Destaques

FASTP com 42 anos vira-se para o mar

As forças armadas de São Tomé e Príncipe, (FASTP) celebraram no dia 6 de Setembro,  42 anos sobre a sua institucionalização.

O Chefe de Estado Maior das Forças Armadas, o brigadeiro Horácio Sousa, identificou o mar como sendo a primeira prioridade das forças armadas em matéria de defesa e segurança do país.

As forças armadas de São Tomé e Príncipe, contam com dois ramos. O Exército e a Guarda Costeira. No dia 6 de Setembro, feriado nacional, cerca de 3 centenas de novos soldados juraram perante a bandeira nacional, defender a pátria em último caso com o sacrifício da própria vida.

O Juramento de bandeira, decorreu como habitualmente no capo do quartel-general. Tendo o mar como primeira prioridade para as forças armadas, o Chefe de Estado Maior, anunciou que já foi elaborada a estratégia nacional de segurança marítima, faltando a sua aprovação pelos órgãos competentes.

tropa 1O Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, Evaristo Carvalho, passou revista as tropas, e alertou que a zona económica exclusiva são-tomense é rica em recursos diversos que atiça a cobiça. Evaristo Carvalho, destacou o papel que a Guarda Costeira deve desempenhar com vista a garantir a defesa e integridade territorial do arquipélago, com destaque para o espaço marítimo que é 160 vezes maior do que a terra.

O Chefe supremo das forças armadas, exigiu também que a tropa participe mais no desenvolvimento do país, através de envolvimento com a sociedade civil e outras forças vivas.

FASTP, forças armadas de São Tomé e Príncipe assinalou 42 anos sobre a sua institucionalização.

Abel Veiga

 

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo