Política

Portugal reabilita centro de saúde militar e oferece medicamentos às FASTP

As Forças Armadas de São Tomé e Príncipe(FASTP), beneficiaram nesta semana de mais um gesto de cooperação e solidariedade de Portugal.

O Estado Maior das Forças Armadas de Portugal ofertou às FASTP um lote de testes rápidos para Covid-19, e também diversos lotes de medicamentos.

«Medicamentos ofertados pelas forças armadas portuguesas através do seu laboratório», pontuou o Ministro da Defesa e Ordem Interna de São Tomé e Príncipe. Óscar Sousa.

Coronel do exército na reforma, o ministro da defesa e ordem interna, presidiu a cerimonia, que segundo o embaixador de Portugal é mais um acto de reforço da cooperação bilateral.

«São gestos de solidariedade que reforçam as relações bilaterais entre Portugal e São Tomé e Príncipe», sublinhou o embaixador Rui …

Por outro lado o Estado Maior das Forças Armadas de Portugal, financia as obras de reabilitação do centro de Saúde Militar das forças armadas de São Tomé e Príncipe. da defesa e ordem interna, destacou o apoio financeiro da instituição militar portuguesa.

«A reabilitação do centro de saúde  está sob a responsabilidade da companhia de engenharia militar com financiamento do Estado maior das Forças Armadas Portuguesas», concluiu o ministro Óscar Sousa.

Acção no âmbito da cooperação militar entre os dois países, que reforça a luta contra a Covid-19 no seio das forças armadas e no país em geral.

«Nos tempos de pandemia que atualmente vivenciamos, e a par do papel relevante qu as Forças Armadas santomenses têm vindo a desempenhar no apoio na luta contra a Covid-19, as Forças Armadas Portuguesas decidiram apoiar o Centro de Saúde Militar das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe com materiais médico-sanitários, nomeadamente 300 testes rápidos à Covid-19 ofertados pelo Estado-Maior-General das Forças Armadas, através do Hospital das Forças Armadas, e medicamentos ofertados pelo Exército Português, através do seu Laboratório Militar», explica uma nota de imprensa da embaixada de Portugal

A nota da embaixada de Portugal que chegou a redacção do Téla Nón,  realça as presenças do Coronel José Costa Reis, Adido de Defesa junto à Embaixada de Portugal, do Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas santomenses (CEMFA), Brigadeiro-General Idalécio Pachire, o Vice-Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, o Comandante do Exército, e demais militares na cerimónia que decorreu nas instalações do centro de saúde militar.

Abel Veiga

 

    1 comentário

1 comentário

  1. Kwame Santiago.

    10 de Abril de 2021 as 23:05

    Nós Em São Tomé e Príncipe temos défices equipamentos hospitalares, para raio x, ecografia e emodialise, viaturas ambulância e os governantes estão a receber material bélico! Estamos em guerra armada ?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo