Política

Crise : Militantes do MLSTP aprovaram suspensão de 6 camaradas

Aurélio Martins Presidente do MLSTP e deputado à Assembleia Nacional está na cabeça de lista da suspensão. Reunidos em Conselho Nacional no último fim de semana, os militantes do maior partido da oposição aprovaram a acta da Comissão Política realizada no passado dia 3 de Maio, que pediu a suspensão de seis militantes, todos por sinal deputados à Assembleia Nacional.

Os 6 tiveram participação activa na crise político-institucional que se abateu sobre o país, por causa da cervejeira Rosema.

Aurélio Martins, enquanto Presidente do partido subscreveu a proposta de resolução para a exoneração dos 3 juízes conselheiros que decidiram pela devolução da fábrica de cervejas ao grupo angolano Ridux de Melo Xavier.

Jorge Amado líder da bancada parlamentar do MLSTP, também foi suspenso pela Conselho Nacional do MLSTP, que decidiu nomear o deputado Arlindo Barbosa, como novo líder da bancada parlamentar.

Jorge Amado é outro subscritor da proposta de resolução, assim como deputado Vasco Guiva que preside a comissão especialidade da Assembleia Nacional para questões económicas. Este também deverá ser afastado da presidência da referida comissão parlamentar, conforma a decisão do Conselho Nacional do MLSTP.

Os outros 3 deputados foram suspensos do partido, por terem marcado presença na sessão plenária da Assembleia Nacional, onde a proposta de resolução foi aprovada. Domingos Monteiro vulgo Nino, patrão da cervejeira Rosema, António Monteiro Administrador da Rosema, e Isabel Azevedo deputado do MLSTP eleita no distrito de Caué, foram os únicos deputados do MLSTP que marcaram presença na referida sessão plenária da Assembleia Nacional e votaram a favor da resolução, que exonerou os 3 juízes conselheiros.

Todos foram suspensos pela conselho nacional do MLSTP. « Não sendo o MLSTP uma empresa de negócios detentora de capital social e com partilha de dividendos demarcamos liminarmente da decisão dos subscritores do projecto de resolução», diz o MLSTP no manifesto de repúdio aprovado pelo seu conselho nacional.

O maior partido da oposição considera o acto dos 6 militantes como sendo “traição” ao partido.

O Conselho Nacional ordenou a instauração de um inquérito disciplinar aos 6 deputados suspensos. Missão atribuída ao Conselho de Jurisdição do partido.

O Conselho Nacional do MLSTP criou também uma Comissão de Reforço Institucional sob a presidência de Américo Barros(na foto), que vai gerir o partido até as eleições legislativas previstas para Outubro próximo.

Composta por cerca de 20 militantes que representam as diversas gerações, o MLSTP pretende eleger dentre eles 5 elementos, que deverão formar o corpo executivo da Comissão.

O leitor deve conferir os documentos que o conselho nacional do MLSTP aprovou no último fim de semana :

1 – Acta Sintese Comissão Política

2- Deliberação Comissão Política

3 – Manifesto de Indignação

Téla Nón

    7 comentários

7 comentários

  1. Aborecido com tudo isto

    14 de Maio de 2018 as 17:18

    Boa atitude. Demostração de que é um partido de povo e para povo. Era preciso desinfestar a casa com corruptos. Para frente MLSTP.

    Dor de cotovelo para aquele partido privado e acolhedor de corruptos, Quanto mais corrupto e Burro melhor colocado naquele partido privado.

    • Acção

      14 de Maio de 2018 as 21:14

      Vamos acordar… Estamos a dormir e falar lixo… A partir de amanhã é acção… Esses analfabeto de ex juiz de Portugal e outro ex de São Tomé, estão na Internet a tentar ensinar o pai da constituição, quer portuguesa, quer santomense, como é que ele deve interpretar a constituição que ele próprio escreveu e é um professor catedrático e escritor de vários livros e várias constituições escrita e com comentário seu comentário a palavra do professor Jorge Miranda é lei doutrinal.

    • Produtos

      14 de Maio de 2018 as 21:17

      Queixa crime no tribunal internacional… Com palavras do professor Jorge Miranda é lei doutrinal… Esses analfabeto não podem estar a nos ensina nada… Viva democracia… Viva pcd, MLSTP, udd, mmdf, codo, partido trabalhista e outros

  2. Unidos venceremos

    14 de Maio de 2018 as 19:18

    Tela Non,trata-se da Deputada Beatriz Azevedo, não Isabel Azevedo como consta no texto.
    Muito bem Mlstp, força. Unidos venceremos.

  3. SEABRA

    15 de Maio de 2018 as 11:55

    …os militantes dos mais vagabundos e traiçoeiros, foram incontestàvelmente os camaradas GABRIEL ARCANJO FERREORA DA COSTA com o apoio do PASCOAL DAIO e o AFONSO DA GRACA VARELA… a situaçao ACTUAL em STP é por causa deles.
    Digo isto, com conhecimento da causa.
    Esta familia corrupta, vadia, pretenciosa sem razao de a ser, os TROVOADA, deviam ter ficado em França, nos subùrbios de Paris- departamento 93, PANTIN, para viverem o resto da vida deles como mereciam,ùnicamente com a ajuda social de generosidade do Estado françês.
    O Gabriel da Costa e o Daio, foram os dois oporunistas sem vergonha é que tudo fizeram para que esta CORRUPTA familia ADAMS regresse para STP….ele està a pagar muito bem o OPORTUNISMO e a Traiçao dele. Cà se faz cà se paga.

  4. agora sim vou para mlstp

    15 de Maio de 2018 as 12:51

    Força MLSTP
    Vai em frente.
    Bens pela iniciativa.
    Há mal que vem por bem.
    Aurelio Martins cavou a sua própria sepultura.
    Como diz em santomé : BÔ MÉ CÚ BUÊ BÔ.
    Limpar todos vírus.
    Assim vou para MLSTP.

  5. Burinda santos

    15 de Maio de 2018 as 20:18

    Esta tudo visto até os militantes escondem atras da porta comentando com nomes falsos porque não aparecem ou identifiquem visto nesta reunião só aparecem pessoas da elite onde andam os militantes pequenos?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo