Desporto

Selecção Nacional está na Praia em busca da glória

A selecção nacional deixou na tarde desta quinta-feira,11, o país, com destino à Cabo-Verde, onde jogará este sábado, 13, para abertura do Grupo F de apuramento rumo ao CAN-2017, diante dos anfitriões.

ALB_0214Já se encontra em Cabo-Verde, a selecção nacional, que no próximo dia 13, travará o duelo de titãs com os “Tubarões Azuis ”, na abertura de qualificação para o CAN 2017.

Antes da partida, a caravana de quase três (3) dezenas pessoas, chefiada pelo presidente da federação, Domingos Monteiro, foi recebida no palácio presidencial, pelo Presidente da República, Manuel Pinto da Costa, que desejou muita sorte a selecção nacional.

A saída do encontro com o presidente da República, Domingos Monteiro falou à Tela non que, a selecção parte muito confiante, não obstante do poderio do adversário

“Partimos muito confiantes para esta batalha, não obstante do poderio de Cabo-Verde. Sabemos que Cabo-Verde é uma boa selecção, mas o resultado do futebol só é conhecido depois dos 90 minutos. Somos guerreiros, e guerreiros têm que lutar até o último segundo, para defender a sua pátria”.

Por outro lado, Monteiro frisou que, vão partir triste com as empresas, onde fizeram o pedido de apoio, e não lhes abriram a porta, mas deixou bem patente os agradecimentos as que abriram a porta para o conjunto nacional.

Gil Vaz

    2 comentários

2 comentários

  1. REalista

    12 de Junho de 2015 as 18:01

    Este Duelo n~~ao ´´e de Titas, mas sim de Golias contra David.

    Muita força e coragem acrescentando muita determinaç~~ao a nossa Seleçao.

    Boa Sorte

    Resultado: 2-1 a favor de STP

    Viva a Nossa Seleçao o nosso Futuro ´e Futebol

  2. Carlos MENEZES - cabe Angola - batepa

    14 de Junho de 2015 as 11:02

    Eu não queria estar na pel do presidente da federação santomense
    1 – devido a sua origem ele e filho de cabo – verdiano
    2- fala melhor o crioulo de cabo – verde ,melhor que o nosso crioulo .
    3- seja qual for o resultado eu vai ficar feliz
    4- vai ser muito bom rever os parentes e comer uma boa cachopa
    Ou seja vai estar em casa olha um dos problemas de s. Tome e principe e quem si identifica realmente como santomense por falta de privilegio e oportunidades todos os santomenses que estão fora do pais a vários anos procuram a nacionalidade do pais acolhedor ou maioria . Mais ai esta a questão come banana , fruta pao e calulu etc. Os filhos de cabo – verdianos que nascem em s. Tome não querem nunca ser santomense nem ter os seus costumes ,ate dizem que o foro e preguisouso . Morar da história quem não tem identidade cultural de s. Tome e principe não pode ser dirigente vai representar mal o pais . Mudamos de panela , mais o tempero e sempre o mesmo .eu não fasso fofoca falo e escrevo o que mi vai na alma sei que soo polemico mais e assim ser santomense nunca de outra maneira era falso e mentiroso uns pensão e não falao para não serem apontados . Temos que ver exemplo de alguns paises que filho de imigrante si torna um grande político e rouba todo dinheiro e coloca no pais dos avos , ou seja no seu pais de coração . Estou de olho

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo