Destaques

Hospital central sem lavandaria

A lavandaria do hospital central Ayres de Menezes, está inoperante há cerca de 1 ano. Horácio Nunes chefe da lavandaria, garantiu que todas as máquinas estão avariadas. Um tanque construído ainda na era colonial, acabou por ser a alternativa. Mas nesta semana a estruturas do tecto do tanque ruiu.

Com a vida das lavadeiras em risco, a Ministra da Saúde que esteve no local, ordenou a suspensão das actividades, para poupar vidas humanas.

Eduardo Monteiro o novo director geral do hospital, considera que «isso vai comprometer as nossas actividades nomeadamente o bloco operatório que precisa de materiais para sala de operações».

Mas avançou com solução imediata. A cobertura do tanque, deveria ser removida na terça – feira. «Vamos improvisar mesmo hoje, um novo tecto para podermos responder as preocupações dos sectores do hospital», assegurou.

Segundo a Direcção do Hospital, apenas para a manutenção dos equipamentos de lavandaria inoperantes há cerca de 1 ano, serão necessários cerca de 2 mil euros. Eduardo Monteiro avançou que o problema deverá ficar resolvido dentro de 30 dias.

Abel Veiga

 

    8 comentários

8 comentários

  1. A cobra branca

    12 de Março de 2015 as 11:10

    Um ano com as maquinas estragadas! Precisam de 50 milhões de dobras e não conseguiram em um ano??

  2. MJC

    12 de Março de 2015 as 12:05

    De facto este é um setor cujo o funcionamento é indispensável num hospital por mais pequeno que seja, e é lamentável que este problema surja logo no hospital central do país. Eu sou profissional de saúde e percebo perfeitamente os constrangimentos que isso causa. Acho que a saúde deve ser prioridade do governo para o bem da nação.

  3. Seabra

    12 de Março de 2015 as 16:32

    Porque estão à espera…um mês? É enorme para um hospital q funciona 24H/24H.
    O governo do Gabriel da Costa devia fazer o necessário para substituir tal lavandaria. O pm PT e os seus “Cipaios”, não se ocupam destes assuntos q toca à população ,porque falta-lhes tempo…viajam,viajam,viajam tanto que nao têm tempo para tratar dos assuntos importantes e urgentes sobre a situação do pais.
    Os dirigentes políticos devem ter o numero de viagens limitadas , controladas , contabelisadas, porque não foram eleitos para viajar apenas, andar nos coquetéis mundanos de ter acesso aos privilégios ,beneficios, prestígio da sua posição etc, sem nada fazer , digo de trabalhar e encontrar soluções concretas aos problemas sociais….do país.
    Imponham o numero de dias exactos, q o pm deve ter presença física em STP , por ano. Por exemplo, pode estar ausente do país STP, 30 dias por ano + umas breves ausencias, quando for preciso deslocar para casos de funeral de um chefe de estado.
    Só assim é que pode-se–à fazer desenvolver o país, poupando estas viagens e estadias inúteis, que dão cabo do BUDGET/orçamento de STP.
    Uns a gozarem, enquanto o povo viva na miséria.
    Já basta . Afinal o pm é eleito para trabalhar e não para “CURTIR” a sua vida numa boa “bifanas sobe e desce….”.
    Nao pode e não será assim.

  4. luisó

    12 de Março de 2015 as 17:22

    E depois gasta-se 250 milhões de dobras para pagar aluguer de avião para PT e seus rapazes irem ao príncipe fazer orçamento de cidadão e não há 2 mil euros para isto?
    Triste, intolerável, incompreensível, sem destino e futuro.

  5. Francis Mekano

    12 de Março de 2015 as 19:45

    O PT e seu governo não vai resolver nada,o país vai afundar cada vez mais…ainda não perceberem que o PT só quer ser presidente? ele já está abertamente em campanha para eleição presidencial do próximo ano…tenho pena do meu povo que brevemente vai compreender que foi enganado pelo PT e ADI

  6. Floli

    13 de Março de 2015 as 8:01

    O Patrice Trovoada tem que viajar menos, gastar menos dinheiro do país com coisas fúteis(orçamento de cidadão)e olhar as prioridades do país. Não se admite que o governo tenha gasto 250 milhões de dobras no aluguer de avião para ele, os seus boys, mulheres, cães, gatos, papagaios, periquitos, irem ao Príncipe passear, enquanto o Hospital Central está com problemas que deve ser prioridade do governo. Ainda por cima estiveram todos instalados em hotel de 4 estrelas.

  7. Justino Matos

    13 de Março de 2015 as 10:32

    Voces sao incriveis. Tambem é culpa do novo governo o estado em que o hospital se encontra?
    A TROIKA que prometeu fazer mais e melhor e durante 2 anos noa foi capaz de resolver este problema nem os outros. O país nunca ha de avançar por causa das politiquices vossas. Temos que ser honestos e coerentes minha gente. Trabalhem e deixem de falar atoa. Bom dia.

    • Seabra

      13 de Março de 2015 as 16:20

      Sr.Justino Matos, você não pode defender o impossível, porque o estado catastrófico em que se encontra o hospital, não data de 2 anos…embora o governo precedente poderia dar prioridade a este assunto hospitalar, de 1 importância capital. Mas, penso que 18 meses foi um pouco apertado(tempo do governo G.Costa ) …mesmo assim podiam fazer melhor.
      Se o PT e ADI foram eleitos é porque o povo acreditou + nele do q no precedente, na sua eficacidade à resolver as dificuldades de STP .
      Já lá vão 5 meses que PT governa e ate hoje nada feito…tem sim, é piorado.
      Em vez de passar o tempo à viajar (por por prazer pessoal) ,deve mas é resolver esta questão do hospital rapidamente.
      Eis o que importa ….e não defendê-Lo estupidamente. Compreende JM?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo