Sociedade

Voo de reabertura do espaço aéreo trouxe mais Covid-19 para STP

O ministério da saúde através do seu boletim diário de informação sobre o comportamento da Covid-19 em São Tomé e Príncipe, anunciou o aumento do número de infecções diagnosticadas. Cresceu de 698 até o último domingo, para 702 casos positivos nesta segunda feira.

O ministério da saúde informou que dos 23 testes rápidos que realizou na segunda feira, os resultados deram 19 negativo e 4 casos foram marcados como positivos.

Dos 4 casos positivos, o Ministério da Saúde explicou que 1 dos casos, é antigo e foi reconfirmado. Os outros 3 casos são novos e foram detectados entre os passageiros que chegaram a São Tomé no voo do último sábado, que serviu para reabrir o espaço aéreo nacional.

Dentre os mais de 100 passageiros que aterraram em São Tomé vindos de Lisboa, no avião da Euroatlantic, 3 estão infectados com a Covid-19.

Os testes rápidos realizados no aeroporto internacional confirmaram os casos de infecção pelo vírus, SARS-COV-2.

O Ministério da Saúde explica ainda que no conjunto de 702 casos de infecção pela Covid-19, 482 pessoas estão recolhidas em casa, em regime de isolamento domiciliar. Doentes internados são 5.

Grande novidade no boletim informativo do Ministério da Saúde tem a ver com o aumento do número de pessoas que conseguiram vencer o vírus que provoca a Covid-19. Em São Tomé e Príncipe, já são 203 pessoas que recuperaram da doença.

Abel Veiga

    4 comentários

4 comentários

  1. Zaua

    23 de Junho de 2020 as 7:36

    A uma dada altura vamos ter que conviver com o vírus e fazer vida normalmente.

  2. marlene

    23 de Junho de 2020 as 13:16

    Acho que os nossos dirigentes vivem em um país alternativo ou em um universo paralelo, pq só pode. Os mais de 480 infectados estão em casa de quarentena? quem disse? como sabem? conheço uns quantos que deambulam livremente pela cidade. qual o sentido de terem obrigado as pessoas a fazerem um teste caríssimo em portugal? pq não testaram toda gente em stp. É preciso que as autoridades locais assumam a responsabilidade de gerir este problema e não tentar delegar responsabilidades para que possam relaxar

  3. Como será

    23 de Junho de 2020 as 15:39

    Eu sempre questionei isto do governo por as pessoas em quarentena domicial, o nosso contexto social nao ajuda em quarentena domiciliar, o governo ate agora nao criou condicoes de ter as pessoas numa quarentena instituicional, deste modo o pais tera um surto de infeccao comunitaria sem fios de controlo, o nosso pais tem pouca população em relacao aos outros países que teem tido milhares de pessoas em quarenta instuicional, receberam muitas ajudas para mitigar os efeitos da Covid19, façam um trabalho de qualidade protejendo a vida das pessoas.

  4. Olivio

    24 de Junho de 2020 as 11:58

    É verdade o país tem que deixar de fazer que os pacientes fiquem quarentenas de domiciliar, eu acho que quarentena institucional há mais controlo dos mesmos .Os outros paises estão a fazer controlo institucional e, existe mais controlo dos acamados.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo