Política

Navio hidrográfico da marinha da França escalou São Tomé

Borda, é o nome do navio da marinha francesa que atracou em São Tomé, no quadro da missão de pesquisa que realizou nas águas do golfo da Guiné.

A república do Congo e a república do Gabão foram os dois alvos da operação hidrográfica. Um trabalho de pesquisa que é feito com recurso a sondas e outros equipamentos modernos, e que permite actualizar a carta marítima, do Congo e do Gabão.

Uma operação que ajuda a melhorar a navegação e a segurança marítima no golgo da Guiné. Note-se que a carta marítima de São Tomé e Príncipe foi actualizada no ano 2014, após levantamento hidrográfico feito pela marinha de Portugal.

Comando do navio hidrográfico da França

A segurança marítima na região do Golfo da Guiné, está no centro da cooperação militar entre São Tomé e Príncipe e os países da sub-região. Prova disso mesmo é o facto da guarda costeira estar envolvida em mais um exercício militar promovido pela Comunidade Económica da África Central e a França.

Navio hidrográfico francês

O exercício designado Mega Lop, pretende elevar as capacidades das forças navais do golfo da Guiné, no combate contra todas as formas de criminalidade marítima.

Abel Veiga

FAÇA O SEU COMENTARIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top