Sociedade

Governo Regional do Príncipe e a Universidade Lusíada de Portugal assinaram protocolo de cooperação

O Acto de assinatura teve lugar essa manhã no Centro Cultural do Príncipe , teve como signatários o presidente do governo Regional José Cardoso Cassandra e o Vice-reitor da Universidade Lusíada João Redondo.

A partir de hoje a Lusíada disponibiliza duas vagas por curso que administra com isenção de propinas para os estudantes do Príncipe.

“Os alunos ficam isentos das propinas, apenas com a incumbência de pagar a inscrição e seguro escolar, valores bastante residuais”. Afirmou Francisco Pina Gil Secretario dos Assuntos Sociais sem avançar números.

Príncipe tem mais de uma dezena de estudantes já a estudar na Universidade Lusíada e pelo que se sabe enfrentam enormes dificuldades com anos de propinas atrasadas. O Secretario Regional afirmou que os mesmos também serão enquadrados neste acordo que “tem efeito imediato.”

“Em Dezembro estive em Portugal encontrei-me com alguns estudantes, fui informado que já estão a formar uma associação, o que facilitará melhor as coisas. Estamos a aguardar que nos confirmem esta informação” Disse.

Quantos aos futuros alunos o governo promete fazer uma selecção criteriosa com aposta nos melhores estudantes.

Teobaldo Cabral – Príncipe

    7 comentários

7 comentários

  1. Danilton Will

    21 de Janeiro de 2014 as 6:40

    É muito bom para os não têm bolsa. O país agradece. Parabéns e que os que realmente precisam sejam seleccionados.

    • Leitão

      21 de Janeiro de 2014 as 14:58

      Está a fazer um bom trabalho para a sua população. Continua assim. O povo agradece. É disto que precisamos no país.

  2. Floli Canido

    21 de Janeiro de 2014 as 16:02

    Quam paga os Estudantes depois? É o Governo Central né?

  3. Lupuye

    21 de Janeiro de 2014 as 17:59

    Parabens por conseguir mais essa possibilidade para os alunos do Principe. Mas e necessario que no Principe como em Sao Tome os alunos deem algumas horas de servico voluntario antes de sairem do pais. Isso mostra que realmente sao pessoas que se interessam pelo desenvolvimento do pais e tb faz parte do desenvolvimento civico do ser humano. Nos em STP estamos muito mal habituados a que se pague quase tudo que fazemos. Ha momentos em que podemos dar ao pais para depois ele dar-nos a nos. Obrigado.

  4. azimut

    21 de Janeiro de 2014 as 21:48

    Boa tozé,mais um protocolo,não deixa é acontecer o mesmo que aconteceu em Aveiro

  5. catia

    22 de Janeiro de 2014 as 12:31

    Muito bem, faz pelo povo q esses nabos q ai dizem “pertido central” bem q isso nao existe, nao fazem patavina nenhuma .Mas vai orando porque daqui a nada um deles vem a ter invejas suas como e tipico dos Saotomenses.E que haja muitas bolcas p a Ilha d Principe.Desculpa alguns erros o pc n tem “c” d cedilha lol.

  6. Cassuma

    22 de Janeiro de 2014 as 14:41

    Curso nocturno inicia 2014 mais nocturno e está de luto em 2014 com XV governo
    Helena Bomfim directora de ensino para jovens e adultos Vem chorar ao TVS 21/01/2014 com lagrima de Crocodilo dizendo que Curso noturno não é sustentável e pretende junto ao ministério retirar horas extraordinário aos professores. Cada um deve assumir o que faz seja Diretora ou director do DAF nocturno

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo