Sociedade

Unesco condena assassinato de jornalista no Brasil

Parceria Téla Nón – Rádio ONU

Crime aconteceu em Italva, município do estado do Rio de Janeiro, em 12 de agosto; proprietário do jornal e profissional de rádio comunitária, Luiz Carlos Gomes, foi morto a tiros em seu carro.

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Audrey Azoulay, condenou o assassinato do proprietário e jornalista de uma rádio comunitária em Italva, no Rio de Janeiro, Brasil, na noite de 12 de agosto.

De acordo com a imprensa local, Luiz Carlos Gomes foi assassinado com diversos tiros enquanto estava dentro do seu carro. Ele e sua mulher teriam sido abordados por dois homens em uma motocicleta quando voltavam de uma festa. 

Direito humano à liberdade de expressão 

Ainda segundo jornais do Rio de Janeiro, os criminosos fugiram e são procurados pelas autoridades locais. 

A chefe da Unesco afirma que a violência contra jornalistas não atinge apenas indivíduos, mas também o direito humano fundamental de liberdade de expressão e o direito dos cidadãos de acessar informações independentes. 

Assim, ela fez um apelo às autoridades para que garantam que os autores do crime sejam levados à justiça.

A Unesco promove a segurança dos jornalistas por meio de conscientização global, capacitação e coordenação da implementação do Plano de Ação das Nações Unidas sobre a Segurança dos Jornalistas e a Questão da Impunidade.
 

FAÇA O SEU COMENTARIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top