Política

Maria Amorim repudia homenagem a sua pessoa feita por “JBJ”e Elsa Pinto

Excelentíssimo Senhor Primeiro Ministro

Chegou ao meu conhecimento que foi inaugurada na manhã do dia 8 do mês em curso, por Vossa Excelência, a convite da Senhora Ministra dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades, o Edifício do Ministério  contendo uma Sala de Formação de Diplomatas, com o meu nome. Sinto-me honrada? Não. Porquê? Porque não comungamos dos mesmos princípios e não defendemos os mesmos objectivos. Não tenho alianças reprováveis.

Esta suposta homenagem está em contradição com o conteúdo do Comunicado do Governo publicado no jornal digital Téla Non, no dia 2 de  Março de 2020, cujo conteúdo vexatório tinha a pretensão de denegrir-me.

Sinto-me pasmada e revoltada com tamanha incoerência, falta de cortesia e de delicadeza. O saber ser orienta-nos a consultar previamente a indigitada solicitando o seu parecer. Se houver aceitação, a pessoa será informada da data da inauguração, e convidada a participar na cerimónia.

É a segunda vez que sou homenageada desta maneira inusitada em vésperas de 45 anos de Independência, tempo mais que suficientes para se aprender e exercitar as práticas de urbanidade e educação.

Venho pois publicamente repudiar este acto e exijo que o meu nome seja retirado.

Dediquem o vosso precioso tempo a resolver os problemas existentes, e os que advirão resultantes da Pandemia de Covid-19 na vida do Povo  são- tomense, e não me homenageiam  e nem utilizem o meu nome para anseios pessoais e políticos.

Reservo-me o direito de tornar público o conteúdo da presente mensagem.

Com os meus cumprimentos,

Maria do Nascimento da Graça de Amorim

    21 comentários

21 comentários

  1. Eu te conheço

    10 de Julho de 2020 as 10:31

    Muito bem!!!!! Subscrevo plenamente!!!!! Ainda existem pessoas com coluna vertebral neste país. Muito obrigado senhora drª Maria da Graça Amorim.

  2. Dignidade

    10 de Julho de 2020 as 11:13

    Grande Mulher. Tiro o meu chapéu!!!!!!!!!!!!!! A dignidade não se compra. Os meus parabéns para si.

    • Viático Neto

      11 de Julho de 2020 as 9:21

      Os melhores cumprimentos e muitos parabéns Sra Dra Maria Amorim… Se a Senhora foi homenageada é porque viram na sua pessoa algo de positivo e altruísta. Não pense que depois da sua atitude patriótica e de grande coragem, dissociado às coisas e afastando-se dessa gentinha pequena e mediucre, possam agora, desavergonhadamente denegro-lá. Nós conhecemos toda esta corte de gente, sem qualificação, sem educação, sem normas e qualquer sentido político – ético. A tão grande atrocidade cometida pela ministra Elsa Pinto, no mínimo deveria pedir sua demissão para poupar manchar ainda mais este governo incompetente. Na maior das hipóteses, num estado de direito democrática ela devia ser demitida e o ministério público averiguar o caso. Mas, não, a senhora é tida, sobretudo, como a heroína se tratasse… Sinceramente!!!

  3. bem feito

    10 de Julho de 2020 as 11:33

    Muito bem dito Dra. Maria Amorim. Fazem as coisas as trapalhadas sem respeitar as regras, insultam as pessoas e depois vêem as elogiar. Realmente é muito contraditório essa postura de governo depois de ter enxovalhado a Dra Maria Amorim. Bem feito. Que aprendam a ser dirigentes com dignidade que merecerão respeito dos outros. Gostei dessa resposta. Foi mesmo a medida…

  4. Dogmar Ayres

    10 de Julho de 2020 as 11:36

    Mulher de carácter, sabe o que é bom, conhece o melhor e que já viu tanto que está cega, por não se atrapalha para coisas pequenas…Força senhora Maria do Nascimento da Graça Amorim…

  5. Só coragem

    10 de Julho de 2020 as 11:43

    Muito bem dito. Falta de vergonha na cara desses políticos de meia tigela. Julgam que podem fazer e dizer tudo e depois tentam limpar com homenagem. Muita hipocrisia. Bem haja minha senhora faltam mais gente com carácter e dignidade neste país de bajuladores.

  6. Alligator

    10 de Julho de 2020 as 11:59

    Mas que vexame, Sr Primeiro ministro e os seus “ministroszinhos”!!! Que vergonha!Parece-me que a Senhora Maria Amorim é das minhas, pois detesta cinismo e hipocrisia!

  7. FUBA

    10 de Julho de 2020 as 12:05

    É bom que se diga que o actual poder fala tanto sobre as suas boas actuações etc, mas não repara que tem ofuscado a comunicação social, nomeadamente a TVS e RN de tal forma que só deixa passar coisas que lhe agrada. Isso não é ser bom governo. É triste ser assim. Este tema devia ser publicado nas dois órgãos de comunicação social públicos. A comunicação social deve falar de tudo o que ocorre, de bom e de mal, contra seja quem for e a favor de seja quem for. Muita falta de pudor e sensatez dos chamados governantes.

  8. Professor

    10 de Julho de 2020 as 13:53

    Esta senhora deve ter tido bons professores de Português, o seu texto não tem erros de escrita, a pontuação está correcta, as palavras utilizadas indicam um grau de conhecimento da língua Portuguesa bastante acima da média.

    Parabéns

    • Lei Carvalho

      10 de Julho de 2020 as 20:09

      Concordo em número, gênero e grau.

  9. Crisotemos Café

    10 de Julho de 2020 as 14:24

    Eu sabia, Vocês não conhecem Maria Amorim? Alguns desses políticos novos, como a Elsa deveria ter pelo menos ouvido falar desta Grande Senhora. Eu que sou mais novo ouvi os mais velhos a falarem dela.

  10. Arlindo de Castro

    10 de Julho de 2020 as 16:22

    Óh que coisa!
    Como homenagear alguém sem o informar do acto e que a mesma não se faz presente.
    Desculpem, a diplomacia mudou.
    Erro de palmatória.
    Aonde estão os Acessores, os Conselheiros os Seniores da casa que faz diplonacia?
    Formem gente

  11. Sem assunto

    10 de Julho de 2020 as 16:29

    Está senhora é uma “fera”, no bom sentido. De fato não se pode comungar com um governo que num ato primário e descortez insulta e enxovalha uma cidadã só porque a mesma teve a ousadia de fazer jus aos pressupostos da cidadania:analisar, opinar, repudiar, criticar.
    Venho dizendo, os camaradas assumem a indumentária democrática mas na ação são ditadores, pois nas suas agendas comportam as seguintes funções : persiguir, denigrir, apagar, abafar, todos quantos pensam e agem em contrariedade, na verdade está postura está presente em todas as forças políticas no país quando ascendem a governação.
    Para a história ficará uma cidadã que recusou agradar gregos e troianos, demarcando se das sujeitas e falta de decoro oriundo da classe governante, mais “Marias Amorins” precisa-se.

  12. Nanana

    10 de Julho de 2020 as 16:49

    Ainda há SANTOMENSES!
    O XVII governo, assim como a maioria dos seus aliados, de nível e categoria que deixo à consideração de todos, julga que TODA a gente é, pensa, age e é da laia deles.

    Não, minha gente.
    O verdadeiro Santomense, embora pobre e analfabeto, era tambem: honesto, educado, agradecido, e o melhor:SABIA ESTAR.

    Esqueceram-se dos valores…
    Tudo se compra e tudo está a venda.
    A incúria sem carácter, e tudo vale, transformou-se no modus operandis dessa gente.

    Obrigada Maria Amorim, por me fazer crer que ainda há SANTOMENSES.

    UMA MULHER COM UM BOM PAR DE OVÁRIOS!
    BEM HAJA!

  13. F.F.T

    10 de Julho de 2020 as 18:26

    O país, felizmente, não é só feito de pessoas com alma pequena, ignorantes e com uma capacidade cultural e intelectual baixa, como alguns políticos nos habituara. Existem pessoas com dignidade, com grande capacidade de pensar no coletivo, tendo em conta o seu percurso de vida. Esta senhora ganhou um grande admirador. São nestas pequenas coisas que sinto orgulho em ser deste país. Raras pessoas neste país serão capazes de dizer “não”, com razão, querendo com tal transmitir aos mais novos valores como a coerência, respeitabilidade, dignidade, coragem e independência. Os meus sinceros parabéns.

  14. Viático Neto

    11 de Julho de 2020 as 11:16

    Muitos indagam, como é possível um país tão pequeno haver políticos tão corruptos… Bem, eu fiz uma pequena pesquisa analítica e constatei que, o partido mãe, o MLSTP, comparo como uma espécie de mulher “vadia” ou “puta” que pariu vários filhos imunes e indigentes e a árvore genealógica cresceu, deu vários rebentos e nasceram vários netos e bisnetos…nomeadamente o ADI, PCD, MDFM, CODO que por sinal faleceu e tantos outros…no entanto, o ADN continuou lá, pois bem, uma mãe satânica só poderia porcriar filhos rebeldes, herdando dela as mesmas características satânicas…e, isto é uma chatice, porque vai continuando somando gente investida com as mesmas carácteristicas da mãe, sendo a hipocrisia, a corrupção, a injustiça, o sentido ditatorial, a cobiça, falsas aparências etc, está no ADN da mãe e que foi transmitido aos filhos e netos. Como dizemos na gíria “os dedos não são todos iguais”,felizmente alguns filhos são de tamanho reconhecimento e notariedade na nossa sociedade, pelo seu carácter, a sua personalidade e sentido de responsabilidade que, eu pessoalmente, estimo e admiro imenso. Eu me revejo nessas pessoas e são elas que me fazem sentir e acreditar num São Tomé e Príncipe diferente, de pessoas com carácter e de personalidade. Essas pessoas são pouquíssimas na nossa sociedade e, não poderia ficar indiferente sem citar alguns desses nomes: Manuel Mário D’Alva, Norberto Costa Alegre, Dr Guadalupe, Romão Couto, Alda Bandeira, gente comum como o Carlos Afonso, Emery D’Alva, Juvenal Espírito Santo, e alguns poucos que me escapam,bem como os muitos que já faleceram. Paradoxalmente gente de mérito e idoneidade de reconhecimento e notariedade não tem qualquer expressão na vida política, no seio desses partidos. Que tédio…
    Viático Neto.

  15. Conobia

    11 de Julho de 2020 as 13:03

    So lamento que a Elsa Pinto esteja a cometer essas “gafes”. Está senhora não foi humilde. Uma homenagem não deve ser vista desta maneira. Esta senhora durante o tempo que esteve no poder foi terrível para muita gente. Agora aparece com uma falta de humildade inaceitável. Fez parte do regime num momento mais duro da nossa história. Não compreendo tanta altivez!! Mas, enfim, o tempo é o melhor remédio. Apenas digo: não cuspa no prato onde comeu…

  16. Andorinha

    11 de Julho de 2020 as 13:37

    Bom grande para esta mulher porque o que governo tentou fazer é calar alguem que fala verdade e a senhora não foi de moda.
    E com mais agravante é fazer as coisas sem passar cartão a senhora isto não existe em lado nenhum.

  17. Viático Neto

    12 de Julho de 2020 as 6:15

    Os melhores cumprimentos e muitos parabéns Sra Dra Maria Amorim… Se a Senhora foi homenageada é porque viram na sua pessoa algo de positivo e altruísta. Não pense que depois da sua atitude patriótica e de grande coragem, desmistificando às coisas e afastando-se dessa gentinha pequena e mediucre, possam agora, desavergonhadamente vir denegri-lá. Nós conhecemos toda esta corte de gente, sem qualificação, sem educação, sem normas e noção político – ético. A tão grande atrocidade cometida pela ministra Elsa Pinto, ao nomear um indivíduo estrangeiro e sobretudo um malandro com casos de justiça a prestar às autoridades angolanas, no mínimo deveria pedir sua demissão para poupar manchar ainda mais este governo incompetente. Na maior ou pior das hipóteses, num estado de direito democrática ela devia ser demitida e o ministério público averiguar o caso. Mas, não, o governo liderado pelo PM JBJ consideram-na , como se a heroína tratasse… Sinceramente!!! Falta de borracha…

  18. Como será

    13 de Julho de 2020 as 7:41

    Ahhhh. S.tome.s.tome, este pais tornou um palco de Teatro, Dr Amorim meus parabens pela sua atitude, eles queriam sim te passar na farinha com esta falsa homenagem. Mais agora vam formar diplomata no paìs? Se os poucos que existem na diapora a representar o país vivem na miseria, passam fome, devem as rendas de casa, os funcionarios sem os seus ordenados! E na dita escola quem sera professores sera a senhora Elsa? Ou o seu amigo Francês que nomeaste? Voces pegaram neste país e fizeram um palco espetaculo imundo e perderam carácter, QUE VERGONHA.

  19. Santo

    28 de Agosto de 2020 as 10:21

    Foi apenas uma falha técnica de não haver uma conversa prévia com a homenageada, mas foi um recomhecimento de gratidão por parte do governo de JBJ. Foi pra um mérito do governo de homenagear pessoas que ainda vivem pelas suas benfeitorias, porque muitas das vezes fazem-nas depois da morte.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo