Política

Mulher : Conceição Lima “Este Governo é inimigo da imprensa livre”

No mês em que se se assinala o dia Internacional da Mulher, Conceição Lima, poetisa e jornalista são-tomense foi entrevistada pelo Jornal Português- Público . «Será a maior entre os poetas vivos de São Tomé e Príncipe, mas é também jornalista e é nessa condição que Conceição Lima denuncia falta de liberdade e fala no envelhecimento como uma eventual “descida aos infernos”», refere o jornal Público.

Acompanhe a entrevista –  https://www.publico.pt/2018/03/04/sociedade/entrevista/este-governo-e-inimigo-da-imprensa-livre-1804466

    8 comentários

8 comentários

  1. ????????

    5 de Março de 2018 as 17:28

    Uma irmã a defender a democracia e outra a vender a democracia… Um cidadão fica confuso. Não será jogadas?

    • explicar sem complicar

      6 de Março de 2018 as 12:21

      Celiza Deus Lima “JÁ ERA”.
      Também já foi comprada.
      De São Deus Lima ela não tem nada.
      Cuá Sá bem!

      • San Plentá

        7 de Março de 2018 as 17:20

        Celiza de Deus Lima é uma pessoa íntegra, honesta e incorruptível. Não é infalível, ninguém é. Mas não é alguém que se deixe comprar. Nunca! É alguém que tem em vista os interesses de uma Justiça justa, para bem do povo são-tomense. Este processo de reforma da justiça é absolutamente necessário, mas não é fácil. E por decência, não tentem jogar uma irmã contra a outra.

  2. JOSE CARLOS

    5 de Março de 2018 as 18:24

    S. Tomé e Principe, necessita de vozes assim… Bem haja !

  3. Miguel santos e silva

    6 de Março de 2018 as 8:18

    Já que se levanta esta questão, gostaria de desafiar os jornalistas e/ou investigadores na área de comunicação social ou outras a investigarem, porque é bom para a democracia o seguinte:

    1- Nº de viagens efectuadas pelo Primeiro Ministro durante a governação;
    2- O Nº de dias no estrangeiro;
    3- o custo total destas deslocações( icluindo custo médio dos hoteis, custo de transporte( aluguer de aeronave ou bilhete de passagem)

    4- o objectivo é ver-se o custo beneficio das deslocações efectudas por este ultimo

  4. Carlos Cravid

    6 de Março de 2018 as 10:42

    Com a procura de vida fácil como, já foi referido por alguém que não é são-tomense mas que carrega as maravilhas do nosso paraíso no seu coração, “Viagem, vivenda e viatura”, a independência intelectual e profissional dos são-tomenses entrou numa crise profunda o que leva a manipulação fácil dos “poderosos políticos” de São-Tomé e Príncipe.
    A nossa querida jornalista é um exemplo dos que, mesmo com as suas preferencias consegui impor o seu saber e utiliza-lo a favor do progresso social. Como ela, podemos citar poucos e muito pouco. Espero que a nova geração tenha o privilégio de ler e interpretar as suas obras e, o mais importante, absorver os valores que essa referência do “quarto poder” acumulou durante a sua carreira acumulada de êxitos. Que os seus colegas de profissão reconheça a mesma como o ícone do jornalismo são-tomense e nunca se esqueçam que o jornalismo, mesmo ameaçado pelas novas tecnologia, se impõe pela verdade, isenção e profissionalismo.
    Bem aventurados os que enriquecem a “trajetória” do povo são-tomense na luta pela independência total.

  5. Bem de S.Tomé e Príncipe

    6 de Março de 2018 as 14:51

    Todos os santomenses e não santomenses, que sabem o que é um Estado democrático,têm consciência,que no nosso país, o governo actual, sob a liderança do PT, tem estado com a sua maioria absoluta a deformar a nossa democracia para imperar a sua vontade.

  6. pascoal de carvalho

    6 de Março de 2018 as 23:48

    qualquer jornalista, qualquer profissional da comunicação sabe (caso contrário deveria saber) que não existe em parte nenhuma do mundo político ou governo que seja amigo dele ou que o queira de forma graciosa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo