem a baile o nome do Presidente da Câmara de Mé-Zochi, no meu ponto de vista é um grande homem, e todos nós nas nossas infecias tiveram as nossas falcatruas, acho que é preciso separamos as coisas a função do estado e o privado e a infancia, mas cada tem a sua leitura e a intrepetação mas aconselho o comentador ESTAMOS TRAMADOS a retificar um pouco a forma como fala dos outros, ainda mais quando não tem a coragem de se identificar até pode ser uma covardia, porque eu me identifiquei. Senhor Presidente da Câmara de MÉ-Zóchi sou teu fã e essas coisas tinham que vir de acontecer. Luta pela verdade, trabalha com honestidade que o teu povo te julgará. Peça a Deus para de dar a perseverança das ondas do mar, que fazem cada recuo um ponto de partida para um novo avanço.Ninguém pode escolher como vai morrer ou quando.Só pode decidir como vai viver.E o senhor deve pensar como vai viver, e não te preocupe com essas más linguas. Para si força estas a fazer um bom trabalho, e para o Patrice Trovoada o povo só quero comida a baixo de preço, abre mais as mãos. Estive cá.

  39. Gente

    4 de Julho de 2012 as 23:39

    Fa’cam l’a uma transicao e coloquem a ordem em casa…que coisa??????
    E acima de tudo, uma grande infantilidade na manifestacao do senhor PM…com esta conversa pra boi dormir de uma suposta unidade entre ele o PR….pode-se observar mesmo que parece at’e uma criancinha…’E lament’avel. Mas enfim, s’o espero que a desordem nao afunde de vez as coisas..quem sabe, tudo venha pra melhorar. Aquilo que todos andam dizendo neste ambiente do tela non: falta de um programa de desenvolvimento e principalmente falta de capacidade de elabor’a-lo. Na m’edia, nao obstante as limitacoes por causa de crrupcao, os outros governos, quase todos os anteriores, apresentaram melhor capacidade e competencias. Mas nao tenho mesmo assim nenhum parametro de avaliacao, a nao ser a manifestacao do povo.

  40. jamaicano

    4 de Julho de 2012 as 23:53

    Como é que o viajante pode arrombar o País desta forma? É uma calamidade! Não esperava do Sr. Patrice Trovoada sem travão. Colocou no governo alguns miudos imcompetentes,alicerçou-se ao minino bala, voando de um lado para outro como se fossem andorinhas,lançando promessas que nunca são cumpridas e agora receia-se de uma manifestação…. O povo tem que agir a tempo. O Sr. precisa sim é continuar na lua como sempre fêz porque ja se nota que até o seu portugues está sendo mal falado pelas más companhias.

  41. CACHARRAMBA

    5 de Julho de 2012 as 1:26

    Patrice assusta o povo cada mes uma estoria.

  42. Augerio dos Santos Amado Vaz

    5 de Julho de 2012 as 2:46

    Sou daqueles que defendo que quem foi eleito deve governar. E julgo que o Senhor Primeiro – Ministro deve governar quatro anos, se aquilo que ele prometeu fazer durante os quatro anos não fizer, o povo independentemente de não votar nele deve ajustar as contas com ele e os seus filhos,

  43. Verónica

    5 de Julho de 2012 as 7:38

    Estão a falar do Nelson Carvalho? Só vao saber dele qdo eledeixar a Câmara. Diga-lhe a ele para pedir uma uditoria agora.Para ver como vai ser.Mta falcatrua, gente. Obras subfacturadas, empresas inexistentes, enfim. Não vêem como tudo estáse movimentando? Dos 2 Vreadores permanentes exigidos por lei, qtos eletem ao seu serviço? e o único que lá está faz quê? Tb com um Presidente da Assembleia analfabeto!!!! O que se espera?
    A Inspecçã de Finançasdeveria ir lá agora, como fez com o Helder Menezes.
    Helder até, antes de sair, pediu auditoria.Imaginem se o nao teria feito.
    Caso Patrice, é o que já se esperava. Não é novidade,o povo foi alertado e não ouviram. Enfim, é a força do dinheiro ganho não se sabe como. Porque um individuo que não trabalha, não tem um escritório ou simples gabinete de prestação de serviço, não se sabe como dizer que o dinheiro é capim.
    Ele pediu para o dexar trabalhar,vamos ver até onde ele vai.
    Nao sei porque temer. Fala tendê na ka bá uê zuchi fá, dizem até que elepagou ao Kódia e ao Bolingô, através do Bala 50.000.000,00 cada, porque eles é qe eram o rosto da manifestação. Meus caros a manifestação já não vai ter lugar.

    • Antonio Neto

      5 de Julho de 2012 as 14:29

      Quando se fala tem que ter a certeza nas coisas a Veronica não sabe o diz. Felizmente a Câmara de Mé-Zóchi está nova Direcção com Nelson Carvalho pediu a Auditoria no dia 22 de Junho de 2011 para serem fiscalizados, e o que parece que nunca ouve neste País, falo com causa e com certeza, sou o funcionario das Finanças, e se tiverem as duvidas consulta a Tecnica Francisca Lima Costa Chefe da Equipa, e ela confirmará, não venho na defesa da Camara de Mé-Zóchi mas a verdade tem que ser dita, não podemos utilizar a comunicação social, ainda mais grave quando não se identifique para insultar o outro e ofender moralmente.Apenas respondi porque sei da verdade, temos que ser consciente.
      Viva S.Tomé e Principe e que Deus abençoe a todos que falem a verdade neste jornal e dêm a cara.

  44. fundo

    5 de Julho de 2012 as 7:43

    Cidadão o proximo tua casa

  45. fundo

    5 de Julho de 2012 as 7:52

    Indepemdentemente de uma manifestação popular contra o mau desempenho do governo, deveria haver tambem uma manifestação popular anti corrupção .
    Ate então, ninguem saiu a rua para manifestar contra varios casos de corrupão que assolou o Pai nos ultimos tempo.
    Caso GGA- Ninguem saiu a rua para manifestar.
    Caso de doca de pesca- Ninguem saiu a rua para protestar.
    Caso do barco “Principe”- Ninguem saiu a rua para manifestar.
    Caso STP trading- Tambem nao houve nenhuma manifestação popular contra.
    Enfim!
    Isto quer dizer que os mentores desta manifestção popular contra mau desempenho do governo, esqueceram que a corrupção tambem esta a por em causa os seus bem-estar.

  46. jamaicano

    5 de Julho de 2012 as 10:25

    Afinal o Patrice Trovoada sem travão não disse que “O dinheiro é capim”. Agora o dinheiro desapareceu? Viva Bala! viva….

    • Kalu Mendes

      5 de Julho de 2012 as 22:40

      deixa de ser burro ele nao pegaria dinheiro dele e metia no país!
      tu farias o que queres q ele faça?

  47. Patrice Turista

    5 de Julho de 2012 as 11:02

    Alguem conhece a agenda do senhor 1º Ministro relativamente as suas proximas viagens? Se por a caso não constar o destino Namibia. Diz ao 1º ministro para dar lá uma saltada, porque lá tambem tem muito ferro…

  48. E.jeronimo

    5 de Julho de 2012 as 15:38

    Sao Tome e Pincipe ate quando?nem da para chorar,so rir,37anos e demais,a independencia total glorioso canta o povo,assim cantem o nosso hino nacional,mas na realidade e a gloriosa tristeza que convivemos,so com Cristo

  49. bbb

    5 de Julho de 2012 as 17:01

    Sr Patrice Trovoada, tenha pena deste povo e ajuda-o pedindo o mais rapidamente a sua demissão. Já está de que provado que o Sr é o pior primeiro ministro que passou na história de S.Tomé. O desgaste do seu governo já ultrapassou os limites todos. A sua demissão a tempo devido vai ajudar LEVI Nazaré, meu primo a ser menos banalizado depois da saida do ADI do poder. Nas próximas eleições que estão para breve o Sr. e os seus comparças vão apnhar muito chicote para ganharem juizo. Não terei muita pena de Levi Nazré nem do Varela. Terei pena sim é do Vila Nova.

  50. E agora.?!...Falo eu

    6 de Julho de 2012 as 13:54

    …”voz de burro não chega ao céu”… É o que ouvimos durante anos. Mas isso é aplicável a voz de burro e não a voz do povo.
    Vendo hoje a reação do Primeiro-ministro a esta manifestação, tenho a certeza que nós, o povo, cidadãos anónimos, temos muita responsabilidade pelo estado em que o país chegou. Não estamos a saber exercer a cidadania. O medo foi incutido em nós. E eles, os nossos dirigentes, sabem disso. Também sabem que “quem corre com medo, não pergunta por caminho”…e nós estamos a correr com medo. Por isso, não estamos a perguntá-los pelo caminho que estamos a seguir, não estamos a perguntá-los sobre o que tem sido feito dos nossos impostos, não estamos a perguntá-los sobre todos estes escândalos financeiro que tem ocorrido ao longo destes anos no nosso país.
    Dizem-nos que produzimos pouco. É verdade. Mas é expectável que alguém que faz uma ou duas refeições por dia tenha um grande índice de produtividade? Não senhores dirigentes.
    Por essas e por outras é que temos que sair a rua e dizer a estes senhores que São Tomé e Príncipe não é constituído só dos que tomam “banho” nas campanhas mas também há cidadãos que votam por outras razões e que sabem que a participação na democracia não é só no momento de ir as urnas.
    Na democracia como na vida, é óbvio que temos deveres e obrigações mas, também temos direitos. Temos direito a fazer manifestação? Sim, temos…com ou sem apoio de partidos políticos. Mas a mesma deve ser legal/autorizada e ordeira. Sem confundirmos liberdade com a libertinagem.
    ——————-
    “Meu ideal político é a democracia, para que todo homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado.” (Albert Einstein).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo