Política

Crise : Patrice regressa ao país no auge da crise político-institucional

O Primeiro Ministro e Chefe do Governo de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, manteve-se ausente do país durante todo o período da “Operação Rosema”, o processo judicial que lançou o país numa crise político-institucional.

Patrice Trovoada que deixou São Tomé nos finais do mês de Abril, para participar num evento nos Estados Unidos de América, manteve-se ausente do país, e só deve chegar a São Tomé no final da tarde deste sábado.

Regressa a São Tomé 24 horas depois dos deputados do seu partido a ADI, terem aprovado com apoio de outros 3 deputados do MLSTP, a resolução que exonera 3 juízes do Supremo Tribunal de Justiça com destaque para o Juiz Presidente Manuel Silva Gomes Cravid.

A resolução aprovada pela maioria parlamentar, exonera e ordena a aposentação compulsiva dos 3 juízes. A mesma maioria parlamentar que sustenta o Governo pretende nomear juízes jubilados para assegurar o funcionamento do Supremo Tribunal de Justiça.

O colectivo de Juízes do Supremo Tribunal de Justiça e o Sindicato dos Magistrados Judiciais consideram que a resolução parlamentar é inconstitucional, e prometeram não acata-la.

A crise político-institucional dá sinais de agudização e já com Patrice Trovoada no território são-tomense.

Resta saber até que ponto os juízes e os funcionários judiciais resistirão, sobretudo caso os Ninjas da administração interna, forem enviados ao Palácio da Justiça, para retirar todos os juízes exonerados pela maioria parlamentar, para assim permitir que os juízes jubilados e escolhidos pela mesma maioria parlamentar, possam assumir a liderança do Supremo Tribunal de Justiça.

Crise aberta, com Patrice Trovoada novamente no território são-tomense.

Téla Nón

    13 comentários

13 comentários

  1. Vexado

    5 de Maio de 2018 as 15:18

    Quando não se prender bandido ele assalta toda a gente e de forma grosseira.
    Meus senhores, perante tantos crimes de corrupção os juízes não prendem o homem?

    Faz queixa crime na procuradoria – crime contra o estado.

    Isto é uma brincadeira de gente adulta com consequências nefastas

  2. explicar sem complicar

    5 de Maio de 2018 as 15:27

    Ditadura em S.Tomé e Príncipe?
    JAMAIS.
    NEVER.

    A população vai sair às ruas com Catanas e enfrentar este Colono Negro “

    • Divinagraça

      5 de Maio de 2018 as 15:51

      Estou contigo, explicar sem complicar!!! Chega de abuso de poder, não vamos aceitar ditadura no nosso país. Quem é Patrice Trovoada? Dure o tempo que durar ele vai cair, assim como caíram outros “chicos espertos arrumados em donos disto tudo”, (Hittler e muitos outros). Como disse o Melo Xavier e bem dito, o poder encontra-se na rua, então zelaremos pela manutenção da nossa tão acarinha paz. Não temos nada, num entanto jamais devemos abrir mão da nossa democracia. Chega, basta!!!!

    • Metido a Besta

      5 de Maio de 2018 as 21:47

      Nao sera necessario chegarmos ate este ponto.

  3. António

    5 de Maio de 2018 as 15:48

    A Democracia depende da separação de poderes,
    poder politico e poder judicial quando um interfere ou comanda o outro acaba a democracia e começa a ditadura embora os impostores militarem no partido a b ou c.
    O que eles fazem e o que as boas intenções dos partidos ditam sao coisas bem diferentes.

  4. Cláudia

    5 de Maio de 2018 as 16:19

    Senhor primeiro ministro, sei que o senhor não obedece ninguém. Mas eu como cidadão santomense e mulher de família com 4 filhos, venho lhe pedir encarecidamente para cumprir as leis do país. Nunca isso existiu em país nenhum. Um juiz toma uma decisão justa e correcta e os senhores deputados não acabam. Os senhores ministro não acatam, senhores não querem saber de leis. O senhor juiz Silva e um grande e excelente juiz e está a ser perseguido pela sua inteligência. Deixa por favor os tribunais fazer o seu trabalho. Obrigada.

  5. JOAO CARLOS

    5 de Maio de 2018 as 17:19

    Hoje fica mais claro porque razão o País não cresce e a pobreza aumentou desde que o ADI assumiu a governação…. com gente desta estirpe no poder não há, nem haverá nenhum investidor sério a ir meter dinheiro em S. Tomé… por essa razão não se vê nada que este Governo tenha conseguido atrair para o País como investimento estrangeiro… Muito pelo contrário só estão interessados em roubar e mostrar a prepotência, bando de homens falhados….

  6. Justo

    5 de Maio de 2018 as 17:34

    Toda gente quer ser juiz. Até analfabeto do primeiro ministro, já acha que tb pode ser juiz. Palhaçada

  7. Mártir

    5 de Maio de 2018 as 21:28

    Desde quando é que uma resolução está acima da lei (estatuto dos magistrados). Oh Silva, nem que seja com violência doméstica defende a tua honra. Não deixa um grupo de deputados corruptos, te intimidar.

  8. Mezedo

    6 de Maio de 2018 as 6:41

    Esta nao hora de populacao sair a rua e pedir eleições antecipadas ja deu pra ver a onde PT quer levar este pais temos que tirar ele mais rapido possivel. Nao interessa quem vem mas de certesa que nao será ganacioso como ele.

  9. Felismino

    7 de Maio de 2018 as 13:46

    Eu estou intervir para dizer que nino monteiro nao comprou a rosema e que todo documento que ele tem é falso foi obtido através dos meios de corrupção da sua mafia. Posso dozer que teve participacao de algumas pessoas como a sra tina de cartorio. Todos os documentos foram feitos a sensivemnete a 2 anos mais com data adulterada
    Nino monteiro adquiriu rosema por vias travessas obteve em 2010 a 2011 um empréstimo no afriland de 5.000.000,00 de euros emprestimo este que por juros acumulados constitui a divida maisalta que a rosema possui. Alegando na altura que este valor seria para envestimento na fabrica, nao foi feito nenhuma alteracao, pergunta se para onde foi este valor. Se fosse para compra de fabrica o emprestimo teria que ser feito em nome dele porque na altura ainda nao tinha posse. Depois de ter adquirido por falsificação de documentos ele criou a solnivam e vendeu a fabrica a ele mesmo. Concluindo robou e vendeu roubo para ele mesmo
    Neste momento pelas informacoes que disponho a cervejeira rosema e o sector mais corrupto em stome foge fisco
    Ele recebe sem factura uma soma elevado dos clientes e entrega sem factura mais de 25 porcento daa producao diaria
    Fazento as contas o nino monteiro deve ao estado em dez anos mais de oito milhoes de euros de fuga ao fisco

  10. Orth

    7 de Maio de 2018 as 14:46

    Desgraçado esse PM!
    Neste momento, que órgão tem poder para “exonerar” o Governo?

  11. Carlos brito

    7 de Maio de 2018 as 15:06

    Gostava de perguntar ao Senhor Primeiro Ministro ou quem puder responder o seguinte:
    1- Os irmãos Monteiros disseram que compraram a fabrica Rosema, chegaram a resgita-la? E quem os vendeu como vendeu? Havia registada a fábrica?
    Se os Irmãos Monteiro disseram ter comprado, a quem pagaram o SISA?

    Porquê que nadam a muito tempo sem pagar os impostos? E o Governo não falava nada?

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo