00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

Elias Costa vai ser condenado pela justiça portuguesa

Na última sexta – feira o Tribunal de Aveiro, realizou a segunda sessão de julgamento na ausência do arguido Elias Costa, que pelas últimas informações recolhidas pelo Téla Nón, reside actualmente em Angola.

O Téla Nón prometeu acompanhar o caso Elias Costa e cumpre, até a leitura da sentença marcada para final deste mês de Setembro.

Na sessão de julgamento de 9 de Setembro em que o Tribunal de Aveiro fez as alegações finais, o ministério Público pediu condenação e severa para o cidadão são-tomense, cuja acusação na prática de 8 crimes envolvendo cerca de 2,5 milhões de escudos (antiga moeda portuguesa), foi devidamente provada em Tribunal.

Segundo o Tribunal Elias Costa desviou tal montante quando desempenhava as funções de Secretário-geral da Associação de Cooperação para o Desenvolvimento Sul, sediada em Aveiro.

No julgamento que foi acompanhado pelo Jornalista português Jorge Trabulo Marques, a assistente da acusação exigiu ao Tribunal que fosse decretada prisão efectiva para Elias Costa.

Em Agosto último quando o Téla Nón reportou a notícia do Jornal “Diário de Aveiro” que dava conta da ausência de Elias Costa numa sessão de julgamento, e os contornos da respectiva acusação que sobre ele recaía, o mesmo reagiu numa nota em que acusou o Téla Nón de ter publicado a notícia do Diário de Aveiro, por perseguição política, e por razões financeiras.

Téla Nón desconhece a trajectória política do cidadão em causa, mas talvez para Elias Costa o Téla Nón queria parte do dinheiro que ele desviou em Aveiro. Na mesma nota, o cidadão que segundo o Tribunal de Aveiro deverá ser condenado nos próximos dias, por crimes vários incluindo peculato e falsificação de documentos, prometeu levantar um processo crime contra o Téla Nón, por ter divulgado a notícia do Jornal de Aveiro, que segundo o tribunal local o indicia na prática de delinquência.

Mais recentemente um leitor do Téla Nón enviou para o jornal, uma alegada entrevista dada pelo cidadão procurado pela Justiça Portuguesa, na qual o mesmo apela as “vítimas do Jornal Téla Nón e de Abel Veiga”, para se unirem a ele num movimento de interposição de queixas crimes à justiça são-tomense, e só poderia ser, por alegadas difamações.

Só Elias e os membros do alegado grupo de vítimas saberão que mudanças ocorreram na Justiça são-tomense para só agora, as queixas crimes em cascata poderem ser interpostas.

Na alegada entrevista dada a não sei que jornal é, e publicitada pelos seus alegados comparsas em delinquência, num determinado espaço de facebook, o cidadão que por sinal domina tais artimanhas, acusou o Director do Téla Nón, de ter-se especializado nos últimos tempos em roubo de documentos do Estado, e de tê-los publicado sem devido critério jornalístico. E que os artigos do Téla Nón com base em tais documentos roubados, visavam por em causa o Governo do seu ADI.

Serenamente o Director do Téla Nón aguarda pela queixa-crime do cidadão Elias Costa procurado pela Justiça Portuguesa, e também de todas as outras vítimas por ele convidado para avançarem com  queixas em cascata.

O Director do Téla Nón nunca fugiu e jamais fugirá da justiça são-tomense, e muito menos da sua terra natal, para se esconder da justiça. Isso, mesmo que a sentença venha a ser de pena de morte, caso o código de processo penal são-tomense venha a ser alterado para dar tratamento especial ao Director do Téla Nón.

O Téla Nón convida o leitor para acompanhar detalhadamente o relato do julgamento de Elias Costa na última sexta feira em Aveiro, feito pelo Jornalista português que acompanhou a sessão.

Clique – http://www.odisseiasnosmares.com/…/mp-do-tribunal-de-aveiro…

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Admirado Responder

    Kkkkk, Abel veiga costuma dar chapas com palavras! Aonde ja se viu processar um jornal por dar noticias?
    N mude de assunto porfavor, se o sr e um homen inocente prove a justica portugues, entao ai tera mais que razoes para sequer cogitar a posibilidade de mover alguma acao contra o telanon!
    E ja agora, quem o sr acha que o vai apoiar? Kkkkkkk
    Portugal n e STP, la quem e apanhado paga, veja o caso do socrates!
    Nos de STP, adoramos procurar uma desculpa “perseguicao politica”!
    Meu compatriota, tenha bolas e va se defender em Portugal, quem n deve n teme!
    Abel veiga, nunca lhe vi pessoalmente mas o senhor sozinho faz melhor trabalho que a nossa oposicao toda junta.
    Estamos consigo, e enquanto falar a verdade ninguem o tocara!
    Amem.

    • img
      rapaz de riboque Responder

      com tantos erros se fosse de novo para a escola com bons professores ficava melhor o seu comentário esta cheio de erros e muita falta de assentos, estou a ver que escreve como fala francamente ainda vem ao publico comentar?

      • img
        Admirado Responder

        Ninguem e perfeito!
        Se for preciso ir a escola para melhorar a escrita entao assim o farei um dia, kkkkkk!
        E vamos deixar algo bem claro aqui, eu n tenho nd contra a pessoa em questao, mas isso de atacar o jornal por passar em diante a noticia em e coisa de doidos!
        Segundo, eu comento quando quero e como quero!
        Ha diferenca e que ao contrario de muitos comentadores n chamarei ninguem de ladrao e nem de bandido pois n sou juiz! Mas ameacar o telanon por publicar algo, isso sim e inaceitavel!
        Doa a quem doer!

        • img
          rapaz de riboque Responder

          continuas a escrever com erros, aperfeiçoa-te faz umas cópias, uns ditados, umas redacções não estou criticar mas sim aconselhar para que os que tu criticas não estejam a rir de ti nada mais amigo

  2. img
    manuel costa Responder

    O Elias Costa, vai ser condenado tanto quanto eu pela justiça Portuguesa !…
    Quem é esse Abel Veiga ?… será o mesmo que recebe informações inquinada do apsicopatado e pseudo-jornalista TRABULO ( o homem das canoas )?…
    S.Tomé tem finalmente um novo rumo, e talvez por isso alguns desesperadamente esperneiam …

  3. img
    Kúassa - kúassa Responder

    Será que o cidadão Elias Costa está mesmo em Angola? Dizem que fugiu de lá há mais de 6 anos por práticas semelhantes a que realizou em Aveiro e está sendo procurado com telescopio por um general angolano.

  4. img
    Nosso Dubai Responder

    Com telhado de vidro fino, andou a mandar pedras para cima. E agora Elias?

  5. img
    assino logo Responder

    Informações seguras dão conta de que este LADRÃO, caloteiro,falsificador de assinatura do Presidente de Câmara de Aveiro, criminoso e bandido de Elias Costa irá brevemente ser empossado como Acessor para assuntos económicos do 1° ministro Patrice Trovoada.
    Inclusive já é possuidor de um passaporte diplomático que lhe foi atribuído pelo próprio governo. Fugiu de Angola por ter dado um calote a um General e encontra-se neste momento em LIBREVILLE,Gabão.
    É assim vai o nosso STP, protegendo bandidos corruptos.
    Aliás quem deveria ter exemplos para dar também não os tem.
    STP sempre a subir.

    • img
      manuel costa Responder

      …muitos dos que aqui comentam, irão ouvir falar do Elias, só que nessa altura se arrependerão e mudarão o discurso!…esperem para ver. Toda a conversa inquinada será engolida com um travo amargo, que como ao contrário da “água tónica” não aprenderão a gostar…

  6. img
    António Santos Pedro Responder

    Sinceramente. Estes gajos são iguais a chefes deles. São todos bandidos. O tempo vai tomar conta deles.

  7. img
    VM Responder

    Não há dúvidas de que S. Tomé e Príncipe tem um novo rumo. O empossamento de Evaristo Carvalho a presidente foi o culminar de um ciclo de consolidação desse novo rumo. Um rumo em que vale tudo pelo poder, mas ao contrário dos outros que às vezes disfarçavam, os donos deste novo rumo promovem abertamente a delinquência, onde os arruaceiros, criminosos e devedores da justiça são indicados para altos cargos na maior das calmas e à vista de todos. São assessores caloteiros, assessores a conta com a justiça, assessores criminosos, etc. Mas também, quando o próprio chefe do governo andou foragido da justiça do seu país, tendo regressado apenas e só para ganhar eleições e se escudar do processo, e a coisa evolui como se o processo nunca tivesse existido, o que esperar? E se foi esse mesmo chefe de governo que “elegeu” o presidente do País, é natural que o presidente tem de deixar algumas vagas para serem preenchidas pelos delinquentes afectos ao chefe do governo. Princípios como a honra, a moral, a ética, deixaram de fazer parte do vocabulário. O argumento até passou a ser: porquê que temos de ter princípios se os outros também não os tinham? Ou seja, é o nivelamento por baixo. Gente rasca. Mas nada disso interessa agora. O povo é quem mais ordena, e se o povo elegeu (com batota ou não, com mais corrupção ou não), então que aguentem todos sem bufar, pois se ninguém foi capaz de travar a podridão, então têm todos de ser capazes de sobreviver com ela.
    Péna çá anzu Dêçú…
    VM

  8. img
    Jorge Trabulo Marques Responder

    Elias Costa, uma vez mais não compareceu no Tribunal de Aveiro, na passada Sexta-feira, dia 9 de Setembro, para se defender ou fazer valer as suas razões, antes optando por fabricar falsos argumentos – Uma oportunidade desperdiçada na sessão das alegações finais – Preferindo continuar com a sua imaginação de hábil falsário a trabalhar – Fez publicar nas redes sociais um texto, totalmente inventado pela sua imaginação, http://www.interlusofona.info/aleg_ec.php para, junto da opinião pública, baralhar as alegações que foram produzidas no Tribunal de Aveiro, na manhã de 9 de Setembro,, em sessão pública, e com a presença do coletivo de juízes, um funcionário judicial e, tendo como público assistente, apenas duas pessoas: dois jornalistas: eu próprio e o jornalista Noticias de Aveiro, que, ainda na manhã desse mesmo dia fez publicar este artigo on line (…) “O ex-secretário¬- geral da SUL ¬ Associação de Cooperação para o Desenvolvimento, julgado em Aveiro por alegado desvio de 20 mil euros, há 16 anos, remeteu ao tribunal vários documentos, incluindo uma entrevista, em sua defesa. (…) A ex¬companheira, também arguida, vai ser julgada em separado por estar em paradeiro desconhecido. Nas alegações finais, a Procuradora do Ministério Público deu como provado que o arguido e então esposa abriram uma conta “ao arrepio da direção, embora aproveitando uma ata” que o poderia permitir. Assim como o desvio de quantias de subsídios entre 1999 e 2000, “que utilizou em proveito próprio”. Dinheiros que serviram para despesas pessoais, entre outras, em gastos com oficina do carro, alojamento, óculos, restauração e viagens. “Foi gasto em despesas privadas do casal”, disse. O MP deu como provada também a apropriação de objetos e uma falsa campanha de fundos para Timor http://www.noticiasdeaveiro.pt/pt/41068/mp-pede-condenacao-de-exsecretariogeral-da-sul-pelo-desvio-de-fundos/

    É extenso o rol de desvios e habilidades de Elias de Jesus Ferreira dos Santos Costa, pormenorizadamente expostas num processo de mais de 2000 páginas que vão muito além dos 20 mil euros citados pela imprensa, – avultadas somas de dinheiro usado para seu uso pessoal e da então sua companheira, Estelle Michel Sophie Perin, com a qual vivia em comunhão de facto, como se sua verdadeira esposa se tratasse, que lhes permitiram fazer vida faustosa e várias viagens, além da apropriação de diverso equipamento e objetos da Associação – Isto por força das funções que desempenhava na Comissão Executiva da SUL – Associação de Cooperação para o Desenvolvimento, só em dinheiro, subtraído em cheques, num total de 2.496.170$00 – Tudo concertado, com a sua companheira, pelos arguidos, segundo reza o processo, de comum acordo e em conjugação de esforços. Tendo chegado a falsificar a assinatura do Presidente da Câmara de Aveiro e o carimbo branco, assim como, entre outros documentos, uma declaração alegadamente subscrita pelo Ministro da Administração Pública e do Trabalho da República Democrática de S. Tomé e Príncipe
    A titulo de exemplo, veja-se só este episódio: “assim que assumiram as funções da “SUL” – Associação de Cooperação para o Desenvolvimento, retiraram das instalações daquela associação diversos objectos, que tinham na sua posse e dos quais tinham efetiva disponibilidade em virtude das funções que exerciam a tempo inteiro, na Comissão Executiva (…) um computador portador portátil, marca ASCER (…) uma impressora laser e respetivos cabos de ligação, trinta e sete CDs áudio, documentação diversa e dez sacos contendo tendas de campismo – Bom, mas isto é uma gota de água, comparado com outras descrições – E o mais surpreendente é que, Elias Costa, em vez de se apresentar em Tribunal e apresentar desculpas à acusação, pelos seus erros, não cessa de fabricar falsos álibis, de caluniar e inventar alegados subterfúgios.

    • img
      manuel costa Responder

      …”O HOMEM DAS CANOAS” Psicose delirante a precisar de ser compensada!…
      Vergonha das vergonhas, inventor de histórias, perfil de um personagem com atividade delirante…
      …ai Trabulo Trabulo que percorres pedaços de maus caminhos!…
      quem sabe um dia, o Elias se transforma em Golias, e nem em cima de uma canoa haverás de te salvar !…

    • img
      manuel costa Responder

      …Trabulo, computador de marca “ASCER” não existe…inventa outra !…

  9. img
    juvencio amado d'oliveira Responder

    Bom dia a todos os comentadores. Sinceramente não entendo o porquê de tanto gosto em ver um santomense na cadeia. Certamente que os comentadores têm sua razão para odiarem o tal cidadão. Os comentários, que falam quase sempre contra o referido cidadão, anota-se que há uma picada de referência ao governo e indica quase sempre, uma relação entre o referido cidadão e o governo. Mas será? Isso, explica o ódio dos comentadores.

    • img
      Dá Vontade de Rir Responder

      Isto até dá vontade de rir. Se as pessoas andam a dizer que existe corrupção em S.Tomé, que os políticos são corruptos e devem ser presos e há até quem diz que deveriam ser mortos porque isto é um cancro que está a dar cabo do país, aparece agora o senhor Juvencio a dizer que as pessoas têm gosto em ver um santomense na cadeia. Isto é uma brincadeira. Ou o senhor Juvencio também é um ladrão e corrupto e acha que as pessoas com este perfil não devem pagar pelos seus atos? Se ele roubou é o tribunal que deve chegar a esta conclusão e ele deve pagar pelos seus erros. Se o senhor Juvencio acha que as pessoas que roubam não devem pagar pelos seus erros então é melhor vivermos num mundo sem tribunal onde cada um faz o que lhe bem apetecer inclusivo matar pessoas. Onde é que está ódio senhor Juvencio? Por acaso alguém que comenta neste espaço é juiz lá em Portugal? Que eu saiba não. Se o senhor é inocente acho que ele deve ser ilibado e exigir uma indeminização por danos causados. Onde é que existe perseguição neste caso. Alguém mandou o senhor Elias fazer a asneira que ele fez?

      • img
        juvencio amado d'oliveira Responder

        A verdade é que qualquer posição sobre o assunto, penso que só pode ser depois do julgamento. Mas parece que a posição sobre o indivíduo já está assumida, mesmo antes do julgamento. Para mim não parece ser normal.

  10. img
    Fernado Mascarenhas Coelho Responder

    Eu não conheço este senhor, Elias Costa, nem sei quais são as ideias que ele defende nem nada. Mas o que eu não percebo, por mais que eu pense, é que se é verdade que este senhor fez o que fez, aldrabou pessoas, praticou factos que estão, neste momento, no domínio do julgamento judicial em Portugal, qual é a razão de ele aparecer todos os dias com panfletos a querer contrariar estes mesmos factos que dizem que ele cometeu. Ele deveria esperar pela decisão judicial que deve estar para breve e na eventualidade dele sair sem qualquer acusação ele poderia fazer uma festa e anunciar que ele é inocente. Fazendo como ele tem feito até parece que se trata de uma pessoa que está em estado completo de negação e não tem a mínima ideia e responsabilidade dos seus actos. Deixe o tribunal atuar e só depois considere-se inocente. Eu não vejo a necessidade deste senhor andar a dizer todos os dias que ele é inocente, que estão a persegui-lo e no entanto o tribunal eventualmente chegar a uma conclusão completamente diferente. Se isto acontecer eu vou acreditar em quem? No senhor Elias Costa ou no Tribunal de Portugal? E se assim acontecer qual é a necessidade do Tribunal de Portugal querer perseguir senhor Elias Costa? Isto é um autêntico estado de negação que já parece uma doença grave.
    Para além disso ainda existem pessoas que acreditam que se trata de uma perseguição e ódio. O tribunal de Portugal vai ter ódio e perseguir o senhor Elias Costa porquê? Eu juro que não percebo isto.
    Dizem que o senhor em causa tem um currículo invejável nesta matéria que já fez o mesmo em Angola e noutras partes do mundo. Não posso afirmar isto porque não sei se ele também foi julgado em Angola. Daqui a pouco vão dizer que o governo Angolano também está a perseguir o senhor Elias Costa. É que já são muitos casos em relação a este senhor para se andar a culpabilizar os outros que são vítimas e andar a dizer que o corrupto é que é vítima. Por favor tenham dó não é!
    Se o primeiro-ministro Patrice Trovoada quer colocar o homem como o seu assessor que o faça com toda a liberdade. Quem sou eu para questionar esta nomeação. Só que há um ditado que eu não posso esquecer: diz-me com quem andas dir-te-ei quem és!
    Fui
    Fernando Mascarenhas Coelho

  11. img
    juvencio amado d'oliveira Responder

    A verdade é que qualquer posição sobre o assunto ou sobre o indivíduo, penso que só pode ser depois do julgamento. Mas parece que a posição sobre o indivíduo já está assumida, mesmo antes do julgamento. Para mim não parece ser normal.

  12. img
    Fernando Responder

    Senhor Juvencio Amado d´Oliveira. Isto acontece sempre num meio democrático, onde existe rádio, jornais, televisão etc. Quantas vezes este senhor Elias Costa não andou a dizer que o presidente Pinto da Costa é corrupto, que roubou, que fez assado ou cozido? O senhor deve ter ouvido este senhor a dizer estas coisas, ou não? Eu nunca o ouvi a dizer que o comportamento deste senhor para com o ex-presidente da república era reprovável até pelo facto do ex presidente da república não ter sido julgado nem condenado sobre qualquer processo relacionado com corrupção ou ladroagem. O senhor que nunca disse nada sobre o comportamento deste senhor em relação ao ex-presidente da república, agora acha que não parece normal as pessoas condenarem na praça pública alguém que está a ser julgado num tribunal sobre eventuais crimes que praticou. É também por isso que o nosso país não avança. Quando nos toca, a gente acha que “não parece normal”. Quando não nos toca a gente finge que não é nada connosco. a, contudo, a diferença entre aquilo que se diz deste senhor Elias Costa e aquilo que o senhor Elias Costa diz de outras pessoas, incluindo do senhor ex presidente da república é que o senhor ele está indiciado e a ser julgado neste momento e que eu saiba o ex-presidente da república não está indiciado nem a ser julgado neste momento por crime nenhum. Além disso eu nunca vi o senhor Juvencio a se incomodar com ataques a vários políticos nacionais que eram condenado na praça pública com acusações de actos de corrupção.Porque razão o senhor aponta as suas baterias só para defesa do senhor Elias Costa? Quantos políticos já foram acusados na praça pública cá em S.Tomé sobre ctos de corrupção e eu nunca ouvi senhor Juvencio a dizer uma palavra reprovando esta conduta de populares. O seu sentido de isenção ou de moral é muito parcial.
    Fui
    Fernando

Deixe um comentario

*