Política

Elsa Pinto na Cimeira da UA aproveita para reforçar relações com Marrocos

A ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Elsa Pinto, representa São Tomé e Príncipe na Cimeira da União Africana que arrancou este domingo em Addis Abeba-Etiópia.  A chefe da diplomacia santomense passou em revista os temas do fórum, sob o signo do silenciar das armas, quando se multiplicam os conflitos.
Quando em finais de Janeiro último, regressou de Laayoune, capital do Saara Ocidental, onde inaugurou o primeiro consulado de São Tomé e Príncipe junto ao Reino do Marrocos, Elsa Pinto, anunciou em conferência de imprensa que durante a cimeira da União Africana neste mês de Fevereiro, iria à margem da reunião, reunir-se com o Governo marroquino, para alinhavar aspectos estratégicos da cooperação bilateral.
Em Addis Abeba, Elsa Pinto concedeu entrevista a Rádio França Internacional, onde deixou mais uma vez vincada a escolha de São Tomé e Príncipe, pelo Reino de Marrocos. Pode acompanhar a entrevista em registo audio :
    8 comentários

8 comentários

  1. José Gonçalves

    10 de Fevereiro de 2020 as 7:45

    A senhora devia ter vergonha. A dignidade não se vende, mesmo sendo pobre. E agora que a União Africa volta a reafirmar a sua posição sobre a autodeterminação do povo de Sahara. Onde é que fica S.Tomé e Príncipe nesta resolução.
    Vendendo a dignidade por alguns trocos pessoais e participando numa cimeira onde condena aqueles que têm estado a receber os trocos de Marrocos em troca da ocupação ilegítima do território do povo Sahara.
    A senhora e os seus coluios não têm vergonha e têm estado a envergonhar o povo santomense.
    Bem Haja S.Tomé e Príncipe.
    JG

  2. Sem assunto

    10 de Fevereiro de 2020 as 14:22

    Foi para isto que subiram ao poder, para viajar e falar atoa, vender o país a tostões e agudizar a precaridade, idiotas.
    Senhor 1º ministro acredito que o senhor é um individuo dotado de sapiência e da razão, sendo assim não deixeis estes tolos lhes governarem, até porque o coitado do povo o elegeu na expetativa de verem os seus mínimos problemas resolvidos. O que espereis para substituir a ministra da cultura e da educação?
    Nunca estivemos tao mal servidos nestes dois sectores ,credo, é deprimente ver estas senhoras a falarem na televisão. A analise da semântica discursa destas ministras é igual a zero. Assim não vamos a lugar nenhum.

  3. luisó

    10 de Fevereiro de 2020 as 19:46

    Há gente que anda a abrir consulados sem nexo.
    Em marrocos existe a maior comunidade de estudantes santomenses?
    Alguém que diga se é verdade ou não….

  4. Augerio Amado vaz

    10 de Fevereiro de 2020 as 19:54

    Mentindo descaradamente. Nenhum Estudante Santomense estuda em Aiun. os estudantes estão em Tânger, Rabat e Fės, e todas essas regiões distam pelo menos13 horas de Aiun. Venderam alguma dignidade que ainda restou do nosso Estado

  5. Kwatela

    11 de Fevereiro de 2020 as 6:34

    Nao sei quem conduz a nossa politica externa.
    O que está a acontecer é muito mau e pouco ético. Embora militante do MLSTP nao me revejo nesta política externa.embora pobres mas temos que ter dignidade. Todo povo tem direitos a liberdade e nega-lo este direito é no minimo anti patriota e pouco ético. Meus senhores tenham dignidade sff.

  6. Vanplega

    11 de Fevereiro de 2020 as 9:10

    Ela gosta vender a cara.

    Igual a Pinta Cabra, nas atitudes.

    Falta de vergonha, sao esses politicos que temos

    • Púmbú

      13 de Fevereiro de 2020 as 20:00

      Ela é bonitinha!!!

  7. Pancha Tavares

    4 de Março de 2020 as 3:05

    É o meu pai sempre disse ” filha temos que nos respritar primeiro para que os outros nos respeitem”. Esta é a grande verdade!
    Armam-se em espertas e levam! Agora? Kidareééé….!😆😆😆😆

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo