Destaques

Centro de Saúde da Trindade inaugurado para ser lição

O novo Centro de Saúde da cidade da Trindade, vai garantir assistência médica, a população do distrito de Mé-Zóchi o segundo distrito mais populoso do país. O Primeiro-ministro Patrice Trovoada que inaugurou o centro de saúde reabilitado, destacou vários erros cometidos ao longo de 3 anos. Tempo que demorou as obras de reabilitação do centro de saúde.

A construção de mais um piso, mudou a estrutura do antigo edifício construído na era colonial.   Agora está composto por duas enfermarias, salas para saúde reprodutiva e de reunião, e uma unidade de maternidade.

A obra de construção foi lançada em Abril do ano 2014, ainda sob a vigência do anterior governo de Gabriel Costa. Estava orçada em 5 mil milhões de dobras, cerca de 205 mil euros.

hospital TRindaSó ficou concluída em Outubro de 2017, e com um orçamento duplicado cerca de 410 mil euros. «Estamos em Outubro de 2017, este centro acabou por custar cerca de 10 mil milhões de dobras. Erros nos projectos, erros nos orçamentos, problemas na de execução….espero que esta experiência sirva como um caso de reflexão na nossa administração pública e termos de execução de projectos», referiu o primeiro-ministro Patrice Trovoada.

Mais vale tarde do que nunca. 3 anos depois os cerca de 45 mil habitantes do distrito de Mé-Zochi, beneficiam de um centro de saúde. Agora faltam os apetrechos. «Todos os equipamentos ainda não estarão no lugar. Espero que dentro de 3 meses os apetrechamentos completos estarão instalados», sublinhou o Chefe do Governo.

O pessoal clínico que nos últimos 3 anos, prestava assistência ao público numa pequena residência, considera que a qualidade do serviço vai melhorar. «Nós vamos poder fazer muito mais reter aqui os pacientes e atender as necessidades básicas de saúde», afirmou Amadeu Maia, Delegado de Saúde do Distrito de Mé-Zochi.

Segundo o delegado de saúde do distrito de Mé-Zochi, o novo centro de saúde da cidade da Trindade, vai contribuir para reduzir a pressão sobre o Hospital Central Ayres de Menezes localizado na capital São Tomé.

Abel Veiga

 

    10 comentários

10 comentários

  1. Chang de Taiwan

    17 de Outubro de 2017 as 1:48

    Tawan merece um agradecimento.

  2. Martinho Tavares

    17 de Outubro de 2017 as 9:22

    Os nossos amigos, chineses, do continente ou insulares merecem sempre os nossos agradecimentos quando nos fazem bem. E neste caso concordo com agradecimentos aos taiwaneses. Muitos foram ingratos com os chineses continentais e hoje são-nos o melhor amigo e se esqueceram não devemos ser ingratos com aqueles que nos fazem bem. Um dia, e acredito que não seja por muitas décadas, teremos a feliz notícia que realmente haverá uma só, real,ainda muita maior e próspera China.Está a aproximar-se o dia que a realidade económica e social se sobreporão a política e a grande família desavinda se ajustarão para o bem da humanidade.

    • Chang de Taiwan

      18 de Outubro de 2017 as 2:25

      A relação Taiwan com A China, é como STP com Angola. STP seja pequena, mas não vai ser um dia um provincia da Angola. Taiwan seja menor que a China, mas nunca foi, agora não é e também não vai ser um dia uma parte da China. Taiwan não é China! (Taiwan não é pequeno com 23 milhões de população e 36,000 km quadrada de terretório, 17º maior pais no comércio, 19º maior força militar…)

  3. fala verdade

    17 de Outubro de 2017 as 9:30

    É uma obrigação e deveres do Estado para com povo e o direito do povo ter uma saúde, educação infraestrutura e muito mais em condições e não só e depois para exigir de povo os pagamentos. Só em STP que as obrigações e deveres de Estado para com povo e vice-versa é um luxo e muito bobo. Porque este povo é muito parvo e burrrrrrrrrrrrrrrrrrro de mais. Força STP

  4. ADELINO DOS SANTOS

    17 de Outubro de 2017 as 10:31

    Os políticos são ingratos Temos que dar parabéns a Nelson Carvalho

  5. Abrão Ceita

    17 de Outubro de 2017 as 17:52

    O Téla Nón é fantastic

  6. Abrão Ceita

    17 de Outubro de 2017 as 17:58

    isso é optimo
    se terem mãos de obra medicas, equipamentos e medicamentos suficiente; o problema de saúde em Trindade será resolvido

  7. Martinho Tavares

    18 de Outubro de 2017 as 11:10

    Não tiveram ataque de amnésia. Se esqueceram propositadamente do antigo Presidente da Câmara, Nelson Carvalho, do Antigo Primeiro-Ministro, Gabriel Costa, do Antigo Ministro da Saúde e do Governo de Taiwan. É a imagem de marca da forma são-tomense de fazer política. Na hora de propaganda tudo se esquece e tudo se lembra. Esquece-se daqueles protagonistas que aos olhos dos novos arautos da verdade parecem ofuscar a luz da ribalta destes e se lembram apenas e só dos que acreditam piamente aumentar o foco dos ganhos políticos. São efêmeros e de visão a curto prazo. Não se lembram que um dia a história nos julgará a todos. Bem haja.

  8. Tony

    18 de Outubro de 2017 as 17:47

    Vamos ser realmente honestos, cerca de 3% do orçamento de estado.

    Muito obrigado Taiwan.

    Fui

    • Chang de Taiwan

      19 de Outubro de 2017 as 2:03

      Obrigado Tony,

      Honestidade é o base de ser humano. Um homen honesto, seja rico, seja pobre, seja político, seja o povo normal…pode ganha respeito.
      Sem honestidade, o dezenvolvimento é falso…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo