Política

Aurélio e Guiva tentam redimir-se

O expulso Presidente do MLSTP Aurélio Martins na qualidade de deputado a Assembleia Nacional enviou uma carta ao Presidente do Parlamento José Diogo, a retirada da sua assinatura da proposta de resolução que pede a destituição dos juízes do supremo Tribunal de Justiça.

Na mesma carta com data de 3 de Maio, o deputado Vasco Guiva, também pede ao Presidente da Assembleia Nacional, que a sua assinatura seja retirada do documento.

«Vimos pela presente requerer de forma irrevogável a retirada das nossas assinaturas da referida proposta», dizem os dois deputados na missiva endereçada ao Presidente do Parlamento.

Aurélio Martins, Jorge Amado e Vasco Guiva, foram considerados pelo MLSTP como traidores, por terem se associado ao ADI, para decapitar o órgão de soberania de poder judicial, os Tribunais. Tudo por causa da Rosema.

Pode ler o documento abaixo :

 

Téla Nón

    11 comentários

11 comentários

  1. E. Tavares

    3 de Maio de 2018 as 11:55

    Quem traiu uma vez vai trair de novo. Eu sou um militante de base do MLSTP afirmo aqui que se por acaso Aurélio Martins, Jorge Amado e Vasco Guiva bem como os irmãos Monteiro continuar no partido eu não votarei para o partido na próxima eleição

  2. MIGBAI

    3 de Maio de 2018 as 12:06

    País sem futuro !!!!
    País infestado de gente desta estripe, sem vergonha, sem moral e sem princípios!
    PULHAS destes, degradam o país ainda mais do que aquilo que está.
    Espero que compreendam agora, todos aqueles que me negativam nos meus comentários, entendam agora a minha revolta, com estas amostras de estrume que querem nos governar.
    Que revolta vai aqui dentro do meu peito minha gente.
    Vou ter que sair do meu país por algum tempo, para não morrer de raiva e ódio destes pulhas desavergonhados.
    Tenho que ir para um país onde a democracia não seja uma mera palavra.

  3. mezedo

    3 de Maio de 2018 as 12:19

    Cara de paú esses ladrões aldrabões e mentirosos
    Deram cabo do MLSTP e agora refuriou com bandidos do ADI

    Fora e nunca mais volta a MLSTP

  4. anibal c.l.

    3 de Maio de 2018 as 13:02

    Também eu.

  5. JOAO CARLOS

    3 de Maio de 2018 as 13:40

    Redimir??? Depois de uma atitude destas que só deve culminar com a expulsão de forma irremediável do Partido!!! nem devem ter oportunidade de serem simples militantes….

  6. Descamisado

    3 de Maio de 2018 as 15:20

    Estes escumalhas devem ser expulsos do partido MLSTP sem contemplações. Não é por causa desses bandidos que leva o povo a desacreditar nas pessoas sérias e homens capacitados para fazer avançar a Sociedade Santomense Partido MLSTP não necessita de peixe podre no seu seio. Concordo com o senhor E.Tavares.

  7. Clesia

    3 de Maio de 2018 as 16:38

    Esqueçam, Chegou A Hora De Novo Sangue Liderar O Partido.
    MLSTP Chama Humbah Aguiar Pra Presidente Do Parido
    É o Único Corajoso Pra Enfrentar Patrice Trovoada

  8. Diasporano.cv

    3 de Maio de 2018 as 22:38

    Isso só significa que esses…, assim como tantos outros nunca entenderam o que é ser governo de um país.
    E se fosse um tiro?.. aliás como politicamente é,iam pedir desculpas ao defunto?
    Lamentavelmente, a governação em STP está cheia de…que não sabem o que é função/missão.
    É com muita pena que assisto estas e muitas e muitas outras epopeias que simplesmente nos levam a perguntar ” por que razão o declínio é assim tão grande!?”
    … também não sei responder apesar de pensar que sei…
    Um santomense muito descontente e muito preocupado com o agora…

  9. Povo pequeno

    4 de Maio de 2018 as 14:10

    Homens com as mãos nos olhos
    Lagrimando ganância
    Atiram baldes de água para afogar
    A minha Ilha do sorriso verde…

  10. ONDE MESMO?

    4 de Maio de 2018 as 14:14

    Há um ditado Santomense que diz “bala cu chê sa pingada#, ou seja a atitude ou a ação traidora dos três mais a dos irmãos Monteiro não tem arrependimento possível. Aliás é custume dizer-se que quem uma vez trai, trai para sempre. O MLSTP deve de imediato por fim ao mandato como deputado deputado dos visados de forma a evitar o que se passou hoje no parlamento. Uma vez mais juntaram-se aos ADI e fizeram das suas. Se tentaram redimir-se foi falso porque hoje votaram juntamente com a bancada dos pilantras a favor da demissão ilegal dos magistrados do STJ. Aonde está o arrependimento dos mesmos? Fora com a escumalha.

  11. olivio cardoso

    10 de Maio de 2018 as 11:08

    Estamos no pais democratico, estes foram Deputados que deram muita vida a este pais temos que respeitar as disiçoes dos mesmos

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo