Yoruba Pinto em entrevista

O São tomense Yoruba Pinto tem 25 anos e representa o Alfarim dos Distritais de Setúbal. O atleta, tem pai são-tomense e mãe angolana tem vindo a evoluir com grande empenho nas equipas por onde tem passado. O Tela Non foi ouvir os desejos e anseios desta atleta.

Estarei sempre disponível para representar o meu pais
Como foi o teu percurso desde que começaste a jogar futebol?

Comecei a jogar futebol de salão no Barreiro, depois fui para o seixal onde fiz os escalões de juvenis. No primeiro ano de juniores fui para Corroios depois voltei a fazer o segundo ano de júnior pelo Seixal. Em seniores joguei  no Arrentela, Seixal  e Alfarim.


Jogaste em algum clube em São Tomé e Príncipe?

Não, vim muito novo com apenas três anos para Portugal de Angola.

Nos clubes em Portugal, onde foste mais feliz?

Posso dizer que  em todos os que até agora representei tive grandes momentos de alegria em todos. Mas o mais especial e que terá sempre um lugar especial no meu coração será o Seixal não menosprezando os outros.
Quais as aspirações do Alfarim no Campeonato?

As nossas aspirações e estar perto dos três primeiros classificados depois no ultimo terço do campeonato iremos ver como vai correr. O Alfarim como não tem muito projecção, como nome,  somos um pouco prejudicados mas vamos ver (risos)

Aonde pretendes chegar ainda no futebol?
Volto a frisar, ainda não desisti de ser jogador profissional e chegar ao primeiro escalão do futebol profissional: Sei  que na idade que me encontro 25 anos já começa a ser muito difícil,  mas nada que não posso ser ultrapassado. O meu sonho e jogar em Inglaterra.
Sempre jogaste a avançado ou podes efectuar outras posições ?

A minha posição de origem é extremo direito fiz a camada jovem quase toda nessa posição oscilando a esquerda também. Só que no último ano de júnior o treinador achou que poderia explorar mais as minhas potencialidades, como avançado e desde ai venho jogando a avançado, mas também jogo na esquerda como na direita

Estarias disponível para jogares na selecção de São Tomé e Príncipe?

Estarei sempre disponível para representar o meu pais.

Terias um sentimento especial?

Será uma honra especial em representar e também o meus pais e o reconhecer do trabalho que venho realizando e igualmente dos são-tomenses que estão em Portugal

Acompanhas te os campeonatos de São Tome e Príncipe que regressaram depois de paragem?
Não. Pois não chegam  noticias do futebol são-tomense aqui a Portugal.
Em teu entender existe evolução dos jogadores de São Tome e Príncipe?
Penso que sim . Também a vida esta um pouco mais facilitada ao estrangeiros “africanos” porque quando fiz as camadas jovens, foi muito difícil para os estrangeiros jovens  ingressarem em algum clube porque na altura só podia jogar um jogador por equipa e os melhores tinham essa sorte . Posso dizer que tive azar e sorte porque quando era juvenil de 2ºano recebi um convite para representar a selecção de futebol de Setúbal, mas não pude ir para estágio porque era estrangeiro. E sorte porque o Seixal,  quando era juvenil pois trataram da minha papelada e inscreveu me no clube. Cresci  como jogador e pessoa aprendi ali muita coisa ao qual agradeço.  Mas hoje em dia podem jogar mais estrangeiros por equipa.  Temos um grande exemplo de persistência e talento do Luis Leal que e o jogador com mais projecção são-tomense e  jogadores que acreditarem como ele podem com trabalho humildade chegar onde ele esta e chegarem a profissionais.
Com a tua experiência, o que falta para termos mais atletas de São tome Príncipe nos campeonatos portugueses?
No futebol é o momento, estar no sitio certo e estar com as pessoas certas. Acho que é a chave para o sucesso, mas nem sempre é assim temos que viver com a realidade.

Tens acompanhado o que se passa em São Tomé e Príncipe?
As noticias que me chegam é através do jornal  Tela Non na internet.
Já foste a  São Tome e Príncipe?
Nunca lá fui, mas tenho amigos que dizem que tem praias maravilhosas e é um pais lindo, um dia espero ter a oportunidade de lá ir.
Nasceste aonde?
Nasci em Angola , sou filho de mãe angolana e pai santomense

DADOS DO ATLETA

NOME COMPLETO- Yoruba dos Santos Numa Lopes Pinto

DATA NASCIMENTO-  20/05/1985

NATURALIDADE -  Angola (passaporte São tomense)

ALTURA – 1.80

PESO - 77kg

  1. img
    benavides pires sousa Responder

    deixem de fazer tantas propagandas desportivas.

    com certeza que esse jovem está naquela de: ” onde der me encosto”, pois, ele nasceu em angola e nunca pisou sao tomé e principe. sejamos francos, por ter sido uma entrevista feita por jornalista santomense é que ele se amainou ao jogo da entrevista. nenhuma pessoa nascida em angola, nestas épocas, e com bi-origem, prioriza o lado santomense da coisa.

    deixem-lhe dar uma entrevista aos jornalistas angolanos, a ver se até kimbundo nao sai, embora me luanda quase nem se fale. seguramente se identifica mais como angolano e nao santomense, como desgracADAMENTE JÁ É COSTUME.

    • img
      Angolano de Lobito Responder

      È verdade, STP não tem nada mesmo é só mar e algumas praia, de resto parece mais com aldeia do que outra coisa.. Já Agora gostaria saber quem atribuiu esse cantinho jogado no mundo estatuto de País!!?

      Fartei me de rir uma vez que fui lá, quando cheguei ao descer de avião vi escrito qualquer aeroporto internacional, fiquei espantado, e disse ao meu colega, os santolas são brincalhões chamar isso de aeroporto ainda mais internacional, francamente…. Dá que pensar.. Aquilo parece um país que andou 60 anos de guerra, nem minha Angola que sofreu com a guerra é tão podre assim…

      • img
        benavides pires sousa Responder

        Caro amigo angolano de Lobito

        apenas para dizer-te que sou santomense e com muito orgulho e até cheguei a viver quse 6 anos em Luanda.

        deveras que o nosso aeroporto é diminuto, mas nao te esquecas que: 1 -voces sao maioritariamente preguicosos e comem catato, que nao é mais que bactéria das arvores.

        2- o vosso presidente é nada mais nada menos do que um santomense ou de origem.

        3- a vossa sorte sao os recursos naturais que possuem, nada mais, pois a ignorancia e o analfabetismo grassa ali a cada dia, a ponto de dizer-se que gripe A é tosse apenas.

        4-a maioria de vós, nas universidades sao bebados e incompetentes ante o estudo.

        5-a maioria das miudas angolanas só querem santomenses.

        6-voces só sabem por vestir-se mal e exibir-se nas ruas, o estudo e a aculturacao ficam na esquina mais distante do vosso cerebro.

        7-preferes ter tudo isso em contra ou ter um aeroporto pequeno?

        Atencao: nem todo santomense vende a sua alma, pra alguem que nem sabe dizer correctamente por exemplo: ” tu nao queres vir ao colo do tio” se nao que dizem” voce num quer vir nu sou eu, meu colo”

        • img
          Angolano de Lobito Responder

          Os Santolas come na nossa mão… Esteje bem caladinhos, vira não viram vocês veem cá a Luanda pedir dinheiro para matar fome.. Bandos de pedintes…

      • img
        realista Responder

        e vces ai de angola tenhem diamantes mais milhoes de angolanos vivem no musseke veja so a situacao de boa vista, sambila,roque santeiro,semba,prenda e mais pra ke ter um aeropoto de luxo ke ne 4 de fevereiro e o povo vive na extrema pobreza por isso digo-te cada macaco olha o seu rabo tabem.
        P/S-NAO TENHO NADA CONTRA OS ANGOLANOS.

    • img
      Marcia Andreia Responder

      Acho o comentario da Benavides Pires Sousa um pouco insensato. Mesmo na critica temos que ser construtivos. O rapaz tem um sonho a qual quer alcancar e digno de dizer que vai para onde o vento suprar mais forte!! A isso sim chamo GARRA E PERSEVERANCA pelo seu sonho. Nao esta em causa a sua nacionalidade pois e angolano nascido em angola mora em portugal e o pai e santomense. Justo dizer que pode representar os tres paises. Deveria ficar contente pois ele escolhendo angola ou sao tome ‘e uma honra pois tem por escolha AFRICA.

      Vamos dar aos jovens de hoje com talento UMA OPORTUNIDADE NAO SO DE SONHO MAS ESPERANCA PARA OS QUE SE SEGUEM.

      Forca Yoruba

      • img
        benavides pires sousa Responder

        tens certa razao no que dizes, por isso me retrato no anterior cometário, pois injustamente acusei um, em virtude do incómodo fenómeno que se tem constatado hoje em dia, que muitos santomenses preferem disfarcar-se de angolanos. obrigado pela sua respeitosa critica.

  2. img
    Miguel Lopes Responder

    Caros amigos intervenientes no boca a boca.tanto aos angolanos como os santomenses.deixem de ipocresia.nenhum de vos sois dirigentes ou governantes.senão não estariam por aqui a dar e comentar ideias estupidas.deveriam estudar mais para serem governantes.pois sabeis pela história de que mais de 50% do santomenses são oriuntos de Angola atravez da escravatura dos tempos idos e outras percentagens são oriundas dos caboverdianos e moçambicanos.tal como em angola.uma boa percentagem tambem são oriundos dos mais novos santomenses,caboverdianos,zairences,e de outros paises limitrofes a angola.pois o verdadeiro genuino ja não se faz sentir.por isso se não estudaram a historia.então calem-se.deixem o miudo fazer o que quer.não sintam a inveja por aquilo que voces não conseguiram alcançar na vida.esforcem-se para ter o vosso melhor.Felicitações

  3. img
    Lucas Maia Responder

    òla a todos,gostaria de saber como é que eu faço para obiter os emblemas dos clubes de são tomé?exemplo o emblema do Vitória do Riboque.

    saudação brasileiras a todos

Deixe um comentario

*