Sociedade

As praias governador, tamarindos e atrás do morro mais limpas

No último sábado 20 activistas do distrito de Lobata realizaram uma limpeza “relâmpago” em três das principais praias do distrito. Resultado: As praias ficaram mais limpas mas agora é necessária a contribuição de todos para manter o que foi conseguido.

As praias Governador, Trás do Morro e Tamarindos foram alvo de uma intervenção de limpeza rápida por parte das associações AJADSTP, Clube das Nações e CANABLABO. A acção teve como objectivo travar o lixo espalhado nas praias que começara a atingir proporções alarmantes, apesar dos esforços da Câmara Distrital de Lobata e de três agrupamentos do GIME na recolha e limpeza, respectivamente.

Os activistas envolvidos encheram um total de 40 sacos de ráfia com lixo recolhido, que foram depois encaminhados para a lixeira de Lobata. A praia do Governador foi aquela que mais beneficiou da acção, tendo sido destacados 10 activistas para o local e cujo resultado final foi extremamente positivo.

Só com a contribuição de todos, será possível manter a praia limpa. Para isso basta que cada um utilize os tambores destinados à deposição do lixo e nos casos em que estes estejam cheios, o lixo produzido deve ser transportado e depositado até ao contentor vazio mais próximo.
Antes da acção de limpeza: O lixo espalhado ameaçava começar a fazer parte da paisagem

No lixo encontrado encontravam-se especialmente garrafas de vidro, papeis e cartões de embalagens, pratos e copos de plástico e restos de comida. A limpeza incidiu apenas sobre os materiais dificilmente biodegradáveis, isto é, aqueles que não “desaparecem” e em que são necessários largos anos para que se degradem na Natureza. Em alguns casos, como o plástico, o risco de contaminação para a vida marinha e costeira é elevado, uma vez que, com o tempo e devido às condições climatéricas, esses materiais passam a ter dimensões cada vez mais pequenas, podendo por sua vez ser ingeridos por animais que os confundem por comida. A presença de elementos químicos tóxicos associada à dieta alimentar das populações que consomem esses animais, poderá no futuro ser um problema grave para a saúde pública.

O mau estado das praias havia sido a causa para a suspensão de actividades de sensibilização de banhistas e utentes que, graças à intervenção de limpeza, puderam recomeçar no dia seguinte. Nessas acções, os frequentadores da praia da Juventude até aos da Lagoa Azul são convidados por activistas das associações do distrito – AJADSTP, AJPL, CANABLABO e Clube das Nações – a participar na manutenção da praia limpa, colocando os restos de pic-nic nos tambores distribuídos pela Câmara Distrital de Lobata ou, caso estes se encontrem cheios, a levarem consigo o lixo produzido, colocando-o no contentor mais próximo.

A participação de todos é fundamental na manutenção das praias, uma vez que e acrescendo às dificuldades das Câmaras Distritais na falta de meios e na forma de os conseguir, só assim será possível manter a praia limpa e garantir ao mesmo tempo a saúde pública e um ambiente saudável para a geração presente e futura.

Aspecto da praia depois da intervenção

Artigo escrito no âmbito do projecto “Consolidação do apoio às Câmaras Distritais para a implementação de um sistema regular de recolha dos resíduos sólidos” financiado pela AECID executado pelas ONG’s, ADAPPA, ALISEI, Fundaç

    8 comentários

8 comentários

  1. Makassi Ngemba

    15 de Outubro de 2010 as 18:07

    São dessas notícias que precisamos e que só nos engrandecem. A higiene, o saneamento do meio ambiente, o esforço redobrado de todos para manter a limpeza e o asseio, são iniciativas que não só permitem a prevenção contra doenças mas como também demonstra o grau de civismo e maturidade de um povo. Um bem haja a todos

    • Tony

      18 de Outubro de 2010 as 10:24

      Claro, concordo consigo iniciativas dessas é de louvar sempre…, uma visão mais atenta veremos que o pessoal da capital tende de ser individuos com mais nível academico, e com essa de não me toques “penso”, mais é triste que a maioria das prais do pais são essas pessoas a sujarem, é trinte a falsa aparência…, e por outro lado a maior sujeira que temos na capital é feita por pessoas de interior, e arredores…”penso”, digo porque essas pessoas do interior apenas passam algumas horas nas suas casas, estão na praça logo ao amanhecer, fazem todas as necessidades, dentre outras coisas na rua, enquanto a população urbana fica nos seus postos de trabalho, caso tenha dúvidas ande pela capital por volta das vinte horas e veras a diferença

  2. Leoter Viegas

    15 de Outubro de 2010 as 20:14

    Um grande abraço e apoio à todos os jovens de Lobata ( o meu distrito) que tiveram esta iniciativa. É pena que muitas vezes este tipo de iniciativa não tem apoio de entidades privadas. Por isso, faço um apelo para que entidades privadas apoiem estas ONG`S e que as actividades destes jovens sejam reconhecidas públicamente pelo contributo que dá para a preservação do meio ambiente.
    Um grande abraço à todos

    Leoter Viegas

  3. Matabala

    16 de Outubro de 2010 as 10:31

    Segundo os Lionenses:
    “Kê Téla Kua ka bê, pa pekadô tlabá gléba dê, sélá govénu dáku dizê piji favôlôam…séla santómé ku plinchpi tãm…”
    temos de reverter essa forma de fazer as coisas…e os jovens são chamados a intervir…este é um bom exemplo.
    PARABÉNS

  4. RS

    16 de Outubro de 2010 as 23:33

    No próximo domingo fica igual. Fazia falta policiamento nas praias, talvez pela Guarda Costeira.

    • Wilkes

      17 de Outubro de 2010 as 14:44

      O que fazia falta era consciencializar as pessoas para que não sujem, tanto as praias como tudo o resto, porque o lixo só está bem no lixo.
      Os benefícios da higiene são exponenciais… e a polícia faz falta em muitos outros assuntos.

  5. Costa

    18 de Outubro de 2010 as 15:57

    Jovens o país é nosso, temos que dar o nosso melhor…..não desistam……a batalha começou, o principal e preservar o trabalho iniciado,é preciso a reforçar a parte pedagógica. Força, estamos todos no mesmo barco

  6. rapaz de riboque

    19 de Outubro de 2010 as 9:58

    que vale voces limparem daqui a dias esta igual ou pior é pena as pessoas nao respeitarem a natureza e tudo de lindo que temos na nossa terra é de elogiar esses jovens e que os adultos sigam o exemplo o que parece ser dificil por vezes tornasse facil com um pouco de boa vontade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo