Sociedade

Jovens são-tomenses tomam parte na jornada internacional de intercâmbio que vai decorrer em Taiwan

4 jovens são-tomenses funcionários do sector público, tomarão parte na jornada de intercâmbio internacional que reúne jovens dos quatro cantos do mundo em Taiwan.

A jornada de intercâmbio internacional que começa no dia 30 de Julho só termina no dia 10 de Agosto. «O objectivo desta actividade é de fazer com que os jovens da Europa, África e América Latina conheçam melhor a República da China (Taiwan) nos seus diversos aspectos históricos, culturais, ecológicos, tecnológicos, saúde pública, e também promoverem o intercâmbio cultural entre si», explica a nota da embaixada de Taiwan em São Tomé.

O grupo de quatro jovens são-tomenses, que deixaram o país no passado dia 27 rumo a Taiwan, despediram-se do embaixador taiwanês em São Tomé. «O  embaixador Jack Chen, encorajou-os a aproveitar esta oportunidade de observar os aspectos do desenvolvimento de Taiwan, e trocar  experiências com os jovens de vários países, a fim de ampliar os seus horizontes de conhecimento e trazer novas ideias para ajudar o desenvolvimento do país», refere a nota da embaixada de Taiwan em São Tomé.

Taiwan é uma das economias mais desenvolvidas do continente asiático. Teve a proeza de alcançar o desenvolvimento num prazo de 50 anos. Tempo considerado bastante curto, para um país, que até década de 40 do século passado, era pobre, dependente da agricultura, alvo de doenças como o paludismo, e como se não bastasse, vítima de catástrofes naturais, como terramotos e ciclones devastadores.

Dificuldades e barreiras que não conseguiram vencer a determinação do povo da ilha formosa, em conquistar o desenvolvimento.

Abel Veiga

    18 comentários

18 comentários

  1. ZE CARLOS

    29 de Julho de 2012 as 15:54

    esses nossos quadros não vão ali fazer praticamente nada, vão é passear, ora vejamos, será que falam Inglês para poderem com precisão interagir com os outros ????

    • Minuye

      29 de Julho de 2012 as 16:47

      Não seja pessimista meu caro.

  2. Minuye

    29 de Julho de 2012 as 16:46

    Porquê não vai ninguém do PRÍNCIPE nessa delegação? O povo da capital não perde o hábito de abocanhar tudo para sí.

    • Sincero

      30 de Julho de 2012 as 9:29

      Que complexo????
      Porque criar sectarismo num pais tão pequeno?
      Pelo que ja me apercebi, os jovens de Principe é que se marginalizam.
      Frequentemente reclam tudo, mas quando chega hora de ir contribuir para desenvolvimento de Principe, nunca aceitam. Querem é beneficiar de previlegios do Principe, mas nunca aceitam contribuir pela ilha que reclamam como sua. Porquê? deixa de propaganda barata meu caro compatriota.

      • FCTUC

        1 de Agosto de 2012 as 11:56

        Só digo-te uma coisa caro amigo! Bem que não és Presidente e nem 1º Ministro, caso fosse….Serias um “Robert Mugabe”.

        Prefiro que não dês palpite pela ilha e pelo seu povo que não conheces.

      • Tiberio

        1 de Agosto de 2012 as 13:07

        E porquê que nao vai alguem de Neves, Guadalupe, Trindade, Santana e Angolares. Ou melhor, deveria ir um jovem do Ilheu das Rolas!! Ou melhor ainda, porque nao todos os jovens de STP?
        Vamos la deixar disso!! Reclamaçoes por tudo e por nada simplemente por inveja!!!
        Cada um faz deve fazer o seu papel, trabalhar de forma honesta e esperar a sua vez. Seja do Principe, Obo Izaquente ou Binda, somos todos Santomenses!! Credo!!!!!

        • FCTUC

          1 de Agosto de 2012 as 20:46

          Meu grande amigo… Não fazes comparações entre cuecas e camisas, porque todos andam juntos…seja ele, camisa, cuecas, calça ,sapato e até chapéu. Já andas sem cuecas?

          Esteja calado quando não sabes fazer comparações e, quando nunca tens indo a Ilha Regional.

          • Tiberio

            2 de Agosto de 2012 as 10:04

            Pois é. A tua classe já diz tudo. No coment!! Nao é em vao que buscas cuecas para fazer comparaçoes!!
            Força, que vais longe assim!!!

  3. Cidadão

    29 de Julho de 2012 as 18:16

    Tens toda razão “Minuye”. É um péssimo hábito que nós em S.Tomé temos. Se se trata de Jornada Internacional de Intercâmbio seria mais justo que alguns dos participantes fossem de outras parragens de STP. Apesar de todas essas “mesquinhices”, continuamos no “Pântano”.

  4. Beto Figueiredo

    30 de Julho de 2012 as 0:01

    Senhor Abel, gostaria de saber a identificação dos Jovens são-tomenses que tomam parte na jornada internacional de intercâmbio que vai decorrer em Taiwan.

  5. Leopaldo

    30 de Julho de 2012 as 9:13

    Santomense são muitos invejosos…deixa os jovens em paz…eles tiveram a sorte de ser escolhido…. por outro lado, os natural de Principe não têm que ir para todo lado, são cidadãos normais santomense, como se fosse de outro distrito de S.Tomé….não vêm cá chorar! porquê que foi uma pessoa do principe. É sempre a mesma coisa, como se fosse que os cidadãos de principe tivesse uma direito especial na sociedade Santomense.

    • Minuye

      30 de Julho de 2012 as 16:45

      Meu caro, não reclamo direitos especiais para os cidadãos do Príncipe na sociedade Sãotomense, mas sim, direitos e oportunidades iguais para todos os Sãotomenses de todos os distritos. O país é de todos os Sãotomenses e não apenas do povo da capital. Falaste em “sorte de ser escolhido”. Por acaso fizeram um sorteio para escolher essas pessoas? Toma juízo!

      • Tiberio

        1 de Agosto de 2012 as 13:10

        E voce por acaso sabe donde esses jovens sao? Mesmo se vivem na cidade qual a origem deles? Procure saber pelomenos isso antes de vir cá reclamar.

  6. Cidadão

    30 de Julho de 2012 as 10:32

    Meu caro “Leopaldo” então para ti, falar em justiça quer dizer inveja né? Fique sabendo que são atitudes dessas que tornam STP ainda mais “pequeno”. Vejo que es um “Ré-sabiado”.

  7. Leopaldo

    30 de Julho de 2012 as 17:00

    Meus Caros Compatriotas…

    A vida é festa de oportunidades e sorte.
    Não sei, qual foi o critério utilizado para seleccionar, mas o facto é que foram escolhidos e também foram reconhecidos por alguém de certeza.
    Tanto o Sr Cidadão como Minuye, queiram estar no lugar desses jovens. Deixam de ser invejosos … e não vejo nenhuma injustiça.
    Por outro lado, fica bem claro que os Naturais de Príncipe, não têm direitos especiais no Estado da Republica Democrática de STP, são todos cidadãos Santomense. (cidadão de Principe, gostam mui de dar de coitados…devem sim, lutar para serem auto-sustentaveis e não estarem sempre a chorar.

  8. sum mé chinhô

    30 de Julho de 2012 as 19:30

    É benéfico participar nestes encontros.Eles que abram bem os olhos e colham ensinamentos para transmitir aos outros.

  9. arlindo fernandes

    30 de Julho de 2012 as 19:54

    Stome e Principe e so um pais, por isso nao e preciso ir buscar pessoas do Principe e preciso pessoas capazes nao escrevem sem estar informado.Se houvesse mas ilhas habitadas tinhamos que ir buscar uma pessoa de cada ilha? Sejamos mas inteligente caros leitores.Por isso que nao desenvolvemos

  10. FCTUC

    1 de Agosto de 2012 as 11:40

    É muito triste o que esta a acontecer!
    Não podemos ser tão engenho com nós próprio uma vez que todos somos do mesmo país. Gostaria que retirasse no titulo da noticia “os jovens são tomense” e que pusessem “OS JOVENS DE S.TOMÉ”
    Se realmente somo de de S.TOMÉ PRÍNCIPE, devemos-nos unir e partilhar as mesma ideia, atributos, politica, sinceridade e principalmente a honestidade. Pelo que eu saiba e tenho toda a certeza é não esta incluído nenhum jovens da ILHA DO PRÍNCIPE, também sei sempre somo penalizados com esta improcedência sectorial e averbamentos de malvadez das pessoas de S.Tomé (tirando alma que não merecem. Vamos deixar de murmúrios, da ma fé e sermos solidário.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo