Política

Chá de Levy no Parlamento

Deputado da bancada parlamentar do maior partido da oposição, a ADI. Levy Nazaré é segundo vice-presidente da Assembleia Nacional.

Secretário Geral da ADI, até  Janeiro de 2019, ganhou duas eleições legislativas(2010 e 2014), pelo seu partido. Depois da crise interna que forçou a sua demissão do cargo de secretário geral em Março de 2019, nunca mais usou da palavra na Assembleia Nacional.

Numa altura em que o partido ADI tem nova liderança, Levy Nazaré quebrou o silêncio. Pediu desculpas aos familiares e aos poucos amigos que diz ainda ter. Pois os mesmos, segundo Levy Nazaré o havia aconselhado a não se pronunciar nas sessões plenárias, face ao conflito interno, que marcou ADI após as eleições legislativas do ano passado.

Quebrou o silencio para dar chá aos deputados da sua bancada parlamentar, e aos políticos de forma geral. Disse que continua vivo, apesar de tantas lutas e perseguições que enfrentou no seio do seu ADI nos últimos meses.

Levy quebrou o silêncio, para anunciar que renasceu. É outro homem político que o país ganhou. «Não contem mais comigo para interesses inconfessos, obscuros, interesses pessoais. Em que pessoas só pensam em si, não como patriotas e nacionalistas. Pessoas que usam a pátria para se enriquecerem», declarou debaixo de aplausos.

O silêncio na casa parlamentar, ficou mais pesado, para deixar ecoar a voz do deputado Levy Nazaré. «Não contem comigo para a política de ódio. A política de vingança, a política de rancor. Isto só está a destruir São Tomé e Príncipe. Está a levar-nos para um caminho perigoso», pontuou. .

Foi no capítulo de debate sobre a Moção de Confiança, que o deputado da ADI usou da palavra.

Ao contrário de Abnilde Oliveira, o líder da bancada parlamentar da ADI, Levy Nazaré ainda não encontrou pecado capital no Governo, e como Pilatos, não corrobora na crucificação do Bom Jesus. « Governo ainda tem benefício de dúvida. Mas este benefício de dúvida não vai continuar por muito mais tempo Senhor Primeiro Ministro. A não ser que a ADI enquanto único partido da oposição decida deixar o governo assim……», declarou.

Um governo em período de graça, e que segundo o deputado Levy Nazaré, tem feito a graça abundar nas camadas mais desfavorecidas do país. «Uma das coisas que o governo está de parabéns tem a ver com o GIME(Grupo de Manutenção de Estradas). É muita gente que vive disso. È onde muita gente encontra dinheiro, para as crianças irem a escola».

O Governo pagou os salários em atraso de centenas de são-tomenses que garantem a manutenção das estradas principais e secundárias do país. Pagou os salários em atraso e reactivou os trabalhos que estavam paralisados desde 2018..

Mais acções de graça, foram detalhados pelo deputado da ADI. «A questão de alimentação escolar, é outra boa acção. Tudo que conseguirmos fazer para dar uma alimentação saudável  as crianças é bom. Porque há crianças que só comem na escola. Elas não pertencem ao maravilhoso mundo das 3 refeições. Os nosso filhos têm 3 refeições, mas em muitas famílias os filhos não têm 3 refeições em casa», sublinhou.

Na recente visita a Itália, o Primeiro Ministro, conseguiu financiamento do PAM, na ordem de 1,5 milhões de dólares para reactivar a alimentação nas escolas durante 5 anos.

O deputado da ADI e Vice-Presidente da Assembleia Nacional, descreveu outro aspecto que faz diferença no Governo de Jorge Bom Jesus. Trata-se da transparência na gestão da coisa pública. «Senhor Primeiro Ministro, continui a trabalhar com transparência, para que todos saibam o que está a fazer», reforçou.

A lista de graças é longa. Levy Nazaré, enalteceu o facto do actual governo ter conseguido pagar os salários na função pública sem recurso a créditos bancários. Nos últimos anos os salários na função pública eram pagos através de créditos aos bancos comerciais. Pediu ao Primeiro Ministro que prosseguisse nesta senda.

Mas nem tudo é benção nas acções de Bom Jesus. O deputado chamou a atenção do Primeiro Ministro, para a necessidade de proteger o empresariado nacional, e não pressiona-lo ainda mais como tem sido a política do actual governo.

Pois segundo o deputado, o próprio Governo reconhece que o sector privado nacional está em vias de extinção. O mesmo sector privado que enfrenta concorrencial desleal do sector informal, acaba por ser alvo de maior pressão fiscal por parte do governo.

Aconselhou o executivo a alargar a base tributária, no sentido de atrair o sector informal que movimenta cerca de 80% das actividades comerciais no país, para serem também contribuintes do Estado.

Para Levy Nazaré, Bom Jesu peca. E peca muito porque tem défice de autoridade. Um défice que pode contribuir para o ressurgimento do paludismo no país. O deputado da ADI, reside no Bairro Saton, onde o garimpo de areia transformou todo o bairro circundante ao aeroporto internacional, num pântano.

Pediu  Bom Jesus, para repor a autoridade, caso contrário a anarquia vai continuar a promover a falta de saneamento do meio,que por sua vez, vai aumentar o crescimento do paludismo. «Tem que ter mando….e isso não é ditadura», concluiu.

Abel Veiga

    14 comentários

14 comentários

  1. Jacob

    26 de Junho de 2019 as 7:45

    Muito bem falado, isto sim é oposição. O parlamento até parece o parlamento europeu. Elogios e críticas construtivas ao nosso governo. Parabéns Levy Nazaré, pois isto é democracia e não Tirania.

    • boca pito

      26 de Junho de 2019 as 14:33

      Também gostei.

      Quem nos dera se todos os deputados quer da oposição, quer do partido no poder, tivessem essa elevação nos seus discursos e intervenções?
      Teríamos um parlamento que o povo precisa e consequentemente políticos que o povo elegeu e gostaria ter nas suas acções políticas do dia a dia.
      Que a moda pegue para os demais políticos deste maravilhoso país.

  2. luis santos

    26 de Junho de 2019 as 7:58

    O levy quem te viu quem te vê…recordo-me da altura que veneravas o Patrice como Deus até insultastes muitas vezes o Gabriel Costa (acho que o Gabriel se ver esta tua intervenção há de chorar de desgosto) no Parlamento….os videos disso andam por aí..e penso que devias pedir desculpas ao Gabriel por todos esses insultos do passado….enfim…Todavia concordo contigo em algumas coisas….a falta de autoridade de Jorge Bom Jesus até cansa…de facto o bairro de saton é um desses exemplos onde os ministros da defesa (oscarito que vive aí perto) e osvaldo recusam ter intervenção e fazem de conta que não sabem de nada…. quanto aos empresários sobretudo os poucos estrangeiros que estão cá e alguns santomenses que lutam para ter as coisas legais têm sido alvos de perseguições constantes das finanças enquanto os informais passam a rir…..

    • SEABRA

      26 de Junho de 2019 as 14:44

      O Levy Nazaré nao é uma PESSOA DE Confiança…é um troca tintas, bruto, violento, agressivo, oportunista, corrupto, interesseiro . Nao merece nenhum RESPEITO tao pouco consideraçao. Faltou respeito a um homem de cargo GABRIEL COSTA;

  3. Paulo Cruz

    26 de Junho de 2019 as 8:13

    Muito bem senhor Levy, é assim que se faz politica. Quando está bem fala-se , mas quando está mal também se fala. Não é fazer politica politiqueira ou seja politiquesse . É para isto que o povo vos elege.

    Bem Haja Levy.

  4. badiu di stp

    26 de Junho de 2019 as 8:39

    Nta dau nota 100, nunka é ta tarde. Viva Liberdadi….

  5. Vedé

    26 de Junho de 2019 as 8:47

    Auscultei e li a mensagem do Levy, vi que o mesmo renasceu. É um homem novo segundo o conteúdo da sua missiva. Seris bom que os outros que estão perdidos pensassem em STP em vez de serem teleguiados por alguém que não tem nada a ver com o bem desse povo. Dizem que o tempo faz perguntas e ele mesmo dá respostas.

  6. Nuno Menezes

    26 de Junho de 2019 as 9:24

    O que é ditadura e como funciona?
    Ditadura é uma forma de governo em que o governante (presidente, rei, primeiro ministro) exerce seu poder sem respeitar a democracia, ou seja, governa de acordo com suas vontades ou com as do grupo político ao qual pertence. Na ditadura não a respeito à divisão dos poderes (executivo, legislativo e judiciário).
    O que é ditadura o que é democracia?
    Temos por democracia, um regime de governo onde o poder de tomar importantes decisões políticas está com os cidadãos (povo), democracia é o “governo do povo para o povo”, e se opõe às formas de ditadura e totalitarismo, em um país democrático os representantes são eleitos pelo voto popular, o que subentende que então …
    O que é ser um ditador?
    Ditador era o título de um magistrado da Roma Antiga apontado pelo senado romano para governar o estado em tempo de emergências. No sentido moderno, refere-se a um governante absolutista ou autocrático que assume solitariamente o poder sobre o Estado (apesar de o termo não ser aplicado a monarquias absolutistas).
    O que é o que é democracia?
    O que é Democracia: Democracia é o regime político em que a soberania é exercida pelo povo. A palavra democracia tem origem no grego demokratía que é composta por demos (que significa povo) e kratos (que significa poder). Neste sistema político, o poder é exercido pelo povo através do sufrágio universal.
    O que é democracia exemplos?
    Significado: Do grego demo = povo e Kracia = governo, ou seja, governo do povo. Democracia é um sistema em que as pessoas de um país podem participar da vida política. Esta participação pode ocorrer através de eleições, plebiscitos e referendos.

    Nuno Menezes
    Lincoln,Reino Unido

  7. ANCA

    26 de Junho de 2019 as 9:41

    O conceito de oposição, de que tem que derrubar tudo, ou quem esteja a governar está ultrapassado, a oposição tem que ser alternativa, pois ela também é poder, sobretudo deliberativo, ou seja na assembleia da República para a resolução dos problemas da realidade social, cultural, ambiental, desportiva, política, económica e financeira…

    Por ela deve apresentar projectos de leis, políticas, alternativas organizada estrutura a ser discutida por todos e assim ser aprovada ou não…

    O povo, a comunidade, os cidadãos que acompanham, saberão ler estas propostas de organização alternativa e decidir na altura certa…sem precisar do fenómeno banho, é uma forma diferenciada inteligente, de se posicionar…

    Quem pensar o contrário achar que oposição deve ser força de bloqueio a tudo e todos, ainda que venha a ser poder acabará por ser sempre fragilizada, e perder eleições, pois jamais constituiu nem constitui alternativa a resolução dos problemas da realidade quotidiana…

    É claro que primeiramente os cidadãos, juntamente com a oposição, neste caso, que jamais deveria ser da instituição partidária ADI, pois que venceu as eleições, o movimento Cauê, e isto deve ou pelo menos deveria fazer tirar ilações aos que estão no poder, pela configuração, saída das urnas em que nenhuma instituição partidária obteve a maioria, para espaços de inclusão, de conversão, até de alternativas organizadas conjuntas, há momentos políticos assim, sem deixar de se caracterizarem….

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  8. Amar o o que é nosso

    26 de Junho de 2019 as 12:49

    Ele agiu bem. Parabéns! Mas governo está moribundo. Estamos a ficar cansados de dar tempo para governo atuar. O que é preciso para colocar travão na retirada de areia no bairro saton?!!? Óscar Sousa O que está a fazer. Ao meu ver em vez de preocupar com um golpe estado de 2003, devia se preocupar com o bairro Saton que está a desmoronar. Vergonha, estão a dar campo para os gajos se tornarem grandes delinquentes isto porque já notaram que polícia é militares têm medo deles. Onde já se viu

  9. Vanplega

    26 de Junho de 2019 as 16:21

    Chicote de Deus arde muito eeeeeee

    Político, mudou de vinho para água. Nunca vi.

    Só falta entregar tudo que adquiriu em 4 anos de forma ilegal.

    Também não têm outro caminho, os defensores do Pinta Cabra, não o quer lá (ADI)

    Muda-ti rapaz, procure o teu caminho. O discurso é, bom
    Vamos ver

  10. Vedé

    27 de Junho de 2019 as 8:40

    O governo tem apenas 6 meses de governação, até dizem que esse tempo e de graça. Pela forma como encontrou o país, com mil e um problema e que graças a vontade e fidelidade das suas acções consigui resolver o problema enegético, resolveu o problema de salário do Dezembro e do 13º mês, baixou os impostos alimentício, resolveu salário do Gime, conseguiu mobilizar fundos para conclusão de muitas obras que estavam paradas por falta de financiamento, pagou bolsas aos nossos estudantes no estrangeiro, conseguiu financiamento para garantir refeição para os nossos meninos nas escolas são entre outras acções de mais valia que traduz que mais tempo farão muita coisa em prol de melhoria de condições desse povo.

  11. Seabra

    27 de Junho de 2019 as 12:25

    …é incrível como é que as pessoas têm a memória curta sobre os PERIGOSOS da Républica . Estes malfeitores do país dão á volta aos mais fragilizados que é a POPULAÇÃO para lhes enganar, lhes MANIPULAR, para chegarem aos seus OBJETIVOS.
    Lévy Nazaré não é um individuo credível, não é homem de confiança…se ele mudou de campo,foi unicamente por ter sido abandonado pelos seus pares no interior da sua família política ADI que anda em conflito uns com os outros, como é o desejo do guru criminoso, larápio, ditador, corrupto Patrice Trovoada, para poder continuar a reinar.
    Não sou pelo Gabriel Costa, mas devemos admitir que era o nosso 1o ministro e merecia uma consideração e um respeito particulares pela função que ele desempenhava. No entanto, o LévyNazaré, lhe faltou o respeito como homem de Estado , foi agressivo , insultou -o (há provas) , em plena ASSEMBLEIA NACIONAL, um lugar Sagrado…Lévy Nazaré merecia ser julgado, condenado e preso pelo ato que ele cometeu. Nunca se esqueçam quem é este bandido, um verdadeiro LOBO que quer hoje passar por uma ovelha para obter favores, aquilo que ele quer.ATENÇÃO !
    Lévy Nazaré deve pedir perdão publicamente ao ex 1o ministro Gabriel Costa.

  12. Pequeno

    27 de Junho de 2019 as 16:00

    Levy Nazaré vai tomar banho…

    Engana quem não te conhece, estas a jogar politica, e a tua jogada só enganas quem não entende como funciona os políticos mafiosos. Durante a Governação do XVI Governo Constitucional, ocupavas mais de quatro pastas na administração publica, os teus irmãos, primos, sobrinhos e amigos todos ocupavam boas pastas na função pública. Enquanto Patrice Trovoada estava de bem contigo e a te dar gorjetas, chamavas ele de chefe, hoje ele é o Demónio. Achas que consegues enganar a todos. Aonde saiu dinheiro para construir a tua mansão?
    Foi a custa de quem?
    Se não queres estar na assembleia para defender os interesses do povo que te elegeu, por favor, coloca o cargo a disposição. So consegues viver na politica, fora dela não consegues fazer nada que presta.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo