Política

Participação do NRP Zaire no exercício internacional Obangame Express 2022

Entre os dias 13 e 17 de março de 2022, o NRP Zaire participou no exercício internacional OBANGAME EXPRESS 2022.

Este exercício, conduzido pelo Comando Africano dos Estados Unidos da América(US AFRICOM), é o maior exercício marítimo realizado na África Ocidental, sendo que a edição deste ano contou com a participação de 32 países. De entre os seus principais objetivos, salientam-se a consciencialização sobre o domínio marítimo, a cooperação regional, as boas práticas de aquisição e partilha de informação e a promoção de segurança regional.

Fuzileiros

No âmbito do OBANGAME EXPRESS 2022, coordenado nas águas de São Tomé e Príncipe pela Guarda Costeira Santomense, o NRP Zaire interagiu com o Navio da Guarda Costeira Santomense Pichi N’dala, com o Navio da Marinha Francesa Commandant Birot, e com o Navio da Marinha Camaronesa Dipikar.

Em contexto interagência, foram simulados cenários de Pirataria marítima, Tráfico de armas e droga, Imigração ilegal, Contrabando e Busca e Salvamento marítimo, embarcando para o efeito várias autoridades policiais de São Tomé e Príncipe, e mantendo de forma contínua uma estreita coordenação com o Centro de Operações Marítimas da Guarda Costeira Santomense.

Militares são-tomenses e portugueses

Dos vários exercícios realizados, é de salientar o exercício de combate à Pirataria Marítima, que contou com a participação do NRP Zaire (com uma equipa de abordagem da Guarda Costeira Santomense embarcada), do Navio da Guarda Costeira Santomense Pichi N’dala e do Navio da Marinha Francesa Commandant Birot, tendo sido representativo da interoperabilidade e espírito de cooperação regional.  

Militares são-tomenses

O NRP Zaire prossegue a sua missão de apoio à fiscalização conjunta dos espaços marítimos e de capacitação marítima da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, sendo um exemplo em matéria de cooperação bilateral entre estes dois países lusófonos, contribuindo indubitavelmente, através de um esforço conjunto, para a segurança marítima das águas Santomenses em particular e um importante contributo de Portugal para a segurança marítima do Golfo da Guiné, em geral.

Fonte : Adido militar da embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe

FAÇA O SEU COMENTARIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top