Sociedade

População de Belém e Montalvão ainda não estão disponíveis para votar

Nas localidades de Belém e Montalvão, ambas do distrito de Mé-zochi, os eleitores não puderam exercer o direito de voto no sufrágio eleitoral de 1 de Agosto. Em Montalvão um cidadão vulgarmente conhecido por Makaroff roubou a urna e em Belém aconteceu o boicote.

A comissão Eleitoral Nacional, já indicou o próximo domingo 8 de Agosto, para realização das eleições legislativas em Belém e Montalvão. Segundo o Presidente da CEN, José Carlos Barreiros, as eleições foram suspensas em Montalvão porque um cidadão já identificado pela polícia, decidiu roubar a urna. «A comissão eleitoral deliberou anular o processo de voto naquela assembleia de voto, e como está previsto na lei está fazer a repetição da eleição naquela Assembleia de voto», explicou José Carlos Barreiros.

Em Belém a população boicotou o acto eleitoral, por causa da falta de água na localidade. «A comissão se estiverem reunidas as condições para a realização do processo de votação, repetir o processo em Belém», sublinhou o Presidente da CEN.

Belém conta com 406 eleitores e Montalvão 495. Os votos destas duas localidades podem provocar alteração nos resultados provisórios publicados pela Comissão Eleitoral Nacional.

Dados recolhidos pelo Téla Nón, indicam que com as eleições do próximo domingo nestas duas localidades, estará em disputa 1 mandato. Há possibilidade do MDFM-PL poder ganhar mais um mandato em Mé-Zochi, se conseguir maior número de votos nas eleições que vão ser realizadas nestas duas comunidades. Isto significará, segundo a fonte do Téla Nón,  a perda pelo partido PCD do mandato conquistado em Mé-Zochi. Por isso mesmo o partido PCD terá também que arregaçar as mangas para manter os seus 7 mandatos, não perdendo nenhum no círculo eleitoral de Mé-Zochi.

No entanto no terreno, a população de Belém manifesta-se reticente quanto a participação nas eleições do próximo domingo. A população exige o abastecimento de água potável, e não acredita nas palavras dos actores políticos são-tomenses.

Em Montalvão a população está descontente com a detenção do cidadão chamado Makarrof, que desviou a urna, e manifesta-se desinteressada em participar nas eleições.

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. Barrata

    5 de Agosto de 2010 as 17:38

    Se não há agua no hospital então eles que se virem lá.

    Os candidatos do MLSTP só queriam voto. deu o que deu.

    Malandros.

    Todos para reforma. Quero vêr esses que nunca trabalharam a sairem de casa para irem as sete trabalhar.

    Viagem acabou.

  2. santiago

    5 de Agosto de 2010 as 20:21

    desculpe la senhor barrata, voce esta a ser ignorante… acho que não é so o mlstp que querem voto… porque não é o unico partido a concorrer nas eleições…
    sejamos realistas… deixemos de ignorancia….

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo