Boas Novas

O TN anuncia a Boa Nova, os membros do XV governo declararam os seus bens, depositando as declarações no STJ.

Gabriel Costa e o seu governo anunciam com este gesto um comportamento nunca visto em STP inaugurando uma verdadeira mentalidade de quem quer passar das palavras aos atos, dando início ao processo de transparência, tão necessário à credibilização da política e dos membros do governo, numa declarada atitude de conformidade com a magistratura de Pinto da Costa. È um primeiro passo, mas tão grande como os grandes saltos da campeã santomense.

È obra, e de grande Homem, de coragem, pois em muitos países por este mundo fora, tal não tem sido possível. Deve, por isso, merecer o nosso generalizado aplauso e deste modo, saem reforçadas todas as futuras ações de combate pela transparência, como sejam o urgente reforço da legitimidade e credibilidade da justiça, o combate à cancerosa, lenta e devassa administração do estado, onde grassa a pequena, mas insidiosa corrupção, que no conjunto delapidam os nossos parcos recursos financeiros.

Para este controlo e combate o Tribunal de Contas tem dado um excelente contributo, com as suas exaustivas auditorias às contas do estado e seus organismos, sem que infelizmente, o sistema judicial, magistratura do MP e juízes tenham até agora sido capazes de resolver, deixando os relatórios das auditorias adormecer nas gavetas, sem consequências devidas para a arrecadação das verbas desviadas e mal utilizadas e sem punição dos responsáveis.

Urgente aproveitar este gesto para dar inicio à reforma da administração pública e do sistema judiciário.

Outra Boa Nova, que o TN nos trás é a abertura pública da TVS a uma das mulheres mais cultas e competentes na área da comunicação, do social e das letras, a poetisa São de Deus Lima, mulher esclarecida e de grande pujança cultural, alinhada unicamente com a sua cultura, europeia e africana, com a sua argucia e poder argumentativos, que tolhida prematuramente na sua caminhada por obscuros e politiqueiros propósitos, volta agora à luz que dela irradia e nos acolhe a iluminar as ideias, Boa Sorte São, porque agora Deus Lima as arestas do teu caminho.

Sem debate de ideias grassa o obscurantismo, onde se não discute abertamente os problemas sociais, falta a informação e o esclarecimento e falha a democracia e onde falha a democracia, grassam as posições musculadas de “parvos” ditadores de pacotilha, de juízes não denunciados e políticos corruptos de todo o género de iluminados que obscurantizam gerações.  E bom saber que estes fantasmas serão agora banidos para os mundo das trevas, pois creio terem sido dados sinais de uma nova era.

Bem Hajam os Santomenses de Bem.

Carlos Semedo

Notícias relacionadas

  1. img
    wildyley vanduem Responder

    Meu caro Dr. Semedo, recordo-lhe, sim. Talvez pela falta de informação e espero que seja; de igual modo, uma homenagem ao Dr. C. Grazça que precisamente hoje,deixou o mundo dos vivos. A verdade seja dita, a sua afirmação não correcta quando se refere tratar , de primeira vez, que governantes declaram seus bens ao Tribuanl. O Primeiro a faze-lo no nosso pais, recordo e bem, foi Dr. Carlos Graàça em funçes como Primeiro-Ministro de STP. Mt obgd.

    • img
      zuchi dletu Responder

      Caro Vandunem, aqui registo com agrado a informação e comungo da homenagem a um Santomense impar o Dr Carlos Graça. Mais satisfeito fico por o Dr Gabriel Costa ter seguido o Bom exemplo de governação transparente

  2. img
    Vladimir Responder

    Belo artigo do Carlos Semedo.
    Já estranhava a sua ausência. É verdade, Carlos Graça foi o primeiro político a declarar os seus rendiimentos, mas o seu governo nao seguiu o seu exemplo.
    cumprimentos e volte sempre.

  3. img
    Ledji milondó Responder

    Esperemos que isso não seja uma forma de fazer verbo encher,que na realidade respeitem o bem público, o bem de todos nós,com transparência zelo e dedicação.

  4. img
    JOAO ALMEIDA Responder

    Caro Vladimir. Concordo plenamente consigo.
    o senhor Vanduem esqueceu-se desse pequeno detalhe.«O SEU GOVERNO NAO LHE SEGUIU O EXEMPLO». BEM DITO

  5. img
    raposo Responder

    O bano, embora para mim um dos responsaveis pela situação desse país, justiça seja feita foi outro que se seguiu ao Dr Carlos Graça na declaração dos seus bens

    • img
      I Responder

      Rafael Branco também declarou os seus bens. O problema não é declarar, a questão é quem irá controlar se o governante no exercíciomdas suas funcões teve enriquecimento ilícito.

Deixe um comentario

*