Estudos

Percurso e integração sócio académica estudantes são-tomenses no Porto

Percurso e inserção sócio académica dos estudantes dos PALOP: o caso dos estudantes são-tomenses na Universidade do Porto” é o tema de estudo da tese de Mestrado em Ciências da Educação que o estudante são-tomense Verónico do Espírito Santo das Neves defendeu no passo dia 19 de Julho, na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (Portugal). Licenciado em Intervenção Social e Comunitária, Verónico Neves procurou com este tema reflectir de forma séria e sistemática sobre o percurso e integração sócio académica dos estudantes dos PALOP (nomeadamente os de São Tomé e Príncipe) que deixam os seus países de origem em busca de um sonho: formação de qualidade e reconhecida dentro do espaço europeu.

A partir dos casos concretos analisados, o estudante verificou que os patrimónios culturais que herdamos dos portugueses facilita a integração mas, não é suficiente para promover uma verdadeira inclusão sócio académica dentro da sociedade portuguesa. Por isso, na sua opinião, é primordial “escutar os estudantes, perscrutar as suas realidades para além das notícias veiculadas pela comunicação social. Deixar que sejam eles os transmissores primordiais das suas vivências e que nos expliquem como transpõem o real confronto entre a vivência da dupla identidade (o de são-tomense e o de imigrante); como enxergar no «Outro» um ‘alter ego’ quando, por vezes, são vistos como ‘usurpadores’ de direitos”.

E o resultado é evidente: “é neles manifestamente visível um sentimento comum: vivem numa espécie de segundo patamar de cidadania, de acesso aos direitos (…), dificuldade em obter apoios sociais (quer do país de origem como das Instituições portuguesas); suspensão de bolsa de estudos sem motivos aparentes

(por vezes a carta de reclamação e/ou pedido de uma outra bolsa de estudos não é respondida. Como tal, a culpa morre normalmente solteira); dificuldade em obter um apartamento para arrendar (aos estudantes africanos os senhorios exigem pelo menos um fiador) “; etc.

Verónico Neves cita no seu estudo, dentre outros, o moçambicano e Professor João Mosca e são-tomenses como a Professora Inocência Mata, Bilaine Carvalho Ceita e Albertino Bragança. A sua tese foi classificada com o nível de Excelente.

Para ler o RESUMO DA TESE CLIQUE – Resumo Tese Mestrado

    19 comentários

19 comentários

  1. FC

    20 de Agosto de 2010 as 14:50

    Olha o Verónico! Que é feito de ti rapaz? Lembro-me bem de ti nos tempos do Liceu. Parabén pela tese de mestrado. Como o tempo passa e as pessoas mudam!
    Mas indo ao que interessa, isto é alguma notícia? Qulaquer dia deste mando os meus trabalhos de Engenharia, a ver ser o telanon consegue publicar e os leitores descodificar algo, lol

    • Neves

      24 de Agosto de 2010 as 19:59

      Bem….FC,
      Sei que és capaz de discodificar isto:

      ÍNDICE
      PARTE 1 – Enquadramento Teórico
      0.Introdução

      1.Definição de alguns conceitos

      a.Diversidade e multiculturalismo
      b.Multiculturalismo e cidadania
      c.Educação multicultural

      2.A cidadania e justiça social na Contemporaneidade

      a.Igualdade e democracia no plano sócio educativo
      b.O local versus Global em educação
      c.Justiça social como parte da cidadania

      3.Percurso e inserção sócio académica dos estudantes dos PALOP: O caso dos estudantes santomenses na Universidade do Porto

      3.1 – O caso dos estudantes santomenses na Universidade do Porto

      a.Conhecer os santomenses
      b.Os santomenses na Universidade do Porto
      c.Os santomenses e a integração sócio académica

      3.2 – Dificuldades da integração

      a.A problemática do racismo
      b.Adaptação social e académica
      c.O desempenho escolar

      PARTE 2 – Trabalho de Campo

      1.Objectivo do estudo

      1.1 – Considerações metodológica

      a.Análise qualitativa no quadro das ciências sociais e humana
      b.Recolha de dados: A entrevista
      c.Tratamento de dados: Análise de conteúdo

      2.Apresentação e discussão dos resultados

      a.Percurso escolar
      b.Integração Académica
      c.Integração Social
      d.Expectativa antes e depois de estar na cidade e na Universidade
      e.Projecto (s) para após a conclusão dos estudos

      2.1 – Considerações finais

      Bibliografia
      Anexos

  2. Pedro Sousa

    20 de Agosto de 2010 as 16:00

    Albertino Bragança tem obra que preste para sustentar um estudo científico? Vê lá se na tua bibliografia conste a Rosa de Riboque, isso pode retirar crédito ao teu trabalho, cuidado jovem trabalho cientifico dá muita dor de cabeça para pores em causa com obra tipo Rosa de Riboque.

  3. Mé Pombo

    20 de Agosto de 2010 as 17:41

    O que vêjo por aqui é tipico dos santomenses.

  4. Alberto Nascimento

    20 de Agosto de 2010 as 18:17

    ‘E uma boa materia mas, na minha opniao, nao chega pra ser assunto total da tese de um mestrado.

    meus parabens, de qualquer forma.

  5. Fernando Magalhaes Santana

    20 de Agosto de 2010 as 23:01

    Por no jornal a notici sobre uma tese? sejam mais humilde senhores Doutores.

    Uma tese pelo menos tem que ter cunho cientifico. Nao acho que uma coleccao de contos e experiencia da sua vida ou dos seus colegas em Portugal constitua materia suficiente para chamar de tese cientifica.

    E’ por aceitar estas falhas que o sistema de ensino em Portugal sofre de falta de credibilidade ao nivel de UE, sobretudo no que toca a area de ciencias sociais.

    Repara, uma tese deve no minimo conforntar com metodos estatisticos para chegar a conclusoes imprciais, e nem tudo que se escreve de ser materia para tese. Voces fazem cada vossa tese sem ter em conta as necessidades do pais e depois quando regressam para STP nao sabem bem o que fazer. Claro, acabam por ser politicos, onde tudo serve.
    Espero que nao seja este a situacao do noso compatriota Veronimo.

  6. Budobaxana

    21 de Agosto de 2010 as 3:38

    Tese de Mestrado deve ter um caracter mais abrangente e inserir-se num contexto mais serio.

    De que vale fazer um mestrado baseado na investigacao da vida de 20-30 estudantes no Porto ?

  7. Deus é Grande e Seja Louvado

    21 de Agosto de 2010 as 15:00

    Por favor não sejam mesquinhos e não omitam opiniões em matérias em que não estão Autorizados para tal; Haja Paciência.É bom que saibam que qualquer tese de Mestrado tem um orientador que são geralmente professores catedráticos ou alguêm equiparado, Se o tema da tese em causa não tivesse valor ciêntifico o mesmo não seria aconselhado para devidos efeitos? Força Caro Compatriota.

    • Alberto Nascimento

      21 de Agosto de 2010 as 19:49

      “É bom que saibam que qualquer tese de Mestrado tem um orientador que são geralmente professores catedráticos ou alguêm equiparado”

      a onde?

      Sabes quantos professores catedraticos existem por departamento em Universidade Portuguesas?

      E aluno ‘e responsavel pelo seu trabalho. Os professores nao fazem muito mais do que acompanhar. Afinal de contas, trate-se de investigacao.

  8. Jeka

    22 de Agosto de 2010 as 4:12

    Haja respeito pelas pessoas.
    Sejam mais humildes e menos invejosos.
    Aprendam a trabalher, pois quem trabalha, respeita o trabalho alheio.
    Antes tarde do que nunca.
    Jeka.

  9. Afonso

    22 de Agosto de 2010 as 9:10

    Sabem porque é que STP é explorado por países e empresas estrangeiras? É devido ás criticas internas, em que toda a gente reclama e pensa que sabe e depois não faz nada pelo país.
    NÃO CRITIQUES, AJUDA!

  10. Melancia

    22 de Agosto de 2010 as 13:50

    Diz-se tese para Doutoramento e dissertação para Mestrado. Certamente, muitos que estão a mandar bocas nunca fizeram uma dissertação de Mestrado /tese de Doutoramento, não sabem de que se trata, não fazem ideia do trabalho que envolve. O Santomense aproveita sempre uma oportunidade para demonstrar o seu grau de invejoso. Há que saber valorizar pequenas conquistas dos nossos compatriotas. Em cada cinco santomenses há três que se acham melhor ou superior que outros dois. Não há união, tomem exemplo de cabo verde. Com a inveja já mais conseguiremos atingir o caminho do desenvolvimento.

    • Filipe Samba

      24 de Agosto de 2010 as 7:00

      À
      Sr.ª Melancia
      Os meus cumprmentos,
      Aproveito o momento para lhe agradecer, pelo reconhecimento da capacidade intelectual de aqueles que o merecem.
      Porque, sei quanto isto custa.
      Muitos chamados, mais pouco escolhidos.
      Felicito o nosso recem Mestrado.

  11. Manuel Sousa

    22 de Agosto de 2010 as 22:00

    Se o nosso sistema de ensino está hoje no estado caótica em que se encontra e, sobretuo, se dependemos em quase tudo da comunidade internacional é porque os são-tomeneses estão mais interessados em criticar do que trabalharem para melhorar as coisas. Por favor, não basta criticar os que fazem algo. Fazem vocês também. Procurem estudar, produzam trabalhos, realizem obras e, só depois, critiquem aqueles que produzem. Para citar ‘Melancia’: “Com a inveja já mais conseguiremos atingir o caminho do desenvolvimento”.

  12. Dignode de Respeito

    23 de Agosto de 2010 as 14:01

    Entro neste espaço apenas para revelar o gesto de reconhecimento pela vontade de partilha ao nosso recém-formado que por sinal, é um intusiasta e revela amor pela sua formação e não se retem na sua “toca”. Parece-me ser alguém com interesse em partilhar um pouco que sabe com todos os seus conterâneos. É de lamentar apenas o facto de ter escolhido o espaço menos apropriado para se expôr técnica e académicamente.

    Entre muitos quadros que se formaram ou quantos santomenses têm tese, dissertação ou mesmo uma Monografia publicada?!! Quantos de nós santomenses que durante a vida universitária não se viu “á braços” com a pesquisa de assuntos sobre STP?!! Nem em bibliotecas, nem na net, nem em publicações especializadas e muito menos em dialecto “santomé fládo”.

    Lembro-me muito recentemente, ter assistido uma conferência sobre o Mercado Formal e Informal em STP defendida por uma jovem santomense (não revelo o nome pelo Direito e respeito) se não me engano licenciada em sociologia. O trabalho foi apresentado em Lisboa. Foi bastante interessante viver aquele momento de partilha através de debate.

    Assim, deixo uma sugestão para o nosso jovem quadro para que quando lhe for oportuno criar um blogue ou pesquisar redes sociais que tratem dessas questões meramente técnicas que embora não seja de domínio do senso cumum, possa ser de conhecimento de todos (noutra dimensão).

    Pode também promover espaço público para a apresentação e discução do seu trabalho a nossa comunidade interessada em saber mais…. Desejo-lhe força na sua caminhada!

  13. Neves

    24 de Agosto de 2010 as 19:55

    A dissertação em questão vai ser brevemente publicada. Para aqueles que não sabem – ou simplesmente desconhecem a dinâmica de uma dissertação desse género – o estudo tem a seguinte estrutura:

    ÍNDICE
    PARTE 1 – Enquadramento Teórico
    0.Introdução

    1.Definição de alguns conceitos
    a.Diversidade e multiculturalismo
    b.Multiculturalismo e cidadania
    c.Educação multicultural

    2.A cidadania e justiça social na Contemporaneidade
    a.Igualdade e democracia no plano sócio educativo
    b.O local versus Global em educação
    c.Justiça social como parte da cidadania

    3.Percurso e inserção sócio académica dos estudantes dos PALOP: O caso dos estudantes santomenses na Universidade do Port

    3.1 – O caso dos estudantes santomenses na Universidade do Porto

    a.Conhecer os santomenses
    b.Os santomenses na Universidade do Porto
    c.Os santomenses e a integração sócio académica

    3.2 – Dificuldades da integração
    a.A problemática do racismo
    b.Adaptação social e académica
    c.O desempenho escolar

    PARTE 2 – Trabalho de Campo

    1.Objectivo do estudo

    1.1 – Considerações metodológica

    a.Análise qualitativa no quadro das ciências sociais e humana
    b.Recolha de dados: A entrevista
    c.Tratamento de dados: Análise de conteúdo

    2.Apresentação e discussão dos resultados

    a.Percurso escolar
    b.Integração Académica
    c.Integração Social
    d.Expectativa antes e depois de estar na cidade e na Universidade
    e.Projecto (s) para após a conclusão dos estudos

    2.1 – Considerações finais

    Bibliografia
    Anexos

  14. Digno de Respeito

    26 de Agosto de 2010 as 15:01

    Caro Neves, assim que possível, disponibilise o respectivo link ou o local onde será publicado. Se for uma obra imprensa, diga onde encontra-lo.
    Um abraço solidário

  15. Digno de Respeito

    26 de Agosto de 2010 as 15:02

    Digo: “encontrá-la”

  16. Neves

    9 de Setembro de 2010 as 7:45

    Neves, Verónico do Espírito Santo das (2010). Percurso e inserção sócio académica dos estudantes dos PALOP : o caso dos estudantes são-tomenses na Universidade do Porto[Edição do Autor] – 136 p. ; 30 cm + 1 CD-ROM. – Dissertação de Mestrado em Ciências da Educação (especialização em Educação e Diversidade Cultural), apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto sob a orientação da Professora Doutora Rosa Nunes .

    E pode ser consultada em:

    http://catalogo.up.pt/F/4BK583DFEPXQQL9JAN9TABS5E1XR899VNU8X142656FIK2DU46-04005?func=short-0&set_number=388063

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo