Desporto

Entrevista Com Silva

Com vinte e quatro anos, Silva, natural de São Tome e Príncipe deu um passo em frente na sua carreira. Depois de ter representado o Nogueirense do Distrital do Porto, onde teve prestações muito afirmativas assinou com o Padroense da 2ª divisão de Portugal, zona norte. O atleta de 24 anos tem vindo a distinguir-se com exibições coloridas e que tem ajudado o seu clube na prova.

Posso vir a ser uma mais valia para São Tomé e Príncipe

Vasco Antão
Fala-me do teu percurso desportivo desde que começaste a jogar futebol até agora?
Comecei a jogar no Salgueiros com 16 anos, depois fui para o Sport Progresso ainda com 16 anos e fiquei por lá  durante 4 temporadas. Representei o Infesta com 20 anos, voltei para o Sport Progresso de novo com 21 anos e fiquei por lá durante duas temporadas e subi de divisão. Fui representar o Nogueirense aos 23 anos e por fim, com 24 anos estou no Padroense.

Jogaste em algum clube em São Tomé e Príncipe?
Infelizmente, não.

No Padroense qual é o objectivo do clube?
O nosso objectivo passa por subir de divisão.

Já marcaste golos no Padroense? És importante na manobra ofensiva da equipa?
Já marquei golos no Padroense e tenho a noção que estou a ser importante na equipa.

Sentes que podes ser uma das grandes esperanças dos futebolistas de São Tomé e Príncipe?
Se sou eu não sei. Nunca fui chamado a selecção de São Tomé e Príncipe. Não posso dizer que sou sim. O que posso dizer é que posso vir a ser uma mais valia para o nosso pais, se quiserem aproveitar a nossa experiência.

A par do Luís Leal do Estoril e do Jony do Caniçal, tu a jogar no Padroense são os jogadores de São Tomé e Príncipe que mais visibilidades dão ao pais?
Sim. Claro. Lamento que não representamos a nossa selecção de São Tomé.

Sempre jogaste a avançado ou podes efectuar outras posições?
Não. Eu posso efectuar muitas posições e sou por isso polivalente.

Acompanhas os campeonatos de São Tome que regressaram depois de paragem?
Infelizmente, não.

Em teu entender existe evolução dos jogadores de São Tome e Príncipe?
Sim, existe evolução, mas falta oportunidades de virem jogar em Portugal.

O que falta para termos mais atletas de São Tome Príncipe nos campeonatos portugueses?
Não sei. Mas talvez os métodos de trabalho de São Tomé não sejam os melhores para os atletas e podem evoluir sempre mais. Acho que os jogadores que estão a jogar no campeonato português se fossem para a selecção de São Tomé e Príncipe  iriam ajudar, outros atletas a aparecer e dar nas vistas em outros campeonatos, não só o português..

Alguém da Federação de Futebol de São Tome e príncipe já te contactou para poderes representar o teu pais?
Infelizmente não.. E é uma pena, porque agora tenho a nacionalidade portuguesa e quem sabe posso ser chamado a selecção portuguesa.

Estavas disponível para representar a tua selecção?
Para representar a minha selecção é claro que estou disponível.

Tens acompanhado o que se passa em São Tomé e Principe?
Tenho sim.

Tens saudades da tua terra, São Tome e Principe?
Tenho muitas saudades de São Tomé e Principe.

Nasceste aonde em São Tomé e Príncipe?
No hospital. Estou a brincar.. Sou de Lobata, fruta-fruta.

DADOS DO ATLETA

NOME COMPLETO-  Ludgerio de Almeida Santiago da Silva

DATA NASCIMENTO- 14/08/1986

NATURALIDADE – São Tomé e Príncipe

ALTURA – 1.77

PESO – 75

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo