Sociedade

Conflito no Hospital Ayres de Menezes

Familiares de um jovem que morreu após acidente de estrada, ocorrido no último domingo perto de Diogo Vaz, tentou invadir a administração do Hospital Ayres de Menezes, para ajustar contas com o Director Geral José Manuel Carneiro. Tudo por causa do atraso na realização da autópsia do cadáver.
Dezenas de pessoas da cidade de Neves, norte de São Tomé protestaram esta tarde diante da administração do Hospital Ayres de Menezes, por causa da demora na realização da autópsia do corpo de um jovem que perdeu a vida após embate da sua motorizada com um mini autocarro de marca HIACE, na estrada que liga a cidade de Neves à vila Santa Catarina.

O acidente aconteceu no último domingo. Os familiares exigem que o corpo seja sepultado hoje. «Eles disseram que eles não têm médicos para fazer autópsia. Será que um hospital deste não tem médico para fazer autópsia. Se fosse um familiar do director não seria feita autópsia? Ele tem que ser enterrado hoje», afirmou o irmão do jovem falecido.

A intervenção da Polícia Nacional, evitou que a multidão furiosa subisse a longa escada do edifício da administração do hospital, onde se encontravam o Director Geral José Manuel Carneiro e o Director Clínico, Martinho.

O Irmão da vítima, explicou que a delegada de saúde do distrito de Lembá, que deveria fazer a autópsia, manifestou-se impedida uma vez que o motorista do hiace que coçou com o falecido, é funcionário do centro de saúde de Lembá. Informação confirmada também pelo Director Geral do Hospital Central.

A solução segundo o irmão da vítima, foi o médico especialista em saúde pública do distrito de Água Grande, chamado Frota. «O Director Clínico disse que tinha que ser com o doutor Frota. Ligamos para o doutor Frota e ele disse que não tinha conhecimento de nada», explicou.

Gritos, discussões, marcaram a tarde de quarta – feira no hospital Ayres de Menezes. O Comandante Geral da Polícia Nacional, marcou presença no centro hospitalar.

Sitiado no edifício da administração do hospital, o Director Geral José Manuel Cardoso, chamou atenção para o facto do cadáver depositado na morgue do Hospital, na terça-feira, estar sob investigação criminal. «O cadáver está na morgue e o corpo está entregue ao ministério público para averiguar a causa da morte», declarou.

Um procedimento normal, que por sinal não deveria gerar tanta confusão. José Manuel Carneiro, disse que compreende a ansiedade dos manifestantes, mas considera que não se pode pôr em causa a paz, o respeito e a tranquilidade que um hospital de referência deve merecer, apenas porque os familiares consideram que o corpo deve ser sepultado hoje, independentemente dos procedimentos de investigação que por lei deve ser submetido, para que a justiça seja feita em relação ao acidente. «A questão está resolvida encontrou-se um outro técnico para realizar a autópsia. A autópsia será feita amanhã as 8 horas e 30 minutos e o enterro no mesmo dia», assegurou o Director Geral do Hospital Central.

Declaração que não acalmou os ânimos. Os familiares da vítima, continuaram em pé de guerra no hospital Ayres de Menezes .Cenas deste tipo têm repetido no Ayres de Menezes. No caso de hoje os familiares exigiam receber o cadáver para ser enterrado. Noutras situações, os familiares abandonam o cadáver na morgue e exigem que seja o hospital a realizar o funeral.

Abel Veiga
.

    33 comentários

33 comentários

  1. JOSE CARLOS

    21 de Março de 2012 as 20:06

    Que País esse, populares a invadirem hopistal???

  2. JOSE CARLOS

    21 de Março de 2012 as 20:06

    hospital

  3. rapaz de riboque

    21 de Março de 2012 as 22:04

    que hospital? aquela pocilga? qual director do hospital? é sempre de lamentar a perda de um ser humano mas as autoridades comptentes (policia de transito) deviam autuar mais nas estradas conduzem muito mal cá nesta terra onde é que se vê quem esta dentro de uma rotunda parar para dar perioridade a quem vai entrar na rotunda só nesta béndita terra outra quem passa licenças de condução aos motoqueiros e alguns condutores que circulam por ai quantos conduzem em estado de embriaguês se não muadarem as posturas e as mentalidades muitas vidas ainda se vão perder é de lamentar

    • rapaz de lisboa

      24 de Março de 2012 as 20:11

      O rapaz de riboque deve ser um desses brancos que vem tentar a vida aqui em STP e não resulta, e sem alternativa tem que regressar a má vida que la tinha. Agora anda ai a nos criticar… se calhar era bem tratado por nós, mas vocês querem é vida facil, vai mas é criticar la no Diario de Noticias, A Bola, Correio da Manhã, etc…
      Branco de mer.a

      O nosso hospital pode até não ter condições, mas chamar de pocilga já é demais.
      Vai dar conselhos ao governo portuga, lá é que esta td bem, não tem pocilga…
      idiota …

      • rapaz de riboque

        26 de Março de 2012 as 20:02

        rapaz de lisboa só te quero dizer que mais s.tomense do que tu antes de comeres banana com peixe já comia ja fazia cócó e xixi cá antes de nasceres outra branco procurara a vida cá só se for mesmo malandro para não estar a trabalhar na europa porque pergunto se não temos para nós como temos para os outros cria juizo rapazinho deves ser G. A. Y.

  4. ADELINO DOS SANTOS

    22 de Março de 2012 as 7:06

    Têm falta de medicos de medicina legal porque não dão valor a proficionais santomense e eles abandonam o país

  5. Santosku

    22 de Março de 2012 as 8:24

    O facto é que não dão valor aos quadros nacionais e só lhjes resta abandonar o País ir para o local onde são de facto valorizados.

  6. Engenheiro( LISBOA)

    22 de Março de 2012 as 9:02

    Que teatro????

    Uma pouca vergonha, em pleno século XXI.
    Demitir o director do hospital para que o próximo aprenda a lição.

  7. Valentim Cravid

    22 de Março de 2012 as 9:08

    Agora a população é que decide quando é que é o funeral? O Hospital e a Polícia não contam para nada???

  8. deixa governo trabalhar

    22 de Março de 2012 as 9:20

    Medico virou taxista e motoqueiro. Dá para sustentar melhor a familia.

  9. Anjo do Céu

    22 de Março de 2012 as 9:56

    Sobre esta matéria de fazer autopsias e que muitos médicos rejeitam alegando condicões da morgue k está ultrapassado num pleno século XXI e que os médicos não exigem autoridades competentes para realização das obras de melhoria onde se pode trabalhar em co0ndições normais, isso ainda pode acontecer coisas piores para um País onde quer ter uma verdadeira medicina, não só em caso como este que realmente compete a medicina legal como em outros casos que exige um melhor esclarecimento em morte súbita ou de qualquer outra suspeita na medicina clinica para porterior investigação da causa da morte.

  10. nora

    22 de Março de 2012 as 10:45

    É SEMPRE ASSIM… HOSPITAL TEMOS NA ADMINISTRAÇÃO DO HOSPITAL GENTES INCOMPETENTES. TIRARAM UM OPTIMO TÉCNICO “JOSÉ LUÍS” POR CAUSA DAS QUERELAS POLITICAS. PATRICE TROVOADA SENHOR NÃO AGUENTA, SENHOR MORRE.

  11. assis mata

    22 de Março de 2012 as 11:33

    ja não sei o que passa no meu país,tudo isto é inadimissivel,como é num país os familiares dum morto é k decide o k tem k ser feito,tribunal ñ funciona mas,tudo isso é uma vergonha

    • Carlos Gomes Barreiro

      22 de Março de 2012 as 11:55

      O optimismo do ambicioso desde a infância PT – (ADI)ao tirar um quadro formado que deu vida para o Hospital, não poderiamos eperar outra coisa. Cubilas, o novo director estava em Portugal a brincar as castanhas, putas vinho verde, agora é director de tachos do ADI. Que vergonha o homem mandou chamar a polícia para espancar as pessoas que queriam enterrar o seu ente querido. Em que país estamos? Vamos deixar os homens trabalhar desta forma? Mas que barbaridade

      • cacharamba

        22 de Março de 2012 as 14:54

        Cubila chama polícia.África da PIC em Santa Catarina a dar Pau.Viva ADI.Mais borracha está vir.É só documentário.Filme está vir.

    • Emilio Freitasi

      22 de Março de 2012 as 12:30

      Meu caro amigo, esse facto que ja não é isolado nesses ultimos tempos vem demonstrar que a qualquer momento as coisas chegaram um nivel que haverá revolta não so de um grupo de cidadãos aborrecidos com o rumo das coisas que nesse caso particular é uma autopsia. A tendencia é que cada nguê ca vija ubuê dê.
      Socialmente se percebe uma insatisfação generalizada com o rumo das coisas.
      Esse tal de senhor de GILBERTO FROTA que é delegado de saude de agua grande, é um funcionario publico, mas ele não trabalha meu caro, ha duas semanas estive em STP precisando de um atestado medico, e foi me passado um atestado medico assinado por esse senhor que em momento nenhum vi o seu rosto. Isto é falsidade ideologica. Crime passivel de prisão.

      Como eu muitos cidadãos perguntarão mas que validade terá esse documento, com carimbo de uma instituição publica e assinado por um delegado de saude do maior distrito do País. É esse o estado de coisa em que se encontra o nosso país.

      Que o povo ganhe se concientize de que ha que haver uma revolução.

  12. pagagunu

    22 de Março de 2012 as 11:50

    Que anarquia!!!

  13. antonio lonbá

    22 de Março de 2012 as 12:19

    So com muita reza aquele pais esta de pernas para o ar,todos mandam,agora temos o Cubila que andou a enganar as pessoas em portugal torta a direita é agora director do hospital so mesmo nas ilhas enfim

  14. rapaz de riboque

    22 de Março de 2012 as 13:10

    pais sem rumo a população é que manda nos médicos

    • anna

      24 de Março de 2012 as 17:36

      A populacao e ke manda no country porque os governantes nao fazem nada pra ajudar.recebem tanta ajuda dos paises estrangeiro e comem tudo,o dinheiro da ajuda e so pra eles e pra familiares dos graudos.E que acontece o country esta cada vez a se afundar.A riqueza que STP tem,nao seria preciso ajuda de outros paises.E com isto muitos estao a abandonar o este lindo pais.STP deveria ser um pais mais BONITO do MUNDO E mais RICO. Eu sou santomense e resido em LOndres,devido as mais condicoes do country estamos a deixar desta ilha maravilhosa.Os pretos so sabem roubar e nao sabem ajudar o country,enquanto tem varias mansoes devido o dinheiro do povo.

  15. Fijaltao

    22 de Março de 2012 as 14:24

    Por esta ordem de ideias, não é o meu, nem nosso desejo. Mas, esperam que falta pouco para Deus ou Diabo, sei lá o que fôr fazer justiça neste país, como se fez no Haiti! Esse caso de familiares quererem fazer o funeral é um caso de profanação pura e vuduismo barato! Não se respeita a lei nem a justiça, nem o respeito pelo morto e nem o respeito pelos técnicos competentes que percebem dos seus ofícios. Não comecem a orar…mão.

  16. Na roça com os machos

    22 de Março de 2012 as 14:47

    Infelizmente o nosso hospital tem falta de Tudo.
    Por isso apelo aos Ditos governantes que lembrem-se de tudo mais tudo mesmo que esta Mal neste país. Um dia deixarm de ser governantes e terão necessidade dos serviços deste nosso hospital.
    Hajam com consciência e façam alguma coisa pelo povo e deixem de competições entre vós. Nenhum de nós hade levar coisa alguma. Do pó viemos a pó voltaremos.

  17. S.Antonio

    22 de Março de 2012 as 14:54

    Em fim seus boas vidas pq vcs n vêm para vossa terra em vês de andarem ai só a falar asneira, estão a pedir revolução…..Acham que devemos chegar a esse ponto? Só vcs que andam no estrangeiros que nem investem na vossa terra é que ficam com essas ideias de gente que nem passou na porta da escola, dêem opinião que presta e deixam de falar asneiras…Se for para andarem a escrever estas babuzeiras melhor estarem sem dar opinião. Bem aja a todos.

    • Fijaltao

      23 de Março de 2012 as 12:58

      Um beijinho à Santo António e que Deus lhe abençoe! vejam só esse indivíduo a querer excluir a diáspora na participação do forum! Enfim, só visto.

    • John

      24 de Março de 2012 as 18:02

      Tu so escreveste isso por es uma das filhas dos ferradinhos k so sabem roubar o dinheiro do povo e deves estar no bom cargo a comer o denheiro do povo e sem estudo. Se tu fosse uma dessas k sofre pra sustentar a familia e trabalhar pra receber 500mil dbs por mes, nao falaria uma tonteira dessas. A melhor coisa a fazer e calar-se. Porque k achas k muitos estao no estrageiro? Tontaaaaa lollllllllllll

  18. BRUNO DAS NEVES

    23 de Março de 2012 as 10:26

    Pra ser realista, a atrevo-me a dizer que todo o sistema de saude esta seriamente viciado. Com a ministra que tem, o sistema deixa muito a desejar, e as consequencias estao a vista, desmando total no Ayres Menezes enfim, este governo esta com prazo de validade mesmo uuuuummmm!!!!

  19. The Politics

    23 de Março de 2012 as 13:33

    Pais dos bananas, não há ordem ninguém respeita ninguém, porque os consecutivos governos criam este ambiente de desrespeito, quando as instituições publicas não funciona isto é o que acontece.

  20. NÓS.POR.CÁ

    23 de Março de 2012 as 13:40

    Viva ADI.Mais 4 anos.
    ADI é que está bater.
    É o melhor partido que apareceu em STP.Está a trabalhar muito e a desenvolver o país.Oiê…

  21. BMW

    25 de Março de 2012 as 19:52

    mas se foi o acidente de viação,para que fazer autopsia mais.piaaaa

    • DOS SANTOS

      26 de Março de 2012 as 3:51

      San tome telaooooo

  22. Germano da Silveira

    26 de Março de 2012 as 9:09

    O nosso hospital não é pocilga. não partilho este pensamente. Talvés entendo a sua disulusão, mas infelizmente as coisas estão como estão. Também entendo que é preciso construirmos um novo hospital, com outra dimensão, com valores altamente qualificados e com várias especialidade e com equipamentos modernos.

    Estamos em crêr que isto tem que acontecer. O Ayres Minezes foi programados para minoria e agora estamos a crescer.

  23. rapaze riboque

    26 de Março de 2012 as 14:44

    rapaz de lisboa sou bém stomense antes de andares cá eu ja andava e já vi muita coisa nesta terra só se es daqueles meninos dos papas que estão ricos a custa do pobre portanto m.e.r.d.a es tu e a tua familia toda

  24. maiquel dos santos

    24 de Setembro de 2012 as 14:43

    É preciso muita calma para que almas desse pais sejam salmas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo