Política

Lembá a “saque”

O distrito de Lembá que preenche a região norte da ilha de São Tomé está sem norte. Os funcionários da autarquia local, Vão recorrer a justiça para reaverem a contribuição de reforma que deram durante os últimos 4 anos, mas que não foi depositada na Segurança Social.

O ex-Presidente da autarquia André Ramos, e o ex – vereador Danilo, são acusados pelos funcionários camarários de desvio e uso em proveito próprio do valor descontado nos seus salários para garantir a pensão de reforma.

O valor mensalmente descontado nos salários, não foi depositado na segurança social como manda a lei. Os funcionários camarários, acusam o ex-vereador e o ex-Presidente da Autarquia de terem utilizado o valor descontado nos salários, para comprar viaturas de marca Hiace, motores de pesca, e motorizadas.

Dados apurados pelo Téla Nón, através do Jornal K, indicam que se encontram neste momento nas alfândegas de São Tomé, três viaturas importadas pelo ex-presidente da autarquia de Lembá André Ramos e pelo senhor Danilo ex-vereador da autarquia, estando a ocorrer o processo com vista ao desalfandegamento das respectivas viaturas, pelos seus donos.

No ano 2017, os funcionários da autarquia de Lembá protestaram contra a não transferência dos descontos para a segurança social. O Téla Nón contactou na altura o então Presidente da Autarquia que, confirmou o facto de o poder local estar a utilizar fundos da contribuição de reforma, para colmatar as várias dificuldades financeiras de funcionamento da autarquia.

Segundo André Ramos, o Governo Central não conseguia transferir as verbas inscritas no Orçamento do Estado para a sua autarquia, por causa da crise financeira, e então o poder local de Lembá lançava as mãos sobre os descontos de contribuição para reforma que são feitos mensalmente, e para serem depositados na segurança social.

Ainda em Lembá, logo após as eleições de 7 de Outubro, o edifício da Câmara Distrital foi assaltado. Os habitantes denunciaram, que homens desconhecidos levaram todos material informático que se encontrava no edifício.

Abel Veiga

    9 comentários

9 comentários

  1. Crisotemos Café

    18 de Dezembro de 2018 as 13:20

    Este vereador Danilo é um Gaster, malcriado, e cortador de madeira ilegal no Distrito. Este gajo corta e vende madeira do outro neste Distrito

    • Maria Silva

      18 de Dezembro de 2018 as 14:25

      O tipo sempre foi gangster, numa situação normal e num país sério este tal de Danilo e companhia nunca fariam parte de nada em Lembá, um indivíduo problemático ( bate td gente, super mal educado etc etc ) !

  2. arroz podre

    18 de Dezembro de 2018 as 14:02

    Manda a policia Judiciaria fazer o seu trabalho.
    Pega os maus gestores e manda para a cadeia seja qualquer que for.
    Cada instituição deve tomar as devidas medidas.

  3. MadreDeus.igreja

    18 de Dezembro de 2018 as 14:27

    Até onde vamos parar com este come dinheiro desta maneira. Em 4 anos, esses presidentes das câmaras, não mostraram trabalho feito, nenhum

    Apenas desgraça, roubo e destruição.

    O Ministério público e as polícias, devem atuar. No caso de Ministério público, as denúncias devem ser investigados, se não querem trabalhar, vão para casa, dá lugar a quem queira trabalhar

    Até quando o país, vai ficar a ver toda está impunidades

  4. ADI-A grande vergonha

    18 de Dezembro de 2018 as 16:17

    ADI queria poder a todo custa para roubar e roubar.São muitos escandalos nunca visto em S.Tomé.Há muitos e muitos casos,este ADI só criou grande ladrões.
    Nós o povo,estamos atentos,queremos ver todos esses ladrões sentados e serem julgados e condenados.Não vamos aceitar nos roubar e ainda estarem aqui a desfilar na rua.A lista é longa:

    Queremos ver todos os gestores de EMAE no Banco de Reu,queremos ver os ex-presidentes de camara,o sde Lembá,Cantagalo-O pOLICARPO,o MANFIOSO Paulo Bacuda,queremos ver o Sr.Elisio Teixeira no banco de reu,pelo assinato de um senhor trabalhador e pai de familia a frente do cemitério Gonga,queremos ver o Sr.Elisio Teixeira no banco de réu pelo esquema junto ao Afonso Varela na aGÊNCIA nACIONAL DE PETROLEO,qUEREMOS ver o senhor Américo Ramos,o grande bandido de S.Tomé pelo envolvimento nos negócios de arroz,pelo envolvimento em 30 milhões de dólares,+17 milhões ,pelo esquema que tem nas finanças,estamos atento e vamos ver o desfecho disso.
    Não brinquem com o povo…

  5. Metido a Besta

    18 de Dezembro de 2018 as 16:19

    Nao admira que o ADI, seus deputado e primeiro ministro tinha vontade de controlar justiça.

  6. antonio lemos

    19 de Dezembro de 2018 as 9:24

    Se o atual poder não começar agora, entregar todos os malfeitores deste País a justiça, Nunca S. Tomé e Príncipe, entrará no eixo. Se querem que o País se moralize, justiça terá que funcionar com força. Seja quem for! Há muitos LADRÕES aí a solta. Sr. Primeiro Ministro – JBJ, feche a porta de corrupção aos seus próprios colaboradores, dando um bom exemplo.

  7. Tony

    19 de Dezembro de 2018 as 18:27

    Voltei porque estou frustado com o fiasco…

    Stp tornou se independente, para ser dependente de ajuda externa e novamente colonizado pelas ajudas. Desde vender votos na ONU, dar pescas , oferece prostituicao de um Povo que não tem qualquer culpa nem foi tido e achado. Contudo existe quem brilhe.

    Para os que brilham, enfim continuam a ficar na Jamaica ou na Quinta do Mocho quando vão à consulta, vergonha!!!!

    Stp não é viável enquanto País, o que falta entender!!!!

  8. Tony

    19 de Dezembro de 2018 as 18:29

    Esta gente com cargos publicos sujam-se e vendem-se por carros em 5ª mão já com mais de 10 anos e que não podem andar na Europa.

    São mesmo fracos !!!!
    È STP

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo