Cultura

África garante futuro da língua portuguesa

Nos próximos 50 anos, África será o continente que terá maior número de falantes da língua portuguesa. No dia mundial da língua portuguesa, 5 de Maio, a escola portuguesa de São Tomé e Príncipe organizou uma celebração, que permitiu aos alunos conhecerem o valor histórico, económico, e cultural da língua que tem mais de 700 anos.

A língua portuguesa venceu as águas do mar, e espalhou-se pelos 4 cantos do mundo. Uniu povos e culturas da América Latina até o continente asiático.

Com 260 milhões de falantes, os alunos da escola portuguesa de STP, ficaram a saber que a língua portuguesa é a quarta mais falada no mundo.

Uma língua que tem futura. «Estima-se que em 2050 serão quase 400 milhões, que em 2100 serão mais de 500 milhões os falantes de português. Será certamente no continente africano que se registará o maior aumento do número de falantes…. Face a esta dimensão mundial da língua portuguesa a sua promoção e celebração será inevitável…», declarou o embaixador de Portugal Rui Carmo.

Os alunos tomaram conhecimento que a língua que é mais falada no hemisfério sul do planeta terra é rica também em recursos naturais.

«Os países de língua portuguesa representam 3,6% da riqueza total do mundo.  5,48% do global das plataformas marítimas, 16,3 % de disponibilidade global de reservas de água doce…», acrescentou o embaixador de Portugal.

Conceição Lima e  Albertino Bragança dois nomes santomenses de destaque na  literatura em português, juntaram-se a celebração do dia mundial da língua portuguesa.

Do seu livro de poesia “ O Útero da Casa” Conceição Lima recitou o poema “A CASA”.

O leitor pode escutar no registo áudio :

Poemas de escritores de quase todos os países de língua portuguesa, foram recitados pelos alunos e alunas da escola portuguesa.

A Ministra da Educação e Ensino Superior Julieta Rodrigues, marcou presença para prometer mais trabalho e empenho na preservação da língua oficial, que é casa de todos.

«É nossa preocupação encontrar formas para fortalecer a qualidade de ensino da língua portuguesa nas escolas. ..Bem como criar mecanismos para estimular a leitura como instrumento indissociável a promoção da qualidade da escrita. Em suma falar e escrever correctamente o português», pontuou a ministra.

Orientados por um professor, os alunos da escola portuguesa fecharam a celebração com música. Um hino da escola, cantado e ritmado pelo som da flauta, que é um dos instrumentos mais utilizados pelos alunos nas aulas de música.

Abel Veiga

    1 comentário

1 comentário

  1. Nuno Menezes

    6 de Maio de 2021 as 7:33

    Futuro do proprio fruto proibido

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo