Política

MLSTP/PSD já avançou com moção de censura contra o governo

Esta manhã o Governo abandonou o parlamento, quando os deputados foram convocados para o debate sobre o Estado da Nação. O tempo do debate inicialmente previsto para 2 horas, foi prolongado após reunião de conferência dos líderes das bancadas parlamentares para 4 horas. O Governo não gostou e abandonou o parlamento, antes mesmo da abertura da sessão plenária. É a terceira vez que o parlamento são-tomense não consegue interpelar o governo em debate sobre assuntos da actualidade nacional. O Téla Nón apurou a instantes que o MLSTP, maior partido da oposição acabou de depositar na mesa da Assembleia Nacional, uma moção de censura contra o governo de Patrice Trovoada.

    84 comentários

84 comentários

  1. abaju da conceiçao

    26 de Julho de 2012 as 15:59

    ISSO E QUE VAMOS VER JA ESTAMOS A CHIRA GUINE BISSAU CALIBRE CANHAO E MUITAS BALAS

  2. ney

    26 de Julho de 2012 as 16:04

    La vai mais um somatório do cúmulo de estupidez k os infelizes dos nossos políticos sabem fazer…oposição vs patéticos isso sim é k vocês são

  3. Pinto Martins

    26 de Julho de 2012 as 16:05

    Melhor irmos a guerra , ca pra mim ser-nos-iam muito melhor

    • eliane neto

      27 de Julho de 2012 as 9:57

      Acho que vc não ta bem de cabeça achas que uma guerra resolveria o problema ; São tome um pais tao pequeno em um dia acabariam com todos inclusive voçe pensa bem antes de escrever …….

      • Carlos Amado Vaz

        27 de Julho de 2012 as 12:23

        Querida Eliane Neto, vc se calhar não tem noção do que esta se passando no nosso país, chega de nos fazerem de bobos , chega de nos tirarem os sonhos, se existe alguma desavença que n estamos conseguindo resolver por vias diplomáticas, ha mais de 10 governos , então que venham as balas e ainda que eu mora , vai ser pra deixar o caminho melhor para os outros, mas que tb desapareçam alguns dedos podres.

  4. Fruta pão

    26 de Julho de 2012 as 16:06

    Quando não se sabe viver fora do poder, é nisso que dá…mas quero dizer que isso não vai dar em nada O ADI, vai passar com maioria parlamentar ou com povo a rua…haver vamos!!!

  5. Credo

    26 de Julho de 2012 as 16:12

    Quem com ferro mata com ferro será ferido…
    O mundo não pode ser feito para meia elite.. temos que dividir o mal pela aldeia.
    ADeus governo do ADI, por causa do patrice trovoada (tempestade e mau tempo)

    • Moçu Malé

      27 de Julho de 2012 as 12:04

      Eu não sou de nenhum de partido, mas creio que uma queda de governo nesse momento so vai contribuir para o aprofundamento desse País.
      O partido da oposição nesse momento está coligado,
      Porém, quando atingir o poder vão se separar. E para enganar o povo, abrirão secção parlamentar acusando uns aos outros por ter delapidado, desviado,roubado, etc.

      • Alicia

        28 de Julho de 2012 as 17:17

        Moçu Malé, agradeço a tua apreciaçäo, e espero que o povo entenda isto.
        Näo é a prmeira vez que eles fazem, isto, mais uma vez conquista de poder, e näo a preocupaçäo com o povo

  6. conóbia cumé izé

    26 de Julho de 2012 as 16:21

    O GOVERNO RESPONDE POLITICAMENTE PERANTE ASSEMBLEIA NACIONAL E O PRESIDENTE DA REPÚBLICA; SE ISSO RESVALAR, HÁ UM GRAVE ENTORSE AO SISTIMA, PONDO O GOVERNO RISCO.SERÁ INIVITÁVEL A DISSOLUÇÃO DA ASSEMBLEIA E ELEIÇÕES LEGISLATIVAS ANTECIPADAS . O PR PODE CONVOCAR O CONSELHO DO ESTADO E PEDIR UMA GARANTIA DE ESTABILIDADE GOVERNATIVA AO ADI PARA CONCLUIR O MANDATO E ULTRAPASSAR A CRISE.OUTROSIM, SERÁ ELEIÇÕES; MAIS UMA VEZ,O ENTERNO POVO DAS POLITIQUISSES DOS MALFEITORES…FUI

  7. Nando Vaz ( Roça Agostinho Neto)

    26 de Julho de 2012 as 16:23

    Vamos ver até onde vai terminar esta porca vergonha nacional!.. Haver vamos.Quero aqui deixar um apelo aos militares para serem imparciais perante esta situação.Defender a Pátria e preteger este povo humilde!..

  8. Fruta pão

    26 de Julho de 2012 as 16:24

    Credo, assim pensa vc, haver vamos os números dos votos na assembleia, depois daras-me a razão no tempo certo…

  9. Nando Vaz ( Roça Agostinho Neto)

    26 de Julho de 2012 as 16:28

    1ºSerá o semi-presidencialismo o cminho certo?
    2º Pinto Martins, será que guerra é a solução?
    3º????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

    • Carlos Amado Vaz

      26 de Julho de 2012 as 16:55

      Nando acho que só nos restas isso msm, meu amigo , estive em stp ha seis meses, depois de 8 anos estudando, oque vi ali não pude ficar.Não me lembro de um governo que tenha terminado a sua legislatura nesse pais, porque os caras do MLSTP e Albertino Bragança n conseguem estar na oposição. Fico com a sensação que os bufalos e o Cóbó errarm quando não consumaram o golpe de estado em STP, em suma eles é que se ferraram e hoje ninguem mais respeita as leis do pais. Todo mundo sente que manda nesse pais e as leis são pra prender quem rouba uma galinha. Então vamos as balas então. Eu tb quero trabalhar , quero ter familia, quero ver minha mãe envelhecer, penso que todo ser humano tem esse direito, não peço nada mais, somente emprego.

    • odinilsio

      27 de Julho de 2012 as 9:30

      olha eu tenho a msm visão com oque nando vaz falou,pq este país ja n da com neum governo temos q fazer um referendo para acabar com isto e por tud na mão do presidente da república ou seja um poder semi-presidencialismo o caminho certo..

  10. Lucas Pina

    26 de Julho de 2012 as 16:33

    Quanto vale a estabilidade politica? Esta estabilidade politica estava a nos sair muito cara.
    Chega de Democratica Ditatorial, implementado por Patrice Trovoada! Chega ADI.

    • LUV-S.T.P

      27 de Julho de 2012 as 10:25

      Caro Lucas Pina, tens toda a razão quanto ao custo dessa suposta “Instabilidade Política” é muito prejudicial a Nação, sobretudo ao povo pequeno “ Nós ”, não a essa Elite. Isso só atrasa o nosso pais, k já muito……atrasado está, com todo o respeito q tenho a muitas pessoas q ai entrevêem, mas.. enfim..Só com Cristo….!…E quanto ao tipo de Democracia, talvez a Democracia implementada e já demonstrada pelo MLSTP, PSD, ou PCD, é a mais indicada, Democracia com muita “estabilidade”, abertura ao Desvio de fundo, corrupção e das grossa, Boa vida, Impunidade, má gestão da Coisa Pública, Democracia dos “Camaradas” etc. Enfim um futuro incerto pró país….. É muito triste meu caro…..

  11. Tela

    26 de Julho de 2012 as 16:34

    O Primeiro Ministro anda brincando com o povo, parece que era mesmo isso que ele previa, pois ja não tem imaginação para dirigir a nação, sou contra o derrube do governo mas pelos visto é o proprio governo que está criado situações para que o mesmo seje derrubado, se não vejamos:
    Na sessão plenária de terça feira o PT não apareceu invocando a deslocação do PR á Portugal era preciso o PT ir despedir do PR, claro que não era so um motivo pra fugir o debate;
    Na sessão plenária de hoje, invocão o factor duração de debate para fugir do mesmo, em que ficamos acha-se mesmo que com 2 horas vai se descutir o país, não faz sentido, o PR da AN nem siquer aparece no plenário o que vem a ser isso, o PT nem sai de casa.
    Para mim eles querem mesmo que o governo seje derrubado

  12. CIDADÃO

    26 de Julho de 2012 as 16:45

    Tanto odio, tenho pena dos são-tomenses, cada vez acredito menos neste País….

  13. ZE CARLOS

    26 de Julho de 2012 as 16:49

    Já agora, era bom avançar com iniciativas para mudar o Constituição, doutra forma esse País não tem minima hipotese

  14. maria chora muito

    26 de Julho de 2012 as 17:18

    O Conselho Superior da Magistratura também bebe ROSEMA. O Pires o Dionisio foram comprados pelo Nino. Todo Juiz que mexe no processo ROSEMA é expulso da Magistratura. Depois de GêGE, agora é o Leonel Pinheiro. NINO SÓ COM CRISTO!!! DINEHIRO E QUE TÊM VIVêêêê E O PODER DE DESTITUIR TODOS OS JUIZES. Estamos perante um Conselho corrupto e constituido de gente sem dignidade. Vivem Só de fachada. De resto como Patrice , Roberto, Leite e outros. Incompetentes e corruptos.
    VIVA DINHEIRO!!!

  15. fia luxinga

    26 de Julho de 2012 as 17:39

    Que pena deste país tão belo e bonito, que os homens por ambição de poder e seremde ladroes estão a aruinar. Esta moção de censura é para os dirigentes anteriores não serem condenados por furto do dinheiro posto em disposição de S.Tomé e Príncipe por linha do crédito do Brasil

    celá povo bili ué, punda inem ladlon dgelo pá inem futa fá, só sca dá confuson sé

  16. menina stp

    26 de Julho de 2012 as 17:43

    Não sou a favor da politicas deste governo mas também não concordo com o tal pacto q os partidos da oposição fizeram pq todos sabemos o motivo. Ao meu ver, querem o poder e isto é fruto de “zangas” de A,B ou C. A razão de tudo isto está no poder.Só quando um não satisfaz o interesse do outro é que o povo fica asaber da parte das suas zangas. STP á beira do abismo.

  17. deixa governo trabalhar

    26 de Julho de 2012 as 18:00

    Um bom exercicio democrático.

  18. pedro

    26 de Julho de 2012 as 18:12

    eleições antecipadas….. mas será que a comunidade internacional irá pagar novamente novo acto legislativo intercalar?!
    é que para além da paciência, os fundos perdidos também têm limites
    ENTENDAM-SE ATÉ 2014, por favor

  19. Chiquinho Cabral

    26 de Julho de 2012 as 18:17

    Quero lançar um apelo a todos os meus concidadãos, chega de politiquices vamos sair a rua no dia 06 de Setembro e mostrar o nosso descontentamento sobre a situação politico-económica do país.
    São Tomé e Principe é dos santomenses, e não podemos permitir que um enxame de politicos faça dele o que bem entenerem. Senhor Presidente da Republica, como chefe supremo da Nação,o senhor sera responsavel por tudo o que virá a acontecer……Já estamos fartos.

    • Santola

      26 de Julho de 2012 as 20:08

      …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..Pouca vergonha!!!

  20. Nikilay Monteiro

    26 de Julho de 2012 as 18:19

    Sempre digo aos meus compatriotas e amigos,São Tomé só muda,quando as mentalidades da nação mudar.

    • Jonh Smith

      26 de Julho de 2012 as 19:51

      São Tomé muda quando nós acabarmos con estes desgarçados ladroes. Basta….Basta. Já é demais. Esse governo é pessimo, mas o próximo supostamente liderado por Jorges Amados e Delfins Neves será Mediucre.

  21. BANANA PA0

    26 de Julho de 2012 as 18:23

    Ta claro que o pais nao avança com esta constituiçao….ha que mudar de constituiçao, o pais precisa de outro sistema de governaçao…è muita ganançia, o pais precisa de mudança, mas concrectamente nos lideres politicos, por mim queimava todos eles de uma so vez assim,assim ninguem contava historia ou ficava pra passar as sua manias de inveja, ganancia e tudo de mal a geraçao vindouras.Com eles nao vamos a lado nenhum….

    • Quase lá

      27 de Julho de 2012 as 7:31

      Os nossos políticos são a representação daquilo que é o nosso povo.
      O problema é essa inveja, ganância, orgulho desmedido, corrupção… são não são características dos políticos mas sim de quase toda a nossa população. São sintomas de uma epidemia que se propaga perigosamente o nosso país, O Mau Carácter. Para quê queimar os políticos se quase todos aguardam oportunidades para fazer o mesmo ou pior?
      Não será melhor encontrar formas para mudança de mentalidade e preparar nova geração de políticos?
      Nova geração de político não implica necessariamente políticos novos mas sim novos políticos, composto por indivíduos que, independentemente da idade, tenham ânimo suficiente para reverter a situação e transmitir novos valores aos mais novos.
      Mesmo sabendo que os mais novos sejam mais propensos a nova mentalidade, acredito que os mais velhos também possam estar incluídos nessa nova mentalidade dar início a mudança de mentalidade individual e consequentemente coletiva.

  22. Leopaldo

    26 de Julho de 2012 as 18:53

    O discurso do presidente foi bem claro: UNIDADE – TRABALHO – DISCIPLINA….deixam o governo trabalhar …. o País precisa de estabilidade….

  23. Ferreira

    26 de Julho de 2012 as 19:08

    Moçao de sencura,tipo sao os mais sabios de sao tomé e principe.Um povo tao pequeno, com tantos problemas.Espero nao ser sensurado

  24. Ferreira

    26 de Julho de 2012 as 19:28

    Mas nao assinarao acordo pra falar uma so voz?onde estao os outros partidos?Preparando militar,sinceramente so nossa terra mesmo.

    • pedro

      26 de Julho de 2012 as 21:34

      o PCD e o partido do Fradique é linguiça para encher chouriço

  25. luisó

    26 de Julho de 2012 as 19:55

    Está na altura do PR fazer o que tem de fazer nestes momentos:
    – demitir o governo e fazer um governo de iniciativa presidencial e com maioria parlamentar até ás eleições.
    Agora falta saber se PC tem coragem para isso ou se tem medo que o julguem pelos fantasmas do passado e o acusem de presidencialismo.
    A meu ver tem que pôr os fantasmas para trás e fazer a democracia e o País avançar e com o PT já a gente sabe.

  26. samangwana

    26 de Julho de 2012 as 21:52

    Tenho pressentimento que montanha irá parir rato. Os mentores dessa orquestra deviam estudar bem todos os prognósticos antes desta patética decisão. (Primeiro): Será que os 28 deputados com os quais conta a coligação parlamentar, estão garantidos para votar a favor dessa moção, com tantos traidores internos existentes nos partidos? (Segundo): Já consultaram o man Rafa, a tia Maria das Neves e outros descontentes, se estão a favor desse mecanismo? (Terceiro): Já se fez uma sondagem para saber a opinião do povo? (Quarto): Já perguntaram ao Jorge Amado se está disposto a abdicar da posição do Primeiro Ministro a favor da outra pessoa caso eles ganhem as eleições?! Jorge amado não é Aurélio Martins. (Quinto): O PCD já apagou da memória as pernas que lhes são passadas sempre que optam pela via da coligação? … e muito mais. Cuidado! Vcs pareciam ser mais inteligentes do que mostram ser agora.!? Coitado do povo, que depois de tanto apanhar não habitua. Meus Srs, só faltam 2 anitos. Tenham paciência e aguardem pelo timing constitucional.

  27. Aleixo

    26 de Julho de 2012 as 21:58

    Aqui existe jogadas de Mestre………O 1º-Ministro não tem poder decisão, actua consoante as instruções que lhe é dado…..na minha opinião deve por lugar a disposição.. É insólito quando um 1º-Ministro não acata a ordem da maioria parlamentar para aumento de horário de trabalho.. Não é exemplar perante o País que governa.. Deve por lugar á disposição …

  28. Carlos Manuel

    26 de Julho de 2012 as 22:05

    Senhores Politicos do MLSTP e PCD tenham pena deste povo. Até quando vocês aprenderão a respeitar o juramento que fizeram na Assembleia de servir o povo e os interesses superiores da Nação?

    É isto que queriam com o recente Acordo de Cooperação Parlamentar celebrado na última semana.

    Que vergonha, que baixeza!…. Os tipos não sabem viver sem poder. Querem mais uma vez roubar e sacrificar este povo. Isto um dia vos sairá muito caro.

    A culpa não é vossa, mas sim de nós o Povo que confiamos em vós dando o nosso voto.

    Ó Povo disperta-te, saia a rua, vamos fazer revolução, vamos pegar nesses tipos do MLSTP e PCD e de todos aqueles que semeiam a instabilidade e desordeme dá-lhes uma surrada, de forma que apreendam a viver na democracia e aceitam a alternativa politica governativa.

    Senhores Gégé, Delfim Neves, Albertino Bragança, etc, etc Jabo Cá Leva Nanssê.

  29. Neves

    26 de Julho de 2012 as 23:35

    Eu nunca defendi o semi-presidencialismo para STP, acho que esse modelo não servi, pelo facto de este modelo permitir essas barbaridades. Como é possivel nenhum governo dirigir a nossa terra durante uma legislatura? a serio, como é que esse pais vai desenvolver? seria bom momento para os santomenses irem a rua……

  30. Carlos Amado Vaz

    27 de Julho de 2012 as 0:17

    Eu quero bala, nguê molê molê dê mé, sem emprego nem nada e ainda essas brincadeiras, então n tem mais solução meu futuro vai ficar assim!?? Que venham as balas, e agora pra valer e comecemos em kilombo

    • pulga de cão

      27 de Julho de 2012 as 8:40

      Sr Carlos Amado Vaz está no seu juízo normal? “Que venham as balas”? Acha que isso é solução?

    • Ladrão

      27 de Julho de 2012 as 9:30

      Estou absolutamente contigo, no Quilombo, em S.Gabriel e Dolores.

  31. ADELINO DOS SANTOS

    27 de Julho de 2012 as 7:04

    Os partidos de oposição, que para e pense bem porque nesta altura,eles têm que ter politica para ajudar o governo e não fazer cair governo,não só de partido ninho, nós temos que estar unidos para resolvermos problemas,ambição do poder não nos leva a lado ninho,fazem uma oposição construtiva para bem do nosso País

  32. Flominga Tamanhã

    27 de Julho de 2012 as 7:49

    Não defendo o sistema Presidencialista para São Tomé e Príncipe. Este sistema para África (para alguns países africanos) pode ser um desastre. Somos muito arrumados, muito arrogantes quando temos poder na mão e isso poderá nos fazer a voltar ao passado, a ditadura.

    Por outro lado, o sistema de Governação não pode e nem deve funcionar em função de caras de pessoas que ascendem ao mais alto cargo da Magistatura do País. No passado quando o MDFM/PL levantava a questão da mudança do sistema para o Presidencialismo, nem o MLSTP/PSD, nem o PCD não estavam interessados. Será que agora com o Dr. Manuel Pinto da Costa já admitem esse sistema? Esqueci que muitos politicos tem várias caras e assim é possivel que já admitam esta possibilidade.

    Mais uma coisa é certa, o Povo conferiu ao ADI o mandato para governar em 2010, e ainda vamos em 2012, portanto as eleições só serão e, 2014, devem esperar e ver o que este Governo é capaz de fazer. Não podemos continuar com esta instabilidade. Ou acabam-se com os Partidos e os Politicos ou não sei. Temos que admitir e aceitar alternância Politica. Hoje é ADI, amanhã poderá ser o MDFM/PL, PCD ou MLSTP/PSD isto é que é Politica. Os politicos ñão podem pretender estar a fazer do país o seu negócio propagandista para pedirem ajudas para campanha, encher os seus bolsos com a grande maioria de ajuda, só com o objectivo de desastibilizar a governação e querer a todo custo tomar o poder, para continuar a desgraçar o país.

    O receio da coligação destas tres forças morribundas é o desempenho que este Governo da ADI está tendo e o receio de poder vir a merecer nas eleições de 2014 a confiança deste POVO.

    Espero que o Presidente Dr. Manuel Pinto da Costa saiba mediar este conflito, dando razão ao ADI e ao POVO, porque não podemos admitir que o maior Partido de oposição, o Partido histórico que diz defender os interesses do Povo possa ter este comportamento de num simples desacordo com responsabiliade por parte dos Partidos, pois foram eles que estiveram na origem da alteração do tempo de debate de 2 horas para 4, pretendam de imediato interpor moção de censura ao Governo. Ito significa que esta acção faz parte de uma estrategia concertada, com os encontros havidos na Favorita e Jantar no Pestana para o derrube do Governo.

    Vamos a rua se necessário para combater a deslealidade politica do MLSTP/PSD, PCD e dos viras casacas dos dirigentes do MDFM/PL.

  33. Tiberio

    27 de Julho de 2012 as 7:58

    Diabo Leva MLSTP, Diabo leva PCD, Diabo leva MDFM e todos aqueles poiliticos que andam a desgraçar o país há 37 anos devido egoismo e por pensar somente neles e nao no POVO que mais ordena!!
    Isso nao pode ficar assim!

  34. fundo

    27 de Julho de 2012 as 7:59

    nao vai falhar a rua vamos custe o que custar

  35. REDDRRICK

    27 de Julho de 2012 as 8:01

    sutuação macro económica está equilibrada; taxa básica de juros baixando;os salários nao estão atrasando; a imagem do pais a nivel internacional está melhorando; FMI está contente banco mundial tb; entretando a oposição nao está tendo margens para meter mao no dinheiro do estado; por causa disso o governo tem que cair?
    Esperemos os proximos capítulos

  36. santa catarina

    27 de Julho de 2012 as 8:16

    O MLSTP/PSD tem que ir estudar mais e o seu lider paralmentar tem que ser inteligente e não burro. Estiveram tanto tempo no poder e ainda cometem erros deste tipo. Erros de palmatoria de crianças do seculo XIX e não do seculo XXI.
    O que o mlstp/psd enviou ao PA e um oficio assinado pelo Jose Viegas lider paralmentar e não uma moção de censsura. Uma moção de censura tem regras segundo reza o artigo 225º da RAN passo a citar”Podem apresentar moções de censura ao governo sobre a execusão do seu Programa ou assunto relevante de interesse nacional, um quarto dos Deputados em efectividade de funções ou qualquer grupo parlamentar”
    O que o MLSTP/PSD apresentou é um oficio assinado pelo ignorante jose Viegas que não é grupo parlamentar mais sim lider parlamentar existe muitas diferenças.
    A pressa e a burresa é o inimigo de bem fazer.
    Estando no mundo globalizado onde a internete funciona temos que fazer uso desta poderosa farramenta. Agora têm dificulidade na leitura e muito menos na investigação.
    Para um que dis ser historiador é muito grave.
    Cada dia que passa chego a triste conclusão fomos muito mal conduzidos, por um grupo de mafiosos e ladrões da coisa do estado.
    O objectivo central desta gente é só dilapitar o estado.
    Força STP.
    Vamos em Frente custo que custar.

    • Moçu Malé

      27 de Julho de 2012 as 12:23

      concordo plenamente contigo. Eu não entendo como exite pessoas que não sabem fazer nada, e so querem estar no poder.
      MLSTP so sabe prejudicar e não ajudar. Será que o papel da oposição é so isso

    • Moçu Malé

      27 de Julho de 2012 as 12:30

      Será que STP é um país democrático?
      ou será que é uma Propriedade do MLSTP?

      DEIXE O GOVERNO TRABALHAR, faltam apenas 2 anos.
      esparam a vossa vez, que já vai chegar

  37. vianteirodosul

    27 de Julho de 2012 as 8:18

    Mocao o MLSTP ja organizaram esses homens polvo?
    SE NAO NAO VAI DAR EM NADA PT VAI COMPRAR DE NOVO

  38. Fernando Castanheira

    27 de Julho de 2012 as 8:22

    O Patrice meteu com os grandes e agora esta a vista o resultado.
    Pinto da Costa tinha tentado isto na altura do Partido unico e ele tinha que desistir. Loja do Povo? Carro do Estado fora de hora normal? Controlo do dinheiro?
    Isto prejudica os grandes.

  39. preta de s.t.p

    27 de Julho de 2012 as 8:25

    Que gente é essa que diz pensar no povo, MLSTP,PCD,MDFM, gente que não consegui trabalhar para ganhar, que estão chegando ao extremo porque não conseguem viver de outra forma se não no poder, gente vamos sair a rua dizer basta queremos execução da demogracia que deixem o governo acabarar o mandato.
    esses cabrões armados em espertos sabem que estão queimados na esteira internacional deixaram o Patricio Trovoada fazer a cama e só kerem comer da papa fria de forma descarrada assaltando o poder

  40. Espírito Santo

    27 de Julho de 2012 as 8:25

    Afinal quem tem razao? Deixemos de politiquices.

  41. santa catarina

    27 de Julho de 2012 as 8:27

    Mensagem do PM:

    País não está em crise, um grupo de políticos é que está em crise

    Eis o conteúdo da declaração ao País, feita pelo Primeiro-ministro:

    “(…) Quero antes de mais tranquilizar a todos, o País está calmo, o Governo está sereno e na posse de todas as suas competências para governar, defender a Constrição e as leis da Republica.

    Não existe crise politica, mas sim um grupo de políticos em crise que jamais apreendem a viver longe do Poder, do Poder absoluto, dos privilégios e dos tráficos de influencia, e que, para tal, estão em permanentes gesticulações visando destabilizar, bloquear e distrair a actual governação dos seus dignos objectivos, a saber a melhoria das condições de vida dos são-tomenses e o consequente desenvolvimento do nosso belo pais.

    Ao pedido dos grupos parlamentares da oposição, designadamente MLSTP/PSD e PCD, para uma sessão de perguntas ao Primeiro-ministro e chefe do Governo devíamos ter tido hoje uma sessão parlamentar. Primeiro, queriam um debate urgente sobre o estado da Nação porque o País estava a conhecer grandes turbulências e depois quiseram um debate sobre a entrevista do Primeiro Ministro à TVS em que, por fim, apresentaram sete temas para debater, com o Primeiro Ministro. Temas que eu passo a citar:

    Comunicação social

    Relações externas

    Saúde

    Agricultura

    Execução orçamental

    Abastecimento do mercado

    Processos de licitações e contratações

    Tantos temas de uma só vez, dois dos quais que já tinham sido objecto de discussão há poucas semanas atrás, mesmo assim foram aceites pelo Governo, de modo a compreender onde estamos, onde poderíamos ter estado neste momento em que eu aqui vos falo, e para onde poderemos ir em função das opções de política de quem assume e faz a governação, ou em função das opções e apreciação politica das senhoras e dos senhores deputados.

    Não propuseram temas como a Corrupção, a ma governação e a Justiça o que eu lamento na medida em que muitos dos nossos problemas e as suas soluções passam por um fio condutor que se chama o fim da impunidade dos corruptos e dos corruptores, a responsabilização de cada um pelos seus atos e a credibilidade de um sistema de justiça verdadeiramente justo e eficaz.

    Mesmo sem conhecer antecipadamente as perguntas e apesar da multitude dos temas, disponibilizei-me para o debate no respeito sobretudo pelos nossos compatriotas, aqueles que em Agosto de 2010, depositaram a sua confiança no partido que venceu as eleições e delegaram o seu mandato nas mãos dos deputados da Assembleia Nacional e do Governo, para construirmos um São Tome e Príncipe melhor para todos os nossos filhos.

    Não restam dúvidas que uma grande maioria da nossa população vive no limiar da pobreza como consequência das opções políticas do passado: Improvisação económica, falta de uma visão estratégica para o desenvolvimento do País, medidas de políticas erradas, corrupção, muita corrupção mesmo e, em alguns casos, falta de coragem política, a inflação galopante, processos de licenciamento mal conduzidos, falências de empresas por má gestão, negócios internacionais mal conduzidos, uma lista longa que explica muita coisa e que deve nos servir de referência para as correções e melhoramentos no nosso comportamento e na nossa legislação.

    Por essas mesmas razões longe de mim de recear ou fugir a um debate sobre o nosso país com aqueles hoje na posição que são os maiores responsáveis pelos estado em que se encontra o nosso país, visto terem quase sem interrupção governado São Tome e Príncipe desde a independência há 37 anos. Alguns ainda com casos para esclarecerem no Tribunal, alguns cujos nomes constam nos relatórios das inspecções das finanças ou do Tribunal de Contas com gestão ganosa. Eu não posso recear debater com essas pessoas.

    Politicamente, eu sou o último a recear o debate e o confronto com a realidade e com os rostos responsáveis por muito dos problemas que temos de resolver hoje, num mundo em crise, em que tudo está mais difícil.

    Estamos a falar de reformas que a economia são-tomense reclama há mais de 30 anos. Estamos a falar de um longo período em que o mundo estava melhor, havia mais ajuda pública ao desenvolvimento, havia menos crianças nas escolas, menos pessoas para tratar no sistema nacional de saúde, menos bolseiros suportados pelo Estado são-tomense porque os países amigos davam bolsas de estudo em quantidade!

    Visão clara do Governo para o País

    O governo que eu dirijo tem para o nosso país uma visão clara dos passos necessários para o seu desenvolvimento sustentado.

    Os são-tomenses podem continuar a ter confiança no Governo porque sabemos que estamos no caminho certo e que dias melhores resultarão dos esforços e sacrifícios de hoje.

    Os grupos políticos da oposição têm consciência também que o Governo embora a crise está fazendo coisas boas, e eles entram em pânico pelo facto de saberem que o Governo poderá ainda este ano concretizar grandes projectos que irão dar uma nova perspectiva económica e social a grande maioria dos são-tomenses, jovem quadros, jovens desempregados, empresários, trabalhadores honestos e humildes que já estão à espera a muito de alguma melhoria no seu quotidiano.

    Dentro de dias irei participar nas negociações finais para o financiamento do porto de águas profundas de Fernão Dias.

    A população do nosso país, principalmente os jovens, já não querem um futuro permanentemente adiado, já não querem falsas promessas, boatos e panfletos, gorjetas e encontros noturnos para planear ataques e manifestações contra o Governo. Querem os resultados. Querem uma vida melhor. Querem ser tratados com dignidade e respeito.

    Um dos nossos maiores desafios, que contribuiu maioritariamente nestes últimos 20 anos para o adiamento constante do desenvolvimento económico e social do nosso Povo, e permanece, sem dúvida presente, é a persistência e a ameaça da instabilidade política.

    Toda a classe política fala, diz querer e trabalhar para a estabilidade política, muitos lamentavelmente, na calada da noite agem no sentido contrário. Algumas pessoas entendem que só quando estão no Poder, nos centros de decisão, a frente dos destinos do País ou de uma direção é que estão a participar no desenvolvimento do País. Isto é uma apreciação errada.

    Todos nós devemos dar a nossa contribuição lá onde estivermos e sob a forma que em cada circunstância o Pais exigir. O povo manda. Afinal o povo põe e o povo tira.

    Em democracia toda gente não pode tomar decisões sobre o país ao mesmo tempo. Por isso é que há alternância entre o poder e a oposição. Por isso é que instituímos o multipartidarismo. Caso contrário, devíamos criar uma espécie de comité nacional composto por elites de todos os partidos e outros interessados. Dispensaríamos então, pura e simplesmente as eleições.

    Estar na oposição não significa estar na má posição

    Estar na oposição não é necessariamente estar numa má posição. ADI esteve muitos anos na oposição, perdemos muitas eleições. Oposição é um importante momento de reflexão, de recuo, de aprendizagem, de reconhecimento dos nossos erros e de formulação de novas políticas e estratégias alternativas, sem que tudo isto dispense uma vigilância e intervenção crítica que ajude o poder a melhorar a sua performance a bem de toda a nação.

    Se não tivermos memória curta, já experimentamos várias situações de governos de coligação, de unidade nacional que não deram absolutamente em nada. Se alguém tem a memória de um governo de coligação ou de unidade nacional que funcionou bem e contribuiu para o nosso progresso, que me recorde.

    Foi afirmado por vários dentre nos e em várias ocasiões, que devemos fazer valer desta vez a máxima: “Quem ganhou governa” e o povo saberá avaliar no final da legislatura.

    A oposição parlamentar tem de jogar o seu papel de uma oposição responsável, de fiscalização, até neste caso, com a participação da bancada do partido que apoia o Governo, e elaborar propostas construtivas.

    O Governo tem de ser por seu turno dialogante, pragmático e atento as preocupações, e reclamações de quem provavelmente quer estar mais associado ao processo de decisão.

    São evoluções indispensáveis, quer do sistema político quer da prática política, no seio das nossas instituições democráticas, que podem ajudar a estabilidade, mas dependerão sempre da confiança mútua, do comportamento, da boa fé e da seriedade do conjunto dos atores políticos.

    Má fé na agenda da oposição

    Infelizmente, a má fé é quem parece estar na ordem do dia. O Governo e responsável politicamente perante a Assembleia Nacional mas não está submisso aos caprichos de um grupo de deputados. Para além das aparições do Governo na Assembleia Nacional ditada pela Constituição, o Governo esteve, está e estará sempre disponível para debate e esclarecimentos, de uma maneira concertada, e no respeito mútuo que se devem Órgãos de Soberania.

    Foi acordado entre as partes e depois de varias reuniões um debate de duas horas com o Primeiro Ministro, para tal foi emitido uma convocatória, e um convite ao Governo. Não é admissível que um líder parlamentar depois de todo o processo acordado entende que deva alterar o tempo de debate para quatro horas, sem outra forma de processo.

    Há cerca de um mês vivemos destas e outras tentativas de dificultar, manchar e bloquear a Acão do Governo e sobretudo a acção do Primeiro Ministro Patrice Trovoada. Ora são manifestações, hora tentativas de vaiar o Primeiro Ministro, ora crise Parlamentar, sempre os mesmos protagonistas.

    Mas, repito, não tenhamos ilusões, hoje mais do que ontem, sem estabilidade política efectiva nada será possível para qualquer um de nós, e acima de tudo para São Tomé e Príncipe.

    Pedi ao Governo para concentrar-se no seu trabalho e não se deixar distrair ainda mais. Os nossos adversários preferem ver o país a perder, a atrasar e a andar para trás porque receiam eleições, receiam de ver um Governo que não seja do MLSTP/PCD a trazer benefícios para o Povo.

    Um Povo esclarecido saberá distinguir a realidade da demagogia, dos ataques pessoais e do populismo, um Povo pacífico, sacrificado como o nosso, não deixa de ser um Povo observador e muito atento, até mesmo eu diria, muito preocupado, com o desempenho e comportamento dos políticos que somos. O Povo São-tomense está a nossa espera e nos julgara certamente no momento próprio. Querem repetir o ano de 2008. Querem repetir moção de Censura sem eleições, governos de coligação que não se submetem ao veredito popular, Esses governos já deram resultados. 2008 MLSTP/PSD e PCD e 2010 o povo ditou a sua sentença.

    Que cada um assuma as suas responsabilidades e que tenha pena de SãoTomé e Príncipe.

    Muito obrigado”

  42. conterrâneo

    27 de Julho de 2012 as 8:37

    MLSTP não sabe o que quer.

    Ou não! SABE MUITO BEM QUE NÃO CONSEGUE VIVER FORA DO PODER!

    Agora esses PREGUIÇOSOS DE MLSTP E PCD são obrigados a irem trabalhar como pessoas decentes fazem diariamente.

    E COMO NÃO ESTÃO HABITUADOS A TRABALHAR, ESTÃO A TENTAR ASSALTAR O PODER.

    É por isso que o país está cheio de assaltante, em toda parte. APRENDERAM ESSAS MANHAS DURANTE ESSES 37 ANOS COM MLSTP E PCD.

    UM BANDO DE PREGUIÇOSOS,INVEJOSOS!

    VÃO APRENDER A TRABALHAR E AJUDAR O PAÍS A SE DESENVOLVER!

    BASTA DE INSTABILIDADE POLITICA NO NOSSO PAÍS!

    DEVERIAM TER VERGONHA! A TENTAREM IGUALAR O NOSSO PAÍS A GUINÉ BISSAU.

  43. Atonio Fernandes

    27 de Julho de 2012 as 8:45

    O Patrice disse tudo qto quiz dizer, sem qualquer obstáculo. Mandou pra forta tudo e agora a oposição o que disse, nada. Seria bom ouvirmos a oposição e tirar as ilações, o que será difícil por a Comunicação Social está fechada. Ate quando.
    Estamos de fora e estamos a dar as nossas sugestões. Acho que o Patrice deveria ser mais humilde. Acha que a saída dele por 30 dias e de férias, irá trazer alguma coisa. Duvido.

  44. mudança

    27 de Julho de 2012 as 9:08

    Caros comentadores, voces viram a intrevista do PM ontem? Voces viram alguma postura de homem do Estado ou de humildade?
    Para minha disilusão, eu só vi arrogância!
    Fui

    • Carlos Amado Vaz

      27 de Julho de 2012 as 12:39

      Oque fizemos com a humildade durante esses 37 anos ??? nada absolutamente, pra que vou querer humildade se estou na miseria extrema, vcs so podem estar a brincar

  45. Luisa Sousa Pontes

    27 de Julho de 2012 as 9:18

    Estamos num país Democrático penso eu.As regras democráticas são claras e estatuídas na lei. A oposição faz o seu papel e o governo o seu. Na democrácia o governo responde perante a assembleia. Portanto, o governo deve ir ao parlamento responder a preocupação dos deputados como uma emanação do povo.Para responder não se deve contabilizar o tempo toma-se o tempo que for necessário a perguntas e aos esclarecimentos. Os dias e as horas passadas no avião de e para são poucas ou muitas? Na campanha o Sr. PT disse que o Pinto não sabe conviver em Democrácia e este exemplo do governo? Homem que é Homem enfrenta e demonstra que tem coisas no lugar.

  46. Filipe Samba

    27 de Julho de 2012 as 9:25

    São Tomé e Príncipe: Primeiro-ministro acusa oposição de bloquear o país
    O primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada, acusou na quinta-feira a oposição de ser “um grupo de políticos em crise”, incapaz de “viver longe do poder absoluto, dos privilégios e dos tráficos de influência”.
    “Não existe crise política mas sim um grupo de políticos em crise, que jamais aprendem a viver longe do poder absoluto, dos privilégios e dos tráficos de influência e que para tal estão em permanente gesticulação visando desestabilizar, bloquear e distrair a governação dos seus dignos objetivos”, disse Patrice Trovoada em conferência de imprensa, reagindo a uma moção de censura apresentada hoje no parlamento pelo principal partido de oposição, Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (MLSTP-PSD) e cuja discussão está prevista para terça-feira.
    A moção de censura foi apresentada quando o Presidente são-tomense, Manuel Pinto da Costa, se encontra de visita a Portugal, com regresso previsto a São Tomé a 03 de agosto.

  47. deixa governo trabalhar

    27 de Julho de 2012 as 9:27

    Isso é normal. Se a moção passar o Pinto da Costa convida o ADI a formar um outro governo. O PCD na altura do Miguel tinha maioria absoluta. Mudaram três primeiros ministros. É muito normal a queda de governo em democracia.

    • LUV-S.T.P

      27 de Julho de 2012 as 14:47

      Não apoio a queda do governo de modo algum,
      É uma insanidade total, e falta de visão estratégica pró pais.
      Isso é sinónimo de:

      – Instabilidade;
      – Irresponsabilidade,
      – Imaturidade,
      – Má fé;
      – Oposição com líderes fracos;
      – Oposição que n representam o povo, mas sim interesses próprios(Grupinho de Mono-cultura – Cultura exclusiva do roubo, negócios obscuros e Impunidade);
      – E passa uma imagem negativa ao nível internacional;
      – Atraso total de um país de Móm Bétu., Incapaz de auto-financiar-se.

      Penso é que a oposição deveria fazer o seu de critico-Construtivo, controlador, fiscalizador, e pouco a pouco fazendo seu dossiê prá dentro de dois anos ter argumento suficiente para convencer o eleitorado de que são melhores que o ADI, e respeitarem o desejo do povo nas últimas eleições, e que se bem recordam foi que levo o Governo de Patrício Trovoada ao poder, respeitem o povo que vos coloca lá encima meus senhores……..e respeitem tb ao Nosso Chefe da Nação, que inúmeras vezes defendeu a ideia k Governa aquele q o povo elegeu.

  48. desespero de 37 anos

    27 de Julho de 2012 as 9:55

    Quando nós falamos em todo lado, em todas ocasiões que os Santomenses têm que ser unidos, fazemos campanha “todos lado a lado”, tenho dito que tudo isso não passa de falácias. O País não está em guerra, não há conflito étnico. Porquê o lema “Temos que ser unidos”?
    Nós temos que começar a pensar diferente. Temos que adoptar uma postura de gentes também civilizadas no planeta. Somos pouco mais de 180mil, numa extensão de apenas 1001Km2, rodeado de oceano atlântico, subdesenvolvido mas rico e isolados geograficamente do continente, livre há 37 anos e ainda não tomamos consciência de que o nosso problema é a falta de entendimento entre os Homens.
    Sinto-me indignado pela forma como os nossos dirigentes têm – se comportado. Se foram escolhidos nas urnas para resolverem o problema do País, então porque não se entendem. Se nós todos estamos a procura de solução para alavancar o País então porquê que não existe bom senso?
    O governo do ADI, está em funções há 2 anos. A população está a reclamar dificuldades. O s discursos do Primeiro – Ministro parecem revelar que estão tentando encontrar saídas. Os partidos de oposição não têm feito o seu devido papel, isto é lamentável e empobrece a democracia. O governo foi chamado ao parlamento para o debate. Isto não foi possível porque não houve cumprimento de acordo estabelecido entre o governo e os partidos políticos segundo o Primeiro – Ministro. Se isto é problema, então é preciso encontrar bom senso mas num clima de espírito verdadeiramente democrático e com sentido de Estado. As vezes, a humildade protege-nos de algumas situações pouco abonatórias.
    Tanto os deputados como o governo têm que ver que a comunidade internacional estão de olhos postos em nós. A crise mundial vai diminuir a ajuda externa ao País sem dúvida. Não haverá ajuda externa nenhuma se continuarmos com essas “santomensemanias” .Temos que começar a olhar para o nosso País com outro olhar e não continuar com mazelas de politiquices enquanto os jovens vão ficando sem esperanças, os velhos na situação de miséria extrema e crianças sem sonhos.
    Dirigir olhando para os seus próprios interesses têm adiado o sucesso desse País.
    VIVA STP

  49. Ladrão

    27 de Julho de 2012 as 10:49

    Seja bom ou mau primeiro ministro, deixem o governo governar! Sá faltam 2 anos! Povo põe – povo tira! Delfim e Amado andam desesperados. Estão arrasca porque as torneiras fecharam-se!

  50. FEXA PATA

    27 de Julho de 2012 as 11:07

    Dizem que fecharam o dinheiro e a oposicao que viveram com mulheres e bens dentro e fora estao a ficar falidos dai querem que o governo caia

  51. JF

    27 de Julho de 2012 as 12:09

    Sr. Tiberio. Nem o senhor nem esse 1º ministro nem os restantes do ADI q andam a falar dos 37 anos, tentando justificar a vossa incompetência, andam a esquecer que dos 37 anos o Sr. Miguel Trovoada mandou 10 como Presidente da República e outros tantos como 1º Ministro, e outros tantos do ADI que mesmo não estando no lugar de topo, sempre tiveram metidos nessa má governação dos 37 anos como assessores e Directores, assim q a situação do País é culpa de todos, é claro q uns mais do que os outros. Deixa de ficar preso no passado e apresenta planos para o futuro, mas planos credíveis, porque é para isso q o ADI foi eleito. No entanto a maioria do povo escolheu o ADI para governar e já passaram 2 anos nem uma luz no fundo do túnel. Está tudo escuro.
    Eu sou contra a queda do governo, mas quando temos um governo mal-educado e que não respeita os órgãos superiores, penso que devem levar uma sanção sim. Os nossos órgãos de soberania estão classificados em 1º, 2º, 3º e 4º, encontrando o Governo na 3ª posição, assim que tem mais 2 órgãos a sua cima. Por outro lado, o povo não elege o Governo, mas sim os seus representantes na assembleia da republica, por isso que se diz eleições legislativas e não eleições governativas. Se o governo desrespeita a assembleia está a desrespeitar o povo.

  52. Filho das ilhas maravilhosas

    27 de Julho de 2012 as 12:59

    Li a maioria dos comentários parece que existe a convergência de pensamento, quanto aos nossos políticos.
    Não sejamos cegos e dizer que o País está bem, porque todos sabemos as dificuldades que o povo enfrenta no seu dia-dia para sobreviver. Como jovem santomense esclarecido, gostaria de saber se os partidos de oposição MLSTP, PCD, MDF seriam melhor alternativa a este governo? O MLSTP que apresentou a moção até bem pouco tempo estava em crise interna elegeu o novo líder a bem pouco tempo. Será que já têm uma politica/plano ou simplesmente uma ideia para desenvolver o país? parece que não… então meus senhores sejamos responsáveis e basta de politiquice aguda. Felizmente a nossa população a cada dia que passa está mais esclarecida e acredito que caso haja eleições a oposição e principalmente o MLSTP seria punido de forma severa para aprenderem. O sentimento que impera nas ruas é que o governo deve terminar o mandato nem que seja pela primeira vez após o advento da democracia. Basta de abutres, desestabilizadores, gentes sem amor a nossa pátria. Os políticos não sabem mas se continuarem assim, pelos sinais que temos de tanto asfixiarem o povo, STP poderá tornar inseguro para estes senhores. Viva o STP, abaixo políticos irresponsáveis.

  53. zeme Almeida

    27 de Julho de 2012 as 13:21

    Estar na oposicao custa muito,para aqueles que estao habituado ao poder.Abram os olhos meus compatriota.Os tais partidos nao tem neste momento uma solucao a vista.abaixo egoismo

  54. pedro

    27 de Julho de 2012 as 13:47

    resultados das próximas eleições devido á moção de censura:

    ADI volta a vencer e desta vez com quase maioria absoluta, PCD terá 1/2 deputados e o MDFM desaparecerá da cena politica

  55. migo povo

    27 de Julho de 2012 as 13:55

    nos ja sofremos muito com tantos derrubos d governos é poriço que estamos onde estamos e nao sei onde vamos parrar a opusiçao tem direito de fazer seu papel mas nao no poder pode tambem fazer na opusiçao
    deicha-m dar um exemplo:uma com tanta divida aceita um homem como seu marido se esse homen nao travar algum vicio,de modo que pocibilita ela a economizar para pagar dividas onde esse casal vai parrar

  56. migo povo

    27 de Julho de 2012 as 14:03

    so da opiniao de que a opusiçao deve deichar governo trabalhar,tomando nota das coisas boas e mas que o governo esta a fazer e a um dia de julgamento,nesse dia a opusiçao juntamente com o povo decide o distino das coisas ,nao morreos durante muito tempo dos anos é que vamos morrer?

  57. manga dôbôoo

    27 de Julho de 2012 as 14:32

    É uma vergonha desses Políticos sem qualidade, principalmente a de MLSTP, PCD e o MDFM.
    Um bando de Ladrões…

  58. Põe boca não tira

    27 de Julho de 2012 as 15:20

    Que vergonha…. até quando vamos estar nisso?????????

  59. LUV-S.T.P

    27 de Julho de 2012 as 15:22

    Não apoio a queda do governo de modo algum,
    É uma insanidade total, e falta de visão estratégica pró pais.
    Isso é sinónimo de:

    – Instabilidade;
    – Irresponsabilidade,
    – Imaturidade,
    – Má fé;
    – Oposição com líderes fracos;
    – Oposição que n representam o povo, mas sim interesses próprios(Grupinho de Mono-cultura – Cultura exclusiva do roubo, negócios obscuros e Impunidade);
    – E passa uma imagem negativa ao nível internacional;
    – Atraso total de um país de Móm Bétu., Incapaz de auto-financiar-se.

    Penso é que a oposição deveria fazer o seu papel de critico-Construtivo, controlador, fiscalizador, e pouco a pouco fazendo seu dossiê prá dentro de dois anos ter argumento suficiente para convencer o eleitorado de que são melhores que o ADI, e respeitarem o desejo do povo nas últimas eleições, e que se bem recordam foi que levo o Governo de Patrício Trovoada ao poder, respeitem o povo que vos coloca lá encima meus senhores……..e respeitem tb ao Nosso Chefe da Nação, que inúmeras vezes defendeu a ideia k Governa aquele q o povo elegeu.

  60. gostoso

    27 de Julho de 2012 as 18:15

    Não há muito a dizer a respeito. A única conclusão que se pode chegar com a atitude da oposição é de muita ganância e má-fé. O pais está estável, O presidente pediu estabilidade, unidade e disciplina. Deixem o governo trabalhar.Por favor o povo está cansado.Será que o País pertence só ao MLSTP e o PCD?

  61. ginoinamente stp

    27 de Julho de 2012 as 19:06

    se lembram da aliriotiça patriotica
    nos quando falamos da constituição não nos deram ouvidos erá justamente para evitar coisas desas no nosso pais mas …. enfim num sá tela nguê pia caboca

  62. peter

    28 de Julho de 2012 as 14:17

    o governo do Dr Patrice Trovoada ja disse tudo, desafiou a oposicao para apeesentarem solucoes viaveis para que o pais possa sair onde se encontra,
    Oposicao!! santomenses, irmaos e camaradas, vamos todos procurar maneira de salvar o pais, o PM disse que nao e so da responsabilidade do Patrice Trovoada ou do governo para levar o pais num bom rumo mas sim e de todos os santomeses.
    a opsicao devem ser professores das aulas extras onde o governo pode receber alguns bons conselhos, mas em nosso pais a oposicao sao como judas escariotes so querem derubar.
    deixem de panfletos, encontros nocturnas,fofocas e mais, vamos por a mao para um melhor sao tome para os nossos filhos.
    eu gostaria para a oposicao apresentasse uma solucao boa para a criacao de empregos e saude e participar directamente.
    o Brother Delfim deveria ser ou dar um bom exemplo e esclarecer difinitivamente este caso de stp trading?? o Sr e um lider deve ser exemplar.
    deixemos de perseguisoes, o patrice foi escolhido pelo povo e deve ser o povo nas proximas eleicoes dicidir o futuro do partido ADI.
    Viva sao tome e pricipe
    Viva ADI
    Forca Man Pat a nacao quer te ver a governar.

  63. ANCA

    28 de Julho de 2012 as 20:35

    Atenção, atenção

    Caras e Caros Cidadãos SãoTomenses

    Consciêncializem, acreditem em vós,

    Se os deputados e membros dos Partidos MLSTP/PSD, PCD/GR e MDFM/PL, tal e qual, aquele a qual vemos em epígrafe, têm má pinta, nas próximas eleições, vamos dá-lhes uma pica e pôr-lhes a andar, á apreender a trabalhar a terra.

    Como?

    É simples

    É fácil, muito fácil cidadãos SãoTomenses

    Reparem, prestem bem atenção, abrem os olhom, tenhamos consciência.

    Estes indivíduos, que são deputados e membros dos Partidos, MLSTP/PSD, PCD/GR e MDFM, são os mesmos que á 37 anos, levaram e têm conduzido, têm levado, o País( População; Mar; Território), a miséria, fome, pobreza extrema, prestem bem atenção, á 37 anos.

    Uma maneira de praticar-mos o bem, porque o bem, nos fica bem á todos no futuro;

    Tendo em conta que o aparelho da Justiça, jamais, funciona, uma vez que jamais, respondem ou responderam pelas suas acções enquanto governantes, uma vez que nunca nenhum pisou a cadeia pelos casos de corrupção( GGA; STP-TRADING; PASSEIOS; DOCAS de PESCAS; ETC,ETC…) e que nunca foi feito justiça a nós cidadãs e cidadãos membros do povo, porque sempre fomos e somos chamados a pagar, as suas asneiras, roubalheiras, trafulhices e ladroices;

    Uma forma de praticar a justiça popular, com a mais elementar, das ferramentas, uma das elementar armas de combate a corrupção que está ao nosso alcance caros cidadãos-o nosso voto.

    É nas proximas eleições, reduzir, estes Partidos, o MLSTP/PSD, PCD/GR e MDFM/PL, á 37 anos, sem estarem na assembleia, na esfera do poder, reduzi-los a zero deputados, pô-lo na fome, na miséria, na pobreza extrema do poder – suas fontes de rendimentos – bens do Estado, da qual nós pertencemos, ou por outra.

    Mandá-los cavar, ir apreender á trabalhar, á produzir.

    Pô-los de uma vez para sempre fora do poder, durante 37 á 40 anos.

    Acreditem

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençõe cidadãs e cidadãos de São Tomé e Príncipe

    Deus abençõe São Tomé e Príncipe

    • ANCA

      28 de Julho de 2012 as 20:38

      Por todos os males que já nos causaram irmãs e irmãos SãoTomenses.

      Lembrem-se, mais de metade da nossa população, está abaixo do limiar a pobreza.

      Na miséria, na fome e na pobreza extrema.

      É tempo de dizer basta.

  64. Blogonón Paiva

    29 de Julho de 2012 as 8:30

    Não estou a favor de uma moção de censura. Certo que os governos devem fazer o seu mandato até o fim. Mas, o Goveno do senhor aventureiro Patrice Trovoada, um homem arrogante, este sim não serve a Nação Santomense. Perante este senario deve o Presidente da Republica devolver assembleia marcar eleicoes legislativa antecipada. Deixar o Povo escolher uma alternativa para São Tomé e Príncipe de certeza não vai ser o ADI de Patrice Trooada.

  65. martins vandlei

    31 de Julho de 2012 as 10:18

    depende haver vamos né…credo

  66. Lôpa Suzo

    7 de Agosto de 2012 as 8:23

    O País precisa de mentes Livre, coração aberto, pensamento positivo, amor a Patria, sentimento revolucionario, atitude Jovem, paremos pensemos, Pais é nosso não de todos nós, paremos a politiquisse, renovemos as atitudes, vencemos a Independencia, pk estragar agora a consciencia, os nossos politicos dos 37 anos quem são eles, a maioria fazedores da demagogia, livres e cheios de hipocrisia, seus filhos da mesma jaula cadeia de pensamentos ruins politicos de gradeamentos, mentes de hipopotamos, deixem o governo actual trabalhar, se não der resposta ao que prometeu vamos as urnas fazer cair um vencer o outro talvez desta vez o UDD tambem tem expressão nacional, UDD não faz, vem Codo, em vez de todas voltas MLSTP, PCD ADI, vamos acabar com isto agora ADI se governar bem fica caso contrario sai, mas acho que esta a trabalhar bem Pais esta serio.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo