Destaques

Militantes exigem realização imediata de um Congresso extraordinário

A realização imediata de um congresso extraordinário do partido MLSTP, é uma das principais recomendações saídas do fórum de reflexão para revitalização do partido que teve lugar quinta – feira em São Tomé.

Segundo os militantes, o congresso extraordinário imediato, é fundamental para clarificar as posições actuais, promover as mudanças necessárias e legitimar uma nova liderança que possa encetar o processo de revitalização e unidade do partido.

O leitor tem acesso a outras recomendações saídas do evento :

Recomendações

• Reinstauração da democracia interna, baseados no debate saudável, frontal e construtivo, onde as correntes de opinião contrária tenham, nas estruturas Nacionais e Distritais, a possibilidade de se exprimirem livremente no sentido do Partido crescer e se fortalecer internamente.
• Restauração do Gabinete de Estudos, composto por pessoas competentes em várias áreas, de forma a auxiliar, em termos técnicos, a bancada Parlamentar para o reforço da dura tarefa de oposição.
• Promoção da consistência democrática colectiva nos militantes e simpatizantes através de conferência e seminários;
• Representação condigna e expressiva das Mulheres e da juventude em todas as estruturas do Partido com particular ênfase na liderança, num nível que corresponda as expetativas dos militantes e da sociedade, garantindo a igualdade de género e a adequada representação da juventude;
• Elaboração urgente de um programa político mobilizador e abrangente, com propostas concretas em todos os setores, para a consolidação do estado democrático e para o progresso económico de São Tomé e Príncipe.
• Reativação urgente das ligações e diálogo entre as estruturas nacionais, distritais, locais e regionais e maiores e permanente presença de membros da Direção junto às bases, de modo a se revigorar as atribuições e participação dos Núcleos de Base e das Assembleias de Zona no processo de decisão no Partido.
• Reorganização e legitimação urgente das lideranças nas Organizações internas do Partido (OMSTP, JMLSTP e Liga dos Veteranos) e nos secretariados Distritais dos principais Distritos do País.
• Que sejam revisitados os estatutos do MLSTP/PSD e adaptados à real situação do País, e que espelhem os novos desafios a que o Partido está sujeito, de forma clara e descomplexada.
• Que sejam abandonadas as estratégias ultrapassadas e táticas maliciosas que desviam os focos de discussão dos projetos e ideias para as questões pessoais, fundamentadas muitas vezes em boatos e calunias, que sistematicamente têm ceifado a reputação e imagem de vários camaradas de luta e contribuindo também para o descredito do Partido junto da opinião pública. 
• Que se promovam debates de relacionamento saudável entre as várias gerações de militantes, permitindo a integração e ascensão natural dos jovens nas fileiras do Partido, a passagem de conhecimento e experiencia por parte dos mais velhos e a emergência de novas lideranças, de forma sustentada e consistente. 
• Que, no âmbito das novas dinâmicas da sociedade São-tomense e do rápido crescimento demográfico da população, se adapte o modus operandi do Partido aos novos tempos e aos novos desafios, para poder influenciar novas formas de pensar e de fazer política em prol da estabilidade politica e paz social no País.
• Que o partido se atualize, no que toca às novas tendências sociais, ao nível das tecnologias de informação, para poder comunicar-se de forma eficiente e interativa com uma população maioritariamente jovem que tem estado alheada do debate político.
• Que o MLSTP/PSD se apresente à Sociedade civil de rosto renovado e com estratégias políticas inovadoras e credíveis de forma a sensibilizar e mobilizar os cidadãos que não têm cor partidária ou que estão descontentes com a situação política atual. 
• Recomenda-se, por último, a realização imediata de um Congresso Extraordinário do Partido como o caminho necessário para clarificar as posições atuais, promover as mudanças necessárias a nível da organização interna e legitimar uma nova liderança que possa então encetar o processo de revitalização e unidade do MLSTP/PSD.

Feito em S. Tomé, aos 26 de Outubro de 2017

A Comissão de Redação:

– Cristina Dias
– Jerónimo Salvaterra

    8 comentários

8 comentários

  1. rapaz de pantufo

    29 de Outubro de 2017 as 16:46

    Plenamente de acordo.
    Subscrevo.

  2. militantes convictos do principe

    29 de Outubro de 2017 as 17:51

    JUNTAMOS AS NOSSAS VOZES ao grupo :
    Congresso Extraordinário JÁ!
    Precisamos organizar.

  3. Carlos Pedroso

    29 de Outubro de 2017 as 22:07

    Aurelio Martins ta pouco se lixando para a vitoria do mlstp.
    Ele quer é que Patrice Trovoada mantenha no poder, de forma a ele nao pagar mais de 2.000.000,00 (Dois milhoes de dolares) que deve ao Banco Equador. Por isto ele tem rabo preso com Patrice Trovoada. Estava com dividas de séde do partido cst, emae etc e trabalhadores. De repente aparece dinheiro para fazer reunião, pagar deliquentes para desmontar reunioes de outro grupo que quer nesmo organizar o partido.
    Joao Alamao esta todo dia no facebook a chorar tanto dinheiro que Aurelio burlou e nao quer pagar. Este homem nao tem moral. Um bandido celebre. Ja esta com problemas serios com Angola devido dinheiro que recebeu comeu e nao acsbou embaixada ao pé de estadio. Anda refugiado nas funçoes de presidente do partido para fugir justiça.
    Agora está sendo chantageado por Patrice Trovoada e Nino Monteiro. Até ja recebe tempo ha mais no telejornal para falar o que nunca aconteceu.
    Aurelio FAZ SAI. CONGRESSO EXTRAORDINARIO URGENTE.

    • fala sotchi

      31 de Outubro de 2017 as 9:07

      MLSTP não muda? Sempre mesmas caras…..
      Sempre os dinossauros, credo partido……

  4. Vungevc

    30 de Outubro de 2017 as 14:41

    Não é substimar mas, não me parece que o Aurelio Martins tenha capacidades suficientes para liderar o MLSTP.Escusado é iniciarmos ofensas verbais ao mesmo senhor nas redes sociais ,uma vez que o mal ja esta feito, em vez de resolvermos o problema….

  5. O Perigo está a porta, e Agora?!

    30 de Outubro de 2017 as 21:27

    Eu quero Aurélio fora do MlSTP já. Diabo leva toda gente que apoio pela segunda vez à entrada do Aurélio como presidente do partido! Aurélio não teima com coisa desse mundo,se não coisa dá com você, estas acompanhar Nino Monteiro e Patrice Trovoada, cuidado! Quem avisa amigo é!!!

  6. Vexado

    30 de Outubro de 2017 as 23:01

    Todos aperceberam que Aurélio Martins é o cerne do problema. Há que tira-lo imediatamente.

    Nino Monteiro trocatintas anda sempre em situações comprometedoras. O partido deve espulsa lo

  7. Mauro

    31 de Outubro de 2017 as 11:01

    Por amor de Deus!!!
    Sr. Pinto da Costa,
    Está com 80 anos, e vem falar de renovação quando todos soubemos que ainda queres ser o Presidente do Partido, sendo que o mesmo partido já tem presidente que concorreu para o mesmo cargo, e teve uma vitória justa. Tanto que Aurélio faz para criar laços de união, que os mais gananciosos vêm para destruir fazendo que o partido apresenta características mesquinhas, ambição e desrespeito aos estatutos e Hierarquia do mesmo Partido.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo