Sociedade

Vírus estão a ameaçar a produção de galinhas

Técnicos da direcção da pgalinha.jpgecuária estão no terreno, numa campanha de vacinação que pretende travar a infecção viral que nesta altura do ano põe em risco a produção das galinhas, sobretudo as chamadas galinhas da terra. Segundo o veterinário Américo Magalhães, existem criadores que já perderam 100% de galinhas. A Direcção da Pecuária que lançou uma campanha de vacinação a nível nacional, reconhece que alguns criadores já perderam boa parte da produção. Testes efectuados confirmaram que neste período de transição das chuvas para a estação seca, conhecida por gravana, surgem vírus que matam as galinhas. «Testes já realizados confirmam que temos problemas de doenças de origem viral da lista A. Por isso fazemos campanha de vacinação para os criadores que têm menos recursos, uma vez que as vacinas são muito caras», explicou Américo Magalhães.

As chamadas galinhas da terra, que buscam alimento no quintal ou no mato, são as principais vítimas da virose. Uma grave ameaça para a produção familiar. «Há criadores que já perderam 100% dos seus animais porque começamos um pouco tarde. Normalmente a taxa de mortalidade ronda os 90 a 95% de animais infectados», reforçou no veterinário.

Numa altura em que o mundo se confronta com a gripe suína, os técnicos da pecuária, dizem que também estão em estado de alerta máximo. «Neste momento não vacinamos os porcos. Estamos em estado de alerta. Para os porcos, fazemos desparasitação e outros tratamentos de rotina», frisou.

Sector da pecuária assume a sua responsabilidade na prevenção de enfermidades que podem ser transmitidas dos animais para o homem.

Abel Veiga

Recentemente

Topo